Google

Translate my page Google

4 de fev de 2011

Religião - re-ligação com os deuses


Einstein explicando a Relatividade...
Quando te sentas com uma linda garota por duas horas,
parece como se tivesse passado dois minutos.
Quando te sentas em uma estufa quente
por dois minutos, parece
que se passaram duas horas.


Estudos revelam que a dor é muito variável e modificável, diferindo de pessoa para pessoa e de cultura para cultura.

Estímulos que provocam uma dor “dita” - intolerável - num indivíduo podem ser suportados sem revolta ou sem queixas facilmente por outro.

Por exemplo, em certas culturas as cerimônias de “iniciação” e outros rituais incluem provas de que nos remete a serem dolorosas só de ver, contudo, diversos pesquisadores nos dizem que essas pessoas parecem sofrer pouca ou até nenhuma dor apenas administrando seu pensamento em relação ao feito.

A percepção da dor não pode ser definida apenas em termos de tipos particulares de estímulos, mas, e principalmente, de mais uma experiência pessoal – CRENÇA pessoal sobre o incidente.

Foi observado que isso depende da aprendizagem cultural, do significado atribuído, ancorado à situação, e também de outros fatores essencialmente individuais que cercam a experiência

Você sabe o que é um Democídio?

“Que que tem a ver isso com as calças, Laura?”
- Calma, eu chego lá

Democídio comparativamente é como o "homicídio" para um indivíduo que premeditadamente provoca a morte de uma pessoa.

O Democídio é o ato de um Estado Governamental cometer um assassinato. Por exemplo: se uma pessoa é presa e fica encarcerada em péssimas condições e acaba morrendo devido a maus tratos decorrente a falta de assistência mínima de sobrevivência, isso se configura em um democídio.

Se por um acaso, um Governo vigente estiver consciente do quadro de miséria, fome e falta de condições mínimas de sobrevivência ou conhecimento, algo que traga morte iminente de um grupo de cidadãos, de sua população e ignorar o fato, permitindo assim por desconsideração, displicência, a morte de milhares ou milhões de pessoas, isso também se caracteriza um democídio.

Vamos seguindo...
Muitos estão me escrevendo dizendo que estou sendo “alarmista” sobre alguns eventos e sem fundamentos para justificá-los, blá, blá, blá...

Já disse que o que escrevo aqui não é uma tese para título de Doutorado, não tenho que “provar” nada a nenhuma banca julgadora ou a ninguém. Deixe de ser colocar no lugar de “vitima” e vá focar naquilo que lhe interessa em outro lugar. Troque o canal, mude o disco, gire a catraca, pois atrás vem gente.

Recentementea mesma ciência que desmente tudo  que esses blogueiros extremistas e terroristas (que espalham terror) alardearam anteriormente - dispararam uma notícia em janeiro de 2011 de que a Terra está recebendo feixes de energia do espaço referente a uma “explosão” de um buraco negro supermassivo no centro da galáxia M84 -eles voltam com a mesma informação apenas com uma cor, forma e rótulo diferente para afirmar o que já dito antes.


A gente ri, fazer o que?

O que eles não contam, de jeito nenhum, é o que esse enorme buraco negro a que a “comunidade cartesiana científica” chamou de Sgr. A (Sagitário A) pode nos afetar HOJE!

Povos antigos como os Hopi, Dogon, Maias, Astecas, Incas, Vedas etc etc - nos deixaram pistas e mais pistas para nos preparar para esse momento.

Falaram sobre as Eras e Raças que já existiram e foram extintas em determinado momento, por conta dessas mudanças periódicas no universo, mas NÓS não acreditamos nessas pistas, e elas ganharam o título de “PROFECIA”, justamente para nos deixar em dúvidas se isso pode acontecer ou não, afinal muitos erram nas “profecias” e povos antigos e ignorantes estão nessa linha.

Os Maias chamavam de Árvore da vida o centro da galáxia, um ponto conhecido como "Hunab Ku", um local de onde o conhecimento natural do espírito, da pura energia que somos habita.

Essa fonte de consciência organiza toda a matéria e anti-matéria, diferente dessa prisão de informação matricial e holográfica a que estamos focados.

Assim, o buraco negro no centro da Via Láctea, representa o portal para um universo maior, que possui uma realidade completamente diferente, da que estamos formatados a acreditar.

Os povos antigos sabiam, através de informação de diversos deuses, inclusive o maior deles – Toth – que o grande buraco negro - “Hunab Ku” - executa tudo o que acontece nas galáxias e atua através de explosões periódicas de Energia Consciencial a partir do centro galáctico.

Os Maias descreveram esse espaço como "A fenda Escura" ou "O Plano Galáctico". A Terra, o Sol e o Hunab Ku se alinharão em breve, já que esse processo já se iniciou nos anos 1980 – o último Katun dando fim ao quinto sol em 28 março de 2013 - fim do calendário Sol-Vênus - início do sexto sol.

Estamos realmente em um ponto a 78 anos-luz de distância do equador galáctico. Em 21 de dezembro de 2012, às 11:11 AM, horário universal (Tempo Zero), o nosso Sol e nosso planeta estarão em perfeito alinhamento com a boca faminta desse buraco negro – Hunab Ku. Estamos atravessando o horizonte de eventos...

Os Maias, assim como outros povos, também nos disseram que receberemos emissões colossais de uma forma - “até ontem desconhecida de energia"-  que irá partir desse centro da Via Láctea, o que irá mudar todos os fundamentos da física do nosso mundo, novas condições materiais e imateriais de vida.

Seremos bombardeados com raios gama

Uma radiação direta e extremamente letal com força suficiente para destruir toda a matéria orgânica do planeta sem nenhum aparato material que possa barrá-los, pois esses raios de 3.5 trilhões de elétron-volts atravessam qualquer coisa, quanto mais um punhado de terra por cima (BUNKER). Portanto, não gastem seu tempo cavando buracos...

Astrofísicos e físicos quânticos acreditam que buracos negros altamente densos estão girando em taxas inacreditavelmente altas, devido à sua enorme massa e para fim de registro: o Hunab Ku (buraco negro) localizado no centro da Via Láctea contém uma massa estimada de mais de 1 trilhão de estrelas e acredita-se ter um diâmetro de mais de 2 trilhões de milhas.

Possivelmente já estamos sofrendo algum impacto de algumas super ondas de raios gama, mas com pouca ação que ainda possa causar muitos danos globais. Essas ondas viajam com velocidade maior que a da luz e sua central é a boca enorme e faminta do buraco negro no centro da nossa Galáxia – Via Láctea - que libera jatos de feixe visível que consistem, principalmente, de gás ionizado e plasma.

O gás que acompanha o plasma – cianeto de Hidrogênio - é o gás que, possivelmente, (tudo faz crer), está matando os animais – as aves e a fauna marinha nesse momento. O Cianeto de Hidrogênio dá aquela luz azul lindinha que estamos a admirar nas fotos na internet.

Amostras do núcleo de gelo nos gráficos Beryllium10 estudados pelo Dr. LaViolette evidenciaram um aumento dos níveis de poeira cósmica nos registros glaciais dando provas sólidas de que uma explosão semelhante aconteceu em torno de 37 mil anos atrás, o que coincidem com a última Era Glacial onde a extinção dos nossos irmãos Neandertais foi relatada.

Dr.Paul LaViolette - presidente do Instituto de pesquisa científica interdisciplinar da Fundação Starburst - descobriu que pelo menos 2 super ondas (superwave – nexus) com o poder de gerar uma Nova Era Glacial estão viajando em nossa direção a partir de seu local de origem distante em torno de 26 mil anos-luz.

E como esse Dr. sabe disso?
Dr. La Violette atribuiu novas informações além das “pré-arquitetadas” dos negativos. Foi atrás de pistas deixadas por nossos antepassados. Sua investigação está além do “óbvio” que muitos querem que acreditemos.

Seu estudo térmico e detalhado foi além do interior do gelo glacial, analisando concomitantemente, e friamente com antigos mitos, tradições, manuscritos, mapas, desenhos e mensagens cifradas nas paredes dos templos Maias até a astronomia, novas teorias da astrofísica estudando pulsares, cosmologia evolutiva, etc. fugindo radicalmente das “evidências” forjadas por aqueles que estão por trás da ocultação dos eventos que estão por vir.


Os negativos querem que tenhamos o mesmo destino dos Neandertais... Acredita-se que eles não tinham informação na época para se organizarem para esse tipo de evento devastador, se pelo menos tivessem o Google, ou acesso ao Blog da Laura, hoje estariam por aí rindo, nos dizendo... "Vai doer!"

Lembra da mensagem deixada pelo povo Hopi?

“Chegará um tempo em que uma estrela azul aparecerá no céu ... Sua luz vai quebrar a escuridão da noite ... Esta luz azul vai trazer um vento ... Um vento que nunca tinha sido visto na Terra por um longo tempo ... A Estrela Azul trará um fogo ... Este fogo será tão brilhante e quente que vai transformar a matéria do Universo ... A luz azul desta estrela é um sinal de que o quarto mundo está acabando ... A estrela azul fará com que os oceanos se elevem em direção a terra, inundando o mundo ... Quase todos os seres vivos vão perecer fisicamente nesta grande catástrofe.”

Eles disseram perecer FISICAMENTE, não ESPIRITUALMENTE

Fazendo uma analogia com o que está acontecendo hoje, estamos apenas sentindo a “garoa” – pequenas gotas de uma chuva que virá, e daquelas!

Essa “chuva fina” de raios gama se intensificará para gotas” mais pesadas e em grande quantidade até 2012. Infelizmente nenhum “guarda chuva” poderá deter essa explosão nuclear, e a única saída, é pela porta dos fundos... uma nave espacial tirando você daqui.

E esse é o ponto que quero destacar.
Muitos estão convencidos que os negativos querem “acabar” com as religiões, e formar um governo mundial que abrace a todos. Ficamos preocupados com essas tolices que já estão em prática há muito tempo, mas que só agora se deram conta.

Vamos olhar a nossa volta. Vamos prestar atenção aqueles que estão ao nosso lado. Pare de mirar além, o futuro, pois enquanto ficamos aguardando que as coisas aconteçam, que chegue a hora de apagar as velhinhas, perdemos o melhor da festa.

Não existe “almoço” grátis – preste atenção!!

Minha gente... vamos sair dessa posição de vítima. A evolução tão falada consiste na crença de que você é muito mais que isso tudo que está aí. Fiquem atentos para os “presentes”, as ofertas de quem nunca lhe deu nada, pelo contrário, só tirou... Perceba a mudança, a estratégia por de trás dos panos...

A palavra RELIGIÂO vem do latim re-ligare – sentido de re-ligar a algo que está afastado, distante, precisando unir.

Quero que pense: Você precisa se re-ligar a um deus? A que deus você precisa estar ligado? O seu deus ou o deus dos budistas, dos mulçumanos, dos Indus, dos cristãos? Será que você não vê que é o mesmo deus que está por trás disso tudo.

Esse mesmo “deus” deixou normas, códigos de conduta para que você obedeça sempre, mesmo que ele não esteja “presente”. Ele nos deixou robôs para nos encaminhar para outros lugares e segui-los. Ele deixou orações, mantras a serem cantados diariamente, pois Repetição é hipnose.

“Uma pessoa criativa é aquela que usando os dois hemisférios cerebrais em forma equilibrada é capaz de perceber de modo novo as informações para busca de diferentes soluções.”

NÓS criamos nossa realidade na medida em que vamos perguntando à natureza como ela funciona. O tempo para buscar informação está se esvaindo... click em todos os links azuis, por favor! 

Eu já estou ficando repetitiva...

Você precisa evitar o julgamento e focar apenas na informação

Cientistas conseguiram entender a linguagem das abelhas. Perceberam que as abelhas se comunicavam por meio de uma espécie de dança. Eles aprenderam os passos dessa dança e, para comprovar tudo, fabricaram uma abelha robô de plástico, ligada a um cabo através do qual essa abelha artificial podia ser movimentada à distancia, remotamente.

Introduziram a abelha robô na colméia e a fizeram, através da dança, indicar onde existiam flores com abundância de néctar. Conseguiram a comunicação e as abelhas saíram em bandos para o lugar indicado pelos cientistas através do inseto clonado.

Repetiram com sucesso esse experimento centenas de vezes e hoje já podemos dizer que conhecemos a linguagem das abelhas...

Acontece que as abelhas não têm a menor consciência de que nós, humanos existimos e que somos nós humanos que estávamos a lhes enviar qualquer mensagem e, por desconhecerem que existimos, não têm o que nos comunicar. Levam suas vidinhas como sempre fizeram, pois não desconfiam de nada.

As verdadeiras energias positivas que nos querem bem, não são como esses cientistas.

Elas não clonaram ninguém para nos desviar ou nos levar a outros lugares em voos seguros, mas estão tentando desesperadamente passar todo o tipo de informação necessária intuitivamente para os humanos a fim de mostrar-lhes outros caminhos além dos que nos foram programados a ver... esses seres maravilhosos não dançam para nós.

Mas infelizmente, assim como as abelhas, nós só conseguimos nos interessar pelo doce néctar das flores...

laura botelho

meus livros

meus livros
Click na imagem para saber mais

meus livros

meus livros

Vulcões ativos