Google

Translate my page Google

8 de nov de 2010

Adivinhe quem vem para jantar?


Li em algum lugar (já não me lembro onde) que quando os Illuminati apontarem para o Sul - olhe para o Norte, Leste e Oeste! Há sempre um foco para nos desviar da real atenção. Eles nos dão um ponto para mirarmos e nós seguimos esse ponto atentamente. Temos que aprender a enxergar.

Eles sabem que nossas mentes são facilmente programadas. Como é fácil criar um MEME em questão de segundos...

Hoje quero contar uma história. A história de um homem que foi feito, foi construído para vencer. Sua vida é tão inspiradora, tão fantástica, que parece ter saído de um livro de estórias, dessas do tipo... Suméria. Acho que merece ser re-contada.

Acompanhem meu raciocínio.

Vou falar de ADAMU 2º, mas a galera o conhece por ADÃO, o “bode”.

ADAMU 2º nasceu no seio de uma família bem original. Uma família que rompeu todo tipo de Pré-conceito numa época onde várias raças conviviam no mesmo espaço territorial separados apenas por uma linha tênue de crenças pré-instaladas = Arianos de um lado e Lulus no outro - longe, em seus devidos lugares.

A vida de ADAMU é cheia de “coincidências” extraordinárias. Muita sorte. Vai ter sorte assim no inferno!

ADAMU 2º nasceu nos anos 60 em plena guerra inter-racial em seu país. Para se ter uma idéia, o casamento inter-racial era considerado crime em metade dos estados que compunham o território nacional.

Mas felizmente na ilha distante, afastada do continente, onde nasceu, era tolerado em lei, mas o casamento entre ARIANOS e LULUS não era visto com bons olhos pela sociedade vigente. Muitos torciam o nariz.

Mas ADAMU 2º era especial e teve “uma sorte danada” de ser concebido justamente numa zona de guerra onde essa fecundidade poderia ser “tolerada”.

A progenitora de ADAMU 2º era uma donzela ARIANA de fé católica, nascida nos anos 40, sensível, obediente e única filha de um casal de ARIANOs. O avô materno de ADAMU 2º não era marceneiro, mas tralhava em uma firma de móveis. Sua avó, uma pacata dona de casa de nome Madelena passava horas de sua vida vigiando a única filha, para que essa não fizesse nenhuma besteira que manchasse o nome da família.

Mas por um descuido, no jardim do ÉDEM, a filha dos ARIANOS, com apenas 19 aninhos na época, se enamorou por um LULU ficando grávida dele num dos momentos sensíveis da história da humanidade.

ADAMU 2º é fruto de um romance a queima roupa entre um ARIANO e um LULU lindinho e inteligente, originário do Continente Africano. Um Lulu original de uma aldeia nos confins do Quênia, que, caiu de pára-quedas no seio (literalmente) de uma família pacata de Arianos católicos.

ADAMU 1º, pai de ADAMU 2º, nasceu em família mulçumana, e como todos sabem, é permitido aos homens mulçumanos terem inúmeras esposas. Essa prática comum em várias culturas permite que as mulheres e seus filhos não morram de fome por conta das dificuldades do clima. O macho dominante que a recebeu terá que prove-la até seu último suspiro (reza a lenda).

Nada diferente da prática esportiva aqui em nossa cultura. Muitos jogadores de futebol têm várias esposas e dezenas de filhos para sustentá-los (reza a lenda), a única diferença na nossa cultura é que têm um código civil no meio feita pelo homem, e no caso dos Mulçumanos... foi um homem também.

A mãe de ADAMU 2º cursava ainda o primeiro período de Antropologia em uma Universidade na ilha distante do continente de seu país, quando conheceu o velho ADAMU . (Adão, o bodão, para os íntimos).

ADAMU era um belo estudante de intercambio – economista queniano – não revelou (acho que não deu tempo) que era casado com outras mulheres em sua tribo natal, quando se enamorava da bela... EVy. O amor é lindo e não tem mãe zelosa ou guerra inter-racial que impeça um namoro entre uma aula idiota de Antropologia e outra de Economia. O resultado disso vocês já sabem. Agosto dos anos 60 nasceu ADAMU 2º.

ADAMU 1º achou a vida ARIANA meio besta. Essa coisa de ficar casado com uma só, não o agradou, estava acostumado a ser servido pela mulherada que deixou pra trás quando partiu para virar Doutor. Ele gostava daquele bate boca matinal, próprio das grandes famílias. Terminou seu Doutorado e num belo dia, ADAMU 1º deu no pé. Voltou para mãe África, de onde nunca deveria ter saído.

EVy, a pacata mãe de ADAMU 2º, não ficou sozinha por muito tempo e resolveu se casar de novo, e contrariando a população do seu país, escolheu um novo LULU. Esse era Asiático, e com ele gera uma nova vida de ILUSÃO.

O LULU asiático,  padastro do jovem ADAMU 2º, não deu no pé, mas levou a patroa e o enteado com ele para a mãe Ásia.

Mas mal começou a brincadeira de casinha, a pacata EVy, quis voltar para casa dos pais onde lá havia LULUs para lhe servir. Não gostou da vida pobre que levava. Suas mãos já estavam criando calos de tanto lavar roupa e esfregar o chão de terra. Nunca ficava limpo. ADAMU 2º também não gostou muito de ser confundido com um Asiático bronzeado e voltou para casa dos avós ARIANOS

O jovem e promissor ADAMU 2º, já vivendo novamente com seus avós na ilha em Never Land, segue um futuro brilhante. Quando jovem, disse ter tido experiências sureais com cocaína, maconha e álcool, mas isso foi coisa de ginásio... ficou para trás. ADAMU 2º é um homem sério e segue carreira em conhecimentos políticos.

Com 22 anos ADAMU 2º soube da morte de seu pai, ADAMU 1º.
Você acredita que o pai só viu o filho duas vezes nesses 22 anos de vida? Uma quando ele nasceu e a segunda vez foi justamente antes de morrer em um terrível acidente de carro... (Já notou que toda história alguém morre em ‘acidentes’?)

Depois da morte “acidental” do pai a vida continuou e ADAMU 2º trilhava uma carreira brilhante em todo lugar por onde passava. Em 3 anos como diretor de uma Projeto Comunitário, sua equipe que continha apenas 1 pessoa passou milagrosamente para 13 pessoas e seu orçamento anual cresceu de 70 mil dólares para 400 mil dólares, tendo conseguido isso entre outros resultados!

Que sorte!!

Aos 27 anos de idade ADAMU 2º volta à mãe África para conhecer seus parentes mulçumanos quase esquecidos, e nesse mesmo ano ingressa em Harvard para cursar Direito

E mal ele inicia suas aulas nesse grande complexo ARIANO, é eleito editor da revista Harvard Law Review, em função das suas notas e de uma vitória em uma competição de redação.

Mas isso não é tudo. No ano seguinte, ADAMU 2º foi escolhido presidente da mesma revista, uma posição voluntária de tempo-integral, onde assumia as responsabilidades de editor-chefe e supervisor de uma equipe de 80 editores. Que talento!

Mesmo com tanta responsabilidade, pouco tempo para estudos e dedicação em tempo integral para a revista, ADAMU 2º obtém o título de doutor em direito por Harvard aos 30 anos de idade, graduando-se com louvor!

É um gênio, um verdadeiro Savant!

Aos 31 anos de idade, o jovem e pacato Dr. ADAMU 2º, dirigiu um novo Projeto, um projeto voltado ao registro de novos eleitores no país. Atingiu sua meta de registrar 150 mil dos 400 mil LULUs eleitores não registrados no país, contando para isso com apenas 10 funcionários e 700 voluntários!

Depois de uma dessa, tinha que ser incluído na lista dos líderes mais promissores com menos de 40 anos de idade! Caramba! Esse é o “cara”!

ADAMU 2º conhece sua futura esposa. Juntos formam uma família pacata e feliz, digna de capa de revista. Se transforma em um pai honrado e respeitador, fiel e amigo de todas as horas. Um modelo de ser humano nunca visto antes.

A publicidade associada à sua eleição como primeiro afro-americano presidente da revista “Harvard Law Review” resultou em um contrato e adiantamento para que ele escrevesse um livro sobre questões relacionadas à raça negra.

Sua trajetória política em seu país foi assustadora. Ficaríamos aqui o dia todo narrando suas proezas e “sorte” desse personagem que parece ter saído de um filme de ficção científica.

ADAMU 2º foi eleito presidente - o primeiro negro (afro - não ARIANO – não puro sangue)   em seu país. Nunca ninguém chegou tão perto disso sendo bronzeado de sol. ADAMU 2º também é canhoto, assim como alguns colegas anteriores: Gerald Ford, Ronald Reagan, George H. W. Bush e Bill Clinton...

E daí? Adivinhe.
A verdadeira razão para a viagem de Obama à Índia é que ele está negociando o sexto maior negócio de Armas na História de seu país desde 1973.


O notável Nobel da Paz resolveu por fazer este acordo durante a celebração do festival  Diwali que comemora o retorno de Rama Ayodhya

Yudha  significa guerra. (A)yudha significa que não há guerra.
Ayodhya é uma cidade na Índia descrita como o local de nascimento do deus Indu Rama.

Rama é referido no hinduísmo como maryada Purushottama, literalmente, o Homem Perfeito ou Senhor da Virtude – um ser humano perfeito. Rama é o marido da Sita, a quem os hindus consideram a incorporação como a mulher perfeita.

Rama - o Sétimo Avatar
A lenda de Rama está profundamente enraizada nas sociedades do subcontinente indiano e em todo o Sudeste Asiático

Rama é reverenciado por sua compaixão infinita, coragem e dedicação aos valores religiosos e do dever.

A história conta que Rama tendo completado seu exílio retorna para ser coroado rei, em Ayodhya (a capital do seu reino) e, eventualmente, torna-se imperador, para reinar por 11.000 dias - uma era de felicidade perfeita, paz, prosperidade e justiça conhecido como Rama Rajya.
  
Uma outra passagem do mito de Rama conta que ele atirou com seu arco uma flexa em direção ao céu com enorme força que ela está viajando pelo espaço até agora, mas dizem que a flexa retornará a Terra, e esse dia será o dia do juízo final...

laura botelho



meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos