Google

Translate my page Google

14 de mar de 2011

Elysium, um novo filme ou um novo começo?




Longe de ser “tautológica” aqui, mas possivelmente poderá ocorrer novamente, e outra vez, que eu escreva a mesma coisa agora, o que já escrevi nos meus textos anteriores, talvez com uma forma, som, cor diferente, mas o que já foi dito antes.

Li em algum lugar que a Grécia foi a nossa aurora, nossa efervescência e nossa sepultura... ainda somos os mesmo desde aquele tempo. Ainda fazemos as mesmas perguntas sobre nossa existência e continuamos na ignorância da nossa singularidade.

Nem Sócrates, Platão ou Aristóteles, tinham conhecimento de que o sangue circulava nas veias, que a terra girava em torno do sol, que os ventos não eram enviados pelos deuses, mas até esse momento discutimos e debatemos as mesmas dúvidas que eles tinham. Não falo do pensamento científico, mas do que acreditavam sobre a nossa passagem nesse planeta – sobre quem realmente somos e por que somos.

Escatologia é uma palavra que vem do grego eschatos / Eschate / eschaton significando "último" e - logia - que significa "o estudo de", usado pela primeira vez em Inglês em torno de 1550 é o estudo, parte integrante da teologia, filosofia e futurologia que se preocupa com o evento final da história da humanidade, vulgarmente badalado na mídia como o fim do mundo.

Essa eu não sabia. Um estudo tão antigo para decifrar os últimos momentos dos capítulos finais dessa novela... é mole?

Velhas formulas de ver o Fim do Mundo.

Para os Brahma Kumaris o velho mundo chegará ao fim, no final do ciclo, através de extensos eventos destrutivos que vão acabar com toda a população do velho mundo. O novo ciclo começaria com a Idade de Ouro e os vícios não vão mais existir no novo mundo.

No fim do velho mundo, os vícios teriam aumentado a um estado intolerável no final de Kaliyuga ou da Idade do Ferro e o mundo velho tem de ser exterminado para que um novo tipo de população possa entrar e viver na terra.

Os Budistas têm a crença em ciclos e que o tempo de vida do ser humano muda de acordo com a natureza humana. Em última análise, as condições complicam quando as espadas aparecem nas mãos de todos os seres humanos e caçam um ao outro. Com a recuperação da virtude, a vida humana irá aumentar gradualmente até atingir novamente 80 mil anos.

Para os Cristãos a segunda vinda de Cristo é o acontecimento central na escatologia cristã. Eles estão preocupados com a morte, de ir para o paraíso ou para o inferno e o juízo final, um novo céu e uma nova terra será a consumação final de todos os propósitos de Deus.

Sinkhole??
Para os Hindus está ligado ao  décimo e último avatar de Vishnu antes que a era vá chegando ao fim, e Shiva dissolve e regenera simultaneamente o universo no final do kalpa. A maioria dos hindus acredita que estamos vivendo na Kali Yuga, o último dos quatro períodos (yuga) que compõem a idade atual.

Para o islã está documentado nos dizeres do Profeta Muhammad , sobre os sinais do Dia do Juízo Final o seguinte:
“Ele (?) não será chamado até dez sinais apareceram: Fumaça, Dajjal [o Anticristo], a criatura (que irá ferir o povo), o nascer do sol no oeste, a Segunda Vinda de Jesus, o aparecimento de Gog e Magog (esses dois são apresentados em diversos textos como no Genesis, Ezequiel etc como homens, seres sobrenaturais, gigantes ou demônios, seres estrangeiros (aliens) ) e 3 sinkhole (buracos na terra): uma no leste, outra no Ocidente e um terceiro na Península Arábica ".

Para ter a vida eterna com deus, segundo o Islã, é preciso realizar boas obras e ser especialmente selecionado (predestinado) por deus. Por conta das decisões do bom deus com base no processo de sua seleção não há nenhuma maneira de saber se uma pessoa será salva e enviada ao paraíso.

Fé cega... cega mesmo
Há apenas uma exceção. Desde que o Alcorão Islamismico aceitou a jihad (guerra santa), aquele que sacrifica sua vida para Deus, enquanto lutar contra os infiéis (-Islam não crentes) serão os mártires e serão automaticamente enviados ao paraíso

A esses homens serão apresentados 70 virgens (huris) e viverão em um ambiente de frutas e nozes com "rios de mel, leite e vinho" para nadar e beber, TV a cabo com brasileirão e BBB incluído no pacote... 

Já as mulheres devotas ao Islã não terão tanta sorte assim. As mulheres são consideradas inferiores mentalmente e fisicamente para os homens. Mulheres serão permitidas no paraíso se os maridos estiverem satisfeitos com elas em vida, mesmo que essa mulher seja devotada a esse deus pulha. Outro adendo a essa regra é que mesmo no paraíso a esposa não terá grande valia, pois o sortudo escolhido por esse deus terá esposas (huris) novinhas em folha.

Como se não bastasse, cristãos, católicos e judeus preferem discutir sobre o sexo dos anjos e não chegam a nenhuma conclusão. Espíritas crêem em Jesus, mas os cristãos não crêem que muitos possam reencarnar além do filho de deus. Já os evangélicos e protestantes acreditam nas palavras do filho de deus, mas não aceitam atravessadores (santos)!

Muitos cristãos comuns e teólogos têm se preocupado não tão exatamente quando o juízo final vai ocorrer, mas com quantos serão julgados favoravelmente, e com a forma como os condenados serão punidos.

Todos estão discutindo sobre banalidades, sobre assuntos que não os levam a lugar algum além da permanência na roda da vida. Eles voltam, voltam e voltam e discutem, discutem, discutem sobre as mesmas banalidades ao invés de juntos, procurarem respostas para a realidade mais assertiva de nossa existência!

Nietzsche dizia que não se pode definir a verdade, porque não se pode alcançar com certeza sobre a definição do oposto da mentira e seu texto "como filosofar com o martelo" é relevante para esse entendimento.

"A verdade" pode apenas significar o que é real ou possivelmente real dentro de um sistema de valores, de crenças. Portanto a “verdade” está em tudo e em lugar algum.

Mas afinal, do que é feito o nosso mundo físico?
Deveria ser a primeira questão a ser pesquisada!

Você aprendeu na escola que tudo não passa de matéria e energia. Mas um robô numa fábrica de automóveis é feito de metal e plástico e não será muito útil sem uma informação precisa do que ele deve fazer ou executar.

A física nos ensinou que a informação é o ponto crucial nos sistemas e processos físicos. 

John A. Wheeler, da Universidade de Princeton, considera que o mundo físico é feito de informação, com a energia e a matéria como resultado dessa dinâmica. INFORMAÇÂO = “em+forma”

Você saberia dizer quanta informação é necessária para descrever um universo inteiro? Será que o universo poderia se encaixar na memória de um computador? Essa dúvida os físicos já nos tiraram e a resposta é - não temos mais espaço no disco rígido. O volume está surpreendentemente abarrotado e teremos que dar um salto, pular para um andar mais alto – uma dimensão acima.

Em 2005 novas informações foram transmitidas a cada 36 meses. [dados da IBM]
Em junho de 2008, uma nova informação passou ser dada a cada 11 meses. [dados da IBM]
Em 4 de agosto de 2010 - "A cada 2 dias nós criamos mais informação do que do início da civilização até 2003." – disse o CEO do Google Eric Schmidt
No final de 2010 - a informação foi dobrada a cada 11 horas. [dados da IBM]

E agora estamos mais acelerados ainda! Estamos descendo o ralo!!

Ao estudar as propriedades misteriosas dos buracos negros, os cientistas deduziram limites absolutos da quantidade de informação de uma região do espaço ou a quantidade de matéria e energia que ela pode conter

A holografia pode ser um guia para uma teoria melhor 
A cadeia de raciocínio que envolve a holografia sugerida por Lee Smolin, do Instituto Perimeter de Física Teórica em Waterloo, é de que devemos nos preocupar não com os campos, nem mesmo com o espaço-tempo, mas sim com a troca de informações entre os processos físicos

A cada dia um holograma faz um tipo especial de fotografia que gera uma imagem tridimensional quando é iluminado de maneira correta. A nossa percepção cotidiana do mundo em 3 dimensões pode então ser uma ilusão profunda ou apenas uma das duas formas alternativas de ver a realidade. Dualidade seria a palavra certa.

A Dualidade – ora partícula (matéria) – ora onda (energia)
Um conceito central da mecânica quântica postula que toda matéria exibe tanto propriedades de onda (energia) e partícula (matéria), mas é a consciência que escolhe o que quer experimentar.

Escolha o que quer ver - se duas faces ou uma taça?
Este paradoxo é uma propriedade fundamental do universo. A dualidade onda partícula é um dos aspectos do conceito de complementaridade – onde um fenômeno pode ser visto de uma forma ou de outra, mas não ambos simultaneamente.

Isso quer dizer que há sempre uma escolha, um ponto de vista, um lado, uma visão a ser focada, objetivada, quando nós observamos alguma coisa. Você escolhe o que quer ver, sentir, tocar, cheirar, ouvir... Está em suas mãos SEMPRE. Ninguém poderá fazer isso por você – a física nos diz isso. Livre Arbítrio - sempre

O universo se tornará não-local até setembro do ano 2011 DC. A psicocinesia, teletransporte, a juventude eterna poderão fazer parte da realidade em breve.

Elysium é uma latinização do grego Elísio - é uma seção do submundo.
O Egiptólogo Jan Assmann sugeriu também que o grego Elysion possa ter derivado do egípcio ialu (IARU), que significa "cana, junco", com referência específica as terras paradisíaca de fartura onde os mortos esperavam passar a eternidade.

Os Campos Elíseos, ou as planícies Elíseos, foram os últimos lugares de descanso das almas dos heróicos e virtuosos. Os mortos passavam a eternidade no domínio dos juncos no antigo Egito como Aaru, após obter aprovação no julgamento final no Hall of Maat .

Aqueles cujo coração não coincidir com o peso da pluma de Ma'at , devido aos seus pecados foram excluídos e não tinham nenhuma chance no purgatório. A vida eterna foi concedida apenas para aqueles que tiveram um bom funeral, mumificação e túmulo, assim, os nobres e os ricos tinham maior chance de alcançar a eternidade no Campo dos Juncos Campos Elíseos

A Pirâmide Social e divisão de classes eram mantidas na pós-vida e Faraós mantidos o seu estatuto social como deuses. No reino de Osíris, os mortos as pessoas comuns têm que pagar seus respeitos aos deuses que moram nos Campos de juncos e pede-lhes para ajudar na realização das suas tarefas habituais, e superar os seus desafios cotidianos.

Os mortos faraós continuam seu status superior como deuses celestiais - A vida é semelhante à Terra - A continuação das necessidades terrenas e desafios, tais como comer, beber, brigar e casar estarão presentes!

Veja a armação aqui. Eles prometem o paraíso, mas você terá que “ralar” para te-lo. Temos que estar muito informados para não cair nessa armadilha! As religiões foram construídas com esse intuito – o de ludibriar, enganar e mostrar o caminho para o “inferno” do submundo = uma “nova Terra”.

A Bíblia apresenta também a possibilidade de regressar do "Seol", "Hades" ou "Inferno" conforme Jó 14:13, Atos 2:31 e Revelação ou Apocalipse 20:13. Mostra também que aqueles que estão no Seol, ou Hades, incluem não só os que serviram a Deus, mas também os que não.

Portanto, a Bíblia ensina que haverá "uma ressurreição tanto de justos como de injustos", conforme expresso em Atos 24:15.

Vamos ver o que diz a Ressurreição - em latim resurrectione, grego a·ná·sta·sis. Significa literalmente "levantar; erguer". Esta palavra é usada com freqüência nas Escrituras bíblicas, referindo à ressurreição dos mortos.

Ressurreição – ressurgir - é literal a voltar à vida; assim, o ato de uma pessoa considerada morta viver novamente era chamado ressurreição. A conotação escatológica adotada pela igreja católica para esse termo é que a ressurreição dos mortos será no dia do juízo final.

O que nos leva a crer que assim que as barreiras dimensionais caírem nós veremos tantos os mortos (nossos conhecidos ou não, seres e animais diversos catalogados como “extintos”- dinossauros) como a nós mesmos em um único ambiente.

Será uma loucura para quem não estiver preparado para o que vai ver, sentir e experimentar! Será preciso muita informação para não cair em armadilhas novamente.

Segundo o físico Michio Kaku, “mundo”, não significa “planeta”. 
Essa pequena observação é grandiosa o suficiente para demonstrar como os textos antigos e as diversas interpretações orais podem nos enganar.

A interpretação de muitos mundos pode ser entendida como sendo dividido por uma observação, uma percepção de quem observa o fato. Cada divisão corresponde a um resultado possível de se obter pela observação.

Estas divisões geram uma árvore de possibilidade. DeWitt introduziu o termo "mundo" para descrever uma história completa da medição de um observador, a qual corresponde a um caminho iniciado na raiz daquela árvore.

Para resumir: seu “mundo” será formado basicamente por aquilo que você conhece dele. Se seu “mundo” tem pouca informação, é pequeno, limitado em conhecimento sobre do que você quer ou do que você é e pode fazer... esse será o seu “mundo” particular dentro do mesmo planeta que vivem os que têm um “mundo” maior de informação.

 Veja o que dizem os textos antigos e faça uma análise com o que você já sabe até esse momento – isso já dirá o tamanho do seu mundo e como você percebe o agora.

Texto dos Índios Hopi
 “Quando o purificador surgir vamos vê-lo primeiro como uma pequena estrela vermelha que vai chegar muito perto e sentar-se em nossos céus nos observando. Observando-nos a ver o quão bem nós temos lembrado dos ensinamentos sagrados”

"Este purificador nos mostrará muitos sinais miraculosos em nossos céus. Desta forma saberemos que o Criador não é um sonho. Mesmo aqueles que não sentem a sua conexão com o espírito verão o rosto do criador no céu. Coisas invisíveis serão sentidas muito fortemente.”

"Muitas coisas começarão a acontecer que não farão sentido, pois a realidade estará deslocando para trás dentro e fora do estado de sonho. Haverá muitas portas para o mundo inferior que serão abertas neste momento. Todos os seres vivos vão querer estar presentes para este dia, quando o tempo termina, e entramos no ciclo de sempre do Quinto Mundo.

"Nós vamos receber muitos avisos que nos permitirão mudar os nossos modos de baixo da terra, bem como acima. Então, numa manhã em um momento, vamos despertar para a Red Dawn. O céu será a cor do sangue, muitas coisas, então, começarão a acontecer, pois agora estamos sem certeza da sua natureza exata. Para a maioria a realidade não será como é agora”.

"Haverá muitos monstros estranhos na Terra, naqueles dias, alguns do passado e alguns que nunca vimos. A natureza da humanidade vai parecer estranho, nestes tempos que andamos entre os mundos e que vai abrigar muitos espíritos, mesmo dentro dos nossos organismos Depois de um tempo, voltaremos a pé com os nossos irmãos das estrelas, e reconstruir esta Terra não até o Purificador deixar sua marca sobre o universo”

"Nossos parentes das Estrelas estão voltando para casa para ver o quão bem nós temos feito em nossa jornada”

Segundo o World Factbook 2008, o Japão ocupa o 3º lugar no mundo em produção de eletricidade e 30% da energia do Japão é produzida a partir de energia nuclear.

Ron Chesser, diretor do Centro de Estudos Ambientais da radiação no Texas Tech University, foi o primeiro cientista americano permitido adentrar a zona de exclusão em 1992, depois do desastre de Chernobyl

"Há certos pontos de gatilho para declarar uma emergência em reatores nucleares. Redução da capacidade de refrigeração seria um desses. Liberação de radiação seria outro. Reatores não são como o seu carro que você pode desligar e ir embora. Vão continuar gerando uma grande quantidade de calor até que o núcleo é desmontado. Sem refrigeração, então você tem uma chance real de um colapso do núcleo que poderia resultar em uma grande liberação de radiação, potencialmente.”

 "Minha grande esperança é que eles serão capazes de corrigir esta situação bastante rápido mantendo a capacidade de refrigeração”. "Eu acho que um colapso do reator poderia ser uma catástrofe de grandes proporções, especialmente em um país populoso como o Japão” - disse Chesser. 

Carta jogo illuminati – atomic monster
Disaster! Este é um ataque instantâneo para destruir qualquer localidade costeira. Não exige uma ação. Seu poder é 16 contra um 20 enorme lugares, contra qualquer outro lugar, mas com 24 contra o Japão ou na Califórnia. Se o ataque for bem sucedido, o alvo é Devastado. Se for bem sucedido em mais de 6, o alvo é destruído. Ou jogar a qualquer momento para dar a 10 para qualquer ataque para destruir o robô Sea Monsters ou a energia nuclear Empresas

O que estou mostrando aqui não é apenas o palco de eventos já armado pelos negativos que nos foi dado todo esse tempo na história da humanidade. Os negativos precisam que você veja, sinta, ouça todas as formas de informação, pois sabem que iremos reproduzir exatamente aquilo que eles querem que a gente veja, sinta e observe.

Só depende de você escolher o que quer ver, experienciar. Cada um terá uma percepção bastante aguçada desses eventos, mas poucos saberão o que pensar a respeito ou até mesmo ajudar a outros desesperados.

As coisas irão ficar caóticas, mas podemos tirar bom proveito desse caos, pois há uma ordem implícita aí e que devemos observar. Teremos que aprender a nos relacionar de novo como seres sem corpos, sem cor, sem cheiro, tamanho ou conta bancária.

Todos terão que se despir de tudo que têm, para que a humildade prevaleça. O sofrimento será opcional devido a maneira como você verá o seu “mundo” a partir de agora.

O “seu mundo” estará paralelo a toda informação que virá adiante. O “seu mundo” deve ser do tamanho do seu sonho, da grandeza de sua habilidade em perceber que não existe MORTE, pois somos imortais passando por uma experiência dolorosa por estarmos aprisionados em um mecanismo vibratório percebido por nossos 5 sentidos.

Portanto, abra sua percepção para o novo, para a flexibilidade de pensamento, pois é chegada a hora de nos mover, levando apenas a informação que tivemos quando fizemos uso dessa matéria.

Não é porque você não gosta de um programa que você vai quebrar a TV, certo? 
Pense nisso e pesquise mais. Nosso tempo de debates está praticamente no fim... é hora de mudanças e vamos a elas!

 laura botelho




meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos