Google

Translate my page Google

1 de out de 2009

Enquanto o sol não vai embora...


Mais terremoto...


Autoridades da Indonésia disseram que os terremotos desta semana estão entre os mais fortes dos últimos anos no país. O número de mortes pode ultrapassar as 5 mil vítimas fatais do tremor de 2006 em Yogyakarta. Os tremores aconteceram na mesma falha geológica que provocou o tsunami de 2004, que matou 230 mil pessoas em 12 países. 


Alguns geólogos diziam que Padang é localizada em uma posição perigosa, e que a cidade poderia ser completamente destruída por um terremoto. Esse último atingiu a ilha de Sumatra, no oeste da Indonésia ontem dia 30/set/2009 - quinta-feira, enquanto equipes de resgate trabalhavam para salvar pessoas de um terremoto anterior ocorrido um dia antes.


O tremor de quarta-feira (29/set/2009) de magnitude de 8,3, ocorreu próximo à cidade de Padang, capital da província de Sumatra Ocidental


Culminou às 17h16 (7h16, no horário de Brasília) a 85 quilômetros de profundidade, noroeste de Padang, segundo o US Geological Survey, deixando pelo menos 529 mortos até o momento (ainda em contagem) (e milhares ainda soterrados em meio aos escombros) criando ondas de 4,5 m de altura em várias áreas da região ao redor das ilhas.


O tremor de hoje - 01/set/2009 - foi de 6,8 graus na escala Richter e aconteceu às 8h52 (22h52 de quarta-feira no horário de Brasília). Não há uma idéia da dimensão da tragédia até esse momento. A cidade tem cerca de 900mil habitantes e estão sem Hospitais (pois estão destruídos), sem energia elétrica em grande parte da cidade, sem medicamentos, roupas e comida... a multidão anda a esmo nas ruas...


Em consequencia do tremor as ondas gigantes se formaram e caminharam em direção as ilhas Samoa deixando pelo menos mais de 100 mortos e seis em Tonga. Segundo autoridades de Samoa, aldeias inteiras foram destruídas.


(Essa Imagem é ilustrativa, não é desse Tsunami)

Terremoto de 5.1 na escala na Califórnia HOJE - 01/setembro/2009 Terremotos como o que acaba de bater Sumatra - podem provocar terremotos no mundo todo.É o que diz Fenglin Niu, da Universidade Rice, em Houston, Texas, e seus colegas. É como um efeito borboleta. As primeiras mudanças para o San Andreas ocorreram em 1992, após um terremoto de magnitude 7,3-a centenas de quilômetros ao sul.
A segunda ocorreu em 2004, após um terremoto de magnitude 9,1, também em Sumatra, 8000 quilómetros de distância. Em ambos os casos, houve mudanças distintas no movimento de fluidos e um aumento na freqüência de micro-sismos. Niu e seus colegas acreditam que terremotos muito grandes podem empurrar as falhas por todo o planeta e assim levar a um aumento temporário da sismicidade global.
Nosso destino está selado... Esse é o momento para refletir sobre as coisas materiais. Não é papo de "de fim de mundo", mas de Consciência sobre a vida que levamos até esse momento. Pense: por que vc está nessa época, nesse lugar, nessas circunstâncias? Já chegamos ao limite da crueldade humana. 


Chegamos ao limite da ignorância, da estúpida vida que levamos e pior... estamos oferecendo para nossos filhos e para o restante da história humana a decadência dessa espécie. Nosso tempo de mudar terminou. O que os iluminados nos ensinaram entrou por um ouvido e saiu pelo outro... Não fez efeito, não houve mudança de comportamento nesse últimos 2 mil anos... Eles tentaram, bem que tentaram...mas nós só nos agarramos a luta pela "sobrevivência" das espécies, a luta pelo mais forte, pelo mais bonito, mais rico, mais inteligente e poderoso.

E a ironia disso tudo é que vamos terminar (?) assim...










Ultimas notícias...





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não serão publicados comentários racistas, chauvinistas, sexistas, feministas, flamenguistas, partidaristas ou que enalteça um ditador de bandeira vermelha de qualquer país. Tão pouco não serão publicados ataques pessoais entre leitores ou a autora desse blog. Nem pensar publicarei observações ortográficas relativas aos meus erros crassos do Português, pois faz parte do meu show. Anônimos continuarão anônimos, não publicarei. Para ser sincera, não gosto de comentários. Não escreva.
laura botelho

meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos