30 de jun. de 2024

Infertilidade - controle da humanidade para até 2030

 8 MILHAS DE CRIANÇAS DESAPARECEM TODO O ANO NO MUNDO

(21.900 por dia - 913 por hora - 15 por minuto - 4 por segundo)

Publicado: 20 de março de 2024


Fertilidade global em
204 países e territórios , entre 1950–2021, com Preços para o ano 2100 : uma análise demográfica abrangente para o Estudo da Carga Global de Doenças.

Segundo dados do Instituto de Métricas e Avaliação em Saúde da Universidade de Washington, publicados na revista médica The Lancet , prevêem o declínio da população mundial.

Aqui no Brasil em 1970 éramos 70 milhões de habitantes e hoje, passados ​​apenas 54 anos, somos um pouco mais de 220 milhões de habitantes.

Em 2022 ultrapassamos os  8.000 bilhões de habitantes no planeta Terra. 

Mas no andar da carruagem tudo faz crer que esse aumento está em declínio. A AGENDA 2030 está trabalhando para isso.  Segundo estudos, tudo indica que, até ao ano  2050 (?) , a grande maioria das nações - entre 155 em 204 países - irá registar taxas de fertilidade insuficientes para sustentar as suas leis actuais .

A consequência direta demonstra que o número de mortes excederá o número de nascimentos com o passar do tempo, arrebatando progressivamente o aumento da população global sensivelmente.

O crescimento populacional irá estagnar.  O declínio da imunidade traz outros efeitos colaterais que devem ser afetados pelos habitantes desse planeta.  

O declínio das taxas de fertilidade pode levar a uma maior proporção de adultos em idade ativa, estimulando o crescimento econômico, porém em alguns países a taxa de fertilidade total (TFT) caiu abaixo do nível de substituição , sem qualquer evidência de uma recuperação prevista. 

Este fenômeno pode resultar na inversão de  pirâmides populacionais , aumentando a pressão sobre os sistemas sociais e de saúde , influenciando os mercados de trabalho e de consumo e alterando os padrões de utilização de recursos. 

Os sistemas de saúde devem se adaptar ao envelhecimento da população, o que implicará  maiores exigências de cuidados de longa duração e um aumento na prevalência de doenças relacionadas à idade. 

O cenário  geopolítico também será afetado, uma vez que a dinâmica do poder pode mudar significativamente com variações no tamanho e na estrutura do trânsito dos países. Isto poderia reconfigurar alianças, zonas de influência e prioridades na política internacional.

https://www.worldometers.info/pt/

Infertilidade - controle da humanidade para até 2030

Hoje está claro e atestado que a pandemia foi uma estratégia muito bem montada para criar condições favoráveis ​​a grupos que controlam o desenvolvimento populacional mundial através de aplicações de uma arma biológica de caráter eugenista para salvaguardar apenas os fortes sobreviventes, eliminando os fracos, idosos e dependentes com comorbidades. 

Pessoas com comorbidades vivem fragilizadas em razão de enfermidades congênitas, síndromes incuráveis ​​e distúrbios que afetam órgãos específicos, entre outras condições. São seres totalmente dependentes do Estado, de terceiros e de atenção constante para sua sobrevivência.

Peso para o sistema. Portanto, serão removidos facilmente ano após ano.  Como já descobri a infertilidade em mulheres quenianas dispararam. A OMS passou décadas iniciando campanhas de vacinação contra o tétano em cidadãos do Quênia (África). Um médico valente se atreveu a pesquisar e analisar o conteúdo das vacinas e do kit que já temos. São compostas de drogas que interromperam a gravidez .

Documentário produzido por Children's Health Defense e Robert F. Kennedy . Estreio em 13 de junho de 2022. 

Meninas com câncer de mama 

Senadora boliviana Soya Zamora alerta sobre meninos com câncer de próstata e meninas com câncer de mama em Tarija – cidade Boliviana.  Dados fornecidos pelo Serviço Departamental de Saúde de Tarija (SEDES) indicam que crianças entre 10 e 14 anos tiveram câncer como o de útero, próstata e mama


Soya alertou a população mundial sobre a situação crítica que o departamento de saúde enfrenta nos últimos anos em relação ao câncer. Com o elevado número de casos de câncer - número que subiu para cerca
de 900 - segundo os registros de 2022.

Yuval Noah Harari -  é um professor israelense de História e autor internacional (faz parte do grupo da AGENDA) fala sobre a IAnuma entrevista paraThe Economist- em como a humanidade deveria lidar comos riscos e oportunidadesdesta Revolução tecnológica. 

Como será o mundo em 2028?  Estamos treinando maiores modelos de IA mais demil vezes maiordo que o que você vê hoje no gpt4 em vez de apenas gerar novos textos - em uma única foto, o modelo será capaz de gerar uma sequência de ações. 

Em 2028 a IA será capaz de fazer conexões para outros humanos para enganar e poderá ligar para outra IA para estabelecer o direito sequencial em uma cadeia de suprimentos, por exemplo, e é claro que aprenderá a usar APIs de interfaces de programação de aplicações para outros sites ou outras bases de conhecimento ou outros armazenamentos de informações...

Será  o fim da história humana , o fim do domínio humano, afirma Noah Harari.  OEconomista questiona se o desenvolvimento deste tipo de IA é frequente a uma invasão encontrada?

Harari  diz que acha que existem maneiras de contê-los, mas se os seres humanos estão divididos entre si e estão em uma corrida armamentista , então torna-se quase impossível conter esta inteligência especializada ...

Como você pode perceber o destino da humanidade já está definido, não nos resta muita escolha física além das escolhas espirituais . É uma guerra espiritual, não resta dúvida.

A matéria sofrerá mudanças radicais e estará preparada para não ser engajada é fundamental nesse curto momento de consciência universal e transição de espaço/tempo – VAMOS TODOS AMORAR. 

Esse ambiente holográfico será parcialmente destruído para que um novo componha o roteiro adequado às necessidades dos novos governantes.  Novas regras, nova matriz, novas maneiras de aprisionar uma energia  desavisada, totalmente alienada de tudo. Será muito fácil para eles.

De 2020 a 2030 as ações serão rápidas.

A agenda segue rápida e sorrateiramente para aqueles que não estão atentos aos fatos e eventos diários.  Os eventos culminarão com a destruição paulatina  da vida na Terra .

Morte a plantas, agricultura, ambientes saudáveis ​​​​​​através do fogo. Teremos fome, miséria orgânica. Agressões geoclimáticas arrasarão as terras produtivas e contaminarão as águas dos rios e mares. 

Com a fome e o terror crescendo exponencialmente como doenças de fundo emocional/físico, incapacitando as pessoas de pensar, reagir ou se defender de eventos externos. Por isso, eles estão eliminando progressivamente os dependentes , idosos, crianças etc.

Morte a toda possibilidade de geração de vida.

A infertilidade, a separação dos gêneros, a incapacidade da natureza de gerir da mesma forma que a vida natural de outros humanos foi a estratégia maquiavélica encontrada pelos DONOS DO MUNDO.  Morte da esperança através das invasões culturais diferentes, de línguas diferentes. Guerras , conflitos urbanos selvagens serão diários .

A segregação em alta - os mais fortes, mais ricos e mais poderosos contra os mais frágeis, ignorantes e  despreparados para todo tipo de evento. 


Homens que não são homens. Mulheres que não são mulheres. Crianças, objetos de barganha para todos os fins... Um ambiente de terror com experiências
in loco . Ninguém escapará desse movimento.

Uma história (muito) curta da vida na Terra" , é o livro de HENRY GEE paleontólogo britânico, biólogo evolutivo, vencedor do prêmio de livro científico de 2022 da Royal Society .

O texto fala sobre o fim - não só da vida individual - como a de uma espécie inteira , de um reino, de um bioma, e por que não a de um planeta?

FATO: a INTELIGÊNCIA ESPIRITUAL se faz necessária nesse momento - antes que todos enlouqueçam. Estar atento aos movimentos nos faz tempo para nos preparar física e emocionalmente.

Não se alheie às notícias, mesmo que as mais pesadas. Elas são importantes para determinar em que estágio estamos nesse processo de dizimação da espécie.

Fiz um vídeo e um PDF sobre tudo isso que pode ajudá-lo a pesquisar, investir em inteligência ESPIRITUAL . É nossa única saída. 

laura botelho

 

 

 

 

2 de jun. de 2024

GRIPE AVIÁRIA, SERÁ A DOENÇA X ?

A Doença X ganha linhas de muitas variáveis, mas já sabemos que as aves serão "a cápsula" que detonará nosso organismo. 

A"doença X" pode ser qualquer coisa que consiga derrubar um organismo já deficitário como os dos V@chinados. As pessoas que se submeteram a esse experimento genético modificaram sua imunidade. Seu sangue está tão prejudicado que um simples resfriado poderá levá-lo para outra dimensão... tenha você 5, 18, 34 ou 79 anos de idade.

Basta um estresse grave para levar-lo a uma UTI -- e estresse grave não faltará nos próximos anos... 

Ashley Park, a personagem do seriado " Mindy Chen' Emily in Paris ", revelou que passou as últimas semanas em estado crítico após uma infecção. Quase foi embora nessa.




Ela estava de férias em outro país quando precisou ser internada. 

" O que começou como uma amigdalite virou choque séptico grave, infectando e afetando vários dos meus órgãos  ..." 

E o que está por trás de todo esse movimento contra a humanidade?


Vou explicar no meu próximo vídeo PRIVADO de junho de 2024. Gravarei um vídeo com farta ilustração e acompanhado de PDF com muito material, links etc onde você poderá pesquisar com mais liberdade. 

Título do meu próximo vídeo - COMO SE COMPORTAR NO FIM DO MUNDO
comportamento envolve atitude, mudanças, questionamentos, excelente auto estimativa, equilíbrio e paz.

Darei os temas em breve. Mas vou adiantar que falarei sobre as armadilhas da "inteligência artificial" - as metas até 2030 dos seres arianos - o poder da Inteligência ESPIRITUAL - sobre o breve colapso social iminente e muito mais. 

O vídeo não será aberto ao público . As informações são delicadas e inquietantes. Não cabe a qualquer um recebê-las. Só os iniciados têm condições de compreender a gravidade do momento. 

Avisarei assim que eu terminar de compor o vídeo e o PDF. 

Laura Botelho


ABAIXO ASSISTA A ESSE VÍDEO E vc IRÁ ENTENDER A ATENÇÃO DOS PRÓXIMOS EVENTOS

O entrevistado de Alex Jones, Peter Andrew McCullough, é um cardiologista americano. Foi vice-chefe de medicina interna doBaylor University Medical Centere professor da Texas A&M University. Desde o início da pandemia da COVID-19,McCulloughtem promovido informação importante sobre a COVID-19, os seus tratamentos e os perigos do mRNA.

 E agora nos esclarecemos sobre a tal "doença X" que derrubará toda uma sociedade. 


Vulcões ativos