Google

Translate my page Google

15 de jul de 2011

Harry Potter - ascensão ou queda?



A última parte da saga Harry Potter estréia essa semana para tristeza da garotada e de marmanjos dengosos que vibram com as histórias do bruxinho.

Eu adoro cinema, mas não vou digladiar com adolescentes um ingresso nessa hora. Já fiz minha pesquisa básica à respeito do tema e qual a mensagem da Rowling para esse “fim” básico.

A garotada não faz idéia do que a autora e seus “comparsas” estão tramando, mas não deixa de ser interessante observar a manipulação da informação nas imagens, nos símbolos gráficos, sons etc.

Simbolo Deathly Hallows
Seus cérebros estão sendo INUNDADOS, encharcados de informação. Incendiados, iluminados com tudo que eles precisam saber, mas não sabem, porque não possuem a “varinha mágica” nem a “capa da invisibilidade”. Ainda procuram a “pedra filosofal”...

A garotada, bem como os que os cercam - os “trouxas”, como eles – se agarram a uma emoção fútil sem bases sólidas – próprias do envolvimento literal do H. direito do cérebro que só pensa na diversão, sem dividir a farra com o H. esquerdo para orientar a coisa toda daquilo que está sendo visto, ouvido e sentido.

Sob uma forte catarse todos vão gritar, rir e no final acabar chorando... mas faz parte do aprendizado.

Ficamos hipnotizados com a produção na tela. Ao abrir a porta do INCONSCIENTE – a hipnose fecha a porta do CONSCIENTE. Depois do vírus instalado... difícil de ser removido...

O inconsciente não se comunica com linguagem verbal – racional, de formulação expressa, clara. Sua linguagem é puramente EMOCIONAL.

O inconsciente entende por metáfora,
símbolos por excelência.

Draco Malfony é um menino ariano e gosta de incomodar e esnobar Rony Weasley por causa da condição financeira dos Weasleys e considerar essa família traidora do próprio sangue e trata Hermione Granger com desdenho por ela ter pais trouxas, chamando-a de Sangue-Ruim.

Draco vem do latim, e signifca "Dragão" ou "Lagarto". O sobrenome Malfoy tem o som em francês equivalente a "má fé". Mal-foy

A família Malfoy é antiga, aristocrática, muito rica, e extremamente orgulhosa de ser sangue-puro. Eles têm intenso desgosto por trouxas e nascidos trouxas (sangue-ruins).

Goethe

"O Simbolismo transforma os fenômenos visíveis em uma idéia, e a idéia em imagem, mas de tal forma que a idéia continua a agir na imagem, e permanece, contudo, inacessível; e mesmo se for expressa em todas as línguas, ela permanece inexprimível”
“Já a Alegoria, transforma os fenômenos visíveis em conceito, o conceito em imagem, mas de tal maneira, que esse conceito continua sempre limitado pela imagem, capaz de ser inteiramente apreendido e possuído por ela, e inteiramente exprimido por essa imagem."

Simbologia é a ciência mais antiga do mundo e o método de instrução dos homens primitivos.

É graças a ela que tomamos conhecimento hoje, da sabedoria dos povos antigos, dos que nos deixaram as mensagens. O acervo religioso, cultural e folclórico da humanidade está preservado através do simbolismo, desde a pré-história.

  •      Símbolo -  vem do grego sym+bolon, que significa trazer para junto, unir aquilo que aparentemente estava separado
  •       Diabolos - significa Aquilo que nos separa”. Algo diabólico é algo que nos separa da unidade
  •    Os símbolos nos unem àquilo que pensamos constantemente. Por isso, escolhemos Totens que nos identificam nos estilos atuais, móveis, texturas, cores, flores e animais específicos para decorar, integrar nossa casa, fazendo parte do nosso mundo interior.


A Maçonaria é a legítima herdeira das sociedades iniciáticas da antiguidade, porque perpetua o tradicional método de instrução simbólica no ensinamento de suas doutrinas.

A volta do sistema solar ao redor do centro da galáxia determina a duração das estruturas físicas que sustenta a organização humana, pois a cada tempo acontece um cataclismo dando lugar a uma nova forma de desenvolvimento, de comportamento, de pensamento, uma possibilidade diferente de organização social.

Depois de terem analisado mais de 150 grandes civilizações do mundo, a partir de pré-história em cerca de 9.000 aC, no Paleolítico, e mesmo antes disso, até o presente; Foi descoberto que todos eles seguem um padrão semelhante de ascensão e queda cíclica. 

Estes ciclos têm um período de 700 anos para cada um

Antes de cerca de 9.000 aC (11.000 tempo presente) o padrão cíclico não era linear, mas torna-se exponencial. Antes de 9.000 aC cada civilização, ou mais apropriadamente cada nova cultura, quando olhamos mais para trás, dura mais tempo e mais tempo. As  horas não passam e a vida se estende.

Mas um padrão estende-se a todas as civilizações conhecidas, e podem ser rastreados além dos registros históricos, há um tempo antes da escrita e, assim, a história existia, no Calcolítico, Neolítico, Paleolítico e Mesolítico, terminando cerca de 9.000 aC

Algumas civilizações freqüentemente não são bem conhecidas, estão obscura em sua história. Há um buraco negro na informação.

Já outras estão bem datadas e catalogadas com tal excelência como que um panfleto deixado de um mundo a ser descoberto pela nossa imaginação.

Como é o caso de Imhotep (Thoth) que não só construiu como fundou a base de engenharia para todas as outras pirâmides, ele escreveu o texto mais importante do mundo como sendo a primeira consulta médica e definiu hieróglifos no padrão formal que duraram mais de 3.000 anos. Ele foi talvez o primeiro verdadeiro “gênio” certificável da história.

No período 4.000 - 3.500 aC houve várias mudanças fundamentais nas atividades e relíquias arqueológicas que indicam uma mudança nos processos de pensamento básico do povo daquela época. 

Os restos mortais não mostram variação suficiente para definir essa visão, mas a arqueologia e os resultados de suas atividades mostram uma diferença fundamental na mentalidade, como se uma mente inteligente estivesse manipulando e conduzindo uma nova versão da cultura anterior.

Em tempos de reinados, dinastias tiranas, seus sucessores reivindicavam dessa grandeza, desse poder de reinar, de dar continuação as suas normas e ditames ao invés de criar seus próprios valores, de produzir suas próprias realizações – um script já destinado

As moedas antigas deixavam esse pensamento
"Dei Gratia Rex" = Pela graça de Deus Rei.


O TIRANOssauroREX (“lagarto tirano rei”) media aproximadamente 14 metros de comprimento, 5,60 metros de altura e pesava cerca de 8 toneladas. Foi um dos maiores carnívoros terrestres que já passou pela Terra, sua cabeça media 1,20 metros e na sua mandíbula tinha dentes de até 18 centímetros. 

Para onde foram todos? Não sobrou nem unzinho!? Será?

Queremos, necessitamos controlar o mundo a nossa volta, todavia, os sistemas que não se aplicam a linearidade – como a natureza, a sociedade e a vida de cada indivíduo – transcendem qualquer tentativa de previsão, manipulação e controle.

Temos com isso a certeza da incerteza da vida e isso é muito bom.
Não há determinismo, pois num processo onde tudo está pré determinado, não há espaço para o livre arbítrio, para sonhos e imaginação.

As culturas antigas lidavam com a incerteza através de rituais com as forças naturais invisíveis. A sociedade industrial ocidental teima em eliminar a incerteza tentando conquistar e controlar em vão a Natureza.

Eu não sei você, mas eu estou percebendo uma mudança violenta na percepção humana. A cada dia está aumentando o número de pessoas despertando, tomadas do vírus da liberdade.

Os símbolos estão por toda parte e hora de codificá-los, de unir as peças para ver um mundo onde todos nós somos Harry Potter, todos nós temos poderes sobre- naturais, todos nós tiramos de letra um Valdemort – um dragão – réptil – ou seja lá o que for.

Sonhe mais, planeje mais. Faça as coisas acontecerem, você tem esse poder, só que não sabe que sabe...

laura botelho

meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos