Google

Translate my page Google

28 de ago de 2009

Muita notícia sinistra...

CNBC 27 de agosto de 2009 1.000 Bancos vão falhir nos próximos dois anos: Bank CEO O sistema bancário E.U. vai perder cerca de 1.000 instituições ao longo dos próximos dois anos, disse John Kanas, cuja empresa de private equity comprou BankUnited da Flórida, em maio.
28 de agosto de 2009 BBC Brasil Desemprego no Japão é o mais alto desde a 2ª Guerra Mundial A forte queda nas exportações japonesas fez com que o país apresentasse um déficit comercial de 952,6 bilhões de ienes (US$ 9,9 bilhões) em janeiro, o mais alto desde que os dados começaram a ser registrados. Os indicadores confirmam a gravidade da recessão que tem atingido a segunda maior economia do planeta.
Myanmar forçam "30.000" a fugir para a China 28 de agosto de 2009 11:11:55 GMT Fonte: Reuters Myanmar é a antiga Birmânia. O país vive uma ditadura militar.  
* O conflito irrompe entre Mianmar e grupos étnicos * 30.000 refugiados atravessam a fronteira 
Os confrontos que eclodiram entre as forças Myanmar e um grupo armado étnico no nordeste forçou dezenas de milhares a fugir através da fronteira para a China. O problema pode aumentar as tensões entre a China e Mianmar, cuja junta militar olha a Pequim como um dos seus poucos aliados diplomáticos e uma fonte crucial de investimento. 
Kokang, onde o problema surgiu, é o lar de muitos cidadãos chineses étnicos. Um homem chinês em seus 40 anos, que fugiu de volta para a cidade fronteiriça de nansan após a execução de um comerciante em Kokang há mais de 10 anos, disse à Reuters que pelo menos 10 civis foram mortos. 
"Eles não estavam dispostos a abandonar tudo o que tinham trabalhado para em Mianmar na década passada, e se recusou a fugir, e então eles foram mortos", disse o homem, de sobrenome Cao, acrescentando que todos os seus bens em Mianmar, que no valor de centenas de milhares de yuan, tinha sido roubado. 
Os refugiados estavam sendo dirigidos a sete pontos de coleta, para receber macarrão instantâneo, água e abrigo temporário, disse uma fonte local. "Isso vem acontecendo há muito tempo. O exército não só aumentou as tensões e causou desconforto com os grupos étnicos, eles estão forçando os laços com a China", disse Aung Zaw, editor do jornal tailandês baseado revista Irrawaddy, à Reuters. 
"A maior preocupação é a estabilidade de Pequim, perto da fronteira, e não está satisfeito com o que está acontecendo agora." Ele Shengda, um especialista sobre a região de Yunnan, na Academia de Ciências Sociais, disse que os esforços de Mianmar para impor seu controle sobre a região, corria o risco de ignição conflito mais amplo.
24/08/2009 - 21h20 da Folha Online Um pó fino, de cor amarelada e aspecto semelhante a um talco, cobriu diversas cidades do interior do Paraná na madrugada de sábado (22) para domingo. 
Segundo o secretário de Meio Ambiente de Ivaiporã, Elias Cruz Leão, há relatos do fenômeno em um raio de cerca de 200 km –envolvendo as cidades de Faxinal e Cândido de Abreu. 
Segundo Leão, na manhã de domingo a cidade amanheceu coberta com o pó, deixando os moradores intrigados. Ruas, casas, carros e árvores ficaram cobertos por uma camada fina do material. Na mesma manhã, a chuva que atingiu a cidade levou embora a maior parte da cobertura amarelada. Ainda não se sabe do que se trata o pó amarelo, mas a prefeitura recolheu amostras em diferentes pontos da cidade e na zona rural. 
Elas foram encaminhadas para análise no Instituto Ambiental do Paraná. “Não sabemos se foi um fenômeno natural ou provocado, ou se o material é orgânico ou químico. Mas já recomendamos à população que evite tocar no pó, como medida de precaução”, disse. Leão afirmou que a extensão do fenômeno impossibilita qualquer tipo de suspeita. 
Ele diz que na região não há indústrias grandes, que poderiam ser responsáveis pela emissão do pó, e acha difícil que seja pólen vegetal. “Moro aqui há 40 anos e nunca vi uma coisa dessas. Eu também estou curioso para saber o que é”, disse. fonte: Folha
BBC Brasil 19 de agosto 2009 “El Niño” pode afetar padrões climáticos nos próximos meses, dizem especialistas Notícia divulgada pela Organização Mundial de Metereologia, com sede em Genebra. Indonésia e Malásia sofrem com a seca Dizem eles que os padrões climáticos para os próximos 6 meses deverão ser diferentes, devido ao impacto do fenômeno El Niño, no Oceano Pacífico. 
O correspondente da BBC David Bamford diz que nas últimas semanas fazendeiros do sul da Ásia ficaram alarmados com a falta das tradicionais chuvas de monção, que atingem a região nesta época do ano. Uma névoa forte encobre partes da Indonésia e Malásia. 
A seca está causando um efeito devastador nas lavouras e nos estoques de alimentos no Quênia e leste da África, enquanto que o número de furacões no Caribe diminuiu muito. 
Segundo a Organização Mundial de Meteorologia, todos estes eventos climáticos parecem estar interligados e podem ser conseqüência do El Niño. O modelo de clima da Organização Mundial de Meteorologia pode fazer previsões mais precisas apenas para os próximos meses e sugere que os efeitos do El Niño poderão ser sentidos até, pelo menos, março de 2010.
“Onda de frio mata quase 250 crianças no Peru”, BBC Brasil, 13 de julho de 2009 Quase 250 crianças com menos de cinco anos de idade já morreram no Peru devido a uma onda de frio intenso que atingiu a região sul do país três meses antes do esperado. 
Segundo o jornal El Comercio,as temperaturas nesta região chegaram aos -20ºC desde março. Até o momento, um total de 246 crianças morreram. Este número representa um aumento de 40% em relação ao número registrado no mesmo período de 2008, segundo o jornal peruano El Comercio. Collyns disse que dezenas de crianças morrem todos os anos durante o inverno no Peru devido a pneumonia e outros problemas respiratórios, principalmente no sul dos Andes. 
No entanto, em 2009, as temperaturas baixas começaram em março. Especialistas acreditam que a mudança climática no planeta pode estar por trás da chegada do inverno mais cedo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não serão publicados comentários racistas, chauvinistas, sexistas, feministas, flamenguistas, partidaristas ou que enalteça um ditador de bandeira vermelha de qualquer país. Tão pouco não serão publicados ataques pessoais entre leitores ou a autora desse blog. Nem pensar publicarei observações ortográficas relativas aos meus erros crassos do Português, pois faz parte do meu show. Anônimos continuarão anônimos, não publicarei. Para ser sincera, não gosto de comentários. Não escreva.
laura botelho

meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos