Google

Translate my page Google

9 de jun de 2010

Violentamente Pacífico - parte 2


Hoje de manhã recebi um e-mail de uma amiga que recebeu um relato via internet (de alguém de sua confiança) que replicava um texto de uma brasileira que trabalha em Israel na área médica do exército – na Traumatologia.

Essa brasileira foi ajudar aos feridos no atrito entre o exercito de Israel com os ativistas no dia de 31 de maio de 2010 nas águas internacionais.

Segundo fontes “oficiosas” – a frota de seis embarcações da organização pro-direitos humanos Free Gaza transportava 750 pessoas e dez mil toneladas de ajuda humanitária para a Faixa de Gaza, quando foi interceptada pela Marinha de Israel.

O movimento Free Gaza visa a quebra do bloqueio à Faixa de Gaza, imposto por Israel e pelo Egito a partir de 2007, e que desde 2008 realiza incursões a Gaza para chamar a atenção da comunidade internacional para o bloqueio.

Dado que não reconhecem a legalidade do bloqueio, a organização não pede permissão a Israel para entrar no território palestino, o fazendo na força bruta.

Também desta vez ignorou os avisos de Israel de que não permitiria o desembarque da flotilha. Vários barcos israelenses cercaram a frota. Soldados desceram de helicópteros por meio de rapel, até um dos navios - o Mavi Marmara, de bandeira turca.

Houve confronto, ao menos 9 ativistas morreram (19 de acordo com algumas outras fontes, mas os corpos ainda não apareceram) e outras 60 pessoas ficaram feridas, incluindo oito soldados israelenses.

Segundo os organizadores, antes de zarpar a frota tinha ativistas de 60 nacionalidades. Havia cidadãos da Turquia, Grécia, Estados Unidos, Espanha, França, Alemanha, Suécia, Dinamarca, Brasil e Qatar, entre outros países.

Também estavam a bordo Hilarion Capucci, Arcebispo Melquita emérito, Mairead Corrigan Maguire, Prêmio Nobel da Paz de 1976 e Hedy Epstein, sobrevivente do Holocausto, de 85 anos de idade.

Deixo com vcs a avaliação da informação da médica que estava no barco ajudando aos feridos após o “terrível” massacre de Israel. Coloquei o vídeo da “globo” para que vcs vejam com seus próprios olhos quem massacrou quem.

O objetivo aqui é ter outra visão do mesmo fato, pois até o momento só tivemos um lado expondo o ocorrido... e nós aqui sabemos muito bem no que isso tudo quer levar, não?

ONU, terroristas, petróleo no mar, religiões em atrito... uma bomba que tem data para estourar...



Segue o e-mail de Ana Luiza Tapiaque atualmente serve no exército de Israel, na área médica. Ela conta com suas palavras um pouco do que se passou por lá, e com sua permissão explícita ao fim deste e-mail, permitiu passá-lo adiante.





---------------------------------------------xxxxxxxxxxxx----------------------------------------
“Primeiro quero agradecer a todos os e-mails preocupados. Eu estou bem, ótima. Eu peço desculpas por não escrever mais frequentemente, mas no exército é assim. Não temos tempo para nada.

Sei que todos já estão cansados de ouvir falar do que aconteceu em Gaza nesta semana, mas como ouvi muitas asneiras por aí, resolvi contar a vocês a minha versão da história. Eu não quero que pensem que virei alguma ativista ou algo do gênero. Eu continuo a mesma Ana de sempre. Mas por ter feito parte desse episódio, não posso me abster de falar a verdade dos fatos.

EU ESTAVA LÁ! NINGUÉM ME CONTOU. NÃO LI NO JORNAL. NÃO VI FOTOS NA INTERNET OU VÍDEOS NO YOUTUBE. VI TUDO COMO FOI MESMO, AO VIVO E COM MUITAS CORES.

Como vocês sabem, eu estou servindo com médica na medicina de emergência do exército de Israel, departamento de trauma. Isso significa: medicina em campo.

4:30h da manhã de segunda-feira: meu telefone do exército começa a tocar. Possíveis conflitos em Gaza? Pedido de ajuda da força médica, garantir que não faltarão médicos. Minha ordem: aprontar-me rapidamente e pegar suprimentos, o helicóptero virá me buscar na base.

No caminho, me explicam a situação. um navio da ONU tentando furar a barreira em Gaza. Li todos os registros fornecidos pela inteligência do exército (até para entender o tamanho da situação).

    - O navio se aproximou da costa a caminho de Gaza. O acordo entre Israel e a ONU é que TODOS os barcos devem ser inspecionados no porto de Ashdod em Israel e todos os suprimentos devem ser transportados pelo NOSSO exército a Gaza.

Isso porque AINDA HOJE, cerca de 14 mísseis tem sido lançados de Gaza contra Israel diariamente. E não podemos permitir que mais armamento e material para construção de bombas seja enviado ao Hamas, grupo terrorista que controla gaza. Dessa forma, evitamos uma nova guerra. Ao menos por agora.

- O navio se recusou a parar. Disseram que eles mesmos entregariam a carga a Gaza.
- Assim, diante de um navio com 95% de civis inocentes (os outros 5% são ativistas de grupos terroristas aliados ao Hamas, que tramaram toda essa confusão), Israel decidiu oferecer aos comandantes do navio que parassem para inspeção em alto mar.

Mandaríamos soldados para inspecionar o navio e se não houvesse armamento ele poderia seguir rumo a Gaza. ESSA FOI UMA ATITUDE EXTREMAMENTE PACIFISTA DO NOSSO EXÉRCITO, EM RESPEITO AOS CIVIS QUE ESTAVAM NO NAVIO. E, SE NÃO HÁ ARMAMENTO NO NAVIO, QUAL É O PROBLEMA DE QUE ELE SEJA INSPECIONADO?

- Os comandantes do navio concordaram com a inspeção.
5:00h - Minha chegada em Gaza. Exatamente no momento em que os soldados estavam entrando nos barcos. E FORAM GRATUITAMENTE ATACADOS: tiveram suas armas roubadas, foram espancados e esfaqueados.

Mais soldados foram enviados, desta vez para controlar o conflito. Cerca de 50 pessoas se envolveram no conflito, 9 morreram. Morreram aqueles que tentaram matar nossos soldados, aqueles que não eram civis pacifistas da ONU, mas sim militantes terroristas que comandavam o grupo.

Todos os demais 22 feridos entre os tripulantes do navio foram ATENDIDOS E RESGATADOS POR NÓS, EU E MINHA EQUIPE E ENVIADOS PARA OS MELHORES HOSPITAIS EM ISRAEL.

- Entre nós, 9 feridos. Tiros, facadas e espancamento. Um deles ainda está em estado gravíssimo após concussão e 6 tiros no tronco. Meninos entre 18 e 22 anos, que tinham ordem para inspecionar um navio da ONU e não ferir ninguém.
E não o fizeram. Israel não disparou nem o primeiro, nem  o segundo tiro. Fomos punidos por confiar no suposto pacifismo da ONU. Se soubéssemos a intenção do grupo, jamais teríamos enviados nossos jovens praticamente desarmados para dentro do navio. Ele teria sim sido atacado pelo mar. E agora todos os que ainda levantam a voz contra Israel estariam no fundo mar.

- Depois de atender os nossos soldados, me juntei a outra parte da nossa equipe que já cuidava dos tripulantes. Mesmo com braceletes dizendo MÉDICO em quatro línguas (inglês, turco, árabe e hebraico) e estetoscópios no pescoço, também a nós eles tentaram agredir. Um deles cuspiu no nosso cirurgião.

Um outro deu um soco na enfermeira que tentava medicá-lo. ALÉM DE AGRESSORES, SÃO TAMBÉM INGRATOS.

- Eu trabalhei por 6 horas seguidas atendendo somente tripulantes do navio. Todo o suprimento médico e ajuda foram oferecidos por Israel.
- Depois do final da confusão o navio foi finalmente inspecionado.

LOTADO DE ARMAS BRANCAS E MATERIAL PARA CONFECÇÃO DE BOMBAS CASEIRAS. ONDE É QUE ESTÁ O PACIFISMO DA ONU???

- Na terça-feira, fui visitar não só os nossos soldados, mas também os feridos do navio. Essa é a política que Israel tenta manter: nós não matamos civis como os terroristas árabes. Nós não nos recusamos a enviar ajuda a Gaza. Nós não queremos mais guerra. MAS JAMAIS VAMOS PERMITIR QUE MATEM OS NOSSOS SOLDADOS. 

Só milionário idiota que acha lindo ser missionário da ONU não entende que guerra não é lugar para civis se meterem. Havia um bebê no barco (que saiu ileso, obviamente): alguém pode explicar por que uma mãe coloca um bebê em um navio a caminho de uma zona de guerra?

Onde eles querem chegar com isso? ELES NÃO ENTENDEM QUE FORAM USADOS COMO FERRAMENTA CONTRA ISRAEL, E QUE A INTENÇÃO NUNCA FOI ENVIAR AJUDA A GAZA E SIM GERAR POLÊMICA E CRIAR AINDA MAIS OPOSIÇÃO INTERNACIONAL.

E CONTINUAM SEM ENTENDER QUE DAR FORÇA AO TERRORISMO DO HAMAS, DO HEZBOLLAH OU DO IRÃ SÓ SIGNIFICA MAIS PERIGO. NÃO SÓ A ISRAEL, MAS AO MUNDO TODO.

Eu sempre me orgulho de ser também brasileira. Mas nesta semana chorei. De raiva, de raiva de ver que especialmente no Brasil, muito mais do que em qualquer outro lugar, as notícias são absolutamente destorcidas. E isso é lamentável.

Não me entendam mal. Eu não acho que todos os árabes são terroristas. MAS SEI QUE QUEM OS CONTROLA HOJE É. E que esta guerra não é só contra Israel.

O Islamismo prega o EXTERMÍNIO de TODO o mundo não árabe. Nós só somos os primeiros da lista negra.

Por favor, encaminhem este e-mail aos que ainda não entendem que guerra é guerra e que os terroristas não são coitadinhos.

Eu prometo escrever da próxima vez com melhores notícias e melhor humor. Tenho algumas boas aventuras pra contar.

Um beijo a todos

Shabat Shalom
Ana



17 comentários:

  1. Laura, Laura...você tentando defender os assassinos israelitas com este post?
    Nunca pensei! Ainda por cima com um relato do inimigo? Essa senhora é mais israelita que brasileira!
    "...jovens praticamente desarmados"? Ou assassinos bem treinados?
    Carregamento de armas brancas? Que absurdo! O que fariam armas brancas contra as armas dos israelitas assassinos? Acorda!!!

    RogerWatersHimself - June 03, 2010 - 25th May 2010:

    "Over the new year 2009-2010, an international group of 1500 men and women from 42 nations went to Egypt to join a Freedom March to Gaza. They did this to protest the current blockade of Gaza. To protest the fact that the people of Gaza live in a virtual prison. To protest the fact that a year after the terror attack by Israeli armed forces destroyed most of their homes, hospitals, schools, and other public buildings, they have no possibility to rebuild because their borders are closed. The would be Freedom Marchers wanted to peacefully draw attention to the predicament of the Palestinian population of Gaza. The Egyptian government, (funded to the tune of $2.1 billion a year, by us, the US tax payers), would not allow the marchers to approach Gaza. How lame is that? And how predictable! I live in the USA and during this time Dec 25th 2009-Jan3rd 2010 I saw no reference to Gaza or the Freedom March or the multi national protesters gathered there. Anyway I was moved, in the circumstances, to record a new version of " We shall overcome". It seems appropriate.

    Roger Waters

    ResponderExcluir
  2. Olá Roger
    Grata por seu comentário. Acho que vc é muito bom em desenho, mas péssimo em interpretação de texto.

    Em momento algum eu disse quem estava com a razão. Apenas expus os fatos, pois só temos a versão de um lado e esse lado é o da mídia.

    Nosso problema nessa data é o de esclarecer coisas, afastar o véu que cobre a verdade ou encobre aquilo que não podemos ver.

    Não se trata de certo ou errado, meu caro Roger, mas de pontos de vista diferentes.

    Nós temos o hábito de julgar as coisas apenas com uma visão dos fatos. Somos um juiz particial, tendencioso e determinista dos fatos da vida e é assim que levamos nossa vida até hoje. Mas estamos descobrindo que temos que mudar esse comportamento...

    A grande virada dessa nova ERA é justamente a de dar nome aos burros, dar nome, CPF, foto 3x4, identificar, catalogar, organizar o pensamento do que nos apresentam.Temos que romper um padrão!

    Estamos cercados de mentiras. Nossa atuação é vigiada, politizada, organizada por informações do meio.Temos muito pouca maneira de enxergar algo que não seja fraguimentada ou modificada pela MATRIX.

    Vc nem deveria acreditar no que eu escrevo!! Vc me segue porque digo o que vc quer ouvir?! Saia dessa!! Eu mesma não tenho certeza do que sei. Para isso estamos aqui nesse BLOG descobrindo.

    As pessoas que frequentam esse BLOG não estão aqui por que acreditam em tudo que escrevo, mas porque compartilham com algumas informações e tentam fazer um link com aquilo que já sabem!

    Exponho informações para serem trabalhadas e livres de serem ACATADAS como VERDADE. Esse BLOG quer ajudar a vc ver o que vc não deseja ler.

    laura botelho

    ResponderExcluir
  3. Viajante Solitário9 de jun de 2010 12:01:00

    Laura, não sei coom vc, que se diz fora da matrix, ainda consegue acreditar em certas coisas, como o e-mail vindo diretamente de dentro do exercito israelense.
    Primeiro,em qualquer guerra nenhum país faz nenhum tipo de bloqueio maritimo, por motivo algum...
    Segundo, há um tempo atrás Israel detonou o que restava em pé em Gaza, inclusive usando armas de fósforo branco, proibida em todos os tratados internacionais, e agora nao deixa entrar cimento pq alegadamento o hamas faz bombas com cimento...
    Gaza hj é o maior presídio do mundo, é um imenso campo de concentração, a taxa de desmprego é de 80% e pq? Pq Israel impede os investimentos entrar em Gaza.
    Eu só posso te dizer uma coisa: O plano de Israel é aniquilar o povo Palestino, e quem estiver os ajudando.

    ResponderExcluir
  4. Olá Viajante, vcs ainda não estão entendo!!

    Não se trata de Israel e HAMAS, não se trata de GAZA, PALESTINA, ORIENTE MÈDIO!! Judeus ou terroristas!!!

    Atentem a informação!!!! Está havendo uma manipulação nos fatos!

    Vcs estão focando no que eles querem!!! Acorda!!!

    EU NUNCA DISSE QUE ESTAVA FORA DA MATRIX!!!
    EU AINDA ESTOU AQUI COM VCS!! NESSA DIMENSÂO E FADADA A ERROS E ILUSÔES!!


    De onde vc tirou isso? Vc está me dando poderes que não tenho!!Já observou?

    Observe sua visão!! Vcs estão focando no e-mail da moça que trabalha para Israel e não observam a mensagem !!! Leiam a mensagem!!

    Estão produzindo uma guerra para que nós aceitemos as condições. Vcs estão acatando a posição de que é justo que os integrantes do barco ajam dessa forma, pois ISRAEL está controlando tudo!!

    Vejam que estamos vendo o que eles querem que a gente veja! GAZA não é o maior presídio do mundo. O maior presídio do mundo é a nossa MENTE!!!

    Nesse momento as comunidades litoraneas nos Estados Unidos estão se preparando para evacuarem suas casas e abrirem mão de suas vidas, de todo seu investimento por conta da inundação do petróleo em suas terras! vc não vê isso, porque está justificando a guerra lá longe!

    Sua vida será mudada até o fim desse ano RADICALMENTE, mas vc está discutindo quem está certo, se ISRAEL ou HAMAS!!

    Meu objetivo foi mostrar a manipulação da informação. Há uma coisa muito grande para acontecer e discutir quem está certo ou errado é o objetivo dos NEGATIVOS!!!! Acorda!!!

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde Laura,

    Onde você viu essa informação:

    "Nesse momento as comunidades litoraneas nos Estados Unidos estão se preparando para evacuarem suas casas e abrirem mão de suas vidas, de todo seu investimento por conta da inundação do petróleo em suas terras"

    Não encontrei essa informação nem nos sites ou blogs nacionais e internacionais.

    Obrigado. Paulo Moraes

    ResponderExcluir
  6. Olá Paulo, não é porque a gente não vê, que não exista. oK?

    http://www.godlikeproductions.com/forum1/message1070771/pg1

    Eu estava escrevendo sobre esse impacto do oleo em nossas vidas, quando chegou o e-mail da médica de Israel.Achei que devia posta-lo antes do meu artigo.

    Mas amanhã eu vou disponibiliza-lo aqui para vcs entenderem que as coisas são muuuuuiiiitttooo mais graves do que a gente "acha".

    SÓ VEMOS O QUE CONHECEMOS

    laura botelho

    ResponderExcluir
  7. Eu não disse que não existia, só queria uma fonte de informação, mas sinceramente, não vejo relação nenhuma entre um fato e outro.

    Se houver mesmo uma evacução não há como esconder, então qual a relevância disso nesse post?

    Uma coisa não tem nada haver com a outra, já que as 2 notícias estão sendo bem comentadas em todos os tipos de mídia.

    Obrigada pelo link.

    Paulo Moraes

    ResponderExcluir
  8. Paulo, antes vc queria a fonte e eu lhe dei.
    Agora vc quer que faça sentido, acredita que não tem nada a ver uma coisa com outra...

    Desculpe, eu sou pesquisadora e não professora de ensino público.

    Cabe a vc descobrir se faz sentido ou não.
    Se não faz... ótimo pra vc. Pode dormir tranquilo como sempre.

    uma abraço
    laura

    ResponderExcluir
  9. Boa tarde Laura.

    Acompanho o blog diariamente e a parabenizo por espalhar muitas informações aqui por este meio.

    Mas gostaria de apontar uma crítica sobre este ultimo post seu que em matéria de elucidar possíveis manipulações deu um passo em retrocesso.

    Esta carta parece-me que foi escrita diretamente por Benjamin Netanyahu e trata-se de pura propaganda sionista da mais crápula possível.

    Você Laura sabe que não existe um pingo de realidade em sequer uma frase desta carta e mesmo assim resolveu publicar isto como o "outro lado da história"?

    Está claro Laura, que essa frotilha cheia de gente bem intemcionada foi manipulada afim de se obter um pretexto para conflitos sejam lá quais forem. Não importa por onde começa a guerra, ela tem de começar logo pois o empo para o ínicio dela já passou faz tempo e eles estão desesperados pra iniciar essa guerra logo para que seus planos deem certo.

    Esta carta Laura, foi a pior maneira possível que você escolheu para demonstrar o que acabei de falar. Não se adequa ao tema.

    Como pode uma carta que tem por objetivo enganar e dissimular os fatos fazer com que as pessoas compreendam a real natureza deste evento?

    Sinto muito Laura mas você deve ter um pouco de moderação e tentar se preciptar menos. Já não é de hoje que vejo posts seus preciptados que mais atendem ao interesse de ter um post quentinho todo dia do que elucidar realmente as pessoas.

    Gostaria de ressaltar que jogo do mesmo lado que você e procuro a verdade, mas não podemos deixar que posts de pessoas anônimas em fóruns sobre Ufologia sejam colocados como fatos. No máximo um indício de que aquilo possa estar acontecendo.

    Gostaria de um e-mail seu para que pudessemos trocar informações e elucidar alguns pontos. Fazer co que somemos um ao outro.

    Continue com seu belo trabalho mas espero mais moderação da sua parte e mais cautela ao analisar "fatos".

    Desde já peço desculpas por qualquer ofensa.

    ResponderExcluir
  10. Bernardo, agradeço sua colocação, mas se foi o Benjamim, ele tem o e-mail da minha amiga!Muito chique isso, eim?

    Que eu saiba ela nem é judia ou tem uma colocação política definida quanto ao que anda acontecendo por lá. Mas isso é outro papo.

    Minha amiga apenas repassou o e-mail, pois foi um pedido da própria Ana, já que a mídia não quer ouvi-la. Nem sei porque, né? Estamos totalmente abertos a isso...

    Me perdoe em perguntar... mas que "tema estamos falando??"

    O que vc quer dizer com: "posts seus PRECIPITADOS que mais ATENDEM ao INTERESSE de ter um post 'quentinho" todo dia. (...)"

    Bernardo... eu não trabalho em padaria. Esse BLOG não recebe nada para manter uma página "atualizada". Não ganho nada, com isso. (nada, materialmente falando). Muitas vezes o tempo que estou aqui poderia estar desfrutando com outras coisas, pois não tenho que ensinar nada a ninguém, certo?

    "jogo do mesmo lado". (???)
    Eu não sabia que eu estava "jogando" com alguém ou "disputando" alguma coisa...

    "procuro a VERDADE" (??) Parabéns, pois se encontrar nos avise, porque isso não existe!

    "Não podemos deixar... pessoas anônimas em fóruns sobre Ufologia sejam colocados como fatos

    Meu querido... acho que vc está em BLOG errado!
    Esse BLOG não é sobre UFOLOGIA. Eu falo sobre evolução da consciência e para se evoluir o conhecimento, devemos estudar sobre tudo!!

    Bernardo, meu e-mail está disponível há zilhões de anos no BOX. Qualquer pessoa pode ir lá e apertar meu nome em AZUL que uma página para e-mail se abrirá.

    "Espera mais moderação de minha parte..."
    Se eu "moderasse" alguma coisa aqui, esse seu comentário seria o primeiro que iria para caixa de lixo.

    Vc não me ofendeu. Nada me atingi sem a minha permissão. Apenas estou mostrando aos meus leitores como as pessoas se "apoderam" do pensamento do outro, impondo "regras" e "limites" para sua própria ordem mental...

    Por favor, releia seu texto. Faça uma auto análise, vc pode estar impondo esse tipo de estratégia em pessoas da sua família ou no seu ambiente social. Mude, vc não aprendeu nada até agora. Mude de BLOG.

    laura

    ResponderExcluir
  11. olá laura,resolvi postar algo ,mais para agradecer-lhe ,tudo o que tenho aprendido consigo.muito obrigada por compartilhar todas as pesquisas que faz.o que aprendi consigo ,foi colocar-me no PONTO ZERO-
    Hoje li no project camelot tb uma referencia à situação no golfo...
    Mais uma vez muito obrigada a si e aos amigos do twiter

    ResponderExcluir
  12. Viajante Solitário9 de jun de 2010 23:09:00

    Laura, vc nos diz que precisamos acordar pq estamos nos focando no que eles querem, mas aonde mais deveriamos estar focados?
    Qual a principal diferença entre os positivos e os negativos? Penso que a principal diferença esteja exatamente onde nos focamos...
    O foco deles é exatamente o próprio umbigo, acredito que os positivos devem estar atentos ao sofrimentos das outras pessoas, e nao vejo nenhum outro lugar do mundo que há um sofrimento tão grande qto em gaza...
    Será que se de nao nos focarmos na evolução dos outros, nao apenas na nossa, conseguiremos a nossa evolução???
    Sei não...
    abraços...

    ResponderExcluir
  13. Olá Laura, boa noite. Esse comentário é para você, apenas, mas se quiser publicar, livre arbítrio.
    Nada tenho que ver com os comentários que aconteceram por aqui. Estou além de buscar ou afirmar quem está certo ou errado.
    Assim como você, sou um guerreiro de luz e faço o mesmo que está fazendo, compartilhando os aprendizados da escola para que outros possam despertar para as mentiras que nos contam.
    Mantenho um site www.iluminaty.com.br (não perca-se no nome, assim como muitos o fazem) e vejo constantemente o mesmo que ocorreu contigo: alguns simplesmente criticam, sem nada acrescentar de "útil" (aparentemente, porque de forma oculta, se todos somos filhos de Deus, é o próprio Deus quem está criticando. Então vou escutar e captar a mensagem oculta).
    Aí entra o motivo real da minha mensagem: a melhor saída para tudo é o amor. Quando uma pessoa me desce a lenha, ao falar para ele sair do site, por exemplo, mostro apenas que ele não é importante ao projeto. É algo como: fiquem os que se agradam com o que falo. Eu já prefiro os que me criticam, pois esses me ajudam na minha própria evolução e também na evolução do projeto.
    Por outro lado, se levarmos a cabo o conceito do UNO, quem critica poderá de alguma forma entender meu ponto de vista (ou não) e passará o texto adiante, disseminando o conhecimento e cura pelo planeta.
    Pense nisso! Mesmo quando o mais bêbado dos bêbados, que não enxerga o próprio pé, resolver te criticar, trate-o como Jesus o fazia: emane amor e não deixe dúvidas sua integridade e bondade.
    Como falei certa vez para uma amiga, não posso mudar o que as pessoas falam mas posso mudar o que escuto. Tome por exemplo o último comentário. Vejamos o que dá para escutar de bom: "Acompanho o blog diariamente e a parabenizo..."; "Continue com seu belo trabalho..."; "Desde já peço desculpas por qualquer ofensa...".
    Se você se basear nisso, ao invés nas críticas, o tom da resposta evolui para o tom do amor e ficaria algo como: "poxa Bernardo, agradeço pela consideração de estar sempre presente. Na verdade, a mensagem veio direto da minha amiga, que não é judia, repassando a informação, a pedido da própria Ana....".
    Assim como o que ele afirmou em "jogo do mesmo lado", que tem muitas interpretações possíveis (universo de possibilidades), a sua resposta ("Eu não sabia que eu estava "jogando" com alguém ou "disputando" alguma coisa...") também tem. Se aplicarmos a regra do amor, a resposta passa a ser completamente diferente, mais uma vez.
    Enfim, como sempre digo, não estou ensinando nada, por que todos nós já sabemos tudo, pois de lá viemos. Apenas estamos nos recordando os princípios básicos. Se achar que vale a pena o que estou afirmando, legal. Se não gostar, legal também... afinal, já leu e não estou falando diretamente contigo e sim com o que caminha com você.
    Um grande beijo de luz.
    Daniel

    ResponderExcluir
  14. Otima iniciativa Laura, quanto mais informação melhor. Não podemos justificar erros com mais erros Israel não é santo, os palestinos também não o são, pra entendermos o jogo de interreses que está por tras desse conflito devemos analisar as intenções dos dois lados. Obrigado!!!

    ResponderExcluir
  15. Segue um comentário que gostaria que todos que passeiam por este blog pensasse:
    Não se amplia um mapa mental com apenas um fato, em todo tema existem dados e fatos que o compõem,cada pessoa ou grupo percebe a sua realidade(interpretam a realidade subjetiva) de acordo com seus conteúdos,experiências e norteados vigorasamente pelo seu sistema de crenças e valores. Podemos receber o mesmo estímulo, porém, cada um irá complementá-lo de acordo com seu mapa mental.
    Por isso termos percepções diferentes e muitas vezes leituras distorcidas, já acrescida de nossos valores.
    O que está nas entrelinhas é a aprendizagem que precisamos realizar para nos prepararmos para outras percepções além dos 5 sentidos. O tempo que perdemos em justificar os fatos nos impede de ver além e exercitar o passeio pelas diferentes posições perceptuais, comum aos que já desenvolveram flexibilidade para lidar com as diferenças individuais.Não busco neste espaço justificativas coerentes para minhas convicções pois se assim o fizesse, não estaria ampliando o mapa. O fluxo que estamos desenvolvendo aqui é o grande exercício que nos indicará se estamos pronto para atravessar os portais que estão além
    de nossa realidade atual.Em qualquer dimensão precisaremos usar de flexibilidade e olhar neutro para escolher os caminhos a seguir.

    ResponderExcluir
  16. edurado
    Oii laura acompanho seu blog tem muitas informaçoes que junto com pesquisas tiro minhas concluções.(Se tiver erros de portugues mi perdoe sou pecimo em portugues meu forte é matematica haha)Mas so queria diser que as pessoas não intendem. Sempre ouvi que o povo é burro e isso é verdade não estou defendendo ninguem, mas não se tata de verdade ou mentira importancia ou não. Se trata de cada um ler fazer suas pesquisa e tentar concluir algo tentar intender e saber mais do que a midia passa. Porque jornal so fala de morte agora assunto interessante não.Não cabe a laura diser se é certo ou não cabe ela nos informar e cada um tirar suas conclusões.

    ResponderExcluir
  17. Estou chegando agora e li todos os comentários com atenção e espírito aberto. Aparentemente, libertar a Mente é mais difícil do que parece, e talvez a razão seja a mente racionalista e dual, que filtra e distorce a Realidade Una com suas lentes emocionais.Seres humanos são, afinal, apenas mamíferos, gostamos ou não gostamos de algo primeiramente com as nossas entranhas. Segundo o grande psicólogo William James, se pudéssemos isolar nossas reações emocionais dos fatos que as causaram...descobriríamos que os fatos deixam de ter qualquer importância.Desculpe, gente, só estou dizendo que certas coisas pontuais ( guerra, injustiça, dor, medo, certo ou errado) são essas lentes. Focalizar na lente não melhora o telescópio. Temos que tentar - eu sei que é difícil - parar de jogar a criança fora com a água do banho.O que está em jogo não é quem está certo ou errado, isto é ingenuidade,mas como olhar o 'mundo real' a partir da perspectiva mais próxima da verdade ( ao menos a que é possível para nós, seres de 3ª dimensão).Certo e errado são só conceitos, e toda a dualidade deve ser superada.Cordialmente,
    Rose

    ResponderExcluir

Não serão publicados comentários racistas, chauvinistas, sexistas, feministas, flamenguistas, partidaristas ou que enalteça um ditador de bandeira vermelha de qualquer país. Tampouco não serão publicados ataques pessoais entre leitores ou a autora desse blog. Nem pensar publicarei observações ortográficas relativas aos meus erros crassos do Português, pois faz parte do meu show. Anônimos continuarão anônimos, não publicarei. Para ser sincera, não gosto de comentários. Não escreva.
laura botelho

meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos