Google

Translate my page Google

28 de ago de 2015

Video - Civilizações nascem e morrem

Os antigos tinham uma consciência (conhecimento) mais avançada do que nós sobre os movimentos do Universo (macro) e sua correlação com os movimentos dos menores organismos vivos na Terra (micro).

Alice no país das maravilhas
Esses povos eram subordinados aos prazeres e desprazeres dos deuses (reis) - e tinham pleno entendimento sobre isso. Conviviam numa simbiose perfeita. 

Mas... com o passar dos tempos, algo deu errado quanto a essa "interação", entre o sacrifício humano em troca de vida boa. Houve revolta.

Talvez o despertar da percepção tenha se dado por essa negativa experiência parasitária e consequentemente sua necessidade de libertação, passando a informação de célula em célula através dos genes, como um código secreto, pronto para ser decifrado a partir dos links feitos com o que foi deixado para nós em cada canto do planeta.

São formas complexas de informação que precisam ser meticulosamente analisadas, comparadas e entendidas por aquele que "despertou" o programa interior.

Cada um de nós tem um script particular e sensível a um nível de entendimento singular - uns enxergam mais rápido e outros bem devagar e outros são resistentes a essa mudança de programa que os mantém prisioneiros nesse círculo de paradoxos. 

As civilizações nascem e morrem como uma flor
Como um mecanismo perpétuo de abre e fecha de portas para outros "mundos". Esse "mundo" que experimentamos hoje, já acabou, e o que nos resta é fazer uma escolha intuitiva para encontrar a "porta" que caiba em nossas expectativas. 

Se ela é grande ou pequena... você terá que descobrir - e bem rápido.
laura botelho

Civilizações Mayas, Astecas e Incas


Templo de Chichen Itza 30 dias por segundo.

meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos