Google

Translate my page Google

11 de fev de 2010

Deixe Fluir...


Não sei nem por onde começar o artigo de hoje...

Que tal essa notícia?

Rio de Janeiro está entre os lugares mais quentes do mundo nesta quarta-feira (10/02/2010). 43,9 graus. Jacarepaguá registrou segunda maior sensação térmica do planeta. Perdendo apenas para Ada, em Gana, no continente africano. Nunca no mês de fevereiro houve um início tão quente na história das medições do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Os hospitais estão cheios de gente reclamando de mal estar...

Não há novidade que a gente não tenha falado por aqui nesses últimos meses.
O que deixa claro que tudo que estamos estudando tem fundamento sim! Não é coisa de “exagerados e pessimistas”.

Um fato é a gente ficar focando em desgraça, outra bem diferente é falar sobre POSSIBILIDADES! E há possibilidade que as coisas piorem.

Ontem ouvi falar que houve outro apagão no Nordeste brasileiro e dois Estados do Norte com duração de dois minutos a duas horas, e afetou pelo menos oito capitais -- Fortaleza, Salvador, Recife, Maceió, João Pessoa, Aracaju, Teresina e Palmas.

Você ouviu falar sobre isso? Fiz uma pesquisa na internet e o assunto é resumido sem grandes explicações em poucos jornais (?)

Adorei foi a resposta do operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) relatando que as causas do apagão “ainda são desconhecidas.” Novidade...

"Técnicos da Eletronorte estão na região de Palmas (TO), para identificar as causas do problema. Uma das hipóteses consideradas é a ocorrência de queimadas sob os linhões.”

Vai ver que deixaram de ligar a tomada.

Esse tipo de “sigilo” é que nos garante que há algo de muito podre por trás de muita coisa...  Não me refiro ao apagão somente, me dirijo a todo contexto mundial. Tudo têm um “sentido figurado” ou distorcido. Mas essa visão só está ocorrendo porque nós estamos mais conscientes. Estamos pesquisando mais a cada dia. E um LINK leva a outro LINK. Antigamente não enxergávamos as coisas, pois não tínhamos conhecimento de muita coisa.

Você não vê aquilo que não conhece. Aprenda a ver!

Esse efeito é a tão chamada “evolução da consciência”.  Se vc ainda não entendeu é porque precisa estudar mais! Quanto maior for a sua visão do TODO, mas vc irá enxergar as PARTES.

Nós já sabemos que sofreremos muito mais apagões por conta de nossa localização sobre a SAA – Anomalias no Atlântico Sul – e que o Sol está cuspindo ondas magnéticas – CME.

Sabemos que o sol está passando por uma atividade aguda, uma fase natural que acontece a cada 11 anos. Mas como se isso não bastasse, a aproximação de NIBIRU agrava ainda mais essa atividade solar. A estúpida força magnética de Nibiru já começa a fazer estragos por onde passa.

Não devemos esquecer que ainda virão os asteróides por aí. Assim que Nibiru estiver mais próximo das nuvens de Oort (isto se já não está)

Em 20 de Julho de 2009 Jupiter foi bombardeado por um asteróide ou um cometa, não se sabe ao certo. O que temos que perceber aqui é o aumento de asteróides flagrados por nossas câmeras digitais em todas as partes do globo.

Mas...voltando ao sol e suas ondas magnéticas. A sua Massa Coronal (CME) chega às cercanias dos cinturões de radiação de Van Allen que circundam a Terra e uma pequena parte da CME pode chegar à ionosfera, causando assim, as tempestades geomagnéticas. 

A ionosfera serve de escudo de calor, absorvendo energia das tempestades e reduzindo a sua capacidade de aquecer a atmosfera inferior do planeta, mas tem como conseqüência a criação de uma nuvem de plasma quente, com temperaturas da ordem dos milhões de graus Celsius, que envolve toda a Terra

Temos que saber que:
Erupções classe C: são erupções que emitem pouca energia e CME's, em geral não chegam a afetar a Terra, contudo causam problemas em equipamentos em espaçonaves, causam envelhecimento em painéis solares e interferências nas comunicações em alta freqüência em satélites.


Erupções classe M: são de intensidade média, causam aumento da absorção das ondas de Rádio Freqüência na camada D da ionosfera, fecham a propagação de RF com menor intensidade do que as erupções X.
Geram fenômenos luminosos nas regiões dos pólos, defeitos em equipamentos e em satélites.

Erupções classe X:  Geralmente causam uma série de mudanças na ionosfera da Terra, geram interferências eletromagnéticas aumentando os índices de corrosão em estruturas metálicas na superfície, causam a absorção de radiofreqüência na camada D da Ionosfera, fecham a propagação das ondas de rádio em todo o planeta e produzem tempestades de radiação de longa duração, geram grandes problemas em espaçonaves e equipamentos embarcados, causam risco de saúde em astronautas pilotos e passageiros de aeronaves, causam envelhecimento precoce em instrumentos eletrônicos, danificam satélites, interrompem as comunicações por satélite, geram interferências e erros nos mais diversos sistemas de proteção e controle eletrônicos na aviação.

Isso tudo no âmbito material. Mas no que concerne a nossa saúde física e psicológica as irradiações magnéticas farão muito mais estragos.

O magnetismo do sol nos afeta normalmente e se levarmos em conta que ele anda de mal humor... Vamos nos tornar mal humorados também.

A palavra humor vem do latim humore, que significa "deixar fluir". Essa semana que entraremos agora será um tanto quanto difícil para muitos e teremos que “deixar flui”.

Vejam que as “vibrações”, nem sempre positivas, vão sobrepujar o ambiente.

A história do carnaval começa no princípio da nossa “civilização”. A origem do Carnaval já dá pano pra manga... Os rituais de “festas” parecem ter origem há seis mil anos atrás, nas celebrações da fertilidade e da colheita nas primeiras lavouras, às margens do Nilo.

Festas para a Deusa Isis, no Egito Antigo, marcaram as primeiras celebrações do tipo “carnavalescas”. Vc que leu o que eu li nos livros do Icke, sabe que a coisa era feia...

Com a evolução da sociedade grega evoluíram também “os rituais”, acrescidos da bebida e do sexo, nas festinhas que cultuavam o DEUS Dionisus - Baco.

Na Roma Antiga bacanais, festejavam os DEUSES Baco, Saturno e Pã. Uma festa e tanto! As festas animadas são bem antigas, mas a expressão Carnaval viria bem mais tarde.

A Sociedade Clássica acrescentou ainda uma função política na urgia social às celebrações. Já que tava tudo uma zona, porque não criticar os governantes também? Esses festejos eram de tamanha importância para o povo, pois a data os liberava das frustrações da vida cotidiana. Esposas davam suas escapadinhas nessa data se utilizando de máscaras e roupas diferentes. Uma teatralização coletiva da inversão dos papéis sociais.

Nessa data podia tudo! Um acerto de contas com o universo. Ainda que metaforicamente, a idéia era a de ser o que vc quisesse - um rei, um vagabundo, pirata, um DEUS ou o DIABO, isso acalmava o Ego. A vagabundas da época podiam transitar no mesmo ambiente que a mais fina dama da sociedade. Quem vai saber? Homens vestidos de donzelas, donzelas trajando calças. Muita mascara. A idéia era mudar a lógica social.

Os escravos eram alforriados, as pessoas saíam às ruas para dançar e a euforia tomava conta. Na abertura dessas festas aos DEUSEs saíam às ruas homens e mulheres nus. Muitos dizem que daí saiu a expressão Carnelevamen  que pode ser interpretado como carnis levamen, “prazer da carne”, antes das tristezas e continências que marcam o período da Quaresma.

A festança se estendia por três dias, terminando em bebedeira coletiva após um vale tudo... Quem vai saber?

Parece que esse ritual acontece até os dias de hoje. Maridos viajam à negócios, esposas saem em retiro espiritual com as amigas e na quarta-feira de cinzas tudo está zero a zero – claro, sem esquecer de gravar os capítulos do Big Brother. Isso é muito importante.

A temperatura alta afeta nosso humor. Afeta nosso organismo, “cozinham” nossos miolos. Será preciso muito equilíbrio daqui em diante.

Sintomas como irritabilidade, cansaço, indisposição, vontade de não fazer nada. (agora vc vai entender os Baianos) Dor de cabeça, pressão arterial em alta, zonzeira, falta de apetite e muito sono, nos darão uma pista de como anda nossa imaginação.

É uma época difícil a que estamos passando, portanto necessitamos de serenidade, tranqüilidade, paz e principalmente fonte de energia positiva. Montanhas e o verde lhe darão esse equilíbrio.

Lembre-se que as coisas podem sempre piorar. O calor pode ser aliviado com um bom ar condicionado e água gelada, mas não se esqueçam dos apagões...

Volto na quarta de cinzas. Quem vai saber?

Laura botelho


3 comentários:

  1. Sobre o apagão deram a seguinte explicação:
    http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u693078.shtml

    Muito bom o texto, Laura!

    Buscar o equilibrio é fundamental, fora a questão da desordem natural do clima, o "humor" das pessoas esta bem alterado.

    Cruel

    ResponderExcluir
  2. É O BIXO TÁ "PEGANDO", MAS VAMOS NESSA ASSIM MESMO. JÁ QUE ESTAMOS AQUI, TEMOS QUE ENCARAR. E QUE ENCAREMOS COM BRAVURA, ABRAÇOS A TODOS.

    AHHHHHH, IA ESQUECENDO...PASSEM LÁ NO MEU BLOG TAMBÉM E SEJAM MEUS SEGUIDORES: LUIZANTONIOBELLEI.BLOGSPOT.COM

    ResponderExcluir
  3. Que pena Laura, diz que o o utilizador apagou o video e nao pude ver.

    Abração

    ResponderExcluir

Não serão publicados comentários racistas, chauvinistas, sexistas, feministas, flamenguistas, partidaristas ou que enalteça um ditador de bandeira vermelha de qualquer país. Tampouco não serão publicados ataques pessoais entre leitores ou a autora desse blog. Nem pensar publicarei observações ortográficas relativas aos meus erros crassos do Português, pois faz parte do meu show. Anônimos continuarão anônimos, não publicarei. Para ser sincera, não gosto de comentários. Não escreva.
laura botelho

meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos