Google

Translate my page Google

16 de nov de 2017

Vídeo - Slaughterbots - Inteligencia Artificial, drones assassinos.



"Slaughterbots"
Esta semana, aconteceu a primeira reunião do Grupo de Peritos Governamentais da Convenção sobre Armas Convencionais (CCW) que está ocorrendo nas Nações Unidas em Genebra, com uma campanha para Parar Robôs assassinos.


The Future of Life Institute, uma organização sem fins lucrativos dedicada à mitigação dos riscos existenciais colocados por tecnologias avançadas, incluindo inteligência artificial, encomendou um filme de 7 minutos criado por um grupo de acadêmicos preocupados com armas autônomas letais para sensibilizar as “Nações Unidas” a avançar na regulamentação internacional de armas autônomas.

"Slaughterbots" foi o vídeo criado para sacudir a macacada, que mais parece uma cena comum de filme de ficção – que poderia bem se chamar “Os exterminadores do presente” - parte 3

Como tudo que nos cerca carece de credibilidade da mente humana para existir, essa demonstração singela de um “presente real” está numa linha tênue entre céticos e cinderelas para despertos e atentos ao ambiente, com pensamentos do tipo: “isso nunca vai acontecer” – para – “isso já está em prática há anos e estão nos contando só agora”

Esse “futuro fictício” em que microdrones autônomos portadores de explosivos em seus componentes, matarão milhares de pessoas ao redor do mundo, seria tão viável como uma abelha que deixa seu ferrão em alguém.

Na “dramatização” de "Slaughterbots", uma empresa de ficção chamada Strato Energetics, desenvolvem microdrones do tamanho de palma da mão, armados com cargas explosivas, autônomas que usam Inteligência Artificial para caçar e matar indivíduos ou grupos de pessoas com base em características específicas.

O instituto The Future of Life é apoiado pelos célebres Elon Musk e Stephen Hawking, entre outros que trabalham para parar robôs assassinos e pedir uma proibição preventiva de armas autônomas letais...

Fala sério? Você acredita mesmo nisso?
Parar uma ideia que já nasceu pronta com essa finalidade? Que país não usará essa ou outra modalidade tecnológica para exterminar os seres humanos com eficiência? Como “regulamentar” um brinquedinho desses que pode ser adquirido por qualquer menino de 9 anos?

Temos armas de todos os tipos que não vem a público por se tratarem de ferramentas de trabalho dos negativos de plantão. Há muita coisa bizarra acontecendo e vejo nitidamente como eles estão conduzindo a coisa. Tanto, que escrevi o livro “Robota, do Gênesis ao fim da humanidade

Estamos perdendo rapidamente a noção dos avanços tecnológicos que mudarão sensivelmente a raça humana. Estamos nesse momento da Singularidade, meio robô e meio idiota.

Espero que as pessoas acordem desse transe rapidamente, do contrário, nem bem robô, nem bem idiota, mas uma alma aprisonada por mais 2 mil anos...


laura botelho





meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos