Google

Translate my page Google

10 de fev de 2012

A nova Terra


“A verdadeira viagem de descobrimento consiste
não em procurar novas terras,
mas ver com novos olhos
essas mesmas terras”.
Marcel Proust


A intuição é o seu sexto sentido e você terá que exercitá-lo tal qual o faz com seu corpo. Mas se você não anda exercitando nada ultimamente... vai ficar difícil.

Paredes de Thor - Oregon
Estamos limitados a prática excessiva dos 5 sentidos – dando a eles o domínio e controle sobre como interpretamos a informação do ambiente.

Precisamos treinar a intuição. Acredito que a maioria foi treinada para desenvolver a visão, mas alguns outros deixaram de acreditar no que viam e passaram a utilizar grossas lentes – “desculpe, mas estou sem meus óculos” – e não veem mesmo aquilo que não querem.

O Ocidente desviou a informação para a boca. Passamos a traduzir o mundo através daquilo que comemos. Mas acredito que chegou a hora da percepção maior, o “sentir” – e ouvir o que o nosso coração nos diz.

E a minha intuição me mostra como as pessoas estão alienadas para as coisas do dia a dia, o que comprova como são facilmente aprisionadas a uma idéia sem o menor esforço dos seus algozes...

Devido a imagem de jesus que coloquei na postagem anterior a essa, com alguns dizeres, choveu e-mails de seguidores e até padres da fé cristã a me enviar data de missa e links para juntar a grupos da igreja. 

Na hora eu achei que era brincadeira de alguém, mas depois de verificar os endereços eletrônicos percebi que se tratava de um ledo engano da parte deles...

Gente! Os caras não leram nada! Apenas foram atrás de uma imagem! Isso é condicionamento! Por isso, resolvi escrever sobre esse ponto de vista. Estou seguindo minha intuição.

Nassin Haramein nos conta que o sol gira em direção ao centro galáctico e os planetas giram no mesmo sentido ao seu redor. Todos produzindo uma dança harmoniosa em espiral como espermas a caminho do óvulo.

Um óvulo se divide em 64 células tronco e a partir daí produz o coração, rins, fígado etc... somos nada mais, nada a menos do que a pura  projeção do universo.

O Tetrahedro é o ceu - Um tetrahedro contém 64 partes – que é gerado por 8 estrelas (David)

A palavra Tetragramma tem origem no grego (tetra = quatro + gramma = letra) e significa a expressão escrita, constituída de quatro letras ou sinais gráficos, destinada a representar uma palavra.

Acredita-se que o Tetragrama hebraico designa o nome pessoal do "Deus de Israel", como foi originalmente escrito e encontrado na Torah, o primeiro livro do Pentateuco. Este tetragrama varia como YHWH, JHVH, JHWH e YHVH.


Toda a vida se origina da água H2O – que é um tetrahedro


A palavra grega "ekklesia" é usada 115 vezes no Novo Testamento, e na maioria das bíblias, é sempre traduzida como "igreja" (exceto em Atos 19:32,39,41, onde é devidamente traduzido como "assembléia" ).

A primeira Bíblia Tyndale de 1524 não usa a palavra "igreja" em qualquer lugar em suas páginas, mas sim a palavra "congregação". Nos textos, nem Jesus chegou a pronunciar a palavra "igreja"

Congregação tem sua origem etimológica na palavra grega ekklesia, que significa literalmente “chamada para fora”, de ek, “para fora”, e klesis, “chamada”.

Mas... os negativos de plantão substituirão a palavra "congregação" para a palavra "igreja" para pegar os que ignoram sua realidade.

Os encontros cristãos eram feitos as escondidas em tumbas e cavernas ou até mesmo em casas particulares onde a anfitriã, a “dona da casa” – como Priscilla e seu marido Áquila – recebiam os escolhidos, dominando e orquestravam o publico como ninguém.

Mas depois que o Imperador Constantino assumiu o cristianismo como sendo a religião do momento, acabaram com a festa dos anfitriões.

A idéia era afastar a “dona da casa” que tinha destaque na comunhão, algo intolerável para uma sociedade dominada pelos homens.

Portanto passaram a criar "casas ou edifícios" onde eles poderiam se reunir de forma independente a partir de um agregado familiar onde a "dona da casa" não teria mais destaque.

Estas casas podem ter sido referidas como Kuriokos - palavra composta a partir de Kurios (Senhor) e oikos (casa), tornando-a ser "A Casa do Senhor”, que mais tarde se tornou "Kirk" e que, em línguas anglo-saxões tornou-se "Igreja"

“Deus não habita em templos feitos com as mãos"
(Atos 17:24,48, 2 Coríntios 5:1, Hebreus 9:24).

Na verdade os cristãos (ex-sumérios) eram esotéricos – tinham conhecimento sobre muita coisa, inclusive sobre a nossa realidade pós morte, sobre a alquimia da vida - coisa que não deveria ser passada a qualquer um, pois os poderosos perderiam o controle sobre os ignorantes e o medo seria definitivamente banido, o que resultaria na perda de controle da massa.

Esoterismo sugere a idéia de uma transmissão secreta de ensinamentos através de iniciação de mestre para discípulo.

O Esōterikós palavra de origem grega é realmente uma forma plural da palavra esṓter antiga que significa: aqueles com conhecimento interior oculto que introduz dentro de um grupo.

Esotérico (eso) "interior" no sentido da consciência interior contemplativa, meditativa, só pode ser compreendida por intuição (acumulo de conhecimento) ou sensíveis percepções acima da compreensão das coisas mundanas e cotidianas, requer uma intuição não compartilhada por muitos sobre a nova maneira de ver a física.

O oposto da palavra Esoterismo é Exotérico - o (exo) "exterior", ou seja, o exterior ou consciência superficial ou diária.

Já o exoterismo é baseado na compreensão cotidiana das coisas, não exigindo qualquer transformação de consciência.

O foco central para a distinção entre esotérico e exotérico é o estado de consciência.

Uma filosofia exotérica ou religião, como aquela que se baseia no estado normal de consciência de vigília, desencoraja qualquer aspiração além do estado normal de uma existência já programada.

Percebemos essa idéia na frase: "Deus o criou e a ama exatamente como você é"

Pensamento exotérico: quem é você para questionar o que Deus ordenou procurando por algum estado superior de consciência/conhecimento além do dele? Continue como você é que está bom demais para os controladores.

Todo esoterismo é verdadeiramente gnóstico.
Gnosis do grego - é uma forma de compreensão além da razão, “simplesmente”.

A Razão tropeça em argumentos com premissas e lógicas “científicas” e sabemos que nossa “ciência” foi manipulada e as partes suprimidas do todo. Portanto, não há “lógica” racional que nos atenda.

A “razão” usada de forma inadequada pode justificar astutamente qualquer declaração ou argumento, não importa como falsa possa ser uma questão. E é por meio desse uso negativo da razão que os religiosos e céticos filósofos, materialistas, são capazes de se reproduzirem por aí sem que alguém interrompa sua escalada.

Portanto, o exotérico religioso não requer a transformação da consciência, pois ela já está pronta e narrada por um ser divino.

Já a Esotérica mística se baseia na transformação de si e para a compreensão da natureza da realidade através da abertura para novas percepções de conhecimento – fazendo uma analise/pesquisa profunda sobre aquilo que desconhece.

Deus é duo – dualismo – bem e o mal
O perfeito – o criador – governante do universo
Um ser separado, externo
Onipresente (está de “olho” em você)
Onipotente (todo poderoso),
Onisciente (nada pode ser escondido dele)
A humanidade deve obediência e adoração por sacrifício



A idéia confusa se dá através do estabelecimento das várias religiões monoteístas - judaísmo, cristianismo, islamismo, etc de forma dogmática

Esquecemos que essas religiões: Judaísmo, Islamismo, Sufismo e Budismo têm como base ensinamentos esotéricos da Kabbalah - Todas fazendo uso das palavras de Hermes – Thot!

A palavra Kabbalah é derivada da raiz hebraica (QBL), que significa receber a transmissão de informação - uma tradição entre os iniciados a partir de "boca a orelha" – apenas aqueles que seu conhecimento favoreça a recepção de tais informações.

Não sabemos muita coisa. Fomos desviados de forma sutil para um caminho tortuoso para que através do medo do desconhecido nos apeguemos aquilo que eles querem que a gente veja – materialize.

O despertar impele que a gente busque novas formas de ver a mesma Terra. O despertar necessita de outras fontes e de muita pesquisa. Por favor, não acredite no que escrevo – pesquise!


Saiba você que beber 3 copos de água do mar isotônica (2/3 de água do mar 1/3 de água mineral), não fará mal e ao contrário do que a pseudo ciência prega, podemos viver bebendo água do mar?

René Quinton
Foi o que postulou René Quinton - (1866-1925), também chamado de darwin francês, foi um naturalista, fisiologista e biólogo que concluiu em 1904 que o mar é um fluido de plasma como os encontrados em nossas células. 

A água do oceano é o plasma no planeta visto como uma célula do cosmos, e logicamente isso influencia todos os processos de vida da Terra.

Quinton começou a organizar sua teoria sobre a Origem da Vida, que ele resumiu em seu tratado "L'Origem de Mere", publicado em 1907, mas teve a vida abreviada, interrompida, depois ser convocado para o exército francês durante a Primeira Guerra Mundial, morrendo em 1925 decorrentes de ferimentos de guerra... Com certeza de algum “fogo amigo”.

No seu livro ele estabelece cientificamente a relação orgânica que existe entre água do mar e plasma sanguíneo e expôs a hipótese de que a célula viva primordial veio do ambiente marinho, do oceano.



100 anos se passaram depois que René Quinton fundamentou que 15 elementos da tabela periódica estavam presentes no plasma marinho. Ele suspeitava da existência de mais 5 e concluiu que a comunidade científica encontraria a todos mais tarde...

Henry Doffin, Professor de Biologia na Universidade de Poitiers, França, em 1950, foi o primeiro a afirmar que a água do mar profundo continha todos os minerais conhecidos.

Doffin definiu como uma "massa fluida formidável, enriquecida por todas as células extraídas das rochas do fundo do mar ou entregues pelos rios; cada litro é 'panatonic", ou seja, contém todos os elementos existentes.

Cada litro de água do mar corresponde em média a 300 miligramas de derivados de carbono prebióticas, tais como aminoácidos, açúcares, vitaminas, etc

René Quinton curou dezenas de milhares de crianças na França e do Egito com plasma marinho, provenientes de águas oceânicas.

Ele erradicou algumas das doenças mais virulentas infantis como a cólera e infecções gastro-intestinais do tempo na França. Na década de 1950 os benefícios de sua terapia foram ainda mais justificado pelo thalasso-terapia, a terapia que utiliza água oceânica banhos

Quinton tinha um sonho de trazer oceano de plasma para as crianças na África que sofrem de disenteria, cólera e desidratação - mas assim como todos os outros que “tentaram” trazer a realidade para os demais na face da Terra, foi ceifado dessa idéia.

Estima-se que cerca de 1 milhão de pessoas em todo o mundo compareceram ao seu funeral.

No primeiro encontro internacional realizado em Tenerife em 2003, a Doutora Maria Jesús Clavera Ortíz expôs uma matéria com o título:

O uso da água do Mar em Pediatria” concluindo que “o plasma marinho está especialmente indicado para toda patologia aguda ou crônica que envolva o sistema digestivo, mucosas, pele, assim como o sistema imunológico (infecções ou alergias)” e termina dizendo que “nos países com escassez de recursos, a água do mar tem um grande valor como nutriente em si mesma, como re-hidratante e como um importante agente antiinfeccioso natural”

A água do mar isotônica não trata apenas crianças, embora se tenha dado prioridade a essas aplicações. Ela produziu resultados notáveis em casos de anemia, doença de pele, tifo, desidratação, distúrbios do sistema nervoso, abortos, problemas intestinais, raquitismo, anorexia, toxemia e, também, como diluente para antibióticos.

A água do mar isotônica (plasma de Quinton) e hipertônica (Quinton via oral) são produtos insubstituíveis. Por sua própria natureza, estão em osmose com o organismo e fornecem a totalidade dos oligoelementos necessários, na dosagem e proporção adequadas à saúde do indivíduo ocorrendo uma sinergia entre os sais da água do mar e o organismo beneficiado

E dezembro de 2004, coincidindo com o 2º Congresso Internacional da Água do Mar, no qual participaram apenas 22 universidades, se celebrou uma experiência única.

O Primeiro Naufrágio Voluntário entre 7 “náufragos voluntários”, uns durante 4 dias e outros 7 dias, sobreviveram sem água doce nem alimento, consumindo exclusivamente água do mar, demonstrando-se assim, ante a Comunidade Científica Internacional, o poder nutricional celular da água do mar, suficiente para que um náufrago sobreviva em alto mar com água hipertônica (consumo direto), sem necessidade de beber água doce.

O que acabou desmentida a crença (pseudo cientifica) de que quem sofra um naufrágio, e beba água do mar, morrerá ou ficará louco.

O náufrago não só se hidrata como se nutre celularmente.
Dando fim ao mito do qual se sustentam as estatísticas que assinalam que 90% dos náufragos morrem no terceiro dia por desidratação.


Morremos porque o programa da Matrix 
diz que não é possível!

Além de hidratar o organismo matando sua sede, a água do 


mar inibe a sensação de fome!
A água do Mar deve ser buscada longe da praia, de saídas de esgoto, cais ou acesso a grupo de pessoas. Deve ser filtrada por algodão - não aquecida mantendo sua temperatura, pois isso altera suas propriedades - diluída inicialmente em água destilada (cada vez menos), sendo reduzida a sua concentração normal de 34 por mil para a concentração fisiológica do sangue, isto é, 8,5 por mil de cloreto de sódio.

Rene Quinton demonstrou que o nosso corpo é constituído por 7/10 desta água salgada que cobre os 7/10 do globo. E também que os glóbulos brancos humanos continuam a viver na água do mar enquanto morrem em qualquer outro meio artificial.

O plasma de Quinton curou grande número de enfermidades que se imaginavam incuráveis e que a medicina de seu tempo e as técnicas de Pasteur simplesmente não podiam tratar.

René foi considerado em todo o mundo como um grande benfeitor da Humanidade, homenageado por grande número de chefes de Estado, militares médicos, intelectuais até o começo da Primeira Guerra Mundial...

Mas o interesse econômico das vacinas e dos laboratórios que começavam a invadir o mercado sufocou a saúde. Os negativos não iriam financiar cura de nada e muito menos algo que seja grátis na natureza e com poder de reequilibrar o organismo 100%.

Então o foco foi direcionado a Darwin e Pasteur, que tiveram em seu crédito as melhores referencias mundiais de profissionais renomados – PHDs e doutores no assunto - para endossar qualquer coisa que justificasse a produção de um medicamento artificial que deixasse a humanidade completamente nas suas mãos – como antibióticos, vacinas de todas as pragas etc.

René Quinton foi silenciado, reservado a um arquivo “morto” e de tema “tecnologicamente medieval” – imagine curar alguém bebendo água do mar – um material tão abundante no planeta e livre de impostos!

Video gentilmente indicado por Adriana



Quero com isso deixar claro que nosso tempo urge e temos muito que aprender e a desmistificar. Daqui para frente vamos ver o que a nossa intuição mostrar, mas em todo caso, leia antes e investigue tudo, antes de tirar conclusões precipitadas.

Não Confunda Bife à Caçarolinha com Rifle de Caçar Rolinhas.


laura botelho
Agradeço a minha amiga Celinha por me enviar um rico material para essa postagem.

meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos