Google

Translate my page Google

18 de jul de 2011

A cruz de Thoth



Crichton Miller pediu uma patente sobre a cruz e fio de prumo que descobriu em 1998, e a patente foi finalmente concedida em novembro de 2.000 como um astronômico, geodésico instrumento de navegação pelo Escritório de Patentes britânico. 

Todas as construções, mesmo as mais antigas, necessitam de levantamento antes do início do trabalho e no inverno de 1997, Crichton descobriu o que os antigos egípcios teriam usado para o levantamento ou mapeamento para a construção do complexo da grande pirâmide de Gizé.

Ele percebeu é que a cruz celta tão visualmente explorada no nosso inconsciente era nada mais nada a menos que um instrumento de medição matemático usado para navegação notavelmente preciso, para a astronomia e agrimensura que permite a qualquer observador, com conhecimento suficiente de como manuseá-lo, encontrar sua posição geográfica em qualquer lugar do nosso planeta.

Podemos dizer que foi o primeiro computador do mundo.
As pedras Callanish foram organizadas há mais de 5.000 anos e construídas na forma de uma cruz celta - prova de que este conhecimento antecede as pirâmides egípcias.

Este instrumento incrivelmente simples, mas complexo, tem o potencial para medir ângulos e inclinações com uma precisão de 1 minuto de arco ou 1/60th de um grau, dependendo do tamanho do instrumento utilizado. 

Esta é uma precisão extraordinária para o que parece ser apenas dois pedaços de madeira, uma escala e um fio de prumo

Uma das habilidades mais interessantes, mas obscura da Cruz, é a sua capacidade de fazer medições siderais.

Este instrumento pode:
  • ·      contar o tempo, encontrar a latitude e longitude,
  • ·         medir os ângulos das estrelas,
  • ·         prever os solstícios e os equinócios
  • ·         medir a precessão dos equinócios.
  • ·         encontrar o pólo da eclíptica,
  • ·         bem como os pólos norte e sul
  • ·         fazer mapas e gráficos,
  • ·         design e pirâmides
  • ·  localiza a posição de qualquer estrela em qualquer altura sobre um local na superfície da Terra.


E usado em combinação com estes observadores pode gravar e prever os ciclos da Natureza e do Tempo.

Esse instrumento é a máquina dos Anunnaki, mais precisamente do nosso velho amigo Thoth, que nos deixou para orientar nosso rumo, nos ajudando diante da astrologia e astronomia.

Como ícone religioso esconde sua função através do símbolo cristão.

INCONSCIENTEMENTE é usado pendurado nos pescoços dos fiéis em todo o mundo, bem como nos alto das igrejas, nas lápides, na literatura, musica etc

Seu objetivo foi camuflado metaforicamente para que somente pouquíssimos pudessem ver. É preciso conhecer para ver. Se não conhecemos, não vemos. Um conhecimento ocultado em meio a mensagens simbólicas de cunho esotérico/religioso.

Lembrando que o INCONCIENTE enxerga através de símbolos.

A cruz - com “braços abertos” - são perfurados com furos nas extremidades para permitir a visualização do observador para ler os ângulos e na parte inferior do volante é ponderada para sempre apontar para o centro da terra.

A escala em torno da borda exterior da roda vai de 0 graus na parte inferior a 90 graus no sentido horário e anti horário, para que as medidas horizontais possam ser tomadas em qualquer direção através dos furos de visualização.

Enquanto o mundo gira em volta, o sol parece surgir no horizonte e seu ângulo de subida pode ser lido a partir da escala diretamente.

Isso muda de ângulo, como o progresso da temporada durante todo o ano e a data e o local pode ser determinado a partir dos resultados das observações das estrelas, planetas e constelações.

A Cruz e sua função, foi um dos tesouros encontrados pelos Cavaleiros Templários em suas escavações do Templo de Salomão, durante as Cruzadas. Eles sabiam demais, portanto por um bom tempo, mandaram demais.

Esta descoberta levou a um novo estilo de arquitetura e da construção das grandes catedrais da Europa, começando com Chartres, na França.

Este pequeno segredo estampado no peito de qualquer um, provavelmente, levou à destruição das civilizações ameríndias nas mãos dos Conquistadores. Um poder que é passado de mãos em mãos com intuito de escravizar os que ignoram esse conhecimento.

Isto pode ser habilmente demonstrada pelo fabuloso trabalho de maçons na arte da construção nas catedrais medievais da Europa e, claro, por construções muito mais antigas como a Grande Pirâmide.

Mas não “qualquer” Maçom. Somente os de elevado grau de conhecimento. Pedreiros de grau menor são tão escravos quanto qualquer um, apenas fazem parte da base da pirâmide para manter a informação sobe controle de poucos.

Apenas usando este dispositivo, que não requer eletricidade, gasolina, gás ou qualquer outra dependência de energia, poderemos descobrir onde e quando estamos no tempo e espaço. Isso serve de alento para uma possível realidade de um inverno nuclear; um deserto congelado ou até mesmo no infinito oceano de águas ao redor.

Isto pode parecer incrivelmente trivial para nós agora, mas imagine você que está no meio de uma paisagem árida de neve brilhante ou areia, ou mar, querendo ter um norte, uma direção, como você vai fazer isso sem o seu GPS?

Bússolas apontam para o norte e há dois problemas com isso.

Em primeiro lugar o norte pode mover-se magneticamente, e isso já está causando o caos como já estamos descobrindo com nossos sistemas eletromagnéticos, como na aviação, por exemplo.

E em segundo lugar a bússola não pode te dizer o tempo - dia, mês ou ano.

A maravilhosa cruz celta que Crichton re-descoberta é tudo que um “sobrevivente” qualquer no futuro pode precisar.

O futuro da humanidade sempre volta a depender da sabedoria dos povos antigos, que nos deram esse conhecimento, mas que “alguns” bloquearam de maneira secreta sob a vigilância de poucos.

Uma ciência incrível e simples que orientou nossos antepassados para escapar do dilúvio de 12.000 anos atrás

Conhecimento é poder.

Muita informação que precisamos está perdida de alguma forma. A Biblioteca de Alexandria não foi queimada à toa. Ali continha tudo que poderia nos acordar de uma hora para outra...

O "poder" da cruz foi implantado no nosso inconsciente para que nós possamos lembrar quando o momento chegar. E o momento é esse.

Assim como inúmeros outros símbolos, cabe a cada um de nós decifrá-los e rápido. Sem julgamentos, sem pré-conceitos estabelecidos. É hora de fazer uso do H. direito. Vamos abraçar o TODO, já que temos as partes. Falta apenas uni-las...

laura botelho




meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos