Google

Translate my page Google

6 de dez de 2010

Quando o segundo sol chegar


“Posteriormente, o sol vai lentamente
se tornar vermelho e inchado,
presidindo uma Terra sufocante,
mesmo nos pólos. ... 
Eventualmente, os oceanos ferverão,
o clima vai evaporar com o espaço,
e a catástrofe de proporções imensas
 imagináveis alcançarão o nosso planeta
- Carl Sagan, Cosmos


Vou bater nessa tecla até que todos entendam o que está se passando diante de nosso nariz e não conseguimos ver. Quero dar informação – um quadro geral – para que você mesmo possa tirar suas próprias conclusões.

Estamos com pouco tempo para tentar convencer a muitos (que ainda estão em cima do muro) se o nosso mundo está ou não virando de ponta cabeça – literalmente!

De hoje em diante vou diminuir a publicação de novos textos, pois passarei para uma apresentação em vídeoacho que a partir de janeiro de 2011. Os Blogs que trabalham com esclarecimentos sobre os eventos de 2012 estão sendo minados, bombardeados com vírus, para que não passem mais informação.

Que informação especificamente? Também gostaria de saber.
Há alguma coisa no ar e temo que algo muito dramático possa ocorrer em muito breve. Não digo em termos de Brasil ou América do Sul, mas de maneira Global que irá nos abalar profundamente – emocional, espiritual e em conseqüência, fisicamente.

Entenda que essa tríade é que faz com que seu mundo esteja em equilíbrio. Se um deles está desgovernado... trabalhe para alinhá-lo – urgentemente!

Não tenho objetivo de aterrorizá-lo, mas de “balançá-lo”, “chacoalhá-lo”.

A aprendizagem se faz melhor após uma quebra de padrão. Por conta dos hábitos diários (Hipnose) não enxergamos o que temos que ver, pois estamos focados e atentos ao que estamos “programados” a realizar, sempre para o futuro, e você há de convir que nessa data, 99% da população brasileira está com a mente em festas de fim de ano, presentes e em adquirir coisas fúteis para sua sobrevivência social...

Quero que você procure respostas, procure alternativas, pense no AGORA, em um plano B ou na pior das hipóteses, apenas PENSE!!! Acorde, já!!!

Darei a você foco, imagens, palavras, temas e idéias para sua pesquisa, mas não links de onde encontrar o que achei, pois isso reforçará a minha visão, que é diferente da sua. Portanto investigue!

Não importa onde consegui as informações, isso não é uma tese de Mestrado e você não é meu orientador, minha banca – muito menos sou sua “tia” do grupo escolar. Meu trabalho aqui é motivá-lo a andar com suas próprias pernas, afinal a evolução é individual e cabe ao tempo certo, a quantidade certa, para cada um. Uns são mais lentos, outros acima da média global, mas todos vão acordar.

Só espero que antes que as coisas tomem proporções avassaladoras que impossibilite que você possa saber mais e mais para ver o todo e não só partes do que está assistindo agora.

Acredite que a única coisa que você levará para sua vida infinita é a quantidade de informação elaborada.

Você é aquilo que pensa e conseqüentemente
transmite a sua volta – seja uma luz vibrante
nesse momento para que os outros te sigam para a
serenidade e paz que tanto buscamos

Apenas pegue os temas e pesquise. Encontre sua “verdade”, sua coerência, uma sincronicidade. Fiz a minha parte, cabe a você fazer a sua. Então vamos lá!

Um corpo estranho está vindo em nossa direção. Seja lá o nome que você queira dar - Nibiru, planeta X, Planeta vermelho, Marduk, Apophis, Absinto, Planeta da Cruz, Hercólubus, Nêmeses, Ra...  isso é um fato. Os satélites da NASA já o identificaram.

E daí?

Daí que todo corpo que se aproxima gera um campo eletromagnético que interfere no comportamento natural dos outros astros, no caso, os efeitos já podem ser vistos em vários planetas do nosso sistema solar como Marte, Venus, Júpiter etc e o próprio SOL.

E daí?

Philip Plait é um astrônomo que fez uma perfeita comparação do calendário Maia com o nosso forjado calendário Gregoriano. Ele diz que o calendário Maia não “termina” na data de 2012, mas, assim como o odômetro do seu carro que atinge 9 dígitos, em todos os espaços, ele será zerado nessa data! Então teremos que começar do zero. Só isso.

Não só metaforicamente acredito, mas literalmente vamos zerar essa 5ª civilização, segundo os Maias. Os povos antigos tinham uma informação precisa sobre os ciclos da Galáxia, do passeio dos planetas, das viagens dos astros, da organização das inúmeras constelações e o que havia lá fora que nós não temos como saber, senão através de quem nos engana e nos dá informações a conta gotas. Certo?

Povos antigos, que viveram geograficamente em várias localidades e tempos distintos na Terra, sabiam (?) que a cada espaço de tempo há uma inversão dos pólos que provoca com isso uma mudança não só física (geológica) no ambiente, mas reorganiza uma nova adaptação de forma de vida e de pensamento.

A história do dilúvio, como outras do Velho Testamento, não é um fato exclusivo da Bíblia. Esta história escrita por Moisés é similar as outras tão antigas quanto a de Utnapishtin no épico de Gilgamesh ou mesmo outro herói sumério chamado de Ziusudra. Sua importância reside no fato de ser um marco entre duas formas de contar o tempo.

E lógico, muitos sobreviveram para nos contar como foi esse dia, pois arqueólogos descrevem inúmeras civilizações presentes antes mesmo dessa data. Então podemos acreditar que pessoas conseguem sobreviver a esses cataclismas – um atrás do outro.

E as pistas que nos deixaram no passado é a luz que nos guiará para o infinito com segurança e serenidade. Vamos zerar o odometro agora, inclusive de nossas mentes.



O mesmo vale para as Grandes Planícies, bosques e florestas. Um deserto nesses lugares alteraria todo o ecossistema. Estamos cegos e em dissonância com a os fatos reais.  A desconexão entre o conhecimento público e o da ciência é um buraco negro sem precedentes. Estamos sendo tragados e não temos a menor noção sobre isso.

Se você não está preocupado com as mudanças climáticas no GLOBO terrestre, e acha que isso ainda não te afeta, saiba que essas mudanças estão galopantes e em muito breve baterá em sua porta.

Ambientalistas nos dizem que a morte do grande coral que atingiu o Sudeste Asiático e os recifes do Oceano Índico, nos últimos meses de 2010 destacou a urgência do que poderá vir adiante.

O evento de branqueamento também atingiu a zona mais rica biodiversidade marinha do planeta - a "Floresta Amazônica" dos mares. O Triângulo de Coral é a região mais rica de corais na Terra, ele sustenta outras regiões em torno de sua periferia para abastecer o conjunto de coral e larvas de peixes que ajudam a mantê-la tão rica.

Recifes morreram ou estão morrendo na seqüência de um evento de branqueamento que se estende desde as Seicheles, no oeste de Sulawesi e nas Filipinas. Isso inclui o leste do Sri Lanka, Birmânia, Tailândia, Malásia, Singapura, e muitos locais na Indonésia Ocidental e Oriental.

"É certamente a pior morte de corais que vimos desde 1998. "Até agora, cerca de 80% de colônias Acropora  e 50% das colônias de outras espécies já morreram desde que o surto começou em maio deste ano de 2010”. Diz o Dr. Andrew Baird do centro do ARCO de excelência para estudos do recife coral e James Cook Universidades.

A causa do evento de branqueamento foi o de uma grande piscina de água super-quente, que varreu a região do Oceano Índico oriental há alguns meses atrás, chocando os corais perdendo a cor e "branqueando".

De acordo com a National Oceanic and Atmospheric Administration's as temperaturas da superfície do mar na região atingiram o pico no final de maio de 2010, e em julho o estresse por calor acumulado foi maior do que em 1998. 

Dr. Baird disse que não estava ainda claro se a Austrália sofreria um evento de branqueamento de corais semelhantes este ano: isso só se verificará com a chegada de águas mais quentes do norte, em janeiro / fevereiro de 2011. 

O park de Yellowstone sofre com uma pandemia de insetos em suas árvores.  O besouro do pinho (pine beetles) é responsável por matar 61 milhões de acres de árvores e bilhões de árvores estão morrendo, em uma área quase do tamanho da Nova Inglaterra e da Pensilvânia juntas.

Eles se alimentam de casca das árvores e arbustos. Essa pandemia é de 10 a 20 vezes maior do que qualquer coisa já conhecida e está crescendo rapidamente, e os cientistas temem que ela vá se espalhar por todo o continente norte-americano porque o único inimigo do besouro é o frio extremo (baixas temperaturas) (não confundir com neve) que não tem sido visto em mais de uma década.

As alterações climáticas incluem também uma mega seca que simplesmente está acabando com a agricultura em grande parte do mundo, inclusive em locais nos USA, África, partes da Ásia, Oceania e Europa e recentemente no Brasil.


O Rio Amazonas  e seus afluentes estão em níveis nunca vistos antes. Lembrando que o que abastece o Rio Amazonas são as águas das montanhas nevadas do Peru. Sem neve... sem água. Não há neve nos picos. Isso vem acontecendo com diversas cidades situadas abaixo das grandes Montanhas nevadas. Calor derrete as geleiras e em seguida vem as enchentes, depois a seca...

Os incêndios que devastaram grandes áreas como na Sicília colocam a ciência à prova. Um fluxo sem fim de cientistas, engenheiros, policiais e todo tipo de “expert”, vasculharam a cidade em busca de pistas para a combustão espontânea (aparentemente inexplicável) que já assolou terras da Rússia, Portugal, Espanha e Israel, nesse instante.

As hipóteses são muitas, desde explosão da caixa de fusíveis, fornos de microondas, pontas de cigarro ou crianças brincando de casinha. 

Vamos ver até quando eles vão ficar procurando...
Outro fato que deixa essa gente a rodar atrás do próprio rabo é a constante pane nos aviões – aeronaves de um modo geral. As desculpas são muitas.

O alerta da Airbus ocorre depois de uma série de incidentes  nesse ano de 2010 com seus aviões novinhos. Em agosto, um Airbus da companhia britânica British Midlands apresentou problemas não respondendo aos comandos do piloto por vários minutos, com os displays da cabine se apagando.

Decolagem e pouso são, naturalmente, momentos críticos durante um vôo e ao contrário do que muitos acreditam, as falhas e crises raramente ocorrem quando uma aeronave está em altitude de cruzeiro

Se algo tiver que dar errado, será justamente durante a decolagem e/ou pouso, momentos onde os pilotos mais necessitam de seu mecanismo eletrônico de última geração para se situar etc.

Relatórios indicam que o ano de 2010 (que ainda nem acabou), tem maior número de mortos em acidentes aéreos desde 2003.

O que está acontecendo que não querem que a gente saiba?

Cientistas cartesianos em seus relatórios fazem questão de ressaltar nos textos e notas de rodapé que, o derretimento de gelo não é tomado em consideração como projeções de elevação do nível do mar.

O Ártico foi declarado funcionalmente sem gelo no verão passado, pela primeira vez em 14 milhões de anos - afirmou um artigo na revista "Geophysical Research Letters". Isto significa que a nossa projeção do pior cenário está assustadoramente perto de tudo que o nosso planeta tem visto nos últimos milhões de anos.

Click na imagem para aumenta-la

O nível do mar está subindo. Uma das razões é a o aumento da temperatura do nível do mar pela expansão térmica da água e através da adição de água para os oceanos devido ao derretimento da montanha de geleiras, calotas polares e lençóis de gelo.

Uma elevação de um metro do nível do mar colocaria em perigo algumas das grandes cidades do mundo, como Londres, Cairo, Veneza, Bangkok, Xangai e Nova Orleans. Em Nova York, grande parte do Brooklyn e Queens estaria ameaçada. 

9 mil anos atrás, o Egito era verde, com lagos e florestas e com grandes manadas de animais selvagens não presentes na área hoje. O Saara nessa época foi capaz de sustentar um grande número de caçadores.

De 9.000 aC a 2.500 aC, o Saara teve um clima muito úmido durante o período Neolítico, que foi bastante habitável para humanos e animais, semelhante à savana da África Oriental de hoje retratando grandes animais domesticados. Mostram uma área rica em búfalos gigantes, elefantes, avestruzes, antílopes, girafas e rinocerontes. Lagos, bacias que também incluía peixes, crocodilos e hipopótamos.

Em 2012, a Esfinge no Egito estará enfrentando Aquário com Leão. Tornando-se uma das maiores esculturas de pedra no mundo, esculpido em rocha viva, a Esfinge senta-se extraordinariamente no planalto de Gizé dirigida para a constelação de Leão então no horizonte leste.

O corpo da Esfinge estava enterrado na areia do deserto há milhares de anos e só em 1905, cerca de um século atrás, a areia foi retirada ao seu redor, verificando-se que há várias camadas de erosões, muitas horizontais são devido à areia e pedra, enquanto algumas são verticais, devido às erosões da água (provavelmente chuvas torrenciais)

Os achados geológicos indicam que a Esfinge parece ter sido esculpida um pouco antes de 10.000 aC, e este período coincide com a era de Leão, que durou de 10.970 a 8.810 aC. Nessa época reinava uma selva densa e viva, quando foi criada o que evidencia que o clima mudou muito desde então.

A Esfinge definitivamente distingue uma Cronologia. Um dos seus significados é um ciclo de tempo desde o início da era de Leão até o fim da era de Peixes, a idade em que estamos, dando início a era de Aquário.

A estrela do Norte (estrela polar) também muda com a precessão dos equinócios. A estrela do Norte foi Thuban (Alpha Draconis), quando a Grande Pirâmide foi construída para se alinhar com o norte na época que não é o Norte de hoje.

As mudanças são visíveis e já estão ocorrendo e vão ocorrer mais radicalmente em muito breve. É apenas uma questão de como e não quando. Cientistas nos afastam da idéia de acontecimentos para poucos anos, nos levando acreditar que essas mudanças “se” ocorrerem, só acontecerão daqui a centenas de anos... Ledo engano...

Vejam os sinais que os antigos deixaram e procure por eles em seu continente, no seu país, pois nem todos apresentam mudanças com a mesma intensidade e com a mesma freqüência ou visivelmente falando.

Algumas passagens descrevem esses sinais.

Mateus 24:29
“Imediatamente após a tribulação daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz”

Apocalipse 16.18-20
“E houve um grande terremoto, como tal, não desde que há homens sobre a terra. E toda a ilha sentiu a distância, e os montes não foram encontrados”

Mundos em Colisão, p.76
“Durante os cinco dias que durou este cataclismo, o sol não mostrou a cara e a terra ficou em trevas.”

Mundos em Colisão, p.126
No Tratado Sanhedrin do Talmud é dito:
"7 dias antes do dilúvio, o Santo mudou a ordem primeira e o sol subiu no oeste e se pôs no leste”

Outros sinais quando a Terra parar

  • ·         Para aqueles que visualizarem a passagem, Nibiru parece ser uma cruz vermelha, não maior que a Lua, e deriva lentamente.
  • ·         Nibiru será visível a todos, na parte da Terra que ficar de frente para o Sol, e não no lado escuro. A exceção que poderá ser visto uma cauda, talvez, mais ao lado, como uma cauda de cometa, mas vermelha. 
  • ·         Haverá sons da Terra. Um barulho horroroso de ranger de terra, onde a crosta está em tensão. Sons rasgando, solavancos da crosta.
  • ·         Um pó de poeira vermelha transforma rios e lagos em sangue vermelho. Este pó será seguido pelo granizo, fortes terremotos, as atividades vulcânicas aumentarão significativamente
  • ·         O vento atual será mais extremo, o ar frio se deslocará principalmente para lugares quentes.
  • ·         O gelo se formará do lado escuro da Terra em questões de segundos e a seca infernal queimará do lado exposto ao Sol.
  • ·         As correntes oceânicas irão mover diferente, a água fria correndo mais rapidamente às regiões quentes e vice versa. Isto irá criará mais atividades de furacões ou tufões
  • ·         O nível do mar vai subir e cobrir o litoral e cidades banhadas por rios.

Nos manuscritos de Ávila e Molina, que coletou as tradições dos índios do Novo Mundo, é relatado que o sol não aparece durante cinco dias, as pessoas e os animais tentaram fugir para as montanhaa e cavernas.

Movimentos sutis
O Sol se põe horas muito mais tarde do que o esperado, será o anúncio que você estava esperando e isso será o momento de procurar um local seguro, longe do litoral. Neste ponto, a mudança é apenas alguns dias ou horas de distância.

Uma previsão bíblica conta que houve 3 dias de escuridão para o lado do planeta que virou para o escuro do universo. Na semana de paralisação de rotação da Terra o Egito se encontrou sob um sol escaldante – o lado parado para direção do Sol

situação de hoje dos polos
Ao longo do século passado, o pólo magnético da Terra se moveu 1.100 quilômetros (685 milhas) do Ártico do Canadá para a Sibéria, diz Joe Stoner, um paleomagnetist Universidade Estadual do Oregon.

"Ele está se movendo muito rápido", disse ele.
"Nós estamos vendo algo que não aconteceu, pelo menos, 500 anos." pólo norte magnético da Terra estava correndo em direção à Rússia em cerca de 64 km (40 milhas) por ano devido a mudanças magnéticas no núcleo do planeta, mas novas pesquisas confirmaram que agora o pólo está galopando em direção a Sibéria...

Isso deve nos dizer algo, não?
Tal qual um lar desfeito, em que os móveis devem ser trocados, o endereço, os documentos e novos rumos devem ter prioridade, assim será após os dias violentos.

Tudo novo, uma nova maneira de ver sua existência, seja em qualquer Galáxia, planeta ou ambiente, por isso é necessário ter muita informação para que daqui em diante seu novo MUNDO seja do jeitinho que você sempre desejou.

laura botelho




meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos