Google

Translate my page Google

6 de mai de 2016

Video - Agricultura Sintrópica, a vida renovando vida


Nenhuma civilização resiste ao esgotamento dos recursos naturais”.
Ernst Gotsch

NUNCA ESQUEÇA desse nome: Ernst Götsch

A vida em ciclos
Esse suíço nascido em 1948 iniciou seus estudos e experimentos sobre sistemas complexos de plantio na década de 70, na Suíça e Alemanha.

Em 1984, instalou-se na Fazenda “Fugitivos da Terra Seca”, na Bahia/BR numa área de 500 hectares de terras improdutivas devido as práticas agressivas de corte de madeira, cultivo de mandioca e criação de suínos.

Ernest conseguiu, não apenas alcançar alta produtividade em variedades de vegetais, como também reflorestou a propriedade, o que resultou retorno de 14 nascentes ao local, hoje conhecida como Fazenda Olhos d’Água.

Sempre buscando o caminho dos consórcios entre espécies, testou, por exemplo, as antigas tradições de plantação de milho junto com feijão, mas também experimentou novas associações como trigo e ervilha ou framboesa, maçã e cereja, entre outras.

Do sucesso das colheitas, começa a surgir a ideia de organismo

Da ideia de organismo viria a da cooperação - e a ideia da sucessão, dos sistemas - e tantos outros conceitos que fundamentam a filosofia e a técnica deste agricultor e pesquisador.

Ernst Gotsch desenvolveu uma apurada técnica de plantio cujos princípios e práticas podem ser aplicadas a diferentes ecossistemas.

Amazônia, Cerrado, Altiplano Boliviano, Caatinga, eu vi que todos esses lugares podem ser um paraíso quando bem trabalhados”. Ernest

Com uma visão da agricultura que reconcilia o ser humano com o meio ambiente, acredita que sua pesquisa não está acabada. E, mesmo sobre as conclusões a que já chegou, diz que: “não há o que ser dito, pois é óbvio”

Agricultura sintrópica 
sintropia, também designada - entropia negativa - é o contrário da entropia (que é a medida do grau de desorganização do sistema), ou seja, mede a organização das partículas do sistema.

A agricultura usando a sintropia é uma referência internacional em Sistemas Agroflorestais Sucessionais criado por Ernst Gotsch que consiste em inovar a produção agrícola de forma natural com o meio ambiente, usando a própria dinâmica da vida vegetal.

É uma técnica de implantação e manejo mecanizado a princípio, fazendo uso consciente para a recuperação de áreas degradadas pelo homem ou pelo próprio clima.

Gotsch difunde essa prática no Brasil desde 1984, fazendo cursos para pequenos grupos de 10 pessoas no interior de São Paulo e essa minha postagem vai para você que é jovem e entende do que eu falo aqui, essa é a minha dica de futuro para você e os seus.

Quem tem informação, não passa sufoco ! O momento é esse, aprender, aprender, aprender, sempre.

Laura Botelho

Somos apenas parte de um sistema inteligente


"É vida, é fluxo" - Ernest Gotsch


meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos