29 de abr. de 2020

Pentágono "libera" imagens de UFOs? O que está por trás disso?


Pentágono divulga vídeos de UFOs / OVNIs filmados por pilotos da Marinha americana  -sabe-se lá seu objetivo. Fato é que; eles estão "nos preparando para alguma nova cilada".

Esta semana essas notícias sobre "Objetos Voadores Não Identificados" estão em destaque nos jornais mais expressivos do planeta, mas por que essa reviravolta sobre esse tema tão esculachado, esculhambado, avacalhado, ridicularizado, banalizado por essa mesma mídia vir à tona nesse exato momento?

Após uma análise minuciosa, o departamento determinou que a liberação autorizada desses vídeos não classificados não revela nenhum sistema sensível e não interfere em nenhuma investigação subsequente de incursões militares no espaço”, disse a porta-voz do Pentágono, Sue Gough.

Já o Pentágono se faz de bobo... solta a bomba e espera o efeito causado na macacada.

Esses mesmos vídeos já foram examinados e discutidos no ano passado por muitos especialistas no assunto OVNI/UFO, mesmo que as imagens sejam de mais de 5 anos atrás...


Fique atento, tem manobra "silenciosa" vindo aí. Já sabemos como eles operam, se movimentam e manobram a percepção humana.

A última carta - invasão alienígena = HOAX

Essa "pandemia" tem uma função... nos distrair. 

laura botelho









27 de abr. de 2020

Conspiração sobre sua vida brasileiro inconsciente !


Não se trata "somente" de política, mas de uma organização internacional com objetivos claros em relação ao domínio das riquezas de nosso país

Brasil... mostra sua cara, quero ver quem paga pra gente ficar assim.
Qual é o teu negócio? O nome do teu sócio? (Brasil, Cazuza)


Espero que você reflita sobre essas informações. Estou lhe oferecendo "outra visão" do mesmo evento. Quanto maior o número de informações, melhor é percepção sobre toda a imagem.

Se você só tem duas opções de escolha, você tem apenas um dilema... Você é inteligente, sabe como "eles" usam nosso cérebro. Acorda, a coisa vai piorar no ano que vem, sua segurança e liberdade estão risco. O plano deles está seguindo, mas apenas os brasileiros podem interromper esse "´programa". 

laura botelho




17 de abr. de 2020

A Grande Tribulação



Quem acompanha o modus operandi – modo de operar – dos répteis, pode observar que eles estão “atrapalhados” nesse momento. Sempre que um grande evento “perturbador” pode alertar a macacada sobre alguma coisa sobre suas ações... eles precisam agir rápido para desviar a atenção do “objeto” em questão.


Se a macacada resolver fuxicar demais consegue – HOJE -  perceber claramente como tudo funciona. Portanto, situações extremas merecem medidas extremas e nada como colocar a macacada em pânico.

As artimanhas, as estratégias e o uso de certas palavras e expressões na mídia controlada modificam a “forma” e “conteúdo” num piscar de olhos, fácil...

Meados dos anos 90 a internet já estava em franco funcionamento e já funcionava de maneira a atender a seres “positivos” e fartamente aos seres “negativos”. As mentes reptilianas fazem desse ambiente virtual seu lar.

Quando os répteis são pressionados por algum “bisbilhoteiro” de plantão... isso precisa de medidas urgentes e bem arquitetada para que a macacada continue calma, quieta, comportada e feliz (dentro da sua ignorância primordial).

Siga a minha linha de pensamento - observe as datas!

“Falsa” destituição do Presidente Clinton em 1998
Um “suposto” caso extra conjugal, do então Presidente americano Bill Clinton com uma estagiária da Casa Branca de 22 anos, Monica Lewinsky, na década de 1990 o levou à Câmara dos Representantes dos Estados Unidos a um julgamento de impeachment no Senado, do qual foi absolvido em 1999. Fácil.

A mídia só falava disso, todos queriam saber "como", "quando" e "por quê" um Presidente iria dar um "mole" desses. Eles conseguiram, o foco foi desviadoO que estava por trás dessa armação é que os répteis queriam dissolver no ar... 

O caso Rui Pedro
Refere-se ao desaparecimento do menino de 11 anos (nascido 1987) que ocorreu em 4 de março de 1998, em Lousada (Portugal), onde residia com os pais. O rapaz nunca foi encontrado.

Jornalistas e membros da família de Rui Pedro criticaram as investigações da polícia direcionada ao caso. Em 2019, transcorridos 20 anos sobre o desaparecimento, foi declarada a morte presumida de Rui Pedro, não mais sendo procurado pela polícia. Contudo, o mistério sobre o desaparecimento persiste.

Setembro de 1998,
Forças policiais criam uma operação internacional de pornografia infantil conhecida como The Wonderland Club operando pela Internet

Com codinome Operação Catedral, resultou no confisco de 750.000 imagens e vídeos, representando 1.263 crianças diferentes. Rui Pedro estava entre as poucas crianças (apenas 16) que puderam ser identificadas.

A polícia suspeita que ele tenha sido assassinado por seus sequestradores depois de ter sido abusado diante das câmeras por outros membros de um anel de pedófilos.

O Wonderland Club, batizado em homenagem a Alice no país das maravilhas, foi descrito como "uma rede internacional de pedófilos - um anel internacional de 180 membros - envolvendo estupro de meninos e meninas ao vivo diante das câmeras e o tráfego de imagens de tortura de crianças a partir dos dois meses de idade.

Monica Peterson
Foi ao Haiti para investigar as ligações entre a Fundação Clinton e o tráfico de pessoas. Sua morte em 13 de novembro de 2016 foi dada como suicídio... a mãe nega essa hipótese. 

Monica dava aulas na escola particular do pré-jardim de infância aos 12 anos, da Union School Haiti, principalmente para se sustentar, e estava explorando a criação de uma organização não governamental no Haiti.

Ela acabara de começar a investigar a correlação relativa ao Complexo Industrial Caracol da Fundação Clinton e sua conexão com uma rede de tráfico de seres humanos.

Claude d'Estree, diretora executiva do Centro de Tráfico Humano da Universidade de Denver, havia contratado Petersen até junho como pesquisadora e como assistente dele.

O que sabemos é que eles “suicidam” qualquer um que chegue perto demais...

Madeleine Beth McCann
(Nascida em 12 de maio de 2003) desapareceu na noite de 3 de maio de 2007 de sua cama em um apartamento de férias em um resort na Praia da Luz, na região do Algarve em Portugal. Seu paradeiro permanece desconhecido.

Os McCann chegaram no sábado, 28 de abril de 2007, para as férias de primavera de sete noites na Praia da Luz, uma vila com uma população de mil habitantes, conhecida como "pequena Bretanha" por causa da concentração de proprietários e turistas britânicos.


Eles haviam reservado através da empresa britânica de férias Mark Warner Ltd e foram colocados na Rua Dr Agostinho da Silva, 5A, um apartamento de propriedade de um professor aposentado de Liverpool, uma das várias propriedades particulares alugadas pela empresa.

Os pais continuaram a investigação usando detetives particulares até a Scotland Yard abrir sua própria investigação, a Operação Grange, em 2011.

Em 2013, a Scotland Yard divulgou imagens eletrônicas dos homens que eles queriam rastrear, incluindo um de um homem visto carregando uma criança em direção à praia naquela noite. Detetives continuam a realizar um pequeno número de investigações descritas em abril de 2017 como significativas

Wikileaks revelou
John Podesta (amigo de longa data de Hillary e gerente de campanha de 2016) e o irmão Tony Podesta estejam aparentemente muito envolvidos em um anel sexual infantil literalmente em todo o mundo. 

Os e-mails vazados revelam inúmeras conversas entre vários políticos, elites e figuras do mundo usando nomes de código para “menininhas”, “pessoas de etnia”, “esperma” e outras palavras de orientação sexual. 

Essas coisas, juntamente com muitas outras pistas do Wikileaks, da NYPD e do FBI, apontam para o tráfico sexual de crianças - possivelmente incluindo sequestro e assassinato de crianças para fins ritualísticos.

Falam por aí que John e Tony Podesta sequestraram Madeleine McCann.

Cometa Halley -1909
Sua cauda media o dobro da distância entre a Terra e o Sol. Seu núcleo tinha um diâmetro entre 30 e 40 quilômetros. Os cientistas começaram a observá-lo em setembro de 1909, mas só em março do ano seguinte ele passou a ser visto a olho nu.

O surto da Manchúria no outono de 1910 – 1911 foi a pior epidemia dessa história. Sintoma Pneumônica irrompe na Manchúria em dezembro, matando mais de 60.000 vítimas.

1986
20 de abril - o cometa Halley é visível da Terra
18 de maio - A Terra passa pela cauda do cometa Halley.

26 de abril - Chernobyl na (Ucrânia, então União Soviética) é assolada por um dos piores desastres nucleares da história. Um reator da central de Chernobyl explodiu e liberou uma imensa nuvem radioativa contaminando pessoas, animais e o meio ambiente de uma vasta extensão. O acidente de Chernobyl teve 400 vezes mais radiação do que a bomba atômica de Hiroshima no Japão, após a Segunda Guerra Mundial. acredita-se que mais 40 mil pessoas morreram em consequência desse desastre...

22 de agosto - Um desmoronamento na encosta do lago Nyos, na República dos Camarões, causou a liberação de toneladas de dióxido de carbono. O gás, altamente asfixiante, causou a morte de animais e aproximadamente 1800 pessoas, habitantes de um vilarejo local

Estrela de Belém.
É sabido que a história de Jesus nada mais é que um roteiro da astronomia universal cantada por milênios para nos preparar para o "renascimento". 

O “nascimento” do SOL (jesus) até sua ressurreição após 3 dias (precessão dos equinócios), estão datadas entre a presença do cometa Halley (estrela de Belém) no sistema solar e 33 anos mais tarde com a chegada de “outro” corpo celeste que inaugura uma nova era.

A narrativa da história de jesus é simplificada quando podemos entender a simbologia por trás dela.

Agora para fechar toda essa história, some a última vez que o cometa Halley entrou no sistema solar com o número 33 (alto grau da maçonaria).

A Grande Tribulação vem aí? Os répteis tentarão pegar o máximo de almas despreparadas?  Quem viver, verá

laura botelho

Outros textos relativos a esse

Arrebatamento involuntário
Cristão fique longe desse texto

Pode haver vida sem Ebola em Marte 
Reencarnação, crianças e cordinhas
Holocausto para Cristo

Assista antes que tirem do ar.- e vão tirar. 




12 de abr. de 2020

Cometas, pragas, vulcões e terremotos...



“Todas as civilizações antigas, sem exceção, encararam os cometas com uma sensação de apreensão e temor. Os cometas eram considerados portadores de desgraça, doença e morte, infectando homens com desejo de sangue para a guerra, contaminando culturas e dispersando doenças e pestes”
(Hipócrates, 1900; Olson e Pasachoff, 1999).

Gennadiy Borisov encontrou o cometa que foi designado C / 2019 Q4 (Borisov) ou ATLAS - é o primeiro cometa interestelar observado e o segundo intruso interestelar observado após O'umuamua.

O núcleo de 2I / Borisov é cercado por um coma, uma nuvem de poeira e gás. As estimativas iniciais do diâmetro do núcleo 2I / Borisov variaram de 1,4 km a 16 km.

Emissões indicaram a presença de cianeto (fórmula CN), que é tipicamente o primeiro detectado em cometas do Sistema Solar, incluindo o cometa Halley.

O cometa passou pela eclíptica do Sistema Solar no final de outubro de 2019 e fez a sua aproximação mais próxima ao Sol logo depois em 8 de dezembro de 2019. Em novembro de 2019, astrônomos da Universidade de Yale disseram que o cometa (incluindo coma e cauda) tinha 14 vezes o tamanho da Terra e afirmou:

“É humilhante perceber como a Terra é pequena ao lado deste visitante de outro sistema solar.”


Borisov descreveu sua descoberta assim:
"Eu o observei em 29 de agosto, mas era 30 de agosto, horário de Greenwich. Eu vi um objeto em movimento no quadro, ele se moveu em uma direção ligeiramente diferente da dos asteroides principais. Medi suas coordenadas e consultei o banco de dados do Minor Planet Center. Acabou que era um novo objeto. Então eu medi a classificação de objetos próximos à Terra, é calculada a partir de vários parâmetros e acabou sendo 100% - em outras palavras, perigosa. Nesses casos, devo postar imediatamente os parâmetros na página mundial para confirmação de asteroides perigosos. Publiquei e escrevi que o objeto era difuso e que não era um asteroide, mas um cometa.

Um poema do século XV fornece aos historiadores uma visão impressionante das crenças medievais na natureza sobrenatural dos cometas: "Eles trazem febre, doença, pestilência e morte, tempos difíceis, escassez e tempos de grande fome".

Viajando em direção ao sol, os gases do cometa vaporizam e formam uma fina e extensa atmosfera conhecida como coma. Fluxos de partículas eletricamente carregadas, chamados ventos solares, são gerados pelo sol e viajam pelo espaço a uma velocidade de 400 quilômetros por segundo, que forma a cauda do cometa - que pode medir centenas de milhões de quilômetros. A explicação de como somos capazes de ver visualmente a cauda se deve aos raios solares que o sol está refletindo na cauda.

Como os cometas brilham rapidamente quando se aproximam do sol, e porque os cometas brilhantes (visíveis a olho nu) são relativamente raros, os cometas apareceriam no céu repentina e inesperadamente na antiguidade.

Além disso, perto do periélio, as caudas de cometas podem se estender por milhões de quilômetros no espaço (tornando-os os maiores objetos do sistema solar), portanto, dependendo da geometria da órbita, a cauda pode ter um comprimento projetado contra o céu, o que é grande.

Em 1705, Edmond Halley examinou todas as aparências documentadas de cometas o que o levou a prever que os cometas de 1531, 1607 e 1682 eram na verdade o mesmo objeto, que reapareceria cerca de 75 anos após sua última aparição.


Halley se tornou a primeira pessoa a prever com sucesso o retorno de um cometa quando o cometa reapareceu em 1759. Esse cometa é conhecido desde então como o cometa de Halley.

A ligação entre cometas e chuvas de meteoros foi comprovada no final do século 19, quando o astrônomo italiano Giovanni Schiaparelli mostrou que a chuva de meteoros Perseid, que ocorre todo mês de agosto, é causada pelo caminho da Terra viajando pelos escombros deixados pelo cometa Swift-Tuttle

As caudas de um cometa também são produzidas por interações entre o cometa e o Sol, com a poeira e o vapor criando duas caudas separadas. As duas caudas sempre apontam para longe do Sol, mas as partículas carregadas reagem mais fortemente ao campo magnético do Sol e ao vento solar.

As partículas de poeira são menos afetadas pelo Sol e, portanto, a direção da cauda de poeira é curvada pela órbita do cometa. As caudas de um cometa podem se estender por centenas de milhões de km.

Maus presságios

"O medo que tomou posse. A expectativa geral era de que o cometa fosse ouvido na noite de sábado. Como resultado, os confessionários das duas igrejas católicas aqui estavam lotados ontem à noite. À medida que a noite avançava, muitos insistiram que eles poderiam detectar uma mudança na atmosfera. O ar, disseram, era sufocante ... "   (Chambers, 1909).


A teoria de Wu Xing (também conhecido como cinco elementos), os cometas eram pensados ​​para significar um desequilíbrio de yin e yang. Imperadores chineses empregavam observadores especificamente para observá-los.


A precisão dos dados astronômicos chineses antigos é insuperável e não foi superada pela precisão ocidental até o século XV. Isso é demonstrado, por exemplo, com o cometa Halley, pintado por astrônomos chineses há cerca de 3000 anos.

Os chineses antigos tomaram decisões importantes ao observar cometas celestes, um presságio importante, sempre desastroso, registraram numerosos episódios em que a aparição de cometas precedeu a praga e o desastre.

Observações compiladas em 300 aC em uma série de livros conhecida como "Seda Mawangdui" (Ling-feng, 1976) detalha 29 formas diferentes de cometas e os vários desastres associados a elas, que datam de 1500 aC:

 "Os cometas são estrelas vilãs. Toda vez que aparecem no sul, acabam com o antigo e estabelecem o novo. Os peixes adoecem, as culturas fracassam, os imperadores e as pessoas comuns morrem e os homens vão à guerra. As pessoas odeiam a vida e nem querem mais falar sobre isso ". - Li Ch'un Feng, diretor do Departamento Astronômico Imperial da China, (648, AD).

Pensa-se que os cometas tenham significado militar.
Até o século XVI, os cometas eram geralmente considerados maus presságios da morte de reis ou homens nobres, ou catástrofes vindouras, ou mesmo interpretados como ataques de seres celestiais contra habitantes terrestres

Uma gravação muito famosa de um cometa é a aparição do cometa de Halley como um presságio aterrorizante na tapeçaria de Bayeux, que registra o Conquista normanda da Inglaterra em 1066 dC.

As órbitas passadas de muitos cometas foram calculadas inteiramente a partir desses registros e, principalmente, foram usadas em conexão com o cometa de Halley.

No primeiro livro de sua meteorologia, Aristóteles propôs a visão de cometas que dominariam o pensamento ocidental por quase dois mil anos. Este símbolo triste de luto foi entendido como significando que os deuses que enviaram o cometa à Terra estavam descontentes.
 
Várias formas de cometas registradas pelos chineses ao longo dos tempos
Outros pensavam que o cometa alongado parecia uma espada de fogo brilhando no céu noturno, um sinal tradicional de guerra e morte. Tal mensagem dos deuses só poderia significar que sua ira logo seria desencadeada sobre o povo da terra.

As lendas culturais antigas também ajudaram a inspirar um terrível medo desses nômades celestes. As profecias romanas, os "Oráculos Sibilinos", falavam de uma "grande conflagração do céu, caindo sobre a terra", enquanto a mitologia mais antiga conhecida, a "Épica de Gilgamesh" da Babilônia, descrevia fogo, enxofre e inundação com a chegada de um cometa.

A lenda Yakut, na antiga Mongólia, chamava os cometas "a filha do diabo" e alertava para destruição, tempestade e geada, sempre que ela se aproximava da Terra. Histórias que associam cometas a tão terríveis imagens estão na base de tantas culturas na Terra.

Na Suíça, o Cometa de Halley foi responsabilizado por terremotos, doenças, chuva vermelha e até o nascimento de animais de duas cabeças.

Os romanos registraram que um cometa de fogo marcou o assassinato de Júlio César, e outro foi responsabilizado pelo derramamento de sangue extremo durante a batalha entre Pompeu e César.

Os incas, na América do Sul, até registram um cometa que prenunciou a chegada de Francisco Pizarro apenas alguns dias antes de conquistá-los brutalmente.

E.L.E – nível elevado de extinção
Será que os cometas ou outros objetos estelares causaram não apenas morte e doença, mas a erradicação de espécies inteiras que levaram à extinção?

O desaparecimento dos dinossauros está diretamente associado a uma colisão entre a Terra e um asteroide com cerca de 10 km de diâmetro, 65 milhões de anos atrás (Alvarez 2008; Alvarez, et al 1979).

No entanto, a morte não foi instantânea, mas seguiu um padrão sugestivo de propagação de contágio (Poinar e Poinar 2007).

De fato, Poinar e Poinar (2007), baseando suas descobertas em patógenos encontrados em insetos enterrados em âmbar, concluíram que a extinção dos dinossauros se devia aos "efeitos cumulativos e em cascata de muitas doenças".

Cometas e pragas
Se vírus e bactérias obtiveram alguns desses genes de hospedeiros extraterrestres (cometas), como esses vírus e bactérias (ou seus descendentes) infectaram os humanos da Terra?

Em um mundo que é invadido por bactérias e vírus, e dada a proliferação de vida neste planeta, raramente vírus e bactérias adoecem e matam apenas. De fato, bactérias e vírus doaram ao genoma eucariótico muitos dos genes essenciais que possibilitaram a evolução e a especiação (Joseph 2000, 2009a, b), onde os vírus geralmente oferecem benefícios substanciais ao hospedeiro e são subvertidos pelo hospedeiro.

Os vírus geralmente não adoecem o hospedeiro, mas fornecem benefícios a eles. Além disso, eles inserem genes e elementos reguladores no genoma do hospedeiro e têm desempenhado um papel ativo na evolução que leva aos seres humanos (Joseph 2009a, b).

De acordo com os complexos modelos genéticos de panspermia desenvolvidos por Joseph (2000, 2009a, b, d; Joseph e Schild 2010a), vírus e micróbios podem ser lançados no espaço por fortes ventos solares, através de impacto bólido, e podem pegar carona para outros planetas dentro de meteoros, asteroides e cometas.


Uma vez que eles entram em contato com formas de vida que residem nesses outros mundos, eles adquirem e doam genes através da transferência horizontal de genes exatamente como ocorre na Terra.

Isso também explica por que o vírus age propositalmente, visando e inserindo seu RNA ou DNA em hospedeiros específicos, onde existe uma combinação genética perfeita.

No entanto, quando há uma pequena incompatibilidade (ou devido a UV ou outro dano genético), erros são introduzidos no genoma e o hospedeiro adoece e pode morrer (Hoyle e Wickramasinghe 1979; Joseph 2009a, b, d).

Isso explicaria por que vírus e bactérias raramente induzem doenças, apesar de sua prevalência neste planeta.

Apoptose genética programada
Apesar da riqueza de evidências sugerindo uma ligação entre cometas e doenças do espaço, os cometas são um veículo ideal para sustentar e transportar uma variedade de micróbios, incluindo vírus, de planeta para planeta e até de sistema solar para sistema solar.

Consequentemente, quando esses organismos são depositados em um mundo que já vive com vida, os genes podem ser trocados, a evolução de novas espécies pode ocorrer, ou o contágio pode ser desencadeado, e doenças, morte e pragas podem se espalhar por toda a terra.

Vírus e procariontes contribuíram com genes que promoviam a saúde e a evolução de espécies cada vez mais complexas (Joseph 2000, 2009a, b), eles também foram geneticamente programados para erradicar espécies concorrentes.

Joseph (2009d) se refere a isso como apoptose genética programada, de modo que as espécies são eliminadas e extintas, enquanto outras emergem em explosões de especiação.

Que tipo de criatura poderia sobreviver a temperaturas abaixo de zero dentro de um cometa?

Trilhões, incluindo o que é chamado de "extremófilos". Centenas de espécies complexas permanecem dormentes, congeladas no gelo e profundamente no permafrost, apenas para acordar com o degelo da primavera. De fato, "o permafrost pode manter a vida incomparavelmente mais longa do que qualquer outro habitat conhecido (Gilichinsky 2002). 

Atlas
Na mitologia grega se juntou aos outros Titãs, que eram forças da desordem e também do caos, com a finalidade de conseguir o poder supremo do mundo. Travaram um combate com Zeus e todos os seus defensores que eram forças do cosmo e da Ordem.

Ele participou ativamente da batalha que ficou conhecida como Titanomaquia.
Zeus e dos deuses do Olimpo triunfaram e como punição aos perdedores Zeus enviou todos os Titãs para o Tártaro, com exceção de Atlas, para o qual preparou um castigo especial.

Zeus determinou que os derrotados seriam eternos escravos dos sentidos e da matéria, tornando-se a antítese da espiritualização. Para Atlas então, ficou o castigo de ter que sustentar o céu para sempre em seus ombros. Desde então, seu nome passou a significar “sofredor” ou “portador”.

Dia 23 de maio de 2020 não chegará a menos de 7 milhões de quilômetros de distância da Terra. Um objeto desse tamanho e massa que efeitos traria ao planeta?

Sua atmosfera pesada e densa poderia provocar aquecimento no interior da Terra? Vulcões e terremotos poderiam criar um clima catastrófico no planeta juntamente com pestes e mortes sem recursos médicos?

Não sei você, mas acho que as coisas estão ficando tensas e mais observáveis. Pesquise sobre esses eventos e o que mais poderia ocorrer até final de maio desse ano... uma mudança radical em nossas vidas.

Prepare-se
laura botelho

Veja também meus textos antigos sobre o mesmo tema:

6 de abr. de 2020

C19 Y4 - verde, venenoso e grande...




Um fotógrafo do Reino Unido capturou uma imagem notável do cometa C / 2019 Y4 (ATLAS) à medida que ele se aproxima da Terra. Jamie Cooper tirou a foto do cometa em Lincolnshire, Inglaterra, informou a agência de notícias britânica SWNS. 

Foi descoberto pela primeira vez em 28 de dezembro de 2019 na área da Ursa Maior, de acordo com o EarthSky.org, por astrônomos que usam o ATLAS (Sistema de Alerta Último Impacto Terrestre de Asteroide) no Havaí.


C / 2019 Y4 (ATLAS) é 5 (CINCO) vezes o tamanho de Júpiter - metade do tamanho do SOL - e deve iluminar o céu noturno em abril 2020 - e poderia ser mais brilhante que Vênus.

Está atualmente na órbita de Marte, mas está a caminho do Sol e está ficando mais brilhante cada dia. Se não quebrar, chegará ao ponto mais próximo do Sol ao ponto mais próximo da Terra em 23 de maio e chegará ao periélio (mais próximo do Dom) em 31 de maio.

De acordo com um relatório da SpaceWeatherArchive, não é incomum que um cometa cresça tão grande que "vomite quantidades prodigiosas de gás e poeira no espaço".

O C / 2019 Y4 (ATLAS) é atualmente o cometa mais brilhante de 2020 e pode ser encontrado na constelação de Camelopardalis com binóculos ou telescópio.


O cometa está seguindo um caminho quase idêntico ao famoso Grande Cometa de 1844 - uma trajetória que daria ao cometa uma órbita de 6.000 anos que o tiraria do sistema solar.



Cianogênio ou CC (Código militar) é o composto químico com a fórmula (CN) 2. O Cianogênio é um gás incolor com odor irritante de amêndoas.

Usado como arma química da classe dos agentes sanguíneos, é um potente veneno a vários seres vivos, em especial, aos humanos, neste caso, devido à habilidade dos íons - se combinar com o ferro da hemoglobina, bloqueia a recepção do oxigênio pelo sangue, matando a pessoa exposta por sufocamento.

É pouco persistente em ambiente aberto por se decompor com a umidade produzindo Oxamida, porém, é muito persistente em ambientes fechados podendo ficar em semanas no local.

Exposição e sintomas
A exposição ao CC é similar a outros agentes de Cianeto e causa principalmente 
  • dor de cabeça, 
  • confusão,  ansiedade, 
  • tonturas,  
  • fraqueza,  mal-estar  perda de consciência.  
  • Efeitos cardiovasculares: palpitações.  
  • Efeitos respiratórios: irritação do trato respiratório,  dificuldade em respirar ou falta de ar (dispnéia)  
  • aumento transitório na taxa e profundidade da respiração (hiperpneia)  
  • náuseas e ânsias de vômitos (emese)  
  • pupilas dilatadas, 
  • inflamação da superfície do olho e cegueira temporária.

Os efeitos mais graves pela exposição são:
  • coma,
  • convulsões e pupilas dilatadas (midríase).
  • choque, ritmos cardíacos anormais ou desordenados (arritmias),
  • pressão arterial extremamente baixa e parada cardíaca.
  • Efeitos respiratórios: anormalmente rápido seguido de respirações anormalmente lentas;
  • acumulação de líquido nos pulmões (edema pulmonar);
  • e parada respiratória.

Os órgãos mais suscetíveis ao cianeto são o sistema nervoso central (SNC) e o coração

A inalação de uma menor concentração de vapor são mais lentos. Os primeiros efeitos podem não ocorrer até vários minutos após a exposição, e o curso do tempo desses efeitos depende da quantidade absorvida e da taxa de absorção.

A hiperpneia transitória inicial pode ser seguida por sentimentos de ansiedade ou apreensão, agitação, vertigem, sensação de fraqueza, náuseas com ou sem vômitos e tremores musculares.

Como esta cascata de eventos é prolongada, é possível o diagnóstico e o tratamento bem-sucedido. 

Toxicidade
Cianogênio mata com 1200 miligramas por reações alérgicas em 10 minutos por meio da inalação.

Central de Toxicologia - Agentes metemoglobinizantes
Tabela de compostos/fármacos - Compostos que induzem a metemoglobinemia Anestésicos locais Benzocaína, Lidocaína Antimicrobianos Cloroquina, Dapsona, Primaquina, Sulfonamidas, Trimetronpin Analgésicos Fenacetina Nitritos e Nitratos Nitrato de amônia, amil nitrito, butil nitrito, isobutil nitrito, nitrato de sódio, nitrito de sódio..

Como podemos ver, não se trata de "vírus", mas de uma preparação para o cometa...

laura botelho

Habilidades de sobrevivência para crianças e adultos

Habilidades de sobrevivência para crianças e adultos
click na imagem para saber mais

Vulcões ativos