Google

Translate my page Google

16 de nov de 2010

O show não deve parar...


O inconsciente é um perfeito gravador ao qual
nada escapa em qualquer fase
da vida registra tudo e nada esquece
(1688-1772) Swedenborg

Estão aguardando minha opinião sobre o vídeo dos Jackson – Can you feel it – para hoje? Infelizmente irei prorrogar essa questão. O vídeo foi apenas uma isca, uma estratégia para aguçar a percepção de vocês.

Temos que aprender a ver além. Aprender a enxergar intuitivamente – a intuição nasce do inconsciente, por isso afirmo que você sabe tudo, mas não sabe que sabe. Temos apenas que desenvolver reflexão do que vemos para identificar essas informações, e o plano emocional é fundamental para chegar a essa conclusão.

Quanto mais informação, mais iremos ampliar o mapa mental.
Nós temos que desenvolver aptidões de observação. Nós banalizamos o que vemos, estamos tão distraídos com o cotidiano que não damos a devida atenção ao que nosso consciente está “filtrando”.

Devemos questionar sempre, mas não confundir as coisas. Não estou impondo nenhuma “verdade”, pois a verdade não existe, portanto, tolo daquele que discute o “óbviululante”.  

Quero apenas destacar o mito das coisas por trás da manipulação.

Se alguém se incomoda com isso a ponto de travar uma guerra pessoal, é porque não se conhece, ainda.

Nosso consciente é um filtro calibrador, onde seleciona o que deve entrar ou não em nossa mente. Como um computador – ele é a porta de entrada da USB, ou teclado, mas deve haver alguém para apertar o ENTER para que o programa rode.

Esse alguém pode ser você ou alguém de fora. Por isso, é muito importante termos controle sobre nosso sistema operacional... caso contrário, alguém o fará por nós.

Nosso consciente seleciona e enxerga tudo aquilo que tem relação com nossas crenças e valores – ou melhor – com os programas pré-instalados anteriormente, sejam eles bons ou maus programas.

Conhecimento é ruptura

A cada dia o tempo torna se escasso para reunir o tanto de conhecimento que precisamos para fazer uma passagem segura para as multidimensões. A partir de agora, entrarei em um campo minado...

Gostaria que aquele que tiver receio quanto a minha “prática didática” que mudasse de BLOG, AGORA - esse é o momento. Rode o dial, troque a página para outra que se afine com suas crenças, não lute contra, mas a favor de suas energias. Quando se luta contra, perde-se muita informação e os portais se fecham.

O que a sugestão faz, a sugestão desfaz

A maior parte dos acontecimentos na vida das pessoas é conseqüência da sugestão. Acredite você ou não.

Ao longo da nossa existência sempre contamos com os ditames da sociedade (política), religião ou a nossa genética – modelos de informação que nos colocava na direção que eles queriam. Esses padrões dirigiam nossas ações: de como nos comportar em diferentes ambientes.

O sistema (Matrix) nos dividiu em raças (cores e tamanhos), língua diferente, religiões (credos) e demarcados espaços politicogeografico para nos manter ocupados em acreditar que há um propósito maior para nossa existência que não a evolução espiritual.

A idéia foi a implantação da polaridade, pois a divisão trás discórdia. Lutamos para impor nossa fé, nossa maneira de ver a sociedade e sua governança, esquecendo da nossa própria identidade e o poder de mudar o interior deixando essa “limpeza” a cargo deles.

Aprisionaram nossas almas em invólucro material correspondente a cada programa mental. A prisão que nos colocaram é perfeita, pois ela não tem paredes concretas, apenas crenças tão fortes que nos limitam de escapar delas ou “tentar” uma mudança radical.

Somos livres para ir onde quiser, ser o que quiser, e ter o que quiser, mas o programa da Matrix garante as algemas e o objetivo final da escravidão nos dizendo que não é bem assim que a banda toca. É difícil sair, mas não é impossível...

Estamos vivendo em estado hipnótico, e o irônico nisso tudo é não perceber essa possibilidade de manipulação ou modelos de idéias alheias a nossa vontade.

Comportamentos contraproducentes (ceticismo excessivo e excessiva credulidade) fazem parte desse paradigma, dessa polaridade, e por mais que sejam revelados, muitos insistem em não querer ver ou quebrar essa hipnose!!!

A escravidão é tão clara e absurdamente visível que não conseguimos enxergá-la! Desejamos competir ou nos ajustar a padrões de valores determinados por eles como a beleza, o glamour, status, conhecimento, enriquecimento, poder... jogos para nos manter eternamente ocupados, distraindo nos de procurar a real função de nossa existência, de quem somos nós.

Entramos no jogo, e agora se tornou muito difícil sair dele... “ninguém sai, ninguém sai”... precisamos da moeda, da barganha, para ter abrigo, alimento e saúde – necessidades básicas para a existência nessa 3D. Mas isso está para ter um fim e está muito próximo!

Toda e qualquer hipnose começa pela
aceitação, consciente ou inconsciente,
da sugestão que pode desencadear o transe hipnótico

Isso quer dizer que a hipnose funciona com o consentimento do indivíduo, quando ele aceita e crê no que está focando. Sugestão Inconsciente se dá pela ignorância do que está aceitando como verdade, mas ainda acima de tudo, com nossa própria escolha. Livre arbítrio sempre.

Todos nós somos sugestionáveis, a menos que alguém possua uma patologia psiquiátrica séria que evite o condicionamento, tão importante para a instalação do programa.

O meio eficaz de fazer a sugestão funcionar é a sua repetição, que imprime no inconsciente uma idéia que realimentará o consciente.

O inconsciente tem um mecanismo de realimentação de sugestão; o que é depositado nele é retro alimentado para o consciente e vice e versa. O CD com todas as informações fica rodando, rodando e nos dá aquilo que escolhemos como desejado. Basta para isso apenas uma chave – código – uma freqüência – um símbolo e teremos o comportamento adequado.

Tudo que o homem ouve,vê, sente fica gravado como ideais e sensações sem que tenha conhecimento disso. 75% das pessoas do sexo feminino são facilmente sugestionáveis, tendem a dissociar mais fácil do que o sexo masculino, o que não quer dizer que a mente masculina não seja sugestionável, apenas são mais difíceis, só isso.

Pesquisadores acreditam que apenas 15% da humanidade está fora de controle hipnótico.

Se a sugestão é fácil de ser introduzida na mente feminina, uma re-programação também é facilitada. Essa mente pode ser reprogramada para um comportamento adequado as suas ações e valores com mais facilidade.

O que proporcionalmente, é dificultado demasiadamente, nas mentes masculinas. Eles são muito difíceis de mudar a droga do disco! Como é difícil! Mentes masculinas são apegadas a rituais, manias e linearidade...

Não os culpo. Foram adestrados desde a infância pelo ambiente a fazer mais uso do H. esquerdo, mais do que o H. direito.

Imagine a zona que não seria deixar entrar mulheres na maçonaria! Sem chance. Elas iriam querer trocar todos os símbolos e cores dos rituais para combinar com suas vestes... Nada seria mais “secreto”... Com certeza suas amigas “íntimas” saberiam tudo que rolasse nessas sociedades...

Como age a manipulação por hipnose?

Definição de RITO - é uma sucessão de emoções, palavras, gestos e atos que repetidamente compõe uma cerimônia.

No caso dos rituais maçônicos é fácil matar a charada, pois quando praticado, o rito relembra, fortalece, atualiza, re-alimenta e mantém viva a re-ligação com os “deuses”.

A religião é a re-atualização e ritualização do mito

A religião ou a re-ligação perpetua a imagem da presença, fortalece os laços com forças de energia de outras dimensões. Uma maneira que os deuses preservam para se fazer presente no inconsciente coletivo.

O ritual pode ser entendido como o mito transformado em ação. A repetição dos atos que foram executados no passado e que devem ser imitados e repetidos para que as forças se mantenham no controle - é o mito da iniciação.

Os rituais, cultos e sacrifícios humanos feitos até hoje, são formas de alavancar favores ou de agradecer esses favores ou de aplacar a ira dos deuses – sacrifícios de crianças e jovens virgens para obtenção de seu sangue, sua energia, os revigora. Eles necessitam de energia densa.

Na mitologia e no folclore como um todo, corvos tendem a ser uma imagem simbólica num aspecto espiritual da morte. Os corvos tendem mais freqüentemente a ser associado com o aspecto (físico) negativo da morte. Os corvos acompanhavam os nórdicos e são vistos em muitas imagens antigas com os “Deuses”

No budismo, o Dharmapala (protetor do Dharma) Mahakala é representado por um corvo em uma de suas formas físicas terrenas. Corvos são mencionados freqüentemente no Budismo e o Dalai Lama, é associado a um corvo.

Trocando em miúdos, todos os ritos religiosos mantêm vivos os desejos de um predador altamente evoluído, capaz de manipular geneticamente uma espécie menos evoluída para refletir a sua imagem e seus valores perpetuando ad infinitum até que a hipnose caia.

Na política a manipulação está na forma e não no conteúdo. O Comunismo passou a se chamar Socialismo, e a causa comunista e a ditadura do proletariado passou a se chamar Cidadania.

O sistema que nos parece existir não seria verdadeiramente capitalista, mas também não é socialista, mas a de uma igualitária escravidão sob uma ditadura científica mundial.

Hitler tinha uma estratégia para a orientação de suas propagandas nazistas - que se perpetua até esse instante.  A propaganda deve ser direcionada para as massas, deve ser popular e seu nível intelectual deve ser ajustado para a inteligência mais limitada da população.

Conseqüentemente, quanto maior a massa que se pretende alcançar, menor o seu nível de informação terá que ser, devendo evitar o excesso de exigências intelectuais.

O Nazismo nunca foi extinto, apenas mudou de espaço físico. Ele está bem vivo e trabalha para que nunca esqueçamos suas ações. Trabalham no plano geográfico do planeta e isso é visivelmente identificado nos mapas MUNDI escolares - a classe nobre vive em cima (H. Norte) e os escravos na parte de baixo (H. Sul).

A visão ariana está nos mapas escolares
de Gerardo Mercator (1512 – 1594)

Dois terços do mapa são dedicados à representação do Hemisfério Norte, um terço para o hemisfério sul.
Europa (9,7 milhões de km2) parece maior do que a América do Sul (17,8 milhões de km2).
Ex-URSS (22.400.000 km2) é maior do que a África (30 milhões de km2).
O Equador não aparece no centro do mapa
Escandinávia (1,1 milhões de km2) é maior do que a Índia (3,3 milhões de km2).
Groenlândia (2,1 milhões de km2) no mapa mais que a China (9.5 milhões km2).
Itália parece ser maior que a Somália, quando a Somália é o dobro de sua área. 
A Suécia aparece duas vezes tão grande como o Egito, quando na verdade é exatamente o oposto.

Um imperador comentou certa vez com um de seus sábios que iria marcar com ferro todos os escravos do seu reino. O sábio lhe disse: “não faça isso, senhor, pois assim eles saberão que são em maior número que nós...”

Na cultura a programação monarca é também referida como "Síndrome de Marionete" e “Condicionamento Imperial”. Os terapeutas de saúde mental usam o termo como "Seqüência de estímulo condicionado de resposta."

Indivíduos são utilizados principalmente para operações de cobertura, prostituição, pornografia, para dar seqüência ao envolvimento da indústria do entretenimento.

Monarca
O nome “Monarca” não é necessariamente definido dentro do contexto de nobreza real, mas de uma ancora simbólica a uma determinada espécie de borboleta – a monarca. O símbolo da borboleta Monarca identifica o trauma induzido por eletrochoque. Quem passou por essa sessão de tortura descreveu a sensação flutuante ou esvoaçante de liberdade de uma borboleta.

Essas pessoas vítimas (do projeto monarca) estão em todas as esferas, do vagabundo da rua ao cara de colarinho branco.

Lembrando a todos que a hipnose é feita por REPETIÇÂO de padrões, rituais inconscientes. Toda forma de sugestão pode levar a um ritual de comportamento impulsivo. Só é possível parar o disco quando temos a CONSCIENCIA da programação sendo instalada. Quebra de padrão.

Para ter consciência é necessário estar PRESENTE, atento, íntegro no AGORA. Consciência implica em CONHECIMENTO dessa manipulação. Uso de drogas (licitas e ilícitas), medicamentos e padrões repetitivos de comportamento cotidiano são portas abertas para uma programação.


Nosso consciente é o porteiro de entrada que obedece e escolhe o que pode entrar, estar consciente é ter controle de sua própria mente.



É necessária uma chave, um código, uma senha para ter acesso ao inconsciente de alguém programado...


Destaco algumas das imagens internas mais comuns predominantemente vistas pelas vítimas. Entenda que elas objetivam a dar o “click” na mente dos manipulados – ancoram a imagem a uma sensação/emoção. A repetição delas é o que fortalece o programa.

Observe daqui em diante essas figuras constantes na mídia – musica pop (letra e vídeo), filmes, capas de álbuns/CD/DVD, tatuagens, cartazes etc.


- Árvores - A cabalística "Árvore da Vida", com sistema radicular adjacente (raízes hierárquicas)
- Laço Infinito – símbolo infinito
- Escadas
- Corujas
- Palhaços
- Golfinhos azuis
- Anéis
- Anjos
- Símbolos antigos e cartas
- Teias de aranha,
- Espelhos ou vidro estilhaçando, quebrado
- Máscaras
- Castelos
- Labirintos 
- Preto e branco – vermelho - azul
- Demônios, monstros, aliens
- Conchas do mar
- Borboletas – Monarck
- Rapoza (FOX)
- Corvos (Crow)
- Cobras, serpentes
- Fitas
- Arco iris
- Flores, pétalas de rosas.
- Óculos
- Relógios

Quanto a genética... isso também é coisa do passado. Outra manipulação científica que impunha uma condição sem chances de mudança. Hoje sabemos que não existe cura de nada, pois os sintomas são apenas a expressão de um desequilíbrio vibratório originado de um programa que faz com que nossa mente fique dissonante com o resto do organismo.

A “cura” é o cessar da incongruência ou a volta ao equilíbrio energético, uma coerência entre aquilo que pensamos, falamos e fazemos. Essa tríade deve ser respeitada, deve estar alinhada, pois a energia vital precisa correr, fluir sem obstáculos.

Você é aquilo que pensa, fala e faz. Sua saúde será proporcional a essa premissa.

“Ó homem, conhece-te a ti mesmo
e conhecerás os deuses e o universo
Inscrição no oráculo de Delfos,
atribuída aos Sete Sábios
(650 a.C.- 550 a.C.)
Laura botelho

meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos