Google

Translate my page Google

23 de jul de 2010

A dor da desprogramação


Tenho recebido nesses últimos meses muitos relatos de pessoas que comentam estar passando por um sentimento, uma sensação de vazio em suas vidas, muitas vezes indescritível...

Essas pessoas não conseguem descrever essa sensação, pois ela está aquém da compreensão humana (consciente) - pelo menos para aqueles que estão vivendo essa era, essa época, essa fase de ciclo.

A melhor e mais fácil definição para esse pensamento é a DEPRESSÂO. Uma palavra que engloba tudo aquilo que não conseguimos explicar nessa vida moderna. Quando não se sabe o que está sentido, logo, só pode ser = depressão.

Quero alertar a vocês que depressão é uma palavra símbolo que expressa MEDO. MEDO, MEDO de tudo. E quando não sabemos do que temer – conscientemente – atribuímos a isso a sensação de vazio, pois acreditamos que só se pode ter medo daquilo que nos cause perigo físico. Aquilo que nos coloca em risco de morte ou danos irreparáveis físicos...

Você está de saco cheio?!
Está com raiva, uma ira profunda de tudo que o cerca?

O disparador universal da ira é a sensação de estar em perigo.
Esse perigo nos dá medo e como somos diferentes, alguns ATACAM o primeiro que aparecer, ou FOGEM, vai deitar e dormir o dia todo, aguardando que alguém lhe diga que o pior já passou...

A depressão é ansiedade daquilo que não sabemos lidar futuramente. Ficamos tão equivocados com nossos sentimentos que passamos a usar os sentimentos que temos em nossa formação pessoal, individual.

Esse medo do FUTURO não necessariamente pode ser de uma AMEAÇA FISICA, mas de uma AGRESSÂO a nossa AUTO ESTIMA ou DIGNIDADE ou a um tratamento INJUSTO, grosseiro, um INSULTO a nossa INTELIGENCIA ou na FRUSTRAÇÂO de nossos OBJETIVOS mais íntimos

Todo sintoma é a expressão de uma falta, nos mostrando algo que falta para a nossa integridade, que falta para nos completar como seres programados que fomos para isso.

Nos deram a polaridade das coisas – bom/mal; feio/bonito; rico/pobre; gordo; magro; alto/baixo; doente/saudável, para que sempre ficássemos a procura de UM dos LADOS, quando devemos estar NO MEIO!

Nos deram a crença RELIGIOSA para nos ensinar a não assumir nossas responsabilidades – delegando poderes a um ser DIVINO, uma entidade que resolveria todos nossos problemas. 


Rogamos a esse ser divino que nos livre de todo mal, pois somos incapazes de fazer isso por iniciativa própria – NUNCA nos ensinaram isso! 


Temos MEDO de falhar! Nos ensinaram a transferir nossas vidas para símbolos e delegamos PODER para esses símbolos – dinheiro, status, os estudos, os títulos etc...

No mundo de hoje vivemos 24h do tempo sob o medo, nos protegendo de algo, portanto temos um fluxo constante de hormônios do estresse no corpo. 

Essa é a ideia deles, nos ocupar com problemas para resolver diariamente, pois só assim não voltaríamos nossa atenção para aprender coisas que não devemos exercitar – isso estragaria os seus planos, sua AGENDA.

Sinto informar a todos que estão padecendo desse mal chamado – ‘buraco negro’, vazio, depressão, preguiça, ostracismo, síndrome do pânico, enxaqueca, labirintismo, freqüentes gripes e infecções – chama-se = MEDO.

Quem se defende dos ataques externos com consciência
não precisa empurrar o tema para o corpo.

Pessoas que enfrentam a vida abertamente dispõem de uma defesa corporal saudável, sendo menos propensa a infecções. A preguiça nada mais é do que deficiência de energia, gerada por pensamentos indecisos, medrosos e controladores

Estamos cansados, desanimados e desestimulados a prosseguir, a seguir em frente na busca de novas alternativas que nos façam vibrar novamente. Os objetivos de antes não fazem mais sentido hoje.

E esse pensamento tem a ver com deslocamento de energia, estamos gastando maior parte dela para nos proteger de coisas absurdas, hipotéticas, ao invés de crescer, evoluir conscientemente com atitudes e providencias que nos deixe bem, radiantes, confiantes de que há um futuro maravilhoso nos aguardando.  


Há um lugar para onde ir. Há uma nova meta a ser proposta. Um mundo novo dentro desse mundo velho.

Os sintomas nos mostram aquilo que não queremos ver. A doença é um modo de aprender algo sobre você mesmo. Compreender que a "doença" é o reflexo de seu comportamento, palavras, pensamentos e sentimentos, é um passo para a sua evolução. Comece a fazer algo para mudar – AGORA.

Estamos passando por uma experiência única no momento da humanidade. Estamos descobrindo quem somos, por que somos e para onde vamos e as respostas são totalmente diferentes das que estávamos acostumados a ter anos e anos atrás...

O que você está sentindo é a
desprogramação em sua mente acontecendo.
Isso DÓI, viu !!?


É uma dor diferente da que estamos acostumados a sentir. É uma sensação que pesa, arranha, embaralha, atormenta e confunde nossa mente já bagunçada. 
É necessário ser muito, mas muito equilibrado para não pirar.
Não temos informação suficiente (ou que nos convença), para colocar no lugar daquilo que foi deletado. Nosso HD está sendo reprogramado. Isso leva um tempo para refazer. Não é da noite para o dia.

Tiramos velhos conceitos sobre determinismo dos eventos. Deletamos propósitos sem fundamento – do tipo trabalhar, trabalhar, trabalhar para... pra que mesmo, eim? 
Vemos coisas que não víamos antes que estavam na nossa cara. 


Vemos monstros que nos estendiam a mão. Vemos anjos que nunca puderam fazê-lo. Vemos hipócritas por todos os lados. Sentimos compaixão por pessoas que não conhecemos. 


Estamos mais solidários com o que acontece no Uzbequistão, mesmo que nem saibamos onde fica isso!

Estamos mais atentos a chuva que cai na China. Ela sempre caiu, mas agora parece que nos afeta. 

Nos pegamos tentando entender mensagens de todas as raças, de todas as tribos, de todos os povos, mesmo que eles estejam anos luz daqui. Vejam que mudamos muito. 


Antigamente só tínhamos olhos para nosso umbigo, para os pneus careca do nosso carro, para o evento dos finais de semana. 


Tem gente que só vive finais de semana! 
Estão mortos de segunda a sexta.

Gente!! Temos que estar vivos todos os dias!!

Tenham capacidade de motivar-se
Persistam diante de frustrações
Controlem seus impulsos materialistas
Adiem suas satisfações mesquinhas e egocêntricas, ajude ao outro.
Regule seu próprio estado de espírito. Não espere que alguém o faça.
Impeça que a aflição, a angustia, o medo invada seu raciocínio
Crie empatia relacionando-se com pessoas fora de seu circulo social. 
Tenha outros mundos, outros horizontes.
Seja agradecido. Agradeça a todos a sua volta por fazerem de sua vida uma rica experiência para seu aprendizado.

Saiba esperar...

Tenham paciência. Falta pouco para que essa angústia passe.
Eu acredito que você vai se sair bem. Como toda enfermidade, depois que os sintomas passam, as coisas ficam lindas, maravilhosas de novo. A gente se enche de vontade de voltar a existir novamente.

Dedico esse texto a minha irmã Ana, que se não fosse por ela, eu já teria desistido...

laura botelho


23 comentários:

  1. As pessoas estão sentindo medo de tudo, mas principalmente pelo excesso de informação sem fundamento, baseadas em especulações. Aquilo que não compreendemos nos confunde, nos coloca para pensar e se não chegamos a lugar algum, isso de alguma forma desencadeia um processo depressivo por falta de respostas que satisfaça nossas espectativas. Não vou apontar culpados por que acredito que os culpados não existam, o que existe é um monte de pessoas querendo enxergar aquilo para qual não se preparadas. O único caminho para reverter ou amenizar essa angústia é o auto-conhecimento, o conhecimento espritual. Se não aceitamos de uma vez por todas que somos seres imortais vivenciando experiências temporárias, qualquer coisa que ameaçe nossa ilusória existência, nos deixa em total pânico que por sua vez desencadeia uma série de distúrbios, a depressão sendo uma delas. Falta tudo, mas principalmente conhecimento para saber lidar com as questões que nos surgem o tempo todo, e como você bem descreveu não fomos educados para compreender e sim para executar. Um dia o não uso dessa capacidade iria fazer falta, e esta fazendo. Meu conselho é: Nada de pânico ou anciedade, isso só dificulta ainda mais aquilo que já não esta fácil. Porém, acredito que no final tudo será como deve ser!
    Como bem disse Zeca Pagodinho; "deixa a vida me levar, vida leva eu..."

    ResponderExcluir
  2. Eu parei aqui por estar sentindo esse vazio existencial. Vc falou de medo, e por mim, posso dizer que não estou com medo, e sim ansiosa demais. Vontade de que tudo mude do dia pra noite. De SACO CHEIO literalmente desse mundo, desse estilo de vida materialista, onde vc tem que acordar, trabalhar, e trabalhar e ganhar dinheiro pra gastar no fim de semana em um monte de porcarias que só amenizam temporariamente esse vazio na alma. Sim, já fui diagnosticada com depressão por uns 10 psiquiatras diferentes, outros mais criativos disseram que sou bipolar, e o ultimo achou que sou borderline. Dá pra crer nisso? Nem mesmo eles chegam a um concenso sobre o que é essa "doença". Pois eu desenvolvi um outro olhar sobre esse probleminha, é espiritual, é sentir que a alma, o espírito, não consegue se adaptar aqui na Terra. Hoje em dia as pessoas se chocam quando falo de amor incondicional. Logo perguntam: mas pq vc ama essa pessoa ou aquela, o que eles tem? Leia-se: o que eles tem pra te dar? Estou cansada de tudo, parece piada, mas é literalmente preguiça de existir.

    ResponderExcluir
  3. Fico também com esse "diagnóstico" p/ o que estou sentindo:... desenvolvi um outro olhar sobre esse probleminha, é espiritual, é sentir que a alma, o espírito, não consegue se adaptar aqui na Terra..."
    Tenho uma leve intuição de que em uma outra vida, pertenci a um planeta já muito adiantado moral e espiritual, por isso q sinto uma Nostalgia q não sei explicar, uma Saudade de não sei o que ?
    Devo ter sido muito ruim p/ ter reencarnado nesse Planeta de pessoas 99% sem noção do que acontece à sua volta.
    Fazer o que? Empurrar com a barriga, dar o melhor de mim e ESPERAR..ou como sempre digo: ESTOU AGURDANDO NO LOCAL !
    Obrigada pelo texto, e, por saber q não estou sozinha com esses meus "sentimentos"

    ResponderExcluir
  4. Nossa Laura.. parece que esse texto foi feito para mim!!! eu ando uns 6 meses tendo depressão, até que eu ganhei a sindrome do panico.. sabe quando voce tá com o coração acelerado 24 h por dia? com medo de TUDO ao redor? eu só nao pireo pq comecei a ler muitos livros.. do Augusto Cury.. fui numa palestra dele e estou apredendo que o mundo ao nosso redor está sim caótico.. e que se a gente nao se auto conhecer, e procurar pelo espiritismo nosso bem.. nós simplesmente piramos!!! literalmente!!! vivo angustiada.. mas ao mesmo tempo tento viver da melhor forma possivel cada min da minha vida, estou aprendendo aos poucos a ser feliz com poucas coisas.. como um dia de sol, brincar com meu cachorro, meus sobrinhos, ajudar os próximos.. ISSO que anda me ajudando muito.. MAS infelizmente eu AINDA sofro de panico dentro do carro.. e vivo assustada com tudo e sofro muiiiiiiiito com a falta de respeito a natureza.. ler que isso é "normal" e que um dia isso irá acabar me fez dar um sorriso e me fez ficar sem aquela angustia pelo menos por alguns momentos... aguenta firme laura.. todos nós iremos ganhar nossa recompensa no final da história.. e não sumaa!!!! hehehe.. beijos, andressa

    ResponderExcluir
  5. Gente, apenas minha opinião... vejo muitas pessoas entristecidas, desmotivadas, porque não conseguem mais se situar neste mundo 3D.A sociedade de consumo, nos consome, e quando não entramos nesta onda, as pessoas que nos rodeia, nos rotula de lunaticos, aereos, pirados e ate doidos..Mas penso que deve-se ficar neutros a criticas e aprender a transitar pelo mundo sem se deixar contiminar por ele... porque esta aqui certamente foi uma escolha... mude o olhar, e mudemos a nos mesmos, que td a nossa volta mudara...seja simples, conectados com o natural e deixa rolar as opinioes e o motor da maquina de consumo enquanto isto, dance, cante e celebre a existencia, tem muita coisa bonita para se ver e vivenciar,até que a terra entre num novo momento, uma consciencia, outra dimensão, onde estes modelos que estão ai destruindo muito mais que construindo, serão jogados no chao e uma nova era ira renascer.Eliminar o medo, e acreditar em nosso poder interno, nosso Deus interno, nosso mestre interno e um grande passo para se sentir melhor e viver a vida.... joguem fora seus medos, suas angustias, suas ansiedades, com certeza estamos no limiar de uma nova era, e as trevas serão banidas da face da terra, e viveremos uma era de luz e paz....avante guerreiros de luz, vibre numa sintonia de pensamentos positivados e tudo a sua volta mudara... abraços e que laura não tome doril, trazendo sempre textos que disparam nosso pensar, expandindo nossas conciencias, para uma nova percepção da vida e de tudo que esta acontecendo, pra melhor apesar do aparente caos....

    ResponderExcluir
  6. Hei Laura, vc é uma Gerreira, vai em frente, estamos juntos passando por isso, sendo vistos como loucos, mas chegará perto o momento de nos unirmos em uma só voz.Pelo contrário vc já ajudou e esta ajudando a despertar a muitos, a luz eu vejo com vc, aos poucos os despertados estao despertando outros."Mil cairao ao teu lado e dezmil a tua direita e tú nao serás atingida;" conhece esta frase?Faz algum sentido agora?Forca amiga é o que vc mais tem, tem tanta que até nos da também para distribuirmos com os fracos que ainda dormem.Sucesso!Deus estará sempre ao teu lado e ao lado dos teus.

    ResponderExcluir
  7. Laura, acho que posso te dar uma dica mais do que importante em relação a eese vazio que muitas pessoas sentem...mas não vou te dar de mão beijada quero que vc leia...saõ os escritos de kryon livro 1, o implante, por lee carroll, o material seth por jane roberts ha de servir tb... abraços e muito amor... sempre.

    ResponderExcluir
  8. Querida Laura, eu leio tudo que voce escreve, mas não conhecia este texto saiba que voce é muito especial para mim. Seus textos trazem clareza, discernimento e me fazem sentir que nunca fui doente e sim diferente. Sou muito grata a voce que escreve coisas inteligentes e mexe com nossos neuronios e nos faz tanto Bem
    Adoro voce, muita enegia e muita Luz sempre!!!

    ResponderExcluir
  9. muito interessante o texto.
    leio muita coisa sobre o nirvana da alegria e do júbilo dos trabalhadores da luz e dos "despertos".
    pouco se fala da angústia e da dor desses tempos onde alguns estão lúcidos o suficiente para perceber o chão desabando sob seus pés e a necessidade de reunir forças todo dia para fazer frente a todos os desafios.
    estar ciente causa dor.
    até agora, assim é, para mim.

    bom saber que não sou a única.
    obrigada pelo texto.

    tomarei a liberdade de linkar no meu blog.
    TERAPIAS INTEGRADAS
    http://terapiasintegradas-angela.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. obrigado pelo maravilhoso texto querida irma Laura.

    Namaste

    ResponderExcluir
  11. Alguém sabe o que houve com o blog do Acolon SP?

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Oi pessoal! Depressão = símbolo,prisão,vazio! Sei muito bem o que é isso.Desde criança me sentia deslocada na vida, isso persistiu por mt tempo,e ñ me sentia encaixada em nada. Claro q.em alguns momentos, ficava desesperada, me sentindo presa,oprimida,. Pois é! Hoje (alguns poucos anos atrás)descobri o porque. A Depressão é espiritual, tá na alma. Meu desafio é vencer de forma consciente o MEDO,e p/isso,só através do auto-conhecimento,e aos poucos estou conseguindo. Mas a ficha foi caindo aos poucos...começei a enxergar coisas que nem pensava e coisas q.achava absurdas.Pesquiso muito,leio de tudo, isso me ajudou mt para vencer, me libertar ou deixar de ser manipulada por coisas que não fazem parte de mim, sou LIVRE, SOMOS LIVRES. Hoje estou muito feliz! Boa sorte a todos!

    ResponderExcluir
  16. Laura, este post ajudou a me situar melhor ante a "reprogramação" por que tenho passado. A reprogramação dói mesmo! Tenho enxergado coisas que não achava que poderia e, por consequência, meu entendimento tem se expandido. Tenho buscado seriamente o equilíbrio, principalmente ante tanta bagunça, e assim prosseguirei. Obrigado, de verdade.

    ResponderExcluir
  17. Ontem eu conversava com minha companheira a respeito da síndrome do panico...e falei pra ela....Sinto que cheguei num estado onde não ha volta...é como se minha alma não suportasse mais o que minha mente fazia com ela.Minha alma não aceita mais que eu me sinta "menos" que meus irmãos, por não ter feito faculdde...e não aceita mais que eu acredite que eu "não possa", ou "não consiga" algo...... a sindrome do panico é uma experiencia unica e abençoada...doliridiisssimaa...cruel, triste... e maravilhosa..acho que é a sintese da descrição".se não vai até tua alma pelo amor..vai pela dor.." mas se chega nela..com certeza..e passa.!

    ResponderExcluir
  18. Nossa!!!! Tudo que este texto expressa, reflete o que ando vivenciando e já me peguei dizendo para mim mesma que este lugar não tem nada para mim, fico com uma senação de solidão, pois olho a minha volta e percebo que as pessoas estão hipnotizadas e fico com a nítida sensação deque se for conversar com alguém sobre o que está a nossa volta, vão me olhar como se eu estivesse louca ou paranóica. Tenho me pegado aerea pois o que eu acreditava, mesmo não compreenddendo, viarou fumaça, agora que meus questionamentos estão sendo respondidos e tudo faz sentido, me sinto assim sem lugar neste mundo!!!! Mas de alguma forma encontro forças, como se alguém, que nao vejo, a todo o momento me resposnde de alguma forma, este texto por exemplo, me diz que não estou só!!!

    ResponderExcluir
  19. Um olá a todos
    Conheci seu blog por acaso há alguns dias sou típico ser honesto com 3 filhos, esposa e um trabalho para as necessidades básicas, mas, nem sempre foi assim, desde criança eu sentia e tinha percepções diferentes (ver aquilo que ninguém vê, e tive medo de não ser normal) e, com o tempo me tornei normal e hoje com 37 anos tudo veio a tona , transbordou como um vulcão todo aquele garoto que não se encaixava em nada que seus amigos gostavam e percebi que sempre estive em outra frequência, as coisas não me dominavam como
    aos outros e recentemente sinto uma necessidade imensa e voraz de conhecimento, descobrir os bastidores, o que esta por traz da cortina e tenho me redescoberto, sabe aquela sensação _ eu sabia!!! que tinha alguma coisa por traz de tudo isso!!!
    Esse serviço que você faz é muito interessante e tenho recomendado para muitas pessoas tenho tentado propagar e abrir os olhos de mais e mais pessoas para acordarem desse sono, continue nos fortalecendo.

    ResponderExcluir
  20. Laura, venho sentindo estas dores há algum tempo(desenvolvi diabete 2,hipertensao há mais de 10 anos) e agora esta dor esborrou numa quase depressao,uma sensação de impotência,com uma pitada a síndrome de pânico, então procurei um escape,procurei a Federação Espirita e comecei a estudar, mas, atualmente isto não me preenche, pois percebo lacunas, além de sentir algo estacionado no passado (parado com Kardec nos idos de 1800, não houve mais atualizacoes) a impressão que me da e que estou'' presa'' a algo que não me satisfaz, pois sinto que ha algo mais além, e percebo que não podemos externar nossos pensamentos dentro das salas de aula, não posso dizer o que penso, tenho que so dizer sim a tudo que estão escritos nos livros já escritos por Kardec, pelo apostolo Paulo na bíblia,por citação de Emmanuel ( hoje causei a maior polemica por dizer que não gostava do apostolo Paulo, pois acho ele machista) outro dia foi a maior polemica por eu dar minha opinião sobre o que acontece no mundo, todos da sala caíram de pau em cima de mim, fui tachada de so assistir programas violentos, o que nao e verdade,assistir novelas( nem assisto novelas) , o fato de ter uma filosofia de vida não acho que por isto tenho que achar que sou santa,que sou diferente do resto do mundo e que não existe problemas no mundo ( o que percebo e que pelo fato deles estarem lendo,ou frequentando a Federação se dao ao direito de se acharem santos,como se estivesse a parte do mundo,sem falar que existe um endesaumento por Kardec,Emmamnuel,, Chico Xavier,... então de repente, estou novamente ''a vagar'', principalmente porque acredito em ET's! E por isto sou chamada de ''doida'' por toda a minha família! Sempre fui diferente de todos eles,sempre fui mais sensitiva! E ninguém compreende isto, e por isto tenho que ficar calada! Gente! eu acredito que posso fazer! Continuo estudando a doutrina espirita, mas, sinto que preciso de algo mais ''substancioso''... pois acredito que os espíritos ficam num mundo, acho eu, aqui bem perto da terra(como uma'' prisao'', da mesma forma que nos aqui na terra e que não conseguimos sair) e que existem outros espíritos muito mais evoluídos,'' ET's'' que talvez sejamos todos subordinados a eles, sei la... de repente eu quero mais... quero saber além do que mostram estes livros ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria Tereza, li seu comentário e posso dizer que tudo isso que vc. está passando, é EXATAMENTE IGUAL, ao que estou também. Seu texto parece uma cópia fiel da minha vida atualmente. Não tenho encontrado mais sentido algum em nada da doutrina, só vejo descaso, arrogância atraso mental. Já nem frequento mais, não que não acredite em outras vidas, mas eu não acredito mais é em nada que seja manipulado por seres humanos. Quanto aos Ets, nem posso comentar sobre isso com outras pessoas, fico na minha e as únicas que comento sobre sonhos e mensagens que tenho com eles, são minhas filhas, e só. Agora, algo que encontrei que me deu um pouco mais de respostas, foram os livros de Ramatis, psicografados. Encontrei tudo o que precisava saber, sem rodeios. Encontra-se até pela internet, para baixar. Jamais encontraria nos livros da FEB, o que encontrei nos de Ramatis, e isso me alivia um pouco. Mas o que eu quero dizer mesmo é que cheguei ao meu limite, com tudo nesse planeta. Me pego olhando pro céu e sentindo uma angustia tremenda, uma saudade não sei do que, e choro sem limites. Tenho feito as coisas como um perfeito robô, quando posso durmo muito, desligo de tudo, só quero dormir, dormir. Parece que estou a espera de algo, que nem sei o que é, que irá me tirar desse vazio. Também quero e necessito de "MAIS", para a minha alma.

      Excluir
  21. ALÉM DE TER- ME IDENTIFICADO PERFEITAMENTE COM TODOS ESSES DEPOIMENTOS, SINTO A NECESSIDADE DE TRANSMITIR INFORMAÇÕES CAPAZES DE DESPERTAR OS QUE AINDA CONTINUAM DORMINDO! MUITO BOM TER TOMADO CONHECIMENTO DE QUE NÃO ESTOU SÓ NESSA DIMENSÃO!

    ResponderExcluir
  22. Putzz !!! o que me deixa "bem" é que não estou só, há varias pessoas sentindo o que estou passando..Mas é sinistro, viu? que coisa mais esquesita, que sensações horrorosas, nada tem sentido, só tristeza e ao olhar as pessoas atolafdas na matrix...Que tristeza! que angustia, mas também sempre observei que, vindo de uma familia de 12 irmãos, por que ser tão diferente dos demais? a resposta encontrei no seu blog e desde já, agradeço.
    Eu ando muito angustiada e choro ás vezes, já esteve muito pior, quase entrei em choque, sorte minha que estava fora do sistema religioso, sem saber o porque, e só assim, foi bem mais fácil de digerir este lamaçal o qual nos colocaram.
    Um abraço sincero a todos os irmãos.

    ResponderExcluir

Não serão publicados comentários racistas, chauvinistas, sexistas, feministas, flamenguistas, partidaristas ou que enalteça um ditador de bandeira vermelha de qualquer país. Tampouco não serão publicados ataques pessoais entre leitores ou a autora desse blog. Nem pensar publicarei observações ortográficas relativas aos meus erros crassos do Português, pois faz parte do meu show. Anônimos continuarão anônimos, não publicarei. Para ser sincera, não gosto de comentários. Não escreva.
laura botelho

meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos