Google

Translate my page Google

15 de out de 2010

O último Avatar


E aqueles que foram vistos dançando foram
julgados insanos por aqueles que
não podiam ouvir a música.
Friedrich W. Nietzsche


A música está tocando, pena que nem todos possam ou queiram ouvi-la. O tom é muito suave e quase imperceptível, fugindo a compreensão daqueles que estão imersos a todos os movimentos e barulhos do dia a dia.

Descobrimos que o nosso DNA foi manipulado por um Criador cerca de 250 mil anos atrás para produzir "espécies primitivas” menos inteligentes para serviços braçais. Fomos criados para obedecer a ordens e fazer o serviço de nossos amos e senhores - nossos Deuses.

Mas um senhor de escravos que precisa estar constantemente dizendo o que um escravo tem que fazer, e constantemente corrigindo-o, tendo certeza que ele está fazendo o trabalho certo, acaba se tornando um escravo do escravo.

Tudo foi pensado. Tudo foi muito bem articulado para que a máquina rodasse sob a tutela de poucos senhores que hoje governam nosso planeta Terra.

Somos robôs biológicos.

Para que um novo programa se instale basta apenas que nos dêem um simples exemplo, um único comando para nos espelharmos em outros. Aprendemos quando interagimos com o ambiente. Somos seres altamente programáveis, meros replicantes.

Segundo Norbert Wiener, do ponto de vista da transmissão da informação, a distinção entre máquinas e seres vivos, humanos ou não, é mera questão de semântica.

Somos uma máquina muito complexa - nos auto-organizamos, nos auto limpamos e nos auto gerimos - e se tivermos total domínio de nosso consciente, de nossa máquina mental, podemos executar qualquer coisa.

Deus é um devorador de homens.
Por esta razão os homens são
oferecidos em sacrifício a Ele”.
Evangelho de Filipe (II, 3:63)

O momento é preocupante. Estamos observando um movimento de pessoas procurando um ícone, um salvador, um messias para lhes dar forças para seguir em frente e não vêem que esses mesmos avatares são os Deuses que nos criaram, nossos Senhores que nos querem fiéis a seus comandos.

O sacrifício humano sempre existiu. Somos animais abatidos, e nossa carne e nosso sangue são ofertados aos Deuses como parte de seu desejum. Este mundo é um devorador de cadáveres, você não vê? Aquilo que chamamos de Deus nada mais é que um predador carnívoro ou onívoro mais avançado na evolução que a espécie humana.

Achados arqueológicos revelam que os astecas, os maias e os incas estavam todos envolvidos em sacrifícios humanos em massa, inclusive tomando a vida de crianças e moças virgens para apaziguar a ira de seus deuses demoníacos.

Tecnologicamente esses deuses estão há anos luz de nós, portanto nos manipulam, alimentam e decidem quando vamos acasalar - como peixinhos dentro de um pequeno aquário. Eles nos conhecem e sabem como pensamos e nos organizamos e quantas voltas daremos para chegar ao mesmo lugar.

Estive reavaliando as cenas do filme Avatar (2009) de James Cameron. Ali tem muita informação, mas é preciso conhecer para ver. Agora dia 15 de outubro o diretor fará uma nova apresentação (em 3D) com alguns minutos de cenas inéditas.

James Cameron, como Maçon de grau 33, está fazendo seu trabalho nas telas. Só aqui no Brasil mais de 8 milhões de pessoas assistiram a primeira fase. Milhões de indivíduos que não fazem a menor idéia do que está acontecendo bem abaixo do seu nariz.

A primeira coisa que chama atenção é a imagem do cartaz. Destaque para olho enorme em um fundo azul - o mais importante símbolo dos Illuminati, da Maçonaria. O Olho Que Tudo Vê o que melhor amplia a fala dos personagens: “eu te vejo

Na música tema do filme – I see you – a letra tem frases como: “me render”, “eu ofereço a minha vida em sacrifício”, “meu espírito estava preso”, “vivo através de você”... bastante criativo, não?

Os humanos são mostrados como uma praga que desejam aniquilar o planeta Pandora para a extração de um mineral que lhes dará ainda mais progresso tecnológico e os “felinos” – donos da terra Pandora – se unem contra as pestes homo sapiens, que são tecnologicamente avançados, mas totalmente desprovidos de espiritualidade e empatia.

O mais interessante é que o Coronel (vilão) pede a seus soldados que destruam “os macacos”. Macacos? Não vi um símio no filme inteiro. Segundo textos Sumérios, os habitantes do planeta Nibiru, ambos os Nefilim e os Anunnaki, eram altos. Os machos variam na altura de 5-6 metros; fêmeas variam entre 3-5 metros.

Há uma real demonstração da história da humanidade na película Avatar, mas com conotações contrárias, dando a entender que os mocinhos são “ELES”, e nós humanos, a raça que deve ser retirada, banida, alijada do planeta para que a mãe natureza possa entrar em harmonia novamente.


“ELES” já tentaram nos destruir uma vez, e irão tentar novamente.

A mensagem é de fácil interpretação. Não requer muito conhecimento sobre a história de Tiamat ou Nibiru. Querem nos deletar, pois estamos nos multiplicando em números que fogem ao controle dos Senhores de escravos. Um grupo menor poderá ter mais valia para seus planos futuros. Implantar um sistema de castas onde fique nítida a diferenças entre exército, trabalhadores e serviçais - é o objetivo da Agenda.

Um DNA controlado onde possam criar, programar novos seres replicantes mais resistentes às doenças, que tenham mais tempo de vida, mais resistência as mudanças climáticas devastadoras e possam seguir ordens sem contestar.

Cameron tem a missão de anunciar o Cristo maçônico. Uma das cores primárias da Ordem da Estrela do Oriente é a cor azul e essa cor é imagem de fundo em todo filme Avatar. A cor Azul representa o primeiro de três graus da Maçonaria, conhecidos como os graus de azul e significa também a linhagem governante.

Sangue azul lhe remete alguma coisa?

No hinduísmo, Avatar ou Avatara em sânscrito se traduz como "descida" – fazendo referencia do céu à terra, uma descida deliberada de uma divindade - uma descida do Ser Supremo com finalidade de trazer ordem, justiça e organização ao caos.

Avatar foi inicialmente usado para descrever diferentes divindades que representariam um mesmo e único Deus = Vixnu - segundo mitologia Hindu. A tradução comum para "encarnação" não traduz o conceito de avatar corretamente, isso é mais uma “adaptação” no enredo que já conhecemos.

Kalkin é o último avatar 

Segundo os livros sagrados Hindus, no final da Idade das Trevas o Deus Vixnu aparecerá como um homem montado num cavalo branco, com uma espada (arma) fumegante em sua mão. Ele irá julgar os malvados, reconhecerá os bons (se apaixonará pelo povo Na’vi?) e restaurará a Era de Ouro.

Um representativo número de hindus leva a vinda do Avatar Kalkin muito a sério, esperam por sua chegada assim como os cristãos esperam a segunda vinda de Jesus, os Sunitas e Xiitas aguardam o Mahdi, os judeus um Messias, os Mulçumanos - 120 Imã, os Budistas o Maitreya e segue-se uma infinidades deles.

O fato aqui é que a mensagem é apenas uma:
“ele” está voltando...
Ou nós que estamos indo?


Um dos grandes enigmas do planeta Terra gira em torno de uma coleção de aproximadamente 15 mil artefatos pré-colombianos, uma biblioteca de pedras antigas esculpidas com imagens nítidas conhecidas como Pedras Ica pertecentes a família do Dr. Javier Cabrera Darquea, um professor aposentado que chefiava o Departamento de Medicina da Universidade de Lima em 1966.

Em seu aniversário de 42 anos, um velho amigo, o fotógrafo Felix Llosa Romero, presenteou o Dr. Cabrera com uma pedra de Ica. Ica fica numa área relativamente pequena, cerca de 300 quilômetros de Lima, no Peru. 



Elas foram vendidas ao fotógrafo por um fazendeiro local que afirmou ter encontrado pilhas e pilhas de rochas em vários desfiladeiros e cavernas não muito longe das linhas de Nazca nas redondezas do túmulo do Reino de Chperu, em Chinchayunga, conhecidos como "Manco".

"Manco" acredita ser uma corruptela de "Malku" palavra Aymara, que significa "chefe" ou "Senhor dos vassalos."

Essas pedras curiosamente mostram pessoas interagindo com animais extintos, (segundo nossos cientistas), há mais de 60 milhões de anos atrás



Cenas de homens caçando e domesticando uma variedade de dinossauros, em particular o brontossauros, tiranossauros rex, estegossauros e pterodáctilos voador.

Dr. Cabrera se tornou o principal cliente das pedras Ica e comprou todas que estavam disponíveis com o tal fazendeiro, mas o que o Dr, Cabrera não sabia é que o descobridor das pedras foi preso e torturado para que ocultasse a origem das pedras e sua formação.


Foi coagido a dizer ao publico comprador que era ele mesmo quem esculpia as tais imagens nas pedras, apesar do Dr. Cabrera não acreditar de maneira alguma nessa hipótese ridícula, concluindo que não havia maneira do fazendeiro ter tempo e habilidades, nem conhecimento de como criar as 11 mil pedras que ele havia comprado em poucos dias.

O que impressionou o médico foi uma cena descrita numa pedra de um ataque mortal a um dinossauro em que os caçadores parecem mostrar um conhecimento de anatomia do animal fazendo um corte no centro do nervo crítico da coluna que infligiria uma morte rápida sem agonia para o animal.


A “biblioteca” de pedra está organizada por temas. Há pedras que descrevem cirurgias avançadas de transplante de coração, fígado e rim, cesariana e funcionamento do cérebro. Conhecimentos de acupuntura e engenharia genética. Imagens de continentes perdidos, e o conhecimento de uma futura catástrofe global.

Laboratórios na Alemanha autenticaram as incisões que compõem as esculturas nas rochas vulcânicas, um mineral muito duro que seria difícil o manejo dos detalhes artísticos com ferramentas primitivas

Geólogos interpretaram os mapas de várias pedras que mostram configurações estranha do nosso planeta e chegaram à conclusão (com projeções de computação atual) que alguns ângulos e massas de terra correspondem a geografia da Terra há 13.000.000 (milhões) de anos antes - idade pré-estabelecida das pedras Ica.

Não estão entendendo nada, né?
O que tem a ver uma coisa com outra?
Quem assistiu o filme Avatar, vai perceber a similaridade.


2019 - Um futuro da humanidade sombrio se dará numa colonização espacial em outro planeta, após a Terra ser devastada depois da última Guerra Mundial. Para os que ficaram, uma força policial controlará as ruas rigidamente.

Ninguém sabe quem começa a terrível guerra, ou mesmo quem vence “a guerra”. A chuva ácida cairá, mesmo que o sol brilhe, a escuridão prevalecerá, com certeza. 

Um mundo de alta tecnologia, pouca empatia e emoção, aguarda aquele que ama a facilidade da vida moderna.

A Terra será um lugar não muito “humano” para se viver. O primeiro efeito da guerra é uma praga que extermina quase todo tipo de vida animal do planeta. Os humanos terão combinações de materiais orgânicos e sintéticos para dar suporte a longa vida que tanto almejam. Pele, células, sangue, tecidos, órgãos internos reconstruídos.

Nexus - 6 (o sexto sol)

Humanos replicantes mais fortes e ágeis serão especialmente desenvolvidos para trabalhos pesados ou serviços de extremo risco no ambiente hostil. 

Sem dor, sem angústia, sem medo, sem traumas, praticamente livres de emoções, nascerá uma nova Colônia.

Suas lembranças também serão implantadas o que os tornarão mais fáceis de serem controlados.

Nãaaooooo...
Essa não é uma profecia do nosso destino. Esse é o resumo do filme "Blade Runner, o caçador de andróides” de Sir Ridley Scott (1982) baseado no livro de Philip K. Dick,

 "Do Androids Dream of Electric Sheep?"
                                                            



laura botelho


Dinossauros e humanos no mesmo tempo e espaço - o que os cientistas não nos contaram.




meus livros

meus livros
Click na imagem para saber mais

meus livros

meus livros

Vulcões ativos