Google

Translate my page Google

12 de ago de 2014

Ebola? Vitamina C e cama.

Dragão uma palavra mística, mitológica?
Do latim draco, que se relaciona com o verbo grego derkomai, significa "ver".

O Dragão é aquele que consegue enxergar a sua presa a longa distancia. Ele está sempre de olho em possíveis vítimas e se você não o ... ele não existe, o que torna as coisas muito mais fáceis para esse caçador sanguinário.

Mas o que talvez você não saiba é que a visão do dragão não é lá muito nítida como nos fazem acreditar. Ele recebe a informação da possível “presa” por vibrações, freqüências que chegam até seu sistema nervoso. Essas vibrações são densas, encorpadas, pesadas, contendo um cheiro forte de MEDO, pavor, um temor que torna a localização dessa caça muito fácil para esse predador espiritual.

Dr. Eric Pianka causou sensação numa reunião da Academia de Ciências do Texas em 2006 numa apresentação de 45 minutos onde descreveu sobre crimes ecológicos da humanidade, um evento de extermínio que deixará apenas uma pequena fração dessa civilização moderna pra contar história. Temas “apocalípticos” que tiram o sono de qualquer cristão.

Ele afirma que 90% da civilização da Terra será dizimada por vírus, no caso o mais temido deles, o Ebola. Após seu discurso centenas de membros da Academia de Ciências do Texas levantaram-se e aplaudiram de pé o discurso do Pianka que dizia categoricamente: "Cada um de vocês que conseguir sobreviver terá que enterrar nove" – disse Pianka.

Um dragão já farejando alguma coisa?

O sono da morte não cessa – estão recolhendo os escravos para outro ciclo. A Polícia de uma cidade Chinesa registrou 893 casos de “síndrome de morte súbita noturna” inexplicável a partir de janeiro de 2001 a outubro do ano passado (2013). Esse resultado é o triplo dos casos registrados após janeiro de 1990 a dezembro de 1999 – que foram de 231mortes.

Essa “síndrome” é principalmente observada nos países do Sudeste Asiático, incluindo Tailândia, Vietnã e Filipinas. Não se sabe por que um número alarmante de jovens trabalhadores sem histórico de problemas de saúde amanheceram mortos.

Mais de 80% das 328 pessoas que morreram em 2001 e 2006, por exemplo, estavam na faixa etária entre 21 e 40 anos. Sendo que 9 em cada 10 vítimas eram do sexo masculino, de acordo com a análise.

Não encontraram nada nas autópsias, nenhuma “doença” potencialmente fatal ou lesão ou envenenamento que justificasse esses eventos. Relatos indicam que essas pessoas experimentaram uma dificuldade súbita em respirar antes da morte – é tudo que eles têm para nos dizer.

Esse Sincromisticismo é que mata...

The Hot Zone:
"O primeiro capítulo de The Hot Zone é uma das
 coisas mais horríveis que eu já li em toda a minha vida"
Stephen King

A Aterrorizante história (não ficção) do livro de 1994 de autoria de Richard Preston que se tornou best-seller narra as origens e os incidentes envolvendo as febres hemorrágicas virais, particularmente vírus ebola que dizimou a população americana.

Além de descrever a história das doenças causadas por estes dois vírus da África Central - os vírus Ebola (EVD) e Marburg (MVD) - Preston descreve em detalhes o incidente de uma história verídica que ocorreu em 1989 em que uma equipe especial da Swat é chamada para conter um vírus assassino que exterminou toda a população de macacos de um laboratório de pesquisas em Reston, Virginia, a menos de 24km de distância de Washington, DC. As instalações Reston (originais) envolvidas neste incidente real, foram posteriormente demolidas em algum momento entre 1995 e 1998. 

Ebola ressurgiu no Zaire em maio de 1995, matando cerca de 250 pessoas. O filoviruses Ebola (EBOV), vírus Sudão (SUDV), vírus de Marburg (MARV) e vírus Ravn (RAVV) - são agentes de Nível de Biossegurança 4 - extremamente perigosos para os seres humanos porque eles se propagam rapidamente com uma alta taxa de letalidade sem um “antídoto” ainda revelado para a humanidade.

No livro, tudo começa quando um avião vindo das Montanhas da África traz um passageiro para os Estados Unidos carregado de vírus Ebola, uma verdadeira bomba virótica. Segundo o texto do livro de Preston, o vírus Ebola matava 9 em cada 10 de suas vítimas de forma rápida e agonizante. “Ebola faz em dez dias o que é preciso HIV dez anos para realizar", escreveu Richard Preston no livro.

O filme que seria lançado em 2002 - especificamente sobre esse texto - “The Hot Zone” - por algum motivo nunca saiu do papel. Um Best Seller deste tão forte simplesmente ignorado? Por quê? Seria porque algo maior pudesse ser adicionado a esses elementos “viróticos” com mais dramaticidade chamando a atenção para outros eventos dos quais não nos demos conta... ainda?

Sincromisticismos à parte, quem viu o filme “Guerra Mundial Z” com o Brad Pritt (cola mesmo) tentando salvar a humanidade da ameaça global de um “vírus” terrível, que além de deixar o Pritt descabelado e sem graça, trás vários elementos a mais nessa trama toda.

Os governos caem e os exércitos são dizimados numa critica "zona quente" e a humanidade tem apenas 90 dias para descobrir como aniquilar zumbis agressivos e destrutivos, atraídos pelo som e pelo cheiro derrotando os mortos-vivos famintos por carne humana. E por fim, o galã despenteado descobre que um “vírus” pode deter outro “vírus” de forma simples e segura, sem necessidade de drama, temor e gumex.

Plan Bé o nome da produtora do B. Pritt. Sugestivo, não? O Brad é dos meus, tem sempre um “plano B” para emergências.


Ebola pode matar a inteligência?

A Inteligência Coletiva está fortemente calcada no fundamento de que cada indivíduo só tem parte do conhecimento e a inteligência está distribuída entre os elementos do grupo. 

Experimentos têm demonstrado que grupos de pessoas com habilidades variadas são melhores para resolver problemas do que grupos com apenas especialistas de uma área.

A troca de informações pode acelerar o que a Sabedoria das Massas já proporciona. Ela aumenta o conhecimento individual e conseqüentemente o conhecimento coletivo (pela colaboração ou cooperação). Decisões coletivas devem gerar resultados melhores que decisões individuais. 

O sistema imunológico não pode funcionar bem sem a ingestão de vitamina C que reforce seu trabalho em casos graves de desequilíbrio organico. Escorbuto é o resultado da deficiência de vitamina C (ácido ascórbico)

Carência de ácido ascórbico apresenta sintomas como:
  • Hemorragias nas gengivas.
  • Inchaço com pus na língua ou nas gengivas.
  • Dores nas articulações.
  • Dificuldades de cicatrização das feridas.
  • Instabilidade dos dentes (dentes soltos).
  • Cabelos secos e divisão; 
  • Pele áspera, seca, escamosa; 
  • Diminuição da taxa de cicatrização de feridas,
  • Hematomas
  • Hemorragias nasais; 
  • e uma diminuição na capacidade de evitar a infecção

É importante observar que a vitamina C (ácido ascórbico) é extremamente instável. Ela reage com o oxigênio do ar, com a luz e até mesmo com a água. O ácido ascórbico presente em frutas e legumes é destruído por temperaturas altas por um período prolongado. Portanto, ao ferver um legume ou fruta a Vitamina C já era.
Também sofre oxidação irreversível, perdendo sua atividade biológica, em alimentos frescos guardados por longos períodos.

Assim que é exposta ao ar têm-se início reações químicas que a destroem, daí o surgimento do gosto ruim no suco pronto. Estima-se que, em uma hora, quase que a totalidade do conteúdo vitamínicoreagiu e desapareceu, por isso é importante consumir as frutas ou o suco fresco feito na hora, dando certeza que o teor de vitaminas está garantido.

No caso das frutas, deve-se levar em conta o estado das mesmas (cascas, cor e etc.), caso estejam 'feridas' pode ser que já se encontre em estado avançado de reação e não tenha o 'teor' vitamínico que se deseja.

Não é fácil para os médicos diagnosticarem a principio o sintoma virótico do Ebola. Dependendo do tempo dos sintomas o teste inicial pode ser ainda mais complicado pela similaridade com outras enfermidades tropicais que reproduzem sinais e sintomas semelhantes.

Epidemias com Ebola foram testadas e curadas através da absorção de vitamina C retal e Dr. Cathcart acredita que pode ser possivelmente a cura de tudo. Dr. Cathcart testou absorção retal interna direta da vitamina C para combater o efeito colateral de diarréia e conseguiu.

O maior problema com a vitamina C é a tolerância do corpo do indivíduo, que elimina essa sobrecarga de vitamina C através de movimentos intestinais. Sai na urina. Este tipo de sobrecarga é o inimigo de absorção do sistema imunológico da vitamina, por isso a absorção retal assegura a eficiência da ação.

Se a vitamina C é tão eficaz, por que
a medicina convencional não testou ainda?

Dr. Hunninghake tenta explicar:
"Eu tenho certeza que existem vários fatores aqui. Número um, a maioria das pessoas pensa em vitamina C como uma vitamina. Você define vitamina como uma pequena quantidade de uma substância que você precisa para evitar [doenças como o escorbuto], no caso da vitamina C. Mas o que estamos falando aqui é algo em uma escala farmacológica”.

Temos aqui os fatores financeiros gritantes

Os tratamentos de oncologia são extremamente caros, enquanto a vitamina C é algo fácil de ser adquirido, muitas vezes gratuitamente. Isso leva notoriamente o profundo desinteresse em “soluções” que não resultem lucros estratosféricos. Vitamina C teria evitado não só uma epidemia, mas também trilhões de dólares da indústria de drogas ao longo de um período de tempo.

A transmissão do vírus entre os animais ou seres humanos são idênticos, ocorrendo na troca de fluidos corporais. Carnes ingeridas não cozidas ou através de contato com o sangue, excrementos, urinas, contato com fluídos de qualquer natureza podem ganhar entrada em qualquer hospedeiro vivo. Um sobrevivente do sexo masculino, por exemplo, pode infectar outro com seu sêmen

A transmissão dos vírus não ocorre simplesmente pelo ar, essa transmissão por via aérea não tem sido relatada e, atualmente, está descartada.

Temos o gene que produz a enzima oxidase L-gulonolactone que converte a glicose em vitamina C, mas não é funcional quando se trata de um desequilíbrio dramático do organismo todo. Quando as coisas vão mal, temos que buscar reforço de energia. A vitamina C por via intravenosa, recria a capacidade do fígado de sintetizar enormes quantidades de vitamina C.

O segredo sobre o escorbuto é um genocídio assistido e bem organizado pelos dragões atentos nesse planeta. Mas antes que você acredite que já entendeu tudo, há um fator ainda mais relevante que a própria “doença” gerada por aí.

O sintoma é um sinal disparado diante do temor sobre conflitos no ambiente. Esse conflito pode ser pequeno, limitado a duas pessoas ou pode ter proporções grandiosas como uma guerra sangrenta e predatória entre muitas nações.

Não há vírus (por mais temível que seja) que consiga se instalar em um organismo saudável espiritual, emocional e físico.

O que quero deixar claro aqui é que não há “cura” em uma mente temerosa ao futuro do ambiente. Se o espírito (Macrocosmo) está em pânico isso se refletirá no corpo (Microcosmo). Entender a relação entre essas duas faces é a segurança de um “mundo” melhor.

Da minha parte o que posso lhe dizer é: tome muito suco, vá a praia ou caminhe bastante e relaxe. Tudo ficará bem, isso é só mais um teste que devemos aprender... ou não.

Laura botelho





meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos