Google

Translate my page Google

14 de mai de 2014

Homo Capensis, os deuses do Sempre

"Um homem é um deus em ruínas" 
Ralph Waldo Emerson

“O homem é um deus preso no corpo de um animal” – pensamento de acordo com a filosofia dos antigos. A queda [de sua alma] foi seguida pela introdução da ideia da dualidade  - bem/mal – certo/errado – verdadeiro/falso – justo/injusto

Sentimentos opostos pregados pelas religiões com objetivo de levar essa alma “esquecida” a vagar nas trevas de um lado ao outro, até que um dia ela encontre a porta central, o caminho do meio, o equilíbrio entre esses sentimentos tão antagônicos.

Os humanos continuam lutando entre esses dois pólos sem perceber que deus (bondade) só serve de alguma coisa se existir o pobre do diabo! (maldade), por isso o “diabo” – aquilo que divide – tem um poder especial, o de manter a cola entre a súplica e o perdão.

Observe que a palavra: "preso", reforça a condição em que nós - deuses que somos - nos encontramos mergulhados na total ignorância sobre o que nos “prende”, “acorrenta”, “isola” entre paredes invisíveis, confinados a um espaço sombrio, privados de luz = conhecimento/consciência - sobre nossa imortalidade e a força que temos, nos subjugando como servos de um “senhor” qualquer.

Esse corpo não é nossa verdadeira casa, mas apenas um veículo transitório que apenas reflete aquilo que aprendemos, ou não, “nessa prisão”. Um ambiente material/orgânico onde experimentamos tudo que precisamos experimentar - aprender e assimilar - para não precisar voltar outra vez (reencarnar).

Esse corpo/casulo que envolve a alma deve ser muito bem cuidado, bem tratado e auto gerenciado. Esse corpo é o canal de comunicação entre o mundo físico e o seu espírito. É a igreja onde habita deus = você.

Dr. William A. Tiller foi professor, e também presidente, do Departamento de Ciência dos Materiais e Engenharia da Universidade de Stanford. Foi editor associado da Revista de Medicina Holística e publicou mais de 90 trabalhos adicionais na área de psychoenergetics (Psicoenergia)

Dr. W. Tiller
Dr. Tiller afirma que: a consciência humana afeta a energia e a matéria.
Há abundância de dados que mostram que os seres humanos podem ter um efeito significativo sobre a realidade física. Não importa o quanto a ciência Cartesiana negue isso. Não importa o quanto as religiões impeçam de você acreditar em si próprio ao invés de um símbolo.

A alma ativa a matéria através da intenção
A partir do momento que o veículo (corpo) se torna mais consciente - tem mais consciência de fatos, eventos, mais informação, ele muda a realidade (matéria) de forma significativa.

Hoje há uma grande quantidade de dados experimentais na área geral de psicoenergia associado com o foco direcionado da intenção humana. Experiências que atestam a existência desses processos exigem o envolvimento do fator emocional, mental, espiritual e outros domínios da natureza denominados "energias sutis". 

Energias sutis podem ser definidas como todas as energias além daquelas atualmente reconhecidas pela física. Os seres humanos têm a capacidade de promover essa energia sutil, mas exige se sustentabilidade, comprometimento, uma intenção dirigida, tal como acontece quando as pessoas meditam juntas ou oram juntas por um ideal edificante. 

Quando elas saem dessa reunião todos se sentem bem porque estão conectados e fortemente energizados. A intenção não só é importante na produção de um efeito psicoenergético como também o estado fisiológico que desempenha um papel-chave em todo processo.

Se as pessoas fazem isso (se reúnem) dia após dia, semana após semana, mês a mês, eventualmente, criam o que Dr. Tiller chama de "espaço sagrado" - Se o local é uma catedral ou um local qualquer - esse ambiente fica impregnado de energia sutil que pode ser canalizada, focada, direcionada para o que desejarem.

Mas não se pode ter êxito nessa missão sem que tantos outros sejam influenciados, porque estamos enredados, verdadeiramente conectados a esse nível

As energias sutis funcionam no universo e podem ser dirigidas por pessoas suficientemente evoluídas, desenvolvidas e coerentes para um bem comum, ou... podem ser usadas para outros fins não altruístas.

O universo é constituído por estruturas microscópicas e de uma grade geométrica harmônica que produz causa e efeito, de modo que nada é aleatório, tudo está sendo produzido, conscientemente ou inconscientemente nesse holograma.

Um holograma, basicamente, é um padrão de energia coerente e o padrão tem um caráter tridimensional em um quadro espaço-tempo que representa uma informação particular.

Imagine se todos entendessem esse processo sistêmico e CONSCIENTEMENTE empregassemos essa energia sutil para uma harmonia Global?

A energia básica já está lá em uma forma incoerente, e nosso trabalho é torná-lo coerente, focado, direcionado, canalizado para que ele se materialize a nosso favor. Podemos fazer isso através do desenvolvimento de sintonia com a Natureza através da nossa meditação, nossos pensamentos e principalmente de nossas ações

A disciplina de autogestão
A Intenção humana pode ter efeitos robustos na realidade física, na saúde, na experiência como interagimos com o ambiente. A magnitude dos efeitos físicos gerados pela intenção aumenta com a prática continuada de autogestão e assim, há coerência da fonte humana.

A autogestão permite a entrada fácil para este estado de coerência do organismo, que por sua vez fornece vários benefícios elétricos e químicos para o seu corpo

Pessoas com formação suficiente de autogestão interna e coerência são capazes de imprimir uma intenção específica, o que num estado fisiológico incoerente não se aplica com facilidade.

Incoerência significa que raios de luz (fótons/energias/pensamentos/ondas)
estão todos fora de fase um com o outro, e teremos o que é chamado de interferência destrutiva das ondas de luz. A polaridade, a dualidade leva a mente a incoerência, a autodestruição.

Não há começo, não há fim,
só há mudança

A alma promove a intenção. 
A intenção é impressa em algum formato na mente, malha de rede universal. Essas ondas de consciência (informação) de seu espírito serão propagadas da mente rede para uma estrutura de rede maior sem seu conhecimento, pois é um processo natural.

Todas as coisas são possíveis,
mas algumas são mais prováveis.

Uma imagem análoga para entender:
Se você teclassem seus pensamentos no seu perfil do Facebook, eles seriam visto por muitos dos seus amigos ou milhares de outras mentes independentes do espaço/tempo. Muitos seriam tocados por suas palavras lá no Iraque, na Malásia ou numa ilha distante no espaço terrestre. Seriam tocados em poucos segundos ou em alguns dias, 3 anos ou até 20 anos depois, não importa o tempo.

Mas para que muitos vejam seus pensamentos transcritos (intenção) em símbolos gráficos (palavras), essas pessoas precisam estar “coerentes” – devem fazer parte de uma rede de amigos/seguidores – devem estar conectados a um veículo – Facebook – devem desejar ler/saber o que você escreveu (foco).

Num cenário incoerente – ou seja, sem muitos amigos na rede, sem um veículo (uma rede social) a compartilhar a mensagem/informação, ela se perderia na malha e apenas um número pequeno de mentes seria tocada pelo seu pensamento.

As pessoas não levam a sério esse sistema tão simples. Não entendem o potencial de o seu próprio poder pessoal. Doam sua liberdade de escolha, sua energia para um grupo sombrio.

Mesmo que no fundo muitos saibam como as coisas funcionam, duvidam que em um nível consciente possam ter êxitos nas suas vidas. São medrosos e inseguros e precisam sempre de um SER SUPERIOR a eles para que lhe “conceda” essa dádiva - de mudar as coisas - que é sua força naturalmente...

Autodomínio da mente e autocontrole da emoção
Sem livre escolha não há crescimento interno real. Livre arbítrio é a chave para as mudanças. Não delegue a outros seres suas expectativas, suas inseguranças. Creia em ti e aprenda a controlar seus temores, suas emoções.

Em última análise; o Universo é a nossa sala de aula e à medida que construímos a nós mesmos através do conteúdo de informação que criamos em nossas almas, estamos continuamente restaurando a energia para os nossos universos pessoais.

Muitos papas admitiram
que Jesus Cristo nunca existiu

O Papa Francisco revelou aos fiéis presentes na missa de 12 de maio 2014 que pode haver uma expedição de marcianos chegando e que se eles desejarem, serão batizados...


E daí? Daí que “marcianos” são arianos, “aliens” que governam a Terra, hoje e sempre. Eles não “estão chegando”, pois nunca saíram daqui, mas estão avisando pelos canais "competentes". Mas estão desejosos de retornar ao poder as claras, já que foram descobertos, mesmo usando de todos os recursos primários de hipnose de grupo como a técnica da re+ligação (religião) com os deuses.

Isso explica a coisa do: “Jesus ta voltando!” – Leia-se: Enki e Enlil não querem mais brincar de gato e rato com humanos. Eles vão afastar os “laranjas” e mostrar a cara em breve.

Historiadores católicos se contorcem quando lêem que o Papa Júlio II (1443-1513) disse: “Muitos religiosos vivem suas vidas em torno de uma ficção” "Os cristãos são instáveis, iletrados, massas supersticiosas"
(Enciclopédia de Diderot, 1759)

Já o Papa Paulo III (1534-1549) disse: "não há nenhum documento válido para demonstrar a existência de Jesus Cristo". Ele foi um dos muitos papas que negavam a existência de Jesus Cristo.

Papa Bonifácio VIII (1294-1303) se levantou em um Conselho Geral da Universidade de Paris e na frente do rei Filipe da França, 5 arcebispos, e 22 bispos disse;

Não houve Jesus Cristo e a Eucaristia é apenas farinha e água. Maria não era mais virgem do que a minha própria mãe, e não há mais mal em adultério do que esfregar as mãos

(A História dos Papas, Dr. Joseph McCabe, Reitor da Universidade de Buckingham;. D de 1955; CA Watts and Co, de Londres, também, Encyclopedia Britannica)

O Papa Leão X em 1514, em companhia de 7 íntimos (Annales Ecclesiastici) no Vaticano, elevou um cálice de vinho para o ar e bradou:

"Como bem sabemos o que uma superstição rentável esta fábula de Cristo tem sido para nós e nossos predecessores".

Pronunciamento do Papa Leão X está documentado nos autos do cardeal Pietro Bembo (Suas cartas e comentários sobre o Papa Leão X, Reprint 1842) e Cardeal Jovius (De Vita Leonis X, publicado originalmente em 1551).

Se você rastrear a Maçonaria, através de todas as suas ordens, até chegar ao grande chefe do mundo, você descobrirá que o indivíduo Chefe da Companhia de Jesus e o Superior Geral da Ordem dos Jesuítas - é a mesma pessoa.

James Parton (historiador americano)
"Os jesuítas são uma organização militar, não uma ordem religiosa. Seu chefe é um general de um exército, não o mero abade padre de um mosteiro. E o objetivo desta organização é poder, poder em seu exercício poder absoluto mais despótico, o poder universal, o poder de controlar o mundo pela vontade de um único homem”

A imagem da Igreja Católica e a Ordem dos Jesuítas, nos trás uma ideia muito dócil e de aparente benevolência com a humanidade, uma imagem como a de um lobo faminto e astuto trajado em pele de cordeiro, cercando o rebanho para ele não fugir...

Os jesuítas foram banidos da Rússia em 1786; foram expulsos da Espanha em 1820; de
Portugal, em 1834; da Espanha, em 1835; da Suíça, em 1848; da Alemanha em 1872. Na Itália, os seus colégios e estabelecimentos foram gradualmente retirados dos jesuítas, a partir de 1859.

Na América Latina, os jesuítas foram suprimidos na Guatemala em 1872; no México, em 1873; no Brasil, em 1874; no Equador e Colômbia, em 1875; e na Costa Rica em 1884.

Mas eles não “sumiram” de vez, e para se manterem presentes sem chamar atenção até os dias de hoje, se infiltraram nas sociedades secretas ou de grupos maçônicos, em posições e vocações de poder e autoridade para restabelecer seu domínio. E dentro da Maçonaria continuaram a reescrever a história.

Tomaram o controle do sistema educacional em todo o planeta para finalmente controlar seus filhos. Pare e pense no nome e direção da instituição de ensino que você estudou, se você tiver mais de 50 anos de idade. Padres estavam na direção da escola? Havia um “irmão” dando aulas e orientando seus pais sobre suas notas e comportamento? Pense.

Todas as nações que foram fundadas em princípios de Deus da liberdade e fraternidade escreveram uma história humana em seus livros que não expõe a realidade.  Nos currículos escolares, e no relato da mídia, nós perdemos nossa identidade, somos apenas um conjunto de “leis e regras” morais a serem cumpridas, segundo as leis de um tal deus que nunca vimos.

Paracas é uma península no deserto localizado no interior da província de Pisco, na Região Inca, na costa sul do Peru. Foi em Paracas que o arqueólogo peruano, Julio Tello, fez uma descoberta em 1928 surpreendente, de 300 crânios alongados, que datam de mais de 3.000 anos – foram achados num cemitério enorme contendo túmulos cheios com os restos de indivíduos com os maiores crânios alongados já encontrados em qualquer lugar do mundo. 


Os fragmentos do DNA estudados indicam que estamos lidando com uma nova criatura “tipo humana”, muito distante do Homo sapiens, Neandertais e Denisovans.

O volume craniano é de até  25% maior  e  60% mais pesado  do que os crânios humanos convencionais e apenas uma placa parietal, em vez de duas, o que significa que  não poderiam ter sido intencionalmente deformados  pela cabeça por achatamento. 
  
Na antiga Israel, o Kohen Gadol (Sumo Sacerdote) usava um cocar chamado Mitznefet - muitas vezes traduzido para o Inglês como "mitra" e anexado ao que era o Tzitz, uma placa de ouro maciço com a inscrição "YHWH”.

O deus "Mitra" é original da religião védica indiana há mais de 3.500 anos, com estimativas conservadoras. Mitra ficou conhecida como "Mitra" ou "Mihr", como ele também é chamado em persa, uma palavra indo-iraniana que significa "contrato, acordo, aliança".

Na Babilônia, Mitra foi identificado com Shamash, o deus do sol, e ele também é Bel, na mesopotâmica e cananéia como divindade solar fenícia. Mitra também é Apollo.

O deus Mithra (ou Mitra) tem uma história “original”. Mitra foi clamado por seus seguidores como O “Filho de Deus”. Mitra é freqüentemente representado carregando um cordeiro em seus ombros. A sua querida mãe também era virgem, assim como a mãezinha de Horus, Bhuda e outros. Um comportamento muito comum no passado da humanidade. Mães solteiras do signo de virgem, como hoje...

Mitra na pedra - Basílica São Clemente - Vaticano
Mitra surgiu de Petra (Pedro) a rocha sagrada do mitraísmo. Ele se dizia "poderoso em força, poderoso governante, o maior rei dos deuses, Senhor do céu e da terra, Deus dos Deuses!" Mitra também foi considerado "o mediador" entre o céu e a terra.

  • Mitra nasceu em 25 de dezembro da jovem Nahid Anahita ('imaculada') a virgem.
  • O bebê estava enrolado em panos, colocado em uma manjedoura com a participação de pastores.
  • Mitra foi considerado um grande mestre viajante e que realizava milagres.
  • MItra tinha 12 companheiros ou "discípulos" e era Identificado tanto com o leão e o cordeiro.
  • Mitra sacrificou-se para a paz mundial e ascendeu ao céu.
  • Mitra era visto como o Bom Pastor, o "Caminho, a Verdade e a Luz", o Redentor, o Salvador, o Messias.
  • Seu dia sagrado era domingo, "dia do Senhor"

A caverna mostrada em Belém como o local de nascimento de Jesus era na verdade um templo de pedra em que o deus Tammuz ou Adonis (Thoth) era adorado. O fato do culto de um deus em uma caverna era comum no paganismo: Apollo, Cybele, Deméter, Herakles, Hermes, Mitra e Poseidon foram todos adorados em cavernas.

Após a campanha militar de Alexandre, o Grande, no século IV aC, a devoção a Mitra tornou-se a "divindade favorita" da Ásia Menor, um mito que serviu de base para dar continuidade a farsa que dura até hoje, mas com outros nomes.

O chefe supremo da organização mitraica era chamado de parto pater, ou Papa, e residiu em Roma na gruta do Vaticano. As evidencias sobre Mitras permanecem na Colina do Vaticano, encontram-se  por baixo  dos novos edifícios cristãos, o que  comprova  que o culto Jesus é uma “releitura” da estória de Mitra.
  
Thoth foi “Moisés” e também Akhnaton, Melquisedeque, Hermes, Merlyn e tantos outros no decorrer da história da humanidade. Suas palavras ganharam vida ao longo dos tempos através de seus Avatares/personagens mambembes. Suas leis, desejos e pensamentos foram reforçados e atualizados por grupos que trabalham para esse objetivo – manter o controle da humanidade através dos símbolos.

Adicionar legenda
Moisés (Thoth) é o autor do hebraico Torah (os 5 primeiros livros do Antigo Testamento). Foi quem disseminou via Tradição Oral o Talmude Babilônico. A Bíblia não é um tomo judeu, mas um texto puramente de leis e cultura dos egípcios. Um grande segredo mantido por longo tempo, até agora.

Os Dez Mandamentos dos druidas eram quase idênticos às dadas por “Deus” a Moisés. Como tantos personagens bíblicos - Enoque, Abraão, Noé, Davi, Salomão, José de Arimatéia, Jesus, e assim por diante – foram baseados nos arquétipos lendários dos druidas. 

Termos como Israel, judeu, Judite, Yahud, Jeová, Adonai, Aton, Amém, Elohim, Cristo, Jesus, Messias, Josué, Isaac, David, Salomão, Moisés, e assim por diante, foram originalmente denominações druidas ou arianas

Esses termos foram plagiados e deliberadamente traduzidos de forma a atender interesses dos que sabem mais, com objetivo de ocultar as origens pagãs de todas as religiões, mais precisamente, esconder o fio da meada.

O culto solar de Akhenaton/ Mitra foi introduzido por certas famílias de elite em muitos países, incluindo a Grã-Bretanha, Grécia e Itália por maçons e sociedades secretas de geração a geração.

As alterações e re-edição dos textos antigos foram feitos por Josefo e Francis Bacon e outros tantos a seguir, apenas reafirmando um texto primitivo que mantém os homens cegos. Mas em tempo de internet – dessa teia global de informação – insistir em viver na ignorância cega é pura questão de escolha, diferente dos tempos em que poucos detinham os livros e todo conhecimento sobre tudo.

(Números 31:7-18 NVI) 
Eles atacaram Midiã, assim como o Senhor (Enlil) tinha ordenado a Moisés (Thoth) e mataram todos os homens. Então, o exército israelita capturou as mulheres e as crianças midianitas e tomaram o seu gado e ovelhas e toda a sua riqueza como pilhagem. Eles queimaram todas as cidades e aldeias onde os midianitas tinham vivido. Depois que eles se reuniram a pilhagem e cativos, pessoas e animais, eles trouxeram todos para Moisés e Eleazar, o sacerdote, e para toda a comunidade de Israel, que estava acampado nas planícies de Moabe, junto ao Jordão, na altura de Jericó. Moisés, porém, estava furioso com todos os comandantes militares que haviam retornado da batalha e bradou:

"Por que vocês deixaram todas as mulheres viverem? "ele exigiu" Agora matem todos os meninos e todas as mulheres que dormiram com um homem. Apenas as meninas virgens poderão viver

Achou esse meu texto misturado? Tá confuso? Sem pé nem cabeça?

Isso porque você só vê partes, tem poucos “links”, poucas informações para costurar esses retalhos. O que estou promovendo aqui é a pesquisa. Eu já fiz a minha e estou lhe dando frações dela para que você encontre suas próprias respostas.

Perceba que somos pura energia aprisionada em um ambiente de carbono e outras ligas. Um grupo que vive mais tempo [além da nossa restrita fonte de informação] está no comando há gerações e se mantém nela através da propagação de símbolos. Uma eficiente estratégia para manter muitos sedados e aprisionados em seus corpos por muito tempo. Sem deixar de mencionar que esses símbolos passam de pai para filho, contaminam gerações, caso não paremos o script rapidamente.

Nosso tempo de existência em relação aos deuses é comparado a de uma mosca. Morrem as moscas, mas a merda continua a mesma. Eles ficam (são imortais diante de nosso curto tempo nessa dimensão) e movimentam e orientam a história conforme suas prerrogativas. Mudam, atualizam os programas (crenças) conforme a necessidade da era em questão.

Não tarda muito, eles abaterão alguns bilhões de seres humanos (catástrofes/guerras/epidemias) para tornar o controle do rebanho mais fácil. Eles estão preocupados com a disseminação da informação na rede. Isso estraga seus planos, pois pode “despertar” um grupo maior que ainda permanece sedado e dependente do Bolsa Família.

Muitos que evoluem dão um salto na informação, recebem a luz e saem do jogo, pois "eles" não podem mais conter / aprisionar nessa restrita, pequena, apertada, sombria dimensão de corpos que não comportam tanta energia!

Os que permanecem na ignorância de sua existência vão ficando, vão rezando, vão adorando, vão suplicando até que um dia... despertem também.

laura botelho





meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos