Google

Translate my page Google

1 de out de 2015

Marte ataca de novo

Programa Viking (os reis da baía?)
Este consistia em um par de sondas americanas - Viking1 e Viking2 - enviadas para Marte para estudar o planeta a partir da superfície. Foi a missão mais cara e ambiciosa com um custo total de aproximadamente US $ 1 bilhão, e isso nos anos 70. 

Planeta Marte 

Viking 1 foi lançada em 20 de agosto de 1975
Viking 1 entrou na órbita de Marte 11 meses após - em 20 de Julho de 1976

Viking 2, foi lançada em 09 de setembro de 1975, exatos 40 anos atrás. Viking 2 seguindo o terno em 7 de agosto de 1976

Pesquisas sérias para provar vida no planeta Marte começaram no século 19. No entanto, a evidência cumulativa aponta que Marte já foi habitável. Enquanto se dizia que seres marcianos eram fantasia que ilustravam temas de filme trash de ficção científica para entreter bobos, hoje as coisas começam a ter outra dinâmica, não há mais como ocultar tanta informação em tanta língua diferente.

A mensagem enviada agora é: “o gato caiu do telhado”.

Marte é de particular interesse para dar continuidade a escravidão humana por conta de sua “semelhança com a Terra” em muitos aspectos. Seria bem mais fácil levar o gado para outro ambiente com condições parecidas para fácil adaptação e aceitação.


Muita gente já se imagina passando as férias no planeta vermelho e buscando imóveis para fixar residência. A manada não iria nem notar que o holograma é o mesmo, com pequenas diferenças num quadro aqui e outro ali, com cortinas novas e cores vibrantes, o que tornaria a vivencia muito mais excitante. Adoramos novidades.

O planeta gêmeo.
Eles são parecidos, mas com personalidades diferentes. 
Marte é o quarto planeta em proximidade do sol e sem duvida o que mais se assemelha com nosso planeta Terra. 
Sua inclinação é 24,935 graus, comparado com a Terra de 23,5, o que significa que lá terão as 4 estações como aqui.
Seu período de rotação sobre seu eixo é de 24 horas, 39 minutos e 36 segundos.
A Terra faz em 23 horas, 56 minutos e 5 segundos.
Não é uma esfera perfeita como o nosso. tem quatro estações, montanhas, desertos, vulcões e tormentas como aqui. 
Marte é menor que a Terra, e tem calotas polares e duas luas. Sem deixar de mencionar que foi o porto seguro para a colonização da Terra pelos Dracos.

Em 24 de janeiro de 2014, a NAZI resolveu acelerar o programa – “Marte ataca”. Os arianos têm pressa, precisam agitar as mudanças para salvar o gado antes que se dispersem, ou pior, que a massa comece a entender o que eles fizeram com os humanos por tanto tempo.


Levin serviu como co-investigador no experimento IRIS em 1971 – missão Mariner da NASA a Marte. A NASA selecionou seu experimento de detecção de vida na missão Viking que pousou em Marte em 1976. Os resultados positivos foram obtidos em ambos os locais de aterragem Viking. 

Depois de anos de estudo, o Dr. Levin concluiu, em 1997, que o experimento tinha detectado microorganismos vivos. As duas pessoas responsáveis ​​pela provável detecção de vida em Marte são Dr. Gilbert Levin e Dra. Patricia Straat, mas alguém deu a ordem para anular essa descoberta - e esse cara foi o administrador da NASA - Dr. James Fletcher.

Quer saber mais? Pesquise. 
Já dei os nomes, agora vá em frente. Tia Laura não está com o menor saco para falar sobre isso... é tão banal essa história que chega ser ridícula. A gente já sabe que tem água, tem gente e tem marciano há zilhões de anos. Ponto!

Vamos nos concentrar no que fazer com essas “confirmações científicas”.
Entenda que daqui pra frente “o gato caiu do telhado, e tá muito mal !”.

A NAZI tem afirmado ultimamente que curiosity não carrega nenhuma capacidade de detecção de vida - o que não faz jus a declarações anteriores antes do lançamento da Viking 1 - onde a agência afirmou que a busca por vida em Marte poderia ser o maior experimento da história da ciência e que seria um dos seus objetivos principais determinar se Marte teve ou tem vida. Já viu que é Papo de Petista.

Assim na Terra como em Marte, perderemos nosso campo magnético. Questão de tempo. E se isso acontecer, o que viria a seguir?

Os seres humanos não são os únicos animais que exploram campo magnético da Terra para navegação. Muitas aves, tartarugas marinhas, lagostas, abelhas, salmão, e até mesmo as moscas de fruta, têm bússolas biológicos - denominados "magnetoreceptors".

Se o campo magnético da Terra desaparecer, muitos animais que dependem dessa condição de navegação poderão se perder, ficar sem rumo, mudar a rotina do sistema inteiro causando uma extinção, como no passado. E advinha o que aconteceu para isso?

Sem um escudo protegendo o planeta Terra dos raios cósmicos e do vento solar, seriamos constantemente bombardeados por um fluxo de partículas mortais que além de mexer com nossas células, secariam a água do planeta, sem deixar de mencionar que dispositivos eletrônicos torrariam, ficaríamos sem poder fazer uso de tecnologia de ponta, a comunicação global seria interrompida (sem satélites) e voltaríamos a viver como na idade da pedra, tocando tambor.

Alguns geofísicos apontam que um asteróide do tamanho do Texas chocou-se com Marte produzindo o maior impacto na história do nosso sistema solar - impacto Borealis – que achatou todo hemisfério norte de Marte.

Marte teria sofrido 20 impactos em rápida sucessão e que os cinco maiores desses impactos poderiam ter desligado o campo magnético tão rapidamente que o dínamo não teria tempo para se recuperar antes do próximo duro golpe.

Viking Mars Missions - Educação e Projeto de Preservação
As missões Viking em Marte - do projeto Educação e Preservação - estão focadas em preservar a história, artefatos, documentos originais e dados das missões Viking, para inspirar os líderes e pensadores atuais e futuros, e para incutir colaboração e equidade em missões de amanhã.

Este projeto é financiado por doações individuais e de patrocínio por parte de entidades cuidadosamente selecionadas que apoiam a missão da educação global com um foco especial em STEM, a aprendizagem colaborativa e cooperação internacional. 

Esse Projeto já está sendo organizado para enquadrar jovens a nova vida, nesse “novo lar”. Você conhece o velho ditado: não dá pra ensinar truque novo a cachorro velho, eles não obedecem, já estão formatados, portanto crianças são seus alvos. Um programa se instala na mais tenra idade.


Enfim, Marte ataca novamente. E não estou falando “metaforicamente”, apesar da mitologia nos dar todas as dicas:

Marte – deus da guerra, também conhecido como Ares.
Deimos "o terror", e Phobos "medo", eram companheiros na luta. Sua irmã e companheira Eris, era a deusa da discórdia, derramamento de sangue e violência.

Ares está ligado ao mito de Tebas: Ares colocou um dragão para guardar uma nascente em Tebas e algumas versões diziam que o dragão era filho de Ares. Os símbolos de Ares são a lança e o elmo, o seu animal é o cão, e o seu pássaro é o abutre.

No ano de 2020 finalmente uma missão tripulada chega a Marte.
O comandante consegue um pouso perfeito, mas misteriosos fenômenos acabam causando um acidente que mata toda a tripulação. Nos últimos instantes antes do fim, o comandante consegue enviar uma enigmática mensagem a Terra.  Uma missão de resgate é lançada pela NASA com o objetivo de descobrir o que aconteceu e, trazer de volta sobreviventes que possam existir. Após perigosas dificuldades, a nova equipe pousa no planeta e descobre a incrível verdade sobre o desaparecimento dos astronautas anteriores.

Isso não é profecia, mas um breve resumo do filme Missão a Marte (2000)
Aqui eu apresento apenas a parte final da trama, mas você precisa ver o filme todo. Vai ligar as coisas, rapidinho.

laura botelho



Arqueologia Marciana



meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos