Google

Translate my page Google

29/11/2012

2012, será o fim da Matrix?


Seres evoluídos espiritualmente (não tecnologicamente) não interferem de forma física ou por símbolos (palavras) na nossa evolução. Porque este é o modelo de experiência dos que não sabem lidar com o livre arbítrio.

Seres de elevada consciência entendem que todo processo faz parte da evolução e o aprendizado se faz de dentro para fora (mente para o cérebro), de baixo para cima (formas primitivas para formas mais inteligentes) e individualmente ou coletivamente (num nível subatômico)

Você salvaria todos os búfalos dos ataques das hienas?

Seria contra a "lei da natureza"! Você estaria interferindo num ecossistema, num bioma, num ambiente altamente equilibrado dentro da percepção evolutiva dos seres contidos nele...

O búfalo pode aprender com as diversas emboscadas a escolher a forma que deseja resistir ou “se” deseja resistir a morte iminente. Ser mais consciente de seu predador o torna consciente sobre os perigos ao redor, ao contrário daqueles que desconhecem todos os perigos, pois estão sempre sendo salvos por uma “alma generosa”.

Dessa forma, o “bufalo” aprende e evolui de acordo com seu ambiente passando “mais tarde”, a outro nível (estágio) de existência... Quem sabe, ele poderia ser como você amanhã!

Saber respeitar o desenrolar da experiência de cada um e sua percepção, é garantir seu livre arbítrio. Mas como seres mais evoluídos que somos (pelo menos mais que um búfalo agora) temos que estar atentos com as trapaças feitas nesse jogo por seres menos evoluídos espiritualmente.

Muitos humanos nem sabem que estão jogando, e isso é injusto!
Temos que ser justos nesse jogo e mostrar as regras e as metas a serem atingidas – metas essas que muitos desconhecem.

Justiça não significa que TODOS devam receber “a mesma coisa”, mas que TODOS recebam o que é necessário para dar continuidade as suas experiências! E o que estão nos negando é a informação, o conhecimento, a luz do esclarecimento para que então, possamos fazer escolhas coerentes com o nosso nível de evolução... 

Mas as coisas estão mudando, a luz está diferente...

E é sobre isso que vou falar na palestra do dia 3 (segunda feira) dezembro às 21h – ONLINE, se a internet não cair, e se esse “mundo” não acabar até lá. (piadinha, gente) A evolução é um processo de aprendizagem, nos tornando consciente para melhor usa-lo. Quanto mais se pode perceber o mundo e como ele funciona, mais evoluído você se torna.

A palavra evolução tem como raiz significado de “desenrolar”, resolver algo.
Seres positivos, de elevada informação, não interferem com a nossa lição - que tanto precisamos aprender para o bem pessoal e coletivo.

Conhecimento protege e põe em perigo a ignorância.

Quanto mais adquirimos conhecimento e compreensão sobre as conexões e interconexões sobre as coisas que percebemos, mais nos tornamos objetivos e aumentamos a nossa capacidade de lidar com os desafios que possam tirar nosso equilíbrio.

Há uma movimento, um grupo de pessoas, que bate na tecla de que não se deve pensar em coisas negativas, assistir, ver ou ler coisas que estão ocorrendo no mundo nesse momento alegando que isso “atrai” ou tira do foco aquilo que gostariam que não ocorresse.

Muito infantil essa visão e uma estratégia muito inteligente de quem orquestra essa ideia por trás. A necessidade de tapar os olhos para não ver um suposto bicho embaixo da cama só nos faz ver como precisamos crescer e rápido.

Temos que perceber que quem está no controle da humanidade tem tecnologia e conhecimento sobre como funciona a MAQUINA HUMANA – maquina essa que não tem consciência sobre ela mesma. Ela pensa que é gente...

“Eles” exibem informação profunda sobre a fisiologia humana e neurológica, portanto fica muito fácil “assustar as crianças”.

Laura Botelho não promove terror. O medo não está nos fatos, mas na mente de quem tem total desconhecimento sobre si mesmo e o seu próprio ambiente. Se você não sabe sobre o que pode lhe atingir, como você poderá se defender, se preparar
Ah...O Sr, seu “pai” o fará... entendo

As entidades de maior densidade negativa são "comedores de luz”. Eles se alimentam de vibrações, de frequências do MEDO - e medo é produzido por hormônios, sem o qual ficaríamos à mercê da destruição de todo organismo vivo.

Esta reação inicial (MEDO) dispara uma resposta fisiológica no organismo que libera hormônios do estresse (adrenalina, cortisol) preparando o indivíduo para lutar ou fugir (instintos básicos = Stand by acionado)

O medo é uma sensação que proporciona um estado de alerta demonstrado pelo receio sobre alguma coisa que nos ameaça, mas essa “ameaça” nem sempre precisa ser física, mas de cunho SIMBOLICO.

Uma ameaça a nossa inteligência provoca raiva, e essa é originada do MEDO da perda de controle sobre EU. Outra reação de medo também é obtida a partir do contato com algum estímulo inconsciente baseado em nossa interpretação, imaginação ou crença sobre um determinado “objeto de terror” – como uma pobre e indefesa barata, por exemplo...

O medo é detonado por descarga do hormônio da adrenalina no nosso corpo causando aceleração cardíaca que impulsiona mais sangue para as extremidades do corpo preparando todo o sistema para a defesa de um “possível” ataque contra nossa existência.

O medo pode nos salvar ou nos matar, caso não haja equilíbrio das emoções.
Se esse jorro de hormônios não for usado na medida da sua necessidade, ele irá se alojar, se acumular no organismo produzindo desequilíbrio de energia, a energia que sustenta a vida de seres negativos.

Portanto, o estresse intenso provoca acumulo de energia que não está sendo bem utilizada, manifestando inúmeros sintomas - “doenças” - que representarão simbolicamente aquilo que te provoca MEDO, avisando que você tem que mudar a forma de encarar “seus medos”.

Mais de 50% das crianças normais experimentam fobias. Medo de um objeto específico, ou mais geral, preocupações, ansiedades que levam antes dos 18 anos de idade. 

Podemos produzir MEDO em crianças, assustar os menos desavisados, mas dificilmente a alguém que se conhece, sabe e tem controle sobre sua experiência. A emoção do medo é gerada pela ignorância, pela ausência de controle sobre aquilo que está lidando ou sendo ameaçado.

O AMOR que tanto se fala, nada mais é que
luz = conhecimento. Dê amor a quem necessita.

Quando “eles” introduzem uma crença que vai contra o que nos parece intuitivamente “correta” para nosso entendimento, eles estão se alimentando da luz do MEDO, da ausência de conhecimento da pessoa que escolheu a crença cega sobre algum fato. Quando se acredita em algo que vai contra nossa intuição, estamos permitindo o consumo dessa energia de consciência!

"Há milhares de coisas que impedem um homem de despertar, que o mantém no poder de seus sonhos. A fim de atuar conscientemente com a intenção de despertar, é necessário conhecer a natureza das forças que mantêm o homem em um estado de sono. Primeiro de tudo, deve-se perceber que o sono em que o homem existe, não é normal, mas um sono hipnótico. Homem é hipnotizado e este estado hipnótico é continuamente mantido e reforçado nele. Alguém poderia pensar que há forças para quem ela é útil e rentável para manter o homem em um estado hipnótico e impedi-lo de ver a verdade e entender sua posição"
- GI Gurdjieff

Quem começa a estudar o fenômeno OVNI, e sobre outras realidades, possibilidades, que não a cotidiana, descobrirá que não há informação válida, confiável, mas sim muita desinformação.

A questão aqui é: como separar a “verdade” da “mentira”?

Primeiramente entendo os símbolos. Entendendo que o “mundo” se faz do SUBJETIVO (não visto) Micro para o OBJETIVO (Visto, sentido) Macro.

Evitando a censura imediata com as ideias preconcebidas da nossa formação cultural que afasta de perceber outros ângulos, outras maneiras de enxergar o mesmo objeto.

Para isso a pesquisa incessante é a resposta. A Ciência é falha quando se limita a não investigar TODAS as possibilidades. Quando um fato tem apenas uma ou duas interpretações, há erros de percepção.

Quando se tem todas as peças do quebra cabeças fica muito mais fácil chegar a imagem proposta, mas se há falta de peças... podemos apenas “especular” com base na nossa restrita informação... e podemos nos enganar muitas vezes.

Há (no meu limitado entender) alguns erros fundamentais quando o assunto é a “verdade”. Julgamos a “verdade” baseada no nosso restrito conhecimento sobre o TODO e não verificamos as evidencias, ao contrário, as ignoramos e as distorcemos para nosso conforto mental. E em se tratando de pesquisa “cientifica” é um erro lamentável não promover todas as possibilidades.

Dra. Karla Turner foi autora de três livros sobre o fenômeno da abdução, "Into the Fringe" (1992), "Taken" (1994), e "Masquerade dos Anjos" (1994), tinha apenas 48 anos de idade quando morreu de um câncer de ação rápida e muito estranho em 1996, “coincidentemente” logo depois de ser ameaçada por seu trabalho de pesquisa. 

Dra. Turner confirmou muito do trabalho do Dr. M Jacobs, no entanto, ela achava que a criação de uma raça híbrida não é o quadro completo. Segundo sua pesquisa, Dra. Turner acreditava que os seres humanos estão sendo usados ​​como um "recurso" por outros seres de várias maneiras:

"A evidência mostra que os aliens fazem colheita de nós em número de maneiras, emocional e energeticamente, assim como fisicamente

Segundo histórias de muitos abduzidos, a maioria dos sequestros é executada pelo típico alien Gray, mas há seres do tipo "Réptil" e "Humanoids" (chamados nórdicos) presentes que parecem acompanhar tais procedimentos nesses contatos.

Fomos informados que as abduções são realizadas porque segundo canalizações, esses aliens estariam morrendo, e alegando que eles precisariam do nosso DNA e, nesse sentido, estaríamos ajudando os a “sobreviver”...

Temos também os adeptos do cenário Aliens benevolente que sugerem que as abduções e manipulação genética de seres humanos acontecem para nosso benefício, a fim de melhorar o nosso DNA para a mudança...

Só não sei para que Estado será a mudança; Pará ou Piauí...

No entanto, esta hipótese à luz de muita pesquisa, apenas minimiza os fenômenos de abduções e contatos pintando uma imagem "inocente" dos alienígenas bonzinhos ou desejando vê-los como "salvadores".

  • Aliens podem alterar a nossa percepção do que nos rodeia, controlando o que nós pensamos que vemos. Eles podem aparecer para nós, em qualquer número e formas (animais etc).
  • Aliens podem levar nossa consciência fora de nossos corpos físicos, através da hipnose com nossa conivência. Podem instalar uma de suas próprias entidades, e usar nossos corpos como veículos para suas próprias atividades (zumbis), antes de retornar a nossa consciência.
  • Aliens podem estar presentes com a gente em um estado invisível aos nossos olhos fazendo uso da luz não visível.
  • Aliens tomam fluidos corporais de nossos pescoços, espinhas, veias sangue, articulações, como joelhos e pulsos, e outros lugares. 
  • Alguns abduzidos ou que fizeram contato pessoal, experimentam uma degeneração do seu mental, social, espiritual e bem-estarComportamento excessivo frequentemente irrompe com abuso de drogas, alcoolismo, comendo em excesso e promiscuidade.
  • Obsessões estranhas desenvolvem e provocam a ruptura da vida normal e a destruição de relacionamentos pessoais.
  • Aliens mostram um grande interesse na sexualidade adulta, a sexualidade infantil e, em infligir dor física em abduzidos.
  • Aliens fazem previsões de um período de iminente caos global e destruição. Provocam guerras entre humanos – dor para gerar MEDO.
  • Dizem através de canalizações que um certo número de seres humanos serão "resgatados" do planeta, a fim de continuar a espécie, seja em outro planeta ou na Terra, após a destruição deste.

Dr. Jacobs acredita que o Alien Gray é um produto de manipulação genética de humano + alienígena e a razão pela qual a boca, nariz e orelhas têm uma aparência infantil, subdesenvolvida, seria para apenas obedecer ordens superiores.

"Antes de deixarmos de acreditar na benevolência da interação alienígena devemos nos perguntar: seres iluminados precisam usar a cobertura da noite para realizar boas ações? Será que eles precisam nos paralisar e tornar-nos impotentes para resistir? Os anjos precisam roubar nossos fetos? Será que eles precisam manipular os órgãos genitais de nossos filhos e sondar nossos reto? São o medo, a dor e a decepção elevados motivos espirituais? "
Dra. Karla Turner

O que precisa ser mantido em mente é que estes seres são capazes de criar realidades virtuais, emoções e pensamentos com gatilho de implantes (hipnose). Eles podem jogar qualquer cenário para fazer você se sentir como se fosse uma experiência "espiritual".

Eles podem inserir pensamentos, lembranças, emoções e aparências de mudança, tais como "rever entes queridos", "o retorno de Jesus", o abraço e conforto da "Virgem Maria", ou de um ser mágico "Pleiadiano", e assim por diante, dependendo do sistema de crenças do contatado.

Inteligência superior se aproveita e usa a menor inteligência
Tal qual fazemos com as espécies inferiores, como nosso gado, seja bovino, suíno, caprino ou com as aves nos abatedouros. A primeira ideia é a de cuidar, lógico. Dar vacinas, alimentar bem, controlar a “saúde” do prisioneiro. Afinal, há muito investimento nessa cultura pecuária.

Pecuária = Pecus quer dizer "cabeça de gado". A palavra tem a mesma raiz latina de "pecúnia" (moeda, dinheiro). Na antiga Roma, os animais criados para abate também eram usados como reserva de valor (Banco). A pecuária é mencionada na Bíblia como a primeira tarefa dada por Deus a Adão: nomear e cuidar do Jardim do Éden e dos animais (Gênesis)

Os Aliens são reais ou imaginários?
Como fenômenos quânticos, eles existem - ou não existem, depende da visão de cada um. Qualquer entidade só possui realidade relativa, incluindo nós mesmos. Uma consciência dual da nossa própria mente. Eles não são maus ou bons, são apenas consciências fazendo o melhor que sabem fazer, dentro do grau de sua evolução. Os Aliens somos nós, ou parte de nós...

Eles podem nos afetar de duas formas:
1- Não entendendo como eles nos prendem aqui e participando do jogo deles.
2- Abrindo mão da nossa determinação em saber mais e mais sobre tudo, deixando a cargo do destino a nossa “salvação”

Bom, eu escolho saber mais e mais, e conto muito com a sua ajuda.
laura botelho

O que é a Matrix?

meus livros

meus livros
Click na imagem para saber mais

meus livros

meus livros