Google

Translate my page Google

8 de jul de 2013

Mitose celular em escala hiperdimensional


"Caindo a polaridade - não pensando em termos de bom ou ruim, mas vendo a integridade e a conclusão e perfeição da vida É uma mente muito clara, emocional e resposta do organismo. A resposta do corpo é aquela em que seu corpo simplesmente faz, não reconhecer o bem ou mal, mas vê-se que há um propósito maior por trás de tudo ". 
Drunvalo Melchizedek em mudanças no DNA e ativação

Como postei em textos anteriores, escreverei bem menos que antes, pois não vejo muito que agregar de informação que a maioria já não saiba. Entramos num novo ciclo de conhecimento e ele está nítido no que implica na ressonância e coerência com seus iguais. O que antes não se podia enxergar, agora está claro e na ponta do nariz. Não vê quem não quer.

De agora em diante é pura questão de escolha.
Escolher mudar sua postura diante da sua conturbada existência ou mante-la do jeitinho como está. O que tínhamos que saber já sabemos – individualmente em grau maior ou menor - mas ainda assim conscientes que nada mais é o que “acreditávamos” ser.

Tudo mudou, nada mais faz sentido se tomada a regra antiga. Os padrões e modelos do velho mundo ruíram e pouco sobrou para aproveitar a não ser não repetir os mesmos erros que nos levem a atalhos tortuosos no caminho.  

Estamos diante do grande salão dos espelhos e podemos ver nitidamente o reflexo daquilo que não queríamos enxergar.

O elefante sempre esteve no meio da sala, mas não queríamos ver, talvez por medo justamente de ter que tomar as rédeas da vida e de nossa responsabilidade sobre nossas próprias experiências. Não dá mais para esconder o elefante, minha gente... A realidade é dura, dramática, grandiosa e assustadora, e serão poucos os que vão trilhar o caminho do meio e manter o equilíbrio daqui em diante.

Catalisadores experienciais estão empurrando as pessoas de cima do muro, forçando-os a descobrir quem realmente são e o que representam na sociedade ou nos grupos familiares. Espero que você que lê e pesquisa sobre tudo seja um desses que deu o salto na qualidade de informação e viaja tranquilo observando as mudanças com relativa serenidade evitando a polaridade dos assuntos.

A Mudança
O mundo está experimentando agora uma separação de caminhos entre os setores da população. Quem não está mais em ressonância com o outro se afasta ou cria antipatia. É uma fração de campo, uma clivagem de campos - separação ou diferenciação dos grupos sociais, por razões ideológicas, religiosas, culturais, econômicas ou étnicas.

O fenômeno da polarização começa com desinteresse mútuo entre indivíduos de caminhos incomuns. Pode haver confronto radical e separação, afastamento ou circunstância que pode simplesmente trazer uma despedida suave consciente de suas convicções. A medida que o tempo passar as pessoas se reunirão em seus domínios coletivos mais harmoniosos. Haverá um abismo entre dimensões de percepção até o momento da partilha coletiva universal...

Separação de “mundos”
Os requisitos de aprendizagem de cada esfera coletiva podem tornar-se tão contraditórios que eles não poderão mais compartilhar o mesmo espaço, o mesmo cronograma, a mesma densidade dimensional seguindo uma trajetória diferente para seu futuro.

Forças de dimensões negativas conspiram para uma retomada de ação iminente. Eles desejam coibir essa debandada geral de mundos diferentes dos que eles têm controle. Para maior manejo da manada, do gado, é necessário que TODOS estejam no mesmo ambiente, no mesmo cercado, com o mesmo comportamento – o de seguir um guia, um sino, um pastor, um rei, um líder, condutor.


Caso contrário, se um resolver pular a cerca ou desviar o grupo da ordem, este será contido. É hora das “ovelhas negras” atuarem com inteligência e não com estripulias evitando chamar atenção dos predadores... se é que vocês me entendem.

Os que transitam em frequências de quarta dimensão negativa estão contando com uma supressão da frequência em massa bloqueando a humanidade em um “futuro provável”, com objetivo de colher boas safras de energia mantendo-os fortalecidos nesta densidade ou numa próxima. 

Isso significa assimilação genética com outros seres causando a perda da intuição e informação adquirida anteriormente retornando a escravidão espiritual e não mais distante dessa etapa a robotização da mente humana através do transhumanismo galopante. A maquina não saberá que tem uma alma e lutará para manter a matéria a todo custo.

A escolha coletiva materializa o cenário a que mais se identifica e se um grupo escolher a negação do livre arbítrio isso significa dar forças para que energias negativas possam reescrever a história (como fizeram antes) a fim de expandir e solidificar o controle no presente e futuro. 

Os antigos nos deixaram muitas mensagens e muitas delas nos orientando a ouvir nossa intuição e lembrar quem somos e relevar a essência da nossa alma. Na verdade, são âncoras de frequências deixadas para nos mostrar que a vibração que temos determina a dimensão que passaremos a atuar.


Se você teme a tudo, você será guiado por alguém que lhe diga o que fazer. Se você é forte e seguro sobre suas convicções e tem um grau de evolução que estabelece suas escolhas com equilíbrio, você estará fora dessa corrente que arrastará milhões. Você escreve seu mundo.

A manipulação ocorre através da vulnerabilidade espiritual, psicológica e emocional do indivíduo. Assim, o método preferido de manipulação é a programação do cérebro enquanto o individuo não tem consciência sobre quem ele é.

Existem frequências de supressão e frequências de libertação. 
Você não só é um exemplo para os outros, você também ajuda a expandir a dimensão do Campo local e global. Suas emoções são imitadas e compartilhadas com o seu grupo social. Mantenha o seu equilíbrio através da turbulência. Não conduza ou seja lanterna de ninguém, mas brilhe como um farol em meio à neblina. Fique parado e aguarde quem foi atraído a você chegar e não o contrário.

A física quântica calcula futuros prováveis ​​e a consciência (mente) seleciona um deles para experimenta-los. Textos antigos atestam que tudo é mente (energia/alma) que tudo vibra e essa vibração é conduzida – trabalha conforme uma determinada frequência.

Cada ser vivo é exclusivamente consciência de uma assinatura vibratória única. A alma transmite um rico espectro de vibrações, que através do princípio da ressonância (lei da atração) atrai um espectro correspondente de experiências, e aprender uma lição antes do tempo o impede de se manifestar como experiência física.

Energias de uma frequência em comum compartilham dimensões comuns da experiência e tendem a se cruzar na vida atraindo umas as outras. Conforme vibramos influenciamos experiências e a experiência influência o tipo de vibração que experimentamos. Essas vibrações podem ser moldadas por nós, pois temos controle sobre o que sentir e “como” sentir.

O indivíduo que entende quem é e o que é, sabe fazer escolhas e determina o que é melhor para ele o que impede de ser movido para outros planos dimensionais inferiores. É a consciência que determina o espaço temporal e detém a livre escolha de experimentar o que deseja.


A manipulação da realidade comum tende a ocorrer com elementos que não estão vinculados ao seu livre arbítrio, aqueles que são inconscientes de seus poderes de energia. 

É por isso que os ataques vêm das sombras, pois é uma estratégia mental e não material. Quaisquer tentativas de seres de 4D (dimensões) sobre quem tem segurança sobre suas escolhas será infrutífera e isso os deixa sem controle.

Um indivíduo com pseudo conhecimento (contra informação) está em maior perigo do que aquele que não tem conhecimento nenhum, porque seu livre-arbítrio está ligado a pseudos elementos, aqueles que não estão firmemente enraizados na realidade objetiva. Isso envolve a manipulação causal – a distração e diversão de grupos e campos coletivos.

Vibrações são ondas com amplitude, frequência e fase. 
Amplitude é a força, a frequência a rapidez de oscilação e para que uma onda de energia venha a existir e propagar tem de haver uma fonte e meio (médium) - o que gera a vibração e quem transporta a informação. Por exemplo, o som das cordas de um violão propagam vibrações que viajam através do ar sob a forma de picos de ondas alternadas, nada diferente da vibração da alma, que dependerá do “foco” musical de quem dedilha as cordas.

Sua vida pode ser um tema de samba canção, um chorinho ou um Rock Metal, você escolhe o que quer ouvir e sentir. O campo vibratório da alma consiste de campos e ondas de energia modeladas de informação - pensamento e emoção - muito mais sutis do que campos elétricos ou magnéticos, razão pela qual não podemos medir e detectar (ainda) a alma de alguém com os aparelhos simples que temos.

Frequência determina quais informações podem ser acessadas. A intensidade de iluminação (amplitude da onda) determina o grau do que podemos projetar na realidade. Quanto maior for a informação, mais precisa e completa será espelhada.

Nossos pensamentos determinam o ângulo e a força da nossa intenção que determina a precisão do que nitidamente se manifesta. Nossa natureza emocional é complexa e as frequências que a compõem são numerosas. Cada pessoa tem um espectro de vibração única, embora diferentes indivíduos possam compartilhar determinadas frequências, cada um terá uma visão/sensação diferente inigualável, um caminho de aprendizado único de sua existência em cada dimensão.

Nosso temperamento reflete nossa natureza e determina o domínio e qualidade de nossas experiências. Energias de maior complexidade de informação compreendem e percebem as energias mais limitadas, o que não ocorre o contrário. Um exemplo simples está entre uma criança e um adulto ou um cão e o homem – são campos hiperdimensionais diferentes com aparelhos diferentes e sensações e traduções captadas pelo cérebro diferentes.

A diferença pode ser pequena entre professor e aluno, adulto ou criança, ou grande entre homem e animal ou do ser hiperdimensional e o homem. São muitas as diferenças de nível de compreensão e percepção. Isto significa simplesmente que um tem um espectro de vibração que inclui e ultrapassa o outro.

Quando a diferença entre vibrações (informações) é extrema, seres de cada esfera dimensional não percebe fisicamente um ao outro. Duas ou mais pessoas podem partilhar as frequências mais baixas que os coloquem no mesmo plano físico, mas a diferença na trajetória de vida estará na maneira como cada individuo entende o ambiente e isso pode os separar e levar a insignificância na vida do outro. Eles podem se cruzar pela vida, mas apenas de forma superficial. 

São um pouco como roteiros de cinema, cada pessoa é a estrela de seu roteiro, mas todos os scripts, incluindo outros como personagens principais, secundários, ou de fundo atuam cada um conforme seu papel. A importância de um personagem não é determinada pela frequência com que interagimos com eles, mas como significativamente o fazemos. 

Os habitantes de muitas dimensões se cruzam inevitavelmente em caminhos e trocas de lições. Podemos cruzar com um personagem de fundo a cada dia, talvez um vizinho ou colega de trabalho e eles não deixam mais do que uma impressão rasa desaparecendo em nossas vidas do mesmo jeito que entraram. Já outros indivíduos podem aparecer apenas uma vez na vida e deixam uma experiência tão significativa que nos marca para o resto dela. 

Quando pessoas se reúnem em proximidade física ou mental mútua, seus campos vibratórios somam para produzir um ressonante campo coletivo forte em frequências compartilhadas entre eles. Este campo coletivo exercerá repulsão sobre alguém ou algo cujo espectro seja dissonante da frequência coletiva. 

Pessoas que entram no campo ou serão repelidas ou atraídas dependendo de quão perto seus perfis vibratórios coincidem com o coletivo. Cidades e bairros são exemplos físicos de grupos geradores de um campo coletivo cuja intensidade cai conforme a distância físicaFicar muito perto de uma área com vibrações fortemente dissonantes de nossas vibrações podem evocar sentimentos de mal-estar, asfixia, ou pânico. Você já deve ter sentido isso muitas vezes.

O contrário, em áreas com vibrações ressonantes a nossa convida e atrai os sentimentos de conforto e segurança. Isso se traduz nas igrejas e templos espirituais espalhados pelo mundo. Se você se identifica com a informação do coletivo, se sente bem, se une aos demais, se não, não entra ou conta os segundos para sair dele.

Quanto mais fraca a ressonância, mais energia é necessária para as entidades de outra dimensão afetarem diretamente as de outro. Quando a dissonância é fraca entre indivíduo e grupo, a repulsa pode se manifestar como desconforto emocional ou apatia, quando forte, em atrito acedendo o fogo emocional através de experiências negativas que catalisam o rompimento de interação física ou mental entre os elementos dissonantes.



Guerras ocorrem entre grupos concorrentes no mesmo ambiente físico ou mental porque a amplitude de vibração é o fator decisivo. Alguns indivíduos com baixas vibrações, mas com intensidade forte, podem invadir um grupo de vibrações superiores, mas de intensidade fraca, amortecendo suas frequências e, portanto, arrastando-os para baixo.

Fóruns de internet são exemplos de grupos mentais  cujos campos coletivos diminuem com a distância mental, pois se investe menos energia emocional ou não se sente o campo coletivo do grupo não-físico. Um grupo não físico leva alguns indivíduos altamente "negativos" ou fragmentados para entrar e infectar uma pasta da mensagem, e se os participantes do grupo não têm conhecimento e são fracos em vibração, caem na armadilha travando batalhas emocionais.

É por isso que as forças hostis respeitam o livre arbítrio - eles exigem que os alvos estejam dentro de uma determinada largura de banda de frequência de ressonância com a sua própria antes de poderem travar e manipular de forma estratégica a outra energia.

Ao ressoar dentro de seu espectro de frequência, ele entra em seu território hiperdimensional e adquiri a capacidade de dominá-lo inclusive fisicamente. Indivíduos ocupando uma vibração de baixa frequência, como militares ou pessoas extremamente paranoicas estão suficientemente dentro do espectro vibratório adequado para serem arrebatados, o que significa que obedecem facilmente ao ambiente.  

A frequência mais baixa da alma é aquela que nos mantém ligados ao plano físico (chakra raiz) e causalmente interagindo uns com os outros de forma dissonante. Cada experiência pode mover para cima ou para baixo da escala de frequência vibratória, dependendo de como se escolhe para perceber e utilizar estas experiências. Estas oportunidades são frequentemente usadas ​​para instalar um novo "hardware" e "software” – seja para melhor ou para pior dos mundos.

O grau em que as forças negativas manifestam concretamente na vida de alguém varia de acordo com a ressonância que se deparam. Algumas pessoas estão mais em sintonia com as vibrações de baixa frequência e experimentam a presença de entidades negativas muito mais do que aquelas cujas vibrações estão equilibradas.

Interações causais envolvem trocas de energia. 
Os maiores atrativos do fenômeno alien são o medo, paranoia, nervosismo e obsessão. Estas são características de frequência mais baixa que fazem um reativo, facilmente previsível e, portanto, facilmente controlável. 

Há opção de recuperar o controle sobre as emoções e uma atitude positiva caso alguém tenha tido contato com essas dimensões inferiores, mas alguns abduzidos são resistentes, gostam de sentir que foram "escolhidos", e não são a favor de acabar com seus encontros alienígenas. Isso converge em uma ressonância de mundos. O abduzido fica à mercê das entidades mais fortes e não consegue ver facilmente a saída dessa relação.  

Consistentemente manter uma alta frequência de energia é absolutamente essencial para se manter fora de problemas entre as dimensões. Mas isso exige esforço, porque estamos imersos em campos ambientais que podem influenciar o nosso próprio. Precisamos ter muita consciência para nos manter fora do campo de detecção dos predadores. Eles não nos enxergam, mas sentem nossa energia ou pelo menos a baixa frequência de que se alimentam.

Nossas experiências pessoais muitas vezes refletem "as batalhas entre os deuses". Muitos estão tão ligados em pensamentos de baixo estimulo que ressoam com os deles. Sentem a ira que eles sentem. Buscam a revanche, a tomada de terras perdidas. Desejam seus reinos de volta, seus tronos e juntamente com todo seu gado. Para cada frequência de vibração, a alma pode emitir loosh naquela frequência. A comparação pode ser traçada a energia do laser de uma determinada cor. Entidades com baixas frequências consumem energia de uma frequência baixa.

Esta energia conhecida como loosh é a força vital da energia colhida do sofrimento humano, uma energia emocional extraída no aprendizado de lições, no sacrifício, na energia psíquica expelida através da oração e ritual religioso. Culto dominical fornece quantidades de "massa" de energia e proporciona mais oportunidades de ataque negativas no domingo do que nos outros dias da semana. Domingo – é o dia do Sol.

A lua desempenha um papel importante na captação de energia pressionando frequências globais duas vezes por mês e inicia um verdadeiro frenesi de entidades negativas, é o que Gurdjieff quis dizer com “a humanidade sendo alimento para a lua”. Nas historias de Vampiros e Lobisomens a lua é o gatilho, certo?

O que a mudança de paradigmas atuais implica? 
No descolamento da nossa realidade coletiva consensual. Setores dissonantes da população podem divergir dos fluxos de tempo, em seguida vivendo completamente separados de existência. 

Tal qual ocorreu com inúmeros povos e civilizações anteriores. Afinal, para onde foram os Mayas, os moradores da Ilha de Páscoa? Os Atlantes e muitos outros?

No momento em que todos nós compartilhamos o mesmo planeta, e separação entre pessoas de caminhos de aprendizagem incompatíveis, é equivalente a separação geográfica na melhor das hipóteses.  Mas acredita-se que envolve uma barreira simples de sincronicidade entre seres de frequência dissonante, caso que raramente os levem a se cruzarem de novo em outros mundos. 

Assim na Terra como no céu
O que começará como mera antipatia entre os indivíduos poderá crescer para separação das formas, credos, raças e finalmente, partindo para dimensões diferentes de frequências, tal qual uma mitose celular, mas em escala hiperdimensional...

laura botelho




meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos