Google

Translate my page Google

6 de mar de 2015

Retorno Cultural


Estranhou que o BLOG ficou congelado por dias?
Produzir material semanalmente para postagem não é nada fácil e quando a gente pára por uns dias os leitores ficam confusos porque não há mais “novidades”. E como quem acompanha os próximos capítulos de uma novela, ficar sem a continuidade deixa um buraco desanimador, eu sei.

Eu estava viajando, minha gente. Fui para França. Fiquei por lá uns 20 dias.
Não fui a turismo, mas meramente acompanhar meu marido que está fazendo doutorado em L'ESC Rennes School of Business. Ele estudava e eu vagava por Rennes. Linda cidade, diga-se de passagem. Qualidade de vida 10, em todos os aspectos. Pesquise e se puder, vá até lá.

Depois de uma semana em Rennes fomos para Paris onde meu marido teria mais uma semana de aula. Em Paris nos fins de semana fuxicamos ambientes que poucos conhecem, pois não fazem parte da tradicional “rota turística”.

E um desses locais é um Café onde os grandes nomes da história da humanidade [ Illuminatis ] se reuniam para se divertir da ignorância humana.

Que lugar é esse que eu tomei um café gourmand?
O “Le Procope”. Que fica no Blvd. St Germaine na Rue de L'Ancienne Comédie. 

Francesco Procopio dei Coltelli - François Procope - estabeleceu o primeiro café em Paris, o Café Procope, em 1686 - tornando-se um centro de Iluminismo, acolhendo celebridades como Voltaire e Rousseau, mais tarde Thomas Jefferson e Benjamin Franklin e outros que passavam boa parte do dia em conversas divertidas.

Além das reuniões iniciais das grandes lojas maçônicas francesas, narra a lenda que foi dentro do Café Procope onde Diderot e D'Alembert decidiram criar a Encyclopédie.

Age of Enlightenment (ou simplesmente o Iluminismo ou Era da Razão) foi a era em que as forças culturais e intelectuais na Europa Ocidental enfatizavam a razão, análise e individualismo em vez de linhas tradicionais de autoridades como Monarquias e Igrejas.

Um movimento promovido por filósofos e pensadores locais em cafés urbanos, salões e lojas maçônicas que desafiaram a autoridade de instituições que estavam profundamente enraizados na sociedade, como a Igreja Católica.

Immanuel Kant descreve sobre o Iluminismo como "libertação do homem de sua tutela auto incorrido", tutela de ser "a incapacidade do homem de fazer uso de seu entendimento sem a direção de outro". Para Kant, Iluminismo foi para a humanidade a emancipação da consciência humana a partir de um estado imaturo da ignorância.

Os cafés eram como o “sistema nervoso” de uma comunidade. Os ruídos e rumores começavam dentro desses ambientes. Estes “rumores” eram supostamente a melhor fonte de informação do que os jornais reais disponíveis na época. Como uma rádio peão de uma empresa.

Outro lugar pouco comum a turistas é visitar a livraria Shakespeare and Company na Margem Esquerda, ao lado da Notre Dame. Eu, como boa cinéfila, não podia deixar de passar nela.

Se você seguiu a trilogia composta por “Antes do Amanhecer” (1995), “Antes do Pôr-do-Sol” (2004) e mais recentes “Antes da meia noite” (2013) como eu, sabe que esse é o clássico da manteiga romântica... e eu adoro.

No filme “Antes do pôr-do-sol” (Richard Linklater, 2004) Jesse e Celine se reencontram em Paris, e foi na livraria Shakespeare and Company que foi filmado esse encontro. Mas se você não gosta de livros, não gosta de filme romântico... não vá lá.

O que pude presenciar em Paris foi a atmosfera de tensão quanto a “ideia de terrorismo”. Realmente a invasão Islâmica na capital é de assustar. Eu que não sou da área fiquei surpresa com a quantidade de gente falando Árabe nas ruas, nos metros, nos passeios públicos. Eles são servidores públicos, funcionários comuns como limpeza e manutenção (obras) na cidade.  Estão nos taxis, em todos locais.

Eles falam alto, são mais agressivos uns com os outros e têm uma postura diferente ao encarar você. As ruas de Paris estão sujas. Há mulheres com crianças pedindo dinheiro em sinais. Mulheres muçulmanas ajoelhadas em calçadas famosas como a Champs Élysées pedindo dinheiro... Rapazes drogados, cambaleando pedindo cigarro a quem passa. Fiquei chocada. Não achei que veria isso.

Bom, esse blá, blá, todo foi para dizer que voltei dia 4 de março e ainda estou fazendo pesquisa para uma boa postagem. Escrevi isso só pra dar um “alô”. Ainda estou me organizando. Fiquei 20 dias sem acessar a internet.  Estava literalmente desligada de tudo. Focada apenas no que via e sentia. Muita aprendizagem.

laura botelho


meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos