Google

Translate my page Google

18 de nov de 2009

Acredite se quiser.


Quero deixar aqui uma de minhas fontes de pesquisa. Acredito que todos nós devemos estudar sobre tudo. 
Alguém me indica algo que não tenho conhecimento e eu indico algo que vc não faz a menor idéia!


Essa é a função do BLOG. 

Paulo LaViolette PH.D,
é autor de Segredos da antigravidade Propulsão, subquânticas Kinetics, Earth Under Fire, Gênese do Cosmos. Bacharelado em física da Universidade Johns Hopkins, seu MBA pela Universidade de Chicago, e PhD da Portland State University e é atualmente presidente da Fundação Starburst.

Tem servido como um consultor de energia solar para a ONU, o governo grego, e Clube de Roma para o projeto Metas para a humanidade. É também consultou das empresas Fortune 500, sobre as formas de estímulo à inovação. 

Dr. LaViolette é o primeiro a prever tempestade solares de alta intensidade de partículas de raios cósmicos que viajam diretamente para o nosso planeta a partir de fontes distantes de nossa galáxia, fenômeno agora confirmada por dados científicos.

Ele também é o primeiro a descobrir altas concentrações de poeira cósmica em gelo polar, indicando a ocorrência de uma catástrofe global cósmico em tempos antigos.


Com base neste trabalho, ele fez previsões sobre a entrada de poeira interestelar do sistema solar em dez anos antes de sua confirmação em 1993, pelos dados da sonda Ulysses e pelas observações de radar da Nova Zelândia.

Ele também foi protagonista de estudos científicos sobre a era Glacial – que explica o congelamento repentino do Ártico e o desaparecimento dos mamutes e dos mamíferos do Pleistoceno e evidencia que a última idade do gelo terminou com um aquecimento global.

Segue pesquisa feita por base dos textos de LaViolette

A sabedoria antiga como a dos textos dos Maias e Egípcios indicavam a localização do centro galáctico. Os mitos, costumes e tradições esotéricas descendente desde os tempos pré-históricos indicam que os raios cósmicos de uma explosão do núcleo galáctico catastroficamente afetam a Terra e o sistema solar em ciclos recorrentes como o evento mais recente que ocorreu perto do fim da última era glacial.

LaViolette  começou a descobrir estas associações em torno de 1987. Seu livro Beyond the Big Bang and Earth Under Fire descreve todo processo que os antigos já sabiam.



Em sua dissertação, LaViolette propôs que um Superonda produzido por uma explosão do núcleo de nossa galáxia poderia ser imediatamente precedido por um pulso muito forte de raios gama, 10.000 vezes mais forte do que aquilo que poderia vir de uma explosão de supernova. 

Essa emissão de pulsos eletromagnéticos poderia derrubar satélites, causar interrupção de rádio, televisão e comunicação telefônica, interromper a produção dos impulsos elétricos em linhas de alta tensão provocando generalizados black-outs e, eventualmente, provocar o lançamento acidental de mísseis. 

Em 1989, sob o patrocínio da Fundação Starburst, LaViolette iniciou um projeto de alcance internacional, para advertir sobre os perigos de tais fenômenos astronômicos. 


Ele ressaltou que o nosso centro galáctico poderia produzir seriamente perturbadoras explosões de baixa intensidade tão freqüentes a cada 500 anos e que estamos atrasados para mais um...

Em 1998 um evento já alertado por ele de raios gama oriundos de uma fonte Galáctica localizada 20 mil anos-luz de distancia na constelação de Aquila afetou seriamente os satélites e naves espaciais na atmosfera disparando um desligamento do instrumento de defesa de dois aviões. 


Astrônomos se conscientizaram de que explosões distantes de fontes energéticas astronômicas poderiam afetar o ambiente físico da Terra. Este evento, reafirmou a validade das advertências feitas por LaViolette 9 anos antes sobre os riscos potenciais de tais explosões de raios gama sobre nossos sistemas de comunicação.

Em sua dissertação, LaViolette propôs que reversões magnéticas são induzidas por tempestades solares de raios cósmicos. Se forem suficientemente intensas, este anel corrente de campo magnético poderia cancelar o próprio campo da Terra e virar o pólo de campo magnético residual para uma localização equatorial. 


A partir desta posição que mais tarde poderão se recuperar ou adotar uma polaridade invertida (precessão dos Equinócios) . Ele propôs que esta excursão geomagnética seria muito rápida, ocorrendo em uma questão de dias.

  


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não serão publicados comentários racistas, chauvinistas, sexistas, feministas, flamenguistas, partidaristas ou que enalteça um ditador de bandeira vermelha de qualquer país. Tão pouco não serão publicados ataques pessoais entre leitores ou a autora desse blog. Nem pensar publicarei observações ortográficas relativas aos meus erros crassos do Português, pois faz parte do meu show. Anônimos continuarão anônimos, não publicarei. Para ser sincera, não gosto de comentários. Não escreva.
laura botelho

meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos