Google

Translate my page Google

18 de dez de 2012

16 de dez de 2012

Video - Eles estão chegando?


Muito bom o programa especial do Canal 33 - Madri - sobre extraterrestres.
Muitas imagens, muita informação para quem está chegando agora e pegou o bonde andando.

Uma indicação de Priscila Silva

15 de dez de 2012

Estar preparado



Já escrevi muito sobre “fim de um mundo”.
Já esgotei minhas fontes que poderiam aumentar a percepção daqueles que não conseguem entender o que os Maias queriam dizer com fim de um ciclo.


Já escrevi livros, já postei filmes, documentários sobre todos os aspectos que levarão a essa sociedade “moderna” ao colapso em muito breve...

Realmente o ciclo se fechará de forma a nos mostrar que temos que mudar para escapar da armadilha do tempo. Estar atento aos paradoxos, aos enganos, as ilusões visuais, as ilusões simbólicas que nos remete ao erro faz parte desse processo.

Temos urgentemente que mudar nossa visão sobre tudo que nos cerca, ver com outros olhos tudo que acreditamos e sobre tudo que nos mantém estagnados. Se você não crê nessas mudanças e não se movimentar para aceitá-las com equilíbrio... você aprenderá da pior maneira.

Estar preparado não significa se esconder da realidade, se fechar num quarto escuro se borrando de medo de perder tudo que acredita que é “seu”. “Sua casa”. “Seus filhos”. “Suas conquistas”. “Seu corpo”. Nada “é seu”, tudo não passa de ilusão que te faz “lutar” para manter justamente aquilo que não pode TER. Um desperdício de energia que poderia ser melhor utilizado para seu crescimento interior.

Estar preparado é entender que essa experiência que iremos passar é majestosa e infinitamente gratificante do ponto de vista da sua, da nossa evolução como seres imortais. Vamos ter, enfim, a comprovação na medida certa de nossas percepções.

Estar preparado significa abraçar os eventos e recebê-los com informação correspondente. Saber o que fazer e o que pensar, ter muitas estratégias de ação - será fundamental para a adaptação às mudanças que irão ocorrer, que já estão ocorrendo.

Estar preparado é estar aberto a inúmeras possibilidades e estudar essas possibilidades. Por exemplo? Faça um exercício simples de autoconsciência.

Quem é você sem absolutamente nada do seu uso material? O que você pode oferecer a sua comunidade num momento de estresse? Você pode manter pessoas calmas? Você pode amenizar a dor física de alguém? Você sabe providenciar um abrigo? Ou você só consegue pensar em si mesmo e como se salvar de tudo isso?

Tivemos bastante tempo e muita tecnologia para nos mostrar o passado das coisas e como elas tiveram um fim. Nós estudamos civilizações anteriores e vimos seus fracassos e como elas sucumbiram aos eventos. Nós tivemos muita informação... não podemos nos queixar sobre isso.

Árvore que não se dobra ao vento, quebra.

O próximo máximo solar ocorrerá no período de tempo entre 2012-2014, diz a NASA.

O professor Mike Hapgood, que preside o Space Ambient Impactos Experts Group (SEIEG) aconselha o Governo americano sobre o clima espacial, tempestades solares, geradas por uma explosão do sol, definidas para derrubar redes de energia nacionais e Sistemas de Posicionamento Global. Ele acredita que os raios magnéticos da tempestade solar resultará em apagões generalizados que irá mergulhar residências e empresas na escuridão.

Prof Hapgood, que estudou em Oxford, advertiu: "A grande tempestade magnética pode permear a crosta da Terra, o que pode conduzir correntes elétricas através de fios de cobre ou alumínio, em rede nacional, o que poderia causar um apagão nacional

O texto acima não é um resumo de filme de ficção, mas um fragmento do texto de uma matéria do jornal online Dailymail - do dia 22 de agosto de 2012.

Já o Físico Michio Kaku fala nesse vídeo sobre o impacto dessas tempestades sobre a Terra e o que elas mudam na perspectiva da sociedade como um todo. Seria o fim do mundo moderno, de volta a idade média.


Aqui abaixo sim, há mais uma obra de “ficção” que pode lhe ajudar a entender o que mais pode ocorrer futuramente.

Tempestade Solar (Solar Attack - 2006)
O vídeo está dublado e pode lhe dar uma noção do que pode ocorrer. Preste atenção: O filme é de 2006 e o Presidente Americano é negro... precisa que eu desenhe?

Resumo: Trata-se de grandes ejeções de massa coronal (CMEs) que fazem com que a atmosfera da Terra queime potencialmente sufocando toda a vida na Terra. Tudo isso acontece em um momento de tensão política entre os Estados Unidos e Rússia

laura botelho




10 de dez de 2012

Quando a profecia falha


Sem a etimologia não se conhece a realidade e com ela
 mais rapidamente atinamos com a força expressiva das palavras
Isidoro de Sevilha

Dissonância cognitiva 
é um termo usado pela psicologia para descrever a sensação de desconforto quando há realização simultânea de dois ou mais conflitos – seja de ideias, crenças, valores ou reações emocionais num individuo.

A Dissonância é despertada quando as pessoas são confrontadas com a informação que é inconsistente com as suas crenças, com aquilo que é importante para ela e um estado mental angustiante se instala.

Essas pessoas encontram-se fazendo coisas que não se encaixam com o que sabem, ou tem opiniões que não se encaixam com outras opiniões.

Em um estado de dissonância, sente se "desequilíbrio"; frustração, fome, medo, culpa, raiva, vergonha, ansiedade, etc  e ela pode ser reduzida quando a crença de alguém puder ser restaurada através da busca de apoio de outras pessoas que compartilham da mesma fé ou na tentativa de persuadir a outros para juntar-se a sua percepção e mante-la a todo custo.

O inicio da teoria da dissonância cognitiva apareceu em um livro de 1956, do escritor Psicólogo Leon Festinger que leva o titulo de: “Quando a profecia falha”

Estudando um pequeno culto apocalíptico liderado por Dorothy Martin (sob o pseudônimo de Marian Keech no livro), uma dona de casa suburbana afirmava ter recebido mensagens de "Guardiões" - um grupo de seres superiores do planeta de nome Clarion - que o mundo iria acabar em um grande dilúvio antes do amanhecer em 21 de dezembro de 1954.

Dorothy Martin já havia se envolvido com L. Ron Hubbard - Dianética - e ideias apocalípticas foram incorporadas do que viria a ser hoje a religião da Cientologia. 

Festinger, Riecken e vários assistentes se juntaram ao grupo e os observaram por meses, abrangendo o período antes e após do tal apocalipse previsto. Mas o prometido fim do mundo passou e nada aconteceu como previsto e ditado pelos “guardiões do tempo”

Nada de Naves intergalácticas, nada de Sananda, nada de nada aconteceu. Mas a dona não perdeu o rebolado. Martin afirmou que o mundo tinha sido poupado por causa da "força do bem e da luz" pelos membros do grupo, muitos dos quais haviam parado seus trabalhos e se livrado de suas posses se espalhando por todo o mundo para minimizar o fim de tudo.

Em resumo: ao invés de mudar sua visão sobre o evento e tudo mais que ocorreu, os membros do grupo se tornaram ainda mais fortes a mais nova crença, de que o mundo foi salvo mais uma vez, mesmo que nem todos tenham feito o que foi proposto pelos “guerreiros da luz”.

A maioria dos membros do grupo optou por acreditar em algo menos dissonante para resolver a realidade. Acho que eles acreditaram que os ETs tinham dado a mãe Gaia uma segunda chance, e o mesmo grupo tinha o dever de espalhar a palavra de que a Mãe Gaia foi péssima como progenitora e não soube educar seus filhos e que agora terá que coloca-los de castigo para que obedeçam as ordens sempre que forem dadas já que do próximo dilúvio, eles não escapam!

Não foi bem isso que eles disseram, mas foi o que eu pensei.

Sempre que a dissonância aponta ferozmente, ela deve ser atacada da seguinte forma: Evitar situações ou fontes de informação que deem origem a sentimentos de mal-estar.

Robô X Consciência
Isso implica que sempre que a mente consciente não fizer o processo de autoconsciência, não se reestruturar para uma nova experiência, raciocinar, pesar os prós e os contras do evento experimentado, o robô seguirá as velhas instruções, evitando novos programas que fujam dos já programados.

Discorde dele e ele se afastará de você. Mostre-lhe fatos ou dados e questione suas fontes. Mesmo apelando para a lógica ele não consegue ver o seu ponto de vista e sempre terá uma resposta pouco diferente da que sempre repete como um mantra, como um script a ser decorado.

Nosso cérebro enxerga o mundo através de imagens.
Sem uma descrição fiel sobre o “lá fora”, ele não pode ver, sentir, cheirar, ouvir, degustar o que está acontecendo. Para o cérebro, o que ele não tem conhecimento, não existe!

Não são seus olhos que veem, mas seu cérebro. Não é o seu nariz que cheira, mas seu cérebro que decodifica o cheiro e analisa com informações pré-instaladas em seus arquivos.

Se você nunca cheirou a flor Ipomoea alba, ou dama-da-noite, você não poderá identifica-la entre tantos cheiros no ar, nem mesmo saber que seu aroma está presente afetando suas células, sua emoção, sua percepção do ambiente lhe dando uma visão que nunca experimentou antes. Apenas sentirá um aroma diferente.

A limitação do conhecimento humano reflete-se na linguagem, nos marcadores linguísticos usados como textos/scripts. As palavras têm um potencial explosivo em nosso cérebro. Uma simples palavra pode acabar com o mundo – o seu mundo. Uma simples palavra pode mudar o “mundo” de muita gente. A palavra nos leva a uma imagem, a um cheiro, um gosto, uma textura. Essas informações podem ser prazerosas para muitos, mas podem não ser para outros tantos.

Colar, colarinho, coleira, torcicolo e tiracolo derivam de colo, pescoço – então a expressão "sentar no colo" não faz muito sentido...

"Meus pêsames", "Parabéns", "Perdoe-me", “Agradecer” são apenas palavras, não? Mas será que elas dão a mesma “imagem” a todos que entendem o Português ou em línguas diferentes?

Na língua inglesa to thank (agradecer) e to think (pensar) são, em sua origem, e não por acaso, a mesma palavra. Do mesmo modo, em alemão, zu danken (agradecer) é originariamente zu denken (pensar)

Na forma japonesa de agradecimento Arigatô
Significados primitivos: "a existência é difícil", "é difícil viver", "raridade", "excelência (excelência da raridade)".

A palavra, pré-cristã, ligada a dinheiro, preço é caridade - vem da qualidade e quantidade de “amor” pelo amado, que consideramos de inestimável preço, como caríssimo: Assim, quando dizemos "meu caro amigo" ou "caríssimo Fulano", estamos nos valendo de relação de preço =  a-preço, prezado, menos-prezo, des-prezo etc., de estima, de estimativa.

"Parabéns!" estamos expressando precisamente isto: que o bem conquistado, que a meta atingida seja usada "para bens". Bem obtido = dinheiro (negócios) ou a conquista de um diploma, graduação ou mais um ano de vida – que possa ser empregado para o bem ou para o mal.

“Pêsames"
 Pesa-me - "eu te ajudo a carregar o peso desta tua tristeza".

“Perdoe-me"
A palavra correspondente e usual é par-cere - "per-doar", "perdão", "perdonar", "pardon", "pardonner" etc. O prefixo per acumula os sentidos de "por" ("através de") e de plenitude, grau máximo: como em perlavar (lavar completamente) perfulgente (brilhantíssimo), per-feito, per-manganato etc.

Já a palavra DOAR = latim DONARE, “dar um presente”, de DONUM, “presente, dom”. E, assim, o perdão aparece como o superlativo da doação. O doar, por excelência, não é doar dinheiro ou tempo ou qualquer outra coisa, mas sim “per doar” = “através da doação” – “através do seu dom

George Ivanovich Gurdjieff dizia que uma boa vida tem como base o sentido do que queremos para nós em cada momento e daquilo que, realmente, vale como fundamental.

Daí, que ele traçou 20 regras de vida que foram colocadas em destaque no Instituto Francês de Ansiedade e Stress, em Paris. Dizem os "especialistas" em comportamento que quem já consegue praticar sem esforço 10 delas, com certeza está no caminho para o equilíbrio. 

Aqui estão as 20 dicas para saber levar a vida sem fortes emoções.

1- Aprenda a dizer não sem se sentir culpado ou achar que magoou. Querer agradar a todos é um desgaste enorme. 

2- Faça pausas de 10 minutos a cada 2 horas de trabalho, no máximo. Repita essas pausas na vida diária e pense em você, analisando suas atitudes – praticando a autoconsciência.

3- Planeje seu dia, sim, mas deixe sempre um bom espaço para o improviso, consciente de que nem tudo depende de você.

4- Concentre-se em apenas uma tarefa de cada vez. Por mais ágeis que sejam os seus quadros mentais, você se exaure.

5- Esqueça, de uma vez por todas, que você é imprescindível. No trabalho, em casa, no grupo habitual. Por mais que isso lhe desagrade, tudo anda sem a sua atuação, a não ser você mesmo.

6- Abra mão de ser o responsável pelo prazer de todos. Não é você a fonte dos desejos, o eterno mestre de cerimônias. 

7- Peça ajuda sempre que necessário, tendo o bom senso de pedir às pessoas certas. 

8- Diferencie problemas reais de problemas imaginários e elimine-os, por que são pura perda de tempo e ocupam um espaço mental precioso para coisas mais importantes.

9- Tente descobrir o prazer de fatos cotidianos como dormir, comer e tomar banho, sem porém achar que é o máximo a se conseguir na vida.

10- Evite envolver-se na ansiedade e tensão alheias. Espere um pouco e depois retome o diálogo, a ação.

11- Família não é você, está junto de você, compõe o seu mundo, mas não é a sua própria identidade.

12- Entenda que princípios e rígidas convicções podem ser um grande peso, a trava do movimento e da busca do entendimento.

13- É preciso ter sempre alguém em que se possa confiar e falar abertamente ao menos num raio de cem quilômetros. Não adianta estar mais longe.

(essa dica foi antes do facebook rsrsrrs)

14- Saiba a hora certa de sair de cena, de retirar-se do palco, de deixar a roda. Nunca perca o sentido da importância sutil de uma saída discreta.

15- Não queira saber se falaram mal de você e nem se atormente com esse lixo mental; escute o que falaram de bem, com reserva analítica, sem qualquer convencimento.

16 - Competir no lazer, no trabalho, na vida a dois, é ótimo... para quem quer  ficar esgotado e perder o melhor.

17- A rigidez é boa na pedra, não no homem. A ele cabe firmeza, o que é muito diferente.

18- Uma hora de intenso prazer substitui com folga 3 horas de sono perdido. O prazer recompõe mais que o sono. Logo, não perca uma oportunidade de divertir-se. 

19- Não abandone suas 3 grandes e inabaláveis amigas: a intuição, a inocência e a fé.

20- Entenda de uma vez por todas, definitiva e conclusivamente: Você é o que se fizer.

Sapos cozidos

Vários estudos biológicos demonstram que um sapo colocado num recipiente com a mesma água de sua lagoa, fica estático durante todo o tempo em que aquecemos a água, mesmo que ela ferva o sapo não reage ao gradual aumento de temperatura (mudanças de ambiente) e morre quando a água ferve. Ele morrerá tranquilo, sem saber.

Por outro lado... outro sapo que seja jogado nesse recipiente com a água já fervendo pula imediatamente para fora. Meio escaldado, porem vivo!

Tenho convicção que muitos não entenderam bem todo esse texto, está fragmentado, salpicado e muito subjetivo, metafórico. Mas como venho sempre falando, não é para ser racional o tempo todo. Temos que dar espaço para a intuição trabalhar e ligar os pontos e traduzir a imagem que tanto precisamos ver.

Estão nos cozinhando... isto é fato. Nos mantiveram anos e anos em banho morno, num ambiente muito confortável, a princípio. O que estou propondo é que você perceba que a água já está muito quente e que o momento de tomar uma atitude é já! Você tem que pular daí! Você têm que se mexer! Seu cérebro está cozinhando... Pratique a autoconsciência. Perceba o que você anda pensando e a que seus pensamentos te levam!

Se a profecia “falhar”, você voltará a estaca zero? Você rirá de todos e voltará a ser quem sempre foi? Você não fará mais nenhum movimento de mudar sua percepção de existir, mesmo que o “mundo” não termine do jeito que você quer?

Eu temo por muitos que será isso que irá ocorrer... A grande parcela da humanidade que não promoveu nenhuma mudança de percepção de sua realidade AGORA, não a fará jamais, quando o que tanto aguardam, não acontecer. Todos desejam que o mundo mude, mas que isso não envolva sua mudança pessoal. Estão aguardando luzes mágicas, efeitos pirotécnicos lindos e chuvas de bondade de um ser superior que faça o “mundo” virar um sonho duradouro.

Não sei o que nos aguarda, pois isso depende da mente global, do campo. Se muitos desejarem algo muito bizarro... que assim seja. Se a maioria desejar mudanças senso perceptivas para um novo mundo, que assim seja.

O importante é realçar que as escolhas estão na pauta, mas elas podem não fazer muito efeito em um campo caótico e determinista. Isso está bem claro para mim: a mudança é interna. A mudança externa ajudará aos indecisos. A continuidade do seu “mundo” depende única e exclusivamente de cada um.

Após o fracasso da ultima previsão do fim do mundo em 1954, Dorothy Martin deixou Chicago depois de ser ameaçada de prisão e internação involuntária. Mais tarde ela fundou a Associação de Sananda Kumara e Samat sob o nome de Irmã Thedra, ela continuou a praticar canalização e de participar de contatados de grupos até sua morte em 1992. A Associação está ativa até essa data presente.

laura botelho


 Esse video foi gentilmente legendado por Mari Sposito

6 de dez de 2012

Ao vivo - lV Forum Mundial de Ufologia em Foz do Iguaçu

O programa de TV mexicano "Terceiro Milênio" dirigido por Jaime Maussan, fará a cobertura ao VIVO do lV Forum Mundial de Ufologia em Foz do Iguaçu (Brasil) de 6 a 9 de dezembro.


IV FÓRUM MUNDIAL DE UFOLOGIA RECEBERÁ 37 ESPECIALISTAS EM DISCOS VOADORES DE 15 PAÍSES EM FOZ DO IGUAÇU


Com a presença dos mais renomados ufólogos do Brasil e de outros 15 países para tratar dos fatos mais importantes e marcantes sobre a presença alienígena na Terra. 

Sua proposta é reunir estudiosos e pesquisadores civis e militares para apresentar fatos, discutir ideias, debater propostas e tornar mais visível a questão ufológica baseada em duas premissas básicas defendidas pelos ufólogos:

A primeira, de que estamos em processo de iminente contato com outras espécies cósmicas, fato este amplamente documentado pela Comunidade Ufológica Mundial. 

segunda, que é chegada a hora de os governos abrirem seus arquivos e revelarem seus segredos sobre o assunto à sociedade. A política de sigilo aos discos voadores deve ser encerrada em benefício da humanidade.

Também é aguardada no evento a participação de cientistas, celebridades, intelectuais e personalidades. Entre os militares presentes, estarão:
Coronéis Antonio Celente, da Força Aérea Brasileira (FAB), Ariel Sánchez, da Força Aérea Uruguaia (FAU), e Julio Chamorro, da Força Aérea Peruana (FAP), além de outros. 


A expectativa de público, recorde em um evento do gênero, é de mais de mil pessoas. "Vamos reunir estudiosos mundialmente reconhecidos para dar uma mensagem poderosa à sociedade: a de que não estamos sós e precisamos conhecer quem são as inteligências que nos visitam", declarou A. J. Gevaerd, coordenador do evento. 


O IV Fórum Mundial de Ufologia (I UFOZ 2012) terá 37 palestras de expositores de 15 países, além do Brasil. As conferências tratarão de áreas como:

  • abduções alienígenas, 
  • evidências físicas, 
  • monitoramento humano, 
  • presença alienígena no passado da Terra, 
  • abertura ufológica, 
  • provas de que extraterrestres observam nosso programa espacial, casuística ufológica, entre outros. 
Um dos destaques será a conferência do jornalista mexicano Jaime Maussán. "Trago informações bombásticas provenientes de todo o mundo para mostrar que estamos de fato próximos de uma aceitação global da realidade ufológica", declarou.

Click na imagem para ter acesso ao site da TV mexicana -  Terceiro Milênio


29 de nov de 2012

2012, será o fim da Matrix?


Seres evoluídos espiritualmente (não tecnologicamente) não interferem de forma física ou por símbolos (palavras) na nossa evolução. Porque este é o modelo de experiência dos que não sabem lidar com o livre arbítrio.

Seres de elevada consciência entendem que todo processo faz parte da evolução e o aprendizado se faz de dentro para fora (mente para o cérebro), de baixo para cima (formas primitivas para formas mais inteligentes) e individualmente ou coletivamente (num nível subatômico)

Você salvaria todos os búfalos dos ataques das hienas?

Seria contra a "lei da natureza"! Você estaria interferindo num ecossistema, num bioma, num ambiente altamente equilibrado dentro da percepção evolutiva dos seres contidos nele...

O búfalo pode aprender com as diversas emboscadas a escolher a forma que deseja resistir ou “se” deseja resistir a morte iminente. Ser mais consciente de seu predador o torna consciente sobre os perigos ao redor, ao contrário daqueles que desconhecem todos os perigos, pois estão sempre sendo salvos por uma “alma generosa”.

Dessa forma, o “bufalo” aprende e evolui de acordo com seu ambiente passando “mais tarde”, a outro nível (estágio) de existência... Quem sabe, ele poderia ser como você amanhã!

Saber respeitar o desenrolar da experiência de cada um e sua percepção, é garantir seu livre arbítrio. Mas como seres mais evoluídos que somos (pelo menos mais que um búfalo agora) temos que estar atentos com as trapaças feitas nesse jogo por seres menos evoluídos espiritualmente.

Muitos humanos nem sabem que estão jogando, e isso é injusto!
Temos que ser justos nesse jogo e mostrar as regras e as metas a serem atingidas – metas essas que muitos desconhecem.

Justiça não significa que TODOS devam receber “a mesma coisa”, mas que TODOS recebam o que é necessário para dar continuidade as suas experiências! E o que estão nos negando é a informação, o conhecimento, a luz do esclarecimento para que então, possamos fazer escolhas coerentes com o nosso nível de evolução... 

Mas as coisas estão mudando, a luz está diferente...

E é sobre isso que vou falar na palestra do dia 3 (segunda feira) dezembro às 21h – ONLINE, se a internet não cair, e se esse “mundo” não acabar até lá. (piadinha, gente) A evolução é um processo de aprendizagem, nos tornando consciente para melhor usa-lo. Quanto mais se pode perceber o mundo e como ele funciona, mais evoluído você se torna.

A palavra evolução tem como raiz significado de “desenrolar”, resolver algo.
Seres positivos, de elevada informação, não interferem com a nossa lição - que tanto precisamos aprender para o bem pessoal e coletivo.

Conhecimento protege e põe em perigo a ignorância.

Quanto mais adquirimos conhecimento e compreensão sobre as conexões e interconexões sobre as coisas que percebemos, mais nos tornamos objetivos e aumentamos a nossa capacidade de lidar com os desafios que possam tirar nosso equilíbrio.

Há uma movimento, um grupo de pessoas, que bate na tecla de que não se deve pensar em coisas negativas, assistir, ver ou ler coisas que estão ocorrendo no mundo nesse momento alegando que isso “atrai” ou tira do foco aquilo que gostariam que não ocorresse.

Muito infantil essa visão e uma estratégia muito inteligente de quem orquestra essa ideia por trás. A necessidade de tapar os olhos para não ver um suposto bicho embaixo da cama só nos faz ver como precisamos crescer e rápido.

Temos que perceber que quem está no controle da humanidade tem tecnologia e conhecimento sobre como funciona a MAQUINA HUMANA – maquina essa que não tem consciência sobre ela mesma. Ela pensa que é gente...

“Eles” exibem informação profunda sobre a fisiologia humana e neurológica, portanto fica muito fácil “assustar as crianças”.

Laura Botelho não promove terror. O medo não está nos fatos, mas na mente de quem tem total desconhecimento sobre si mesmo e o seu próprio ambiente. Se você não sabe sobre o que pode lhe atingir, como você poderá se defender, se preparar
Ah...O Sr, seu “pai” o fará... entendo

As entidades de maior densidade negativa são "comedores de luz”. Eles se alimentam de vibrações, de frequências do MEDO - e medo é produzido por hormônios, sem o qual ficaríamos à mercê da destruição de todo organismo vivo.

Esta reação inicial (MEDO) dispara uma resposta fisiológica no organismo que libera hormônios do estresse (adrenalina, cortisol) preparando o indivíduo para lutar ou fugir (instintos básicos = Stand by acionado)

O medo é uma sensação que proporciona um estado de alerta demonstrado pelo receio sobre alguma coisa que nos ameaça, mas essa “ameaça” nem sempre precisa ser física, mas de cunho SIMBOLICO.

Uma ameaça a nossa inteligência provoca raiva, e essa é originada do MEDO da perda de controle sobre EU. Outra reação de medo também é obtida a partir do contato com algum estímulo inconsciente baseado em nossa interpretação, imaginação ou crença sobre um determinado “objeto de terror” – como uma pobre e indefesa barata, por exemplo...

O medo é detonado por descarga do hormônio da adrenalina no nosso corpo causando aceleração cardíaca que impulsiona mais sangue para as extremidades do corpo preparando todo o sistema para a defesa de um “possível” ataque contra nossa existência.

O medo pode nos salvar ou nos matar, caso não haja equilíbrio das emoções.
Se esse jorro de hormônios não for usado na medida da sua necessidade, ele irá se alojar, se acumular no organismo produzindo desequilíbrio de energia, a energia que sustenta a vida de seres negativos.

Portanto, o estresse intenso provoca acumulo de energia que não está sendo bem utilizada, manifestando inúmeros sintomas - “doenças” - que representarão simbolicamente aquilo que te provoca MEDO, avisando que você tem que mudar a forma de encarar “seus medos”.

Mais de 50% das crianças normais experimentam fobias. Medo de um objeto específico, ou mais geral, preocupações, ansiedades que levam antes dos 18 anos de idade. 

Podemos produzir MEDO em crianças, assustar os menos desavisados, mas dificilmente a alguém que se conhece, sabe e tem controle sobre sua experiência. A emoção do medo é gerada pela ignorância, pela ausência de controle sobre aquilo que está lidando ou sendo ameaçado.

O AMOR que tanto se fala, nada mais é que
luz = conhecimento. Dê amor a quem necessita.

Quando “eles” introduzem uma crença que vai contra o que nos parece intuitivamente “correta” para nosso entendimento, eles estão se alimentando da luz do MEDO, da ausência de conhecimento da pessoa que escolheu a crença cega sobre algum fato. Quando se acredita em algo que vai contra nossa intuição, estamos permitindo o consumo dessa energia de consciência!

"Há milhares de coisas que impedem um homem de despertar, que o mantém no poder de seus sonhos. A fim de atuar conscientemente com a intenção de despertar, é necessário conhecer a natureza das forças que mantêm o homem em um estado de sono. Primeiro de tudo, deve-se perceber que o sono em que o homem existe, não é normal, mas um sono hipnótico. Homem é hipnotizado e este estado hipnótico é continuamente mantido e reforçado nele. Alguém poderia pensar que há forças para quem ela é útil e rentável para manter o homem em um estado hipnótico e impedi-lo de ver a verdade e entender sua posição"
- GI Gurdjieff

Quem começa a estudar o fenômeno OVNI, e sobre outras realidades, possibilidades, que não a cotidiana, descobrirá que não há informação válida, confiável, mas sim muita desinformação.

A questão aqui é: como separar a “verdade” da “mentira”?

Primeiramente entendo os símbolos. Entendendo que o “mundo” se faz do SUBJETIVO (não visto) Micro para o OBJETIVO (Visto, sentido) Macro.

Evitando a censura imediata com as ideias preconcebidas da nossa formação cultural que afasta de perceber outros ângulos, outras maneiras de enxergar o mesmo objeto.

Para isso a pesquisa incessante é a resposta. A Ciência é falha quando se limita a não investigar TODAS as possibilidades. Quando um fato tem apenas uma ou duas interpretações, há erros de percepção.

Quando se tem todas as peças do quebra cabeças fica muito mais fácil chegar a imagem proposta, mas se há falta de peças... podemos apenas “especular” com base na nossa restrita informação... e podemos nos enganar muitas vezes.

Há (no meu limitado entender) alguns erros fundamentais quando o assunto é a “verdade”. Julgamos a “verdade” baseada no nosso restrito conhecimento sobre o TODO e não verificamos as evidencias, ao contrário, as ignoramos e as distorcemos para nosso conforto mental. E em se tratando de pesquisa “cientifica” é um erro lamentável não promover todas as possibilidades.

Dra. Karla Turner foi autora de três livros sobre o fenômeno da abdução, "Into the Fringe" (1992), "Taken" (1994), e "Masquerade dos Anjos" (1994), tinha apenas 48 anos de idade quando morreu de um câncer de ação rápida e muito estranho em 1996, “coincidentemente” logo depois de ser ameaçada por seu trabalho de pesquisa. 

Dra. Turner confirmou muito do trabalho do Dr. M Jacobs, no entanto, ela achava que a criação de uma raça híbrida não é o quadro completo. Segundo sua pesquisa, Dra. Turner acreditava que os seres humanos estão sendo usados ​​como um "recurso" por outros seres de várias maneiras:

"A evidência mostra que os aliens fazem colheita de nós em número de maneiras, emocional e energeticamente, assim como fisicamente

Segundo histórias de muitos abduzidos, a maioria dos sequestros é executada pelo típico alien Gray, mas há seres do tipo "Réptil" e "Humanoids" (chamados nórdicos) presentes que parecem acompanhar tais procedimentos nesses contatos.

Fomos informados que as abduções são realizadas porque segundo canalizações, esses aliens estariam morrendo, e alegando que eles precisariam do nosso DNA e, nesse sentido, estaríamos ajudando os a “sobreviver”...

Temos também os adeptos do cenário Aliens benevolente que sugerem que as abduções e manipulação genética de seres humanos acontecem para nosso benefício, a fim de melhorar o nosso DNA para a mudança...

Só não sei para que Estado será a mudança; Pará ou Piauí...

No entanto, esta hipótese à luz de muita pesquisa, apenas minimiza os fenômenos de abduções e contatos pintando uma imagem "inocente" dos alienígenas bonzinhos ou desejando vê-los como "salvadores".

  • Aliens podem alterar a nossa percepção do que nos rodeia, controlando o que nós pensamos que vemos. Eles podem aparecer para nós, em qualquer número e formas (animais etc).
  • Aliens podem levar nossa consciência fora de nossos corpos físicos, através da hipnose com nossa conivência. Podem instalar uma de suas próprias entidades, e usar nossos corpos como veículos para suas próprias atividades (zumbis), antes de retornar a nossa consciência.
  • Aliens podem estar presentes com a gente em um estado invisível aos nossos olhos fazendo uso da luz não visível.
  • Aliens tomam fluidos corporais de nossos pescoços, espinhas, veias sangue, articulações, como joelhos e pulsos, e outros lugares. 
  • Alguns abduzidos ou que fizeram contato pessoal, experimentam uma degeneração do seu mental, social, espiritual e bem-estarComportamento excessivo frequentemente irrompe com abuso de drogas, alcoolismo, comendo em excesso e promiscuidade.
  • Obsessões estranhas desenvolvem e provocam a ruptura da vida normal e a destruição de relacionamentos pessoais.
  • Aliens mostram um grande interesse na sexualidade adulta, a sexualidade infantil e, em infligir dor física em abduzidos.
  • Aliens fazem previsões de um período de iminente caos global e destruição. Provocam guerras entre humanos – dor para gerar MEDO.
  • Dizem através de canalizações que um certo número de seres humanos serão "resgatados" do planeta, a fim de continuar a espécie, seja em outro planeta ou na Terra, após a destruição deste.

Dr. Jacobs acredita que o Alien Gray é um produto de manipulação genética de humano + alienígena e a razão pela qual a boca, nariz e orelhas têm uma aparência infantil, subdesenvolvida, seria para apenas obedecer ordens superiores.

"Antes de deixarmos de acreditar na benevolência da interação alienígena devemos nos perguntar: seres iluminados precisam usar a cobertura da noite para realizar boas ações? Será que eles precisam nos paralisar e tornar-nos impotentes para resistir? Os anjos precisam roubar nossos fetos? Será que eles precisam manipular os órgãos genitais de nossos filhos e sondar nossos reto? São o medo, a dor e a decepção elevados motivos espirituais? "
Dra. Karla Turner

O que precisa ser mantido em mente é que estes seres são capazes de criar realidades virtuais, emoções e pensamentos com gatilho de implantes (hipnose). Eles podem jogar qualquer cenário para fazer você se sentir como se fosse uma experiência "espiritual".

Eles podem inserir pensamentos, lembranças, emoções e aparências de mudança, tais como "rever entes queridos", "o retorno de Jesus", o abraço e conforto da "Virgem Maria", ou de um ser mágico "Pleiadiano", e assim por diante, dependendo do sistema de crenças do contatado.

Inteligência superior se aproveita e usa a menor inteligência
Tal qual fazemos com as espécies inferiores, como nosso gado, seja bovino, suíno, caprino ou com as aves nos abatedouros. A primeira ideia é a de cuidar, lógico. Dar vacinas, alimentar bem, controlar a “saúde” do prisioneiro. Afinal, há muito investimento nessa cultura pecuária.

Pecuária = Pecus quer dizer "cabeça de gado". A palavra tem a mesma raiz latina de "pecúnia" (moeda, dinheiro). Na antiga Roma, os animais criados para abate também eram usados como reserva de valor (Banco). A pecuária é mencionada na Bíblia como a primeira tarefa dada por Deus a Adão: nomear e cuidar do Jardim do Éden e dos animais (Gênesis)

Os Aliens são reais ou imaginários?
Como fenômenos quânticos, eles existem - ou não existem, depende da visão de cada um. Qualquer entidade só possui realidade relativa, incluindo nós mesmos. Uma consciência dual da nossa própria mente. Eles não são maus ou bons, são apenas consciências fazendo o melhor que sabem fazer, dentro do grau de sua evolução. Os Aliens somos nós, ou parte de nós...

Eles podem nos afetar de duas formas:
1- Não entendendo como eles nos prendem aqui e participando do jogo deles.
2- Abrindo mão da nossa determinação em saber mais e mais sobre tudo, deixando a cargo do destino a nossa “salvação”

Bom, eu escolho saber mais e mais, e conto muito com a sua ajuda.
laura botelho

24 de nov de 2012

Lendas urbanas ou Mundos em colisão?


Julio Verne foi um maçom ilustre e sabia o segredo da Terra oca e nos contou uma realidade tão apavorante e constrangedora que se tornou “ficção” para os desavisados, mas hoje ligando os pontinhos tudo se encaixa...

Os Tehuelches
O povo Tehuelche têm uma história de mais de 14.500 anos, também chamados de patagões ou patagônios, foi identificada por exploradores europeus como uma raça de gigantes na América do Sul.

A primeira menção a esse povo veio da viagem de Fernão de Magalhães e sua tripulação, que alegou tê-los visto ao explorar a costa da América do Sul a caminho de sua circum-navegação do mundo em 1520. 

Antonio Pigafetta um dos os poucos sobreviventes da expedição e o cronista da expedição de Magalhães, escreveu em seu relato sobre seu encontro com os nativos com o dobro da altura de uma pessoa normal: Eles foram encontrados em uma área entre os rios Chubut, Negro e Limay

Um dia, de repente viu um homem nu, de estatura gigantesca, na margem do porto, dançando, cantando, e jogando terra sobre a cabeça. O comandante-geral [ou seja, de Magalhães] enviou um de nossos homens até o gigante, para que ele pudesse executar as mesmas ações como um sinal de paz. Tendo feito isso, o homem levou o gigante para uma ilhota onde o capitão-general estava esperando. Ele era tão alto que nós só atingíamos a sua cintura, e ele era bem proporcionado”

Quando o gigante de frente ao capitão-geral e da nossa presença, ele maravilhou-se, e fez sinais com um dedo levantado para cima, acreditando que tinha vindo do céu

Tehuelches acreditavam em um ser supremo, que viveu no norte e chamou-lhe Tukutzual e habitam o sul, Kooch. Segundo a tradição, como todos os povos nômades, compartilhavam a crença em El al, herói civilizador que condenou a primeira geração de homens para ser peixe, por terem violado um tabu sexual. Tehuelches foram proibidos de comerem peixe porque estariam comendo seus ancestrais.

No entanto, uma recém-editada revisão dessa viagem saiu em 1773 (era iluminada), alegando que os patagônios foram registrados como tendo 1,98 m de altura, a estatura media de um europeu na época era de 1,68m...


Arqueólogos mexicanos descobriram um labirinto de templos de pedra em cavernas subterrâneas, alguns submersos em água e contendo ossos humanos, que os maias antigos acreditavam ser um portal onde as almas mortas entraram para o submundo.

Pesquisadores descobriram as ruínas de pedra de onze templos sagrados e o que poderiam ser os restos de sacrifícios humanos no local, na Península de Yucatán, México. Essas cavernas se comunicam através das Américas. No Peru os túneis acabam na selva amazônica.

Existem também mais de 200 cidades subterrâneas na Capadócia, que mostram apenas o primeiro andar, há centenas mais que não temos acesso.


Antigos dizem que os Incas dos Manco Capac relataram que vieram de cavernas subterrâneas. Indígenas do mundo todo relatam que existem outras cidades intraterrestrial como:

Shambhala e Agartha na Ásia,
Telos no Monte Shasta,
Posid, Atlantic City, em Mato Grosso no Brasil,
Shonse, Colônia,
Lemuriana na Himalaia,
Índia Raipur Branch,
China-Mongólia Shingwa e
Monte Lassen, na Califórnia.
Na Sibéria, no sul do Uruguai - los Big Blade
Mammoth Cave em Kentaky
Manaus e Cataratas do Iguaçu, no Brasil
Monte Epomeo, na Itália
Cueva de los Tayos, no Equador
Esfige de Gizé, Egito
Gruta da Paz, no Equador
Cordilheira de Yvytu Turusu, no Paraguai
Guagapo Grotto, no Peru
Tula no Rio Paraná até a capital Argentina.

Los Angeles foi fundada em 04 de setembro de 1781, pelo governador espanhol Felipe de Neve. Tornou-se uma parte do México em 1821 após a Guerra da Independência do México. Em 1848, no fim da Guerra Mexicano-Americana, Los Angeles e o resto da Califórnia foram comprados como parte do Tratado de Guadalupe Hidalgo, tornando-se parte dos Estados Unidos. O México perdeu cerca de 55% de seu território anterior à guerra.

Los Angeles -CA
A terra que o Tratado de Guadalupe Hidalgo trouxe para os Estados Unidos tornou-se, entre 1850 e 1912, a totalidade ou parte de 10 Estados americanos:
Califórnia (1850),
Nevada (1864),
Utah (1896)
Arizona (1912),
Estado do Texas (1845)
parte de Kansas (1861),
Colorado (1876),
Wyoming (1890),
Oklahoma (1902),
e do Novo México (1912).

Havia cerca de 80 mil mexicanos que viviam nas áreas da Califórnia, Novo México, Arizona e Texas durante o período de 1845-1850

A Califórnia foi admitida como Estado dos EUA em 09 de setembro de 1850. O ato de admissão não fez nenhuma referência ao direito à terra nativa americana. Em seu segundo dia no cargo de primeiro Senadores da Califórnia, John Fremont e William M. Gwin introduziram projetos de lei para extinguir todo título indígena, na Califórnia.

O legislativo estadual se opôs fortemente à política da reserva indígena seguida pelo tratado e pressionaram o governo federal de uma vez a remover todos os índigenas do estado.

Fome, doença e morte reduziram a população indígena a 17.000 indivíduos... pois eles sabiam demais.

Arqueólogos dizem que os maias acreditavam que o complexo subterrâneo de cavernas cheias de água levam a câmaras seca - incluindo um caminho subterrâneo que se estende cerca de 330 metros - um caminho para um submundo mítico, conhecido como Xibalba.


Diferentes grupos maias que habitaram o sul do México e norte da Guatemala e Belize tiveram suas próprias entradas para o submundo, que arqueólogos descobriram em outros locais, quase sempre em sistemas de cavernas enterrados nas profundezas da selva.

Alguns dos túneis existiram para o oeste para 20 milhas na Baia de Santa Monica (CA). Infelizmente esses tuneis estavam ligados às ruínas mais antigas de uma cidade ainda maior que foi coberta pelo Oceano Pacífico milhares de anos atrás, durante um terremoto tremendo e inundações posteriores. 

Narra a lenda que cerca de 4.000 a 5.000 anos atrás, uma chuva de meteoros enormes devastou parte da costa oeste de os EUA, cobrindo uma área de centenas de quilômetros de largura. A cratera Winslow no norte do Arizona é apenas uma das peças que caiu do céu daquele evento. Milhares de pessoas foram mortas, suas lavouras dizimadas, destruídas habitações, e as florestas em chamas.

Mas o "Povo Lagarto" de Los Angeles (os anjos), sobreviveu à chuva de meteoros. O velho Chefe indígena (Hopi) Leaf Green, dizia que o "Povo Lagarto" era capaz de prever terremotos e que ele também era capaz de fazê-lo, tanto que previu com precisão a destruição do terremoto de Long Beach em 10 de março de 1933, com um mês de antecedência.

O velho indio acreditava que era fácil para qualquer um predizer com 96 horas de antecedência, quando um terremoto estava chegando, porque a agulha de uma bússola se tornaria desmagnetizada e se recusaria apontar o norte. 

Warren G. Shufelt, engenheiro geofísico de minas estava empenhado em uma tentativa de arrancar a cidade perdida no fundo da terra, abaixo do monte Fort Moore durante 1934. Naquele ano, usando uma vara de radiestesia ele chamou de "rádio de raios-X", afirmou ter descoberto cavernas embaixo da cidade dos Anjos = Los Angeles

Shufelt soube da lenda do Povo Lagarto após seu aparelho de Raio X ter lavado aqui e ali, sobre uma área que se estende desde a Biblioteca Pública, na West Quinta rua para o Museu do Sudoeste, no sopé do Monte

Ele acreditava tão firmemente no que o velho índio Hopi disse que reuniu uma equipe pequena de assistentes para sondar com aparelhos o labirinto. Descobriu que há catacumbas com um valor inestimável de comprimidos de ouro abaixo do centro de Los Angeles a 250 pés no chão.

A boca de entrada do poço esta na antiga propriedade na rua Banning em North Hill com vista para Sunset Boulevard, Spring Street e North Broadway.

"Eu sabia que era mais que um padrão de túneis. Eu tinha traçado o curso dos túneis, a posição dos grandes salas espalhadas ao longo da rota do túnel, bem como a posição dos depósitos de ouro, mas eu não conseguia entender o significado disso." disse Shufelt

Segundo o rádio de raios-X revelou a localização de uma das três cidades perdidas na costa do Pacífico, a um local que foi escavado pelo Povo Lagarto, após a "grande catástrofe", que ocorreu há cerca de 5.000 anos atrás. 

Esta catástrofe foi lendária na forma de uma enorme língua de fogo que saiu do Sudoeste, destruindo toda a vida em seu caminho. O buraco da cidade foi escavado como um meio de escapar de futuros incêndios. A cidade perdida foi cavada com produtos químicos poderosos do Povo Lagarto, em vez de picareta e pá, drenado para o oceano, onde começaram seus túneis, segundo narra a lenda...

Newgrange (novo celeiro)
Foi construído na Irlanda durante a idade da pedra há mais de 5.000 anos atrás (3.200 aC + 2012 dc).


Segundo reza  a lenda, os “especialistas” no assunto assumem que essa obra teria levado 5 anos para ser concluída, apenas fazendo uso de ferramentas feitas de pedra, madeira, chifre ou osso - tornando a construção com peso de mais de 200 mil toneladas - mais antiga do que Stonehenge na Inglaterra e a Grande Pirâmide de Gizé, no Egito, mas não mais antiga quanto a Pirâmide do Sol na Bósnia.

eeiiittaa... essa também é braba... imagine na Copa?

“Especialistas” afirmam que a MEGAconstrução tem propriedade astrológica, espiritual, religiosa e cerimonial como as muitas catedrais atuais de adoração...

Me engana que eu adoro...

A entrada de Newgrange foi selada e permaneceu fechada durante vários milênios. Mas começou a ser estudada como um monumento pré-histórico por antiquários, no século XVII (sempre com os “iluminados” no pedaço), e ao longo dos séculos subsequentes até ser restaurada em grande parte a uma interpretação de sua aparência original, por volta dos anos 70.

O monte aparente na superfície da terra tem de 76 metros de diâmetro e 12 metros de altura, e abrange 4.500 metros quadrados (1,1 hectares) de terra.

O que há de curioso nessa construção?
Bom, além da sua construção "feita com paus, pedras e osso", uma vez por ano, no solstício de inverno, o sol nascente brilha diretamente ao longo da passagem na câmara durante cerca de 17 minutos e ilumina o chão da câmara. Um alinhamento muito preciso para ser considerado a ser formado por acaso. Professor MJ O'Kelly foi a primeira pessoa nos tempos modernos a observar este evento em 21 de dezembro de 1967. 

O alinhamento é tal que a caixa acima da entrada da passagem permite que a luz bata no chão da câmara interna. Hoje, a luz entra pela primeira vez cerca de 4 minutos após o nascer do sol, mas os cálculos com base na ultima precessão da Terra há 5.000 anos, a luz teria entrado exatamente ao nascer do sol. 

Será que o povo há 5 mil anos atrás sabia de algo nessa data que a gente não sabe? Será que a comunidade local se protegia dos raios galácticos?

O solstício de inverno anual, de toda manhã de 21 de dezembro, é frequentemente transmitido ao vivo pela RTÉ televisão e também pode ser visto em todo o mundo através da Internet. Não vá perder essa, eim?!!



Misteriosa cunha da Romênia
Uma estranha peça, tipo uma cunha, foi encontrada em 1974 numa das margens do rio Mures, a dois km de Aiud. O misterioso objeto foi descoberto numa escavação, enterrado a 10 metros de profundidade, ao lado de dois ossos de mastodontesO mastodonte é um mamífero de grandes dimensões, também chamado de mamute, extinto há pelo menos 10.000 anos.

A cunha foi levada para ser examinada num laboratório em Lausanne, na Suíça, e obteve o mesmo resultado na análise metalúrgica:

89% de alumínio, 6,2% de cobre, 2,84% de silício, 1,81% de Zinco, 0,41% de chumbo, 0,33% de estanho, 0,2% de zircônio, 0,11% de cádmio, 0,0024% de níquel, 0,0023% de cobalto, 0,0003% de bismuto, e um pequeno traço de gálio.

A análise da espessura da camada de óxido que recobre todo objeto de alumínio deu uma precisa referência de sua idade estabeleceu-se a idade do material em cerca de 300 anos fabricada por fundição, indicando que o alumio descoberto na margem do rio é anterior a sua descoberta nesse planeta. Até meados de 1800 e o material não foi produzido industrialmente senão em 1885.

Como algo assim poderia estar na mesma camada geológica de ossos de mamute datados de 10.000 anos de idade?

A misteriosa cunha de alumínio nunca foi exibida ao público.  Posteriormente as análises, o artefato foi doado para o Museu de História da cidade de Transilvânia, em Cluj e somente um grupo muito seleto ficou sabendo sobre isso.

Sereias?
Narra a lenda que no início de 1990, a Marinha dos EUA começou uma série de testes de sonar secretos. Essa ideia se deve a mortandade em massa de baleias e outros seres marinhos em praias de todo mundo.

Mas nesta história, um vídeo amador surpreendente e provas fotográficas, bem como outras gravações de áudio, sugerem que baleias não foram às únicas criaturas afetadas pelo “sonar da Marinha”. Restos mortais de um ser metade humano e metade peixe estavam entre os atingidos pelo evento que afetou a audição dos animais.

Em 1997, cientistas da National Oceanic Atmospheric Administration (NOAA) registraram um misterioso som (chamado "A Bloop") no Pacífico profundo, um som de um grupo animal singular, bem diferente de tudo que os estudiosos já ouviram até então.

O fato é que homens lagarto, anjos, sereias já não são mais surpresa para quem tem uma pista de como eles se desenvolveram na Terra.

Mas o que chama mais atenção é que estão se “materializando” para todos em um nível de informação mais frequentemente. Meu palpite é que temos informação detalhada, mais específica sobre esses seres, logo, podemos vê-los. Vou mais além. Os “mundos” estão se chocando. As diferentes frequências estão navegando na mesma onda de informação, como uma viagem no tempo.

Vamos em breve assistir a muita coisa bizarra, mas sabendo antes de tudo que a imagem do gigantesco holograma está unindo suas partes e colocando tudo no mesmo “MUNDO” que antes estava separado por infinitas e diferentes vibrações de informação.

Lembrando que esse é o principio do caos. Depois do colapso, virá a separação novamente, e a poeira irá assentar. O “mundo” não vai acabar, como vimos.

A “vida” voltará a surgir dando continuidade a seu propósito: o de ensinar como nadar nessa “onda”...

laura botelho




meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos