Google

Translate my page Google

8 de nov de 2014

O mundo real vai acabar em 2015


Foi o que disse Palmer Luckey, um rapaz de 21 anos que trabalha em seu projeto desde os 18, “na garagem da casa de seus pais” (estória pra boi ninar) em Long Beach, na Califórnia (Estados Unidos).

O mega projeto do Lukinha que construiu na garagem do papai, chama-se Oculus Rift, um equipamento com cara de máscara de mergulho que oferece no seu interior um portal para qualquer Universo paralelo.


A máscara tem a função de impedir a “luz” externa de informação que não entre em conflito com a “luz” interna gerada pelo novo programa. A mascara impede a fonte de vibração, a freqüência da qual estamos banhados nesse momento - a velha Matrix - para introduzir uma “nova”, mas sobre sua escolha.

Um sistema estereoscópico 3D,  360 graus de visibilidade com surrounding diretamente conectado aos seus ouvidos, e um software que atinge diretamente seu córtex cerebral.

Você pode estar deitado na areia da praia, com um Sol escaldante na cabeça, mas se estiver usando o Oculus com um programa diferente, poderá viver uma experiência real - em todos os sentidos - totalmente diferente, como por exemplo, de estar esquiando na Suíça. Você sentirá frio e o vento a lhe castigar os ossos, além da adrenalina (medo) de fazer algo que você não sabe fazer.

A partir da informação que chega a seus olhos, seus ouvidos e pele (vibração) seu cérebro se preparará para esse evento e através dos seus neurônios, mensageiros químicos irão alertar todo organismo para agir de acordo com o ambiente. Nada diferente do que acontece a cada segundo da sua vida, só que nesse caso é uma “ilusão”, você poderá interromper “a viagem” quando desejar sem causar danos graves a seu preciso “corpinho”.


O produto será lançado no primeiro trimestre de 2015. A Sony já anunciou que vai tentar criar um produto “semelhante”, e lançou um projeto que vai se chamar Projeto Morpheus.

Eu trouxe essa noticia para você que está desperto e bem acordado sobre essa manipulação da nossa consciência – entenda que “eles” estão acelerando o processo. Estão usando de todos os meios para manter sua energia presa a essa pequena e estreita dimensão. Um sinal claro que o fim desse ciclo está próximo.

Esse objeto a princípio pode parecer apenas uma tecnologia maravilhosa de entretenimento, mas acontece que 99% dos seres humanos vão cair que nem patos nessa armadilha, justamente por esse pensamento. Se já estamos completamente dependentes do aparelhinho do tipo “celular”, imagine quando todos enfiarem a cara nessa máscara e passarem a viver dentro dela!

Muitos filmes  do tipo - "Surrogates" 2009 já nos avisaram (aos iniciados) como essa armadilha funciona, mas poucos vão perceber como ela os aprisiona... No começo será apenas por entretenimento, uma auto imagem residual.

Os seres depressivos irão criar um “mundo” que não tenham que sofrer por seus medos insanos (que não existem). Muitos não vão mais desejar viver fora da “mascara”, pois a mascara trás todas as sensações maravilhosas sem perigo de sofrimento contínuo, de represálias, sansões, críticas, desrespeito, violação, coerção, repudio e afastamento social. Um “mundo” que quiser, a hora que quiser bem diante de seus olhos.

Se você ainda não entendeu nada sobre “evolução do conhecimento”... Esquece, compra uma máscara e enfia a cara, ta precisando ficar por aqui por longos milhares de anos.

laura botelho

Extra - Bluray do filme original "Total Recall" - 1990 



meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos