Google

Translate my page Google

17 de ago de 2012

A espiritualidade obesa do plexo solar


"A felicidade é uma barriga quente." 
SnoopyDog

O termo Cibernética deriva do grego kybernētēs, = timoneiro, piloto ou leme - a mesma raiz da palavra governo.

Cibernética só é aplicável quando o sistema a ser analisado é envolvido num circuito de sinal fechado, isto é, onde a ação pelo sistema provoca alguma mudança no seu meio ambiente e que a mudança é alimentada para o sistema através de informação (feedback) permitindo que esse altere seu comportamento. 

Um conceito que se aplica as mesmas propriedades da reprodução genética, aplicação de memes sociais e  células vivas.

Campos de estudos que influenciaram ou foram influenciados pela cibernética incluem; teoria dos jogos, a teoria do sistema, teoria de controle perceptual, sociologia, psicologia - especialmente neuropsicologia, psicologia comportamental, psicologia cognitiva - filosofia, arquitetura e teoria organizacional.

Outros autores definiram cibernética também como:

"Ciência preocupada com o estudo de sistemas de qualquer natureza que são capazes de receber, armazenar e processar informações de modo a usá-las para o controle."- AN Kolmogorov

"A arte de assegurar uma operação eficiente."-L. Couffignal

"A arte de criar equilíbrio em um mundo de limitações e possibilidades." Ernst-von Glasersfeld

"A ciência e a arte da compreensão."-Humberto Maturana

Gregory Bateson acreditava que todos os três sistemas - indivíduo, sociedade e ecossistema - faziam parte de um sistema cibernético supremo controlado, ao invés de apenas um sistema simples que se interagem. 

Este sistema cibernético supremo está além do eu do indivíduo e pode ser equiparado ao que muitas pessoas se referem como - “deus” - embora Bateson referia-se a esse controle como Mente.

Fica a seu critério a escolha – deus ou apenas uma mente controladora.

De acordo com Bateson – a consciência é a ponte entre as redes cibernéticas da sociedade individual, e ecológica e que a incompatibilidade entre os sistemas, devido à compreensão incorreta sobre elas, terá o resultado na degradação de todo sistema supremo cibernético, ou seja, na degradação da Mente. 

Segundo Bateson, as proezas tecnológicas do homem combinada com a sua arrogância científica dá-lhe a possibilidade de danificar e destruir irreversivelmente o sistema supremo cibernético, ao invés de apenas interromper o sistema temporariamente até que o sistema possa se auto-corrigir.

Consciência é apenas uma forma para a obtenção de conhecimento e sem o conhecimento completo do desastre... todo o sistema cibernético é inevitável. 

Só quando o razão e emoção são combinados em todo o homem, este será capaz de obter um conhecimento completo. 

"Um ser humano é uma parte do todo chamado por nós de "universo "... uma parte limitada no tempo e no espaço Ele experimenta a si mesmo, seus pensamentos e sentimentos como separado do resto - Uma espécie de ilusão de ótica de sua consciência. Esta ilusão é uma espécie de prisão para nós, restringindo-nos aos nossos desejos pessoais e ao afeto por pessoas mais próximas a nós. Nossa tarefa deve ser a de nos livrarmos dessa prisão, ampliando o nosso círculo de compaixão para abraçar todas as criaturas vivas e toda a natureza em sua beleza"
Albert Einstein

G. Gurdjieff investigava a "máquina humana" sob o ponto o de vista da totalidade de seus centros - o motor, o instintivo, o emocional e o intelectual - equilibrando os diversos aspectos do ser.

O conhecimento de si começa pela "observação” de si. Uma intensa exploração da sua auto-percepção.

Gurdjieff postulava, diga-se de passagem “com conhecimento de causa”, que os homens estão dormindo, são máquinas ambulantes que não sabem o que fazem.

Isto porque o que geralmente achamos que é o "eu" é, na realidade, um conjunto de "eus" que povoam a mente, por isso temos que controlá-los através da identificação desses EUs e assim evitar desviar do caminho que, segundo Gurdjieff, nos afasta do momento presente.

O homem "desperto", aquele que tem consciência de si, é raro. Muitos pensam que têm consciência, porém sequer imaginam do que isso se trata - dizia ele.

Em outras palavras, temos que conquistar níveis superiores do ser através de uma profunda busca pelo autoconhecimento e de uma contínua busca pelo equilíbrio das energias positiva e negativa da própria natureza.

Atingir a perfeita harmonia em cada nível de evolução consiste em um processo de equilíbrio de dominância do corpo mental, do corpo emocional, espiritual e consequentemente o corpo físico.

Temos dado poder ao lado esquerdo do cérebro ao extremo - ao invés de usar o nosso Ego de uma forma prática, conveniente e de maneira útil. Ouvimos nosso ego falar, falar sem darmos atenção ao que ele realmente está tagarelando o dia todo.

Sem auto-consciencia, ou seja, sem ter conhecimento sobre o que estamos pensando, observando ou percebendo, nos tornamos vítimas de nosso ego mal informado.

Os místicos de todas as tradições têm tentado silenciar o ego ao invés de identificar o EGO mal informado

Se você se identifica, você se torna a mente.
Se você se identifica você se torna o corpo.
Se você se identifica você se tornar o nome e a forma.
Que os hindus chamam nama, rupa, nome e forma - em seguida, o anfitrião está perdido. 
Então você esquece o eterno e o momentâneo, torna-se significativo.
O momentâneo é o mundo, o eterno é divino
Bhagwan Shree Rajneesh -  O Supremo  Entendimento (1975)

Manipura ou manipadma ou plexo solar
A palavra "manipura" quer dizer "repleto de jóias". É a área onde a força de chi, ou Ki (rainha dragão) ou Qi da vida é armazenado. 

A função dos chakras é girar e atrair energia para manter a saúde espiritual, mental/emocional e consequentemente física do corpo em equilíbrio. 

Todo pensamento e experiência que você já teve em sua vida é filtrado através destes chakras. Cada evento é registrado em suas células, nos seus átomos, no que diz respeito - seu corpo é sua auto biografia.

Segundo a tradição budista, o manipura também é denominado hara, que significa "partir", porque dizem que o shakti kundalini parte do manipura para sua ascensão.

A tradição budista tibetana ensina que o processo da verdadeira evolução espiritual começa quando a kundalini é ativada no manipura o que dá inicio a sua ascensão, que uma vez desperta esta consciência no manipura, nunca retomara as dimensões animais.

Também conhecido como o chakra do sol, o despertar deste chakra traz como consequência aspectos positivos e negativos. Local onde nós temos os nossos "instintos" - Tipo... “um frio na barriga” - que sinaliza o que fazer quando precisamos de orientação.

A verdade não pode ser dita. 
Se é dita, não é a verdade
Lao Tzu

Chakra do Plexo Solar em equilíbrio
Um equilibrado Chakra do Plexo Solar é o lar de seus bons sentimentos sobre si mesmo, auto-estima elevada, respeito pelos outros, leva a tranquilidade e iniciativa. É a força motriz para agir.

Trata-se do desenvolvimento da sua própria personalidade e assim, encontra seu lugar na sociedade. Isto precisa de uma agressão saudável para afirmar-se. Mostra-se em uma capacidade de manter se firme com sensibilidade e compaixão, sem negligenciar as suas próprias necessidades.

Você se sente alegre, simpático e confiante, ousado e capaz de assumir riscos, portanto, este chakra está associado ao líder, o explorador e ao indivíduo carismático.

O Chakra do Plexo Solar fora de equilíbrio
Ameaça sua auto-confiança e convida as preocupações sobre o que os outros pensam de você, se torna egoísta (tudo gira para si), sente poder sobre os demais, distorce a sexualidade.

Hipersensibilidade - fica aberto a outros pensamentos e sentimentos negativos ou impressões psíquicas. Sensação de vulnerabilidade. Sentimentos de desconforto, sem animo – sem energia - cansado. Carente e torna o amor condicional. O chakra do plexo solar está relacionado com os órgãos digestivos, portanto todo processo de “digerir” a informação fica acumulada e estagnada.

Um “EU” em conflito desvia-se do caminho, perde-se, reduz as chances de atingir êxito nos seus desejos. A vida se torna enfadonha e a proposta a seguir é empurra-la com a barriga...

A força do terceiro Chakra – plexo solar - depende do êxito do desenvolvimento dos dois primeiros. De baixo para cima.

O primeiro chakra, o chakra tribal - como foi sugerido por Maslow, a primeira ordem de vivencia para uma criança é tornar-se consciente de seu ambiente. Esta é uma consciência rudimentar, uma necessidade básica, feita de dados sensoriais (fome / frio / úmido / quente / sonolento etc)

O segundo chakra é também uma fase de auto-exploração primária, como quando a criança adquire habilidades motoras suficientes para explorar o seu corpo. Não coincidentemente, os órgãos genitais tornam-se objetos de fascínio.

O terceiro chakra a terceira etapa, que se prolonga por alguns anos é o despertar e o estabelecimento de um autoconceito pessoal – é a morada do EGO, a identidade do EU, ainda que sonolento


O chakra do Plexo Solar é o 3º chakra dentre os 7

Em  teoria, os três primeiros Chakras são os físicos Chakras e os quatro Chakras restantes acima são os espirituais.

As regiões inferiores abaixo do coração aprisionam a alma animal, ao corpo físico, controlando os cinco centros de comando da “máquina humana”. O sexual, o instintivo, o emocional, o motor e o intelectual. Daí para baixo fica o que se pode dizer de uma vida “instintiva”, caso não tenhamos consciência do EGO.

Perdeu essa palestra? Que pena...

Perdi meu ego
Dra. Jill Taylor se referiu ao derrame
cerebral que inundou de sangue
seu Hemisfério esquerdo anos atrás

A chave mestra
O EGO é a soma total dos pensamentos, sentimentos, lembranças, e percepções sensoriais.

É a parte mais superficial do individuo que mediante uma seleção previa dos assuntos e tomada pela consciência como sendo sua realidade, tornam – se programas dos quais conduzirão a vida de cada um.

O ego tem 10 funções simples que quando identificadas e examinadas podem contribuir para identificar o grau de ausência de uma delas num individuo que acredita estar em perfeito equilíbrio e ainda pregar a espiritualidade do seu ego materialista.

1.    Senso – Percepção - é o processo pelo qual tomamos consciência imediatamente dos objetos, fatos e suas relações num dado contexto ambiental, através dos órgãos dos sentidos registrados automaticamente no cérebro. É o fenômeno de associar, comparar, distinguir, apreciar e interpretar as sensações. Sensação é o primeiro contato do “Eu” com o mundo exterior.

2.   Atenção - é uma reação consciente e seletiva – damos atenção aquilo que é foco do nosso interesse. Processo cognitivo pelo qual o intelecto focaliza e seleciona estímulos, estabelecendo relação entre eles.

3.    Memória - é a capacidade de lembrar ou recordar sensações, impressões ou ideias, capacidade de reter, recuperar, armazenar e evocar informações disponíveis. A memória humana focaliza coisas específicas. É um processo que conecta fragmentos de memória e conhecimentos a fim de gerar novas ideias, ajudando a tomar decisões diárias baseadas nos erros e acertos passados.

4.    Linguagem - é a função comunicativa de qualquer pensamento e todo sistema de signos que serve de meio de comunicação de ideias ou sentimentos através de signos convencionais, sonoros, gráficos, gestuais etc, podendo ser percebida pelos diversos órgãos dos sentidos - visual, auditiva, tátil etc.

5.    Pensamento - maneira de o Ego interpretar os fenômenos existenciais. Pensamento é um processo mental que permite aos seres humanos modelarem o mundo e com isso lidar com ele de uma forma efetiva e de acordo com suas metas, planos e desejos.

6.   Consciência - é a parte lúcida e clara de cada um. É o conhecimento que se tem do mundo externo e interno. É uma qualidade da mente, que tem a capacidade de perceber a relação entre si e um ambiente. O que real e o que não é.

7.    Inteligência - é a capacidade de o Ego resolver problemas ou de enfrentar situações novas. A inteligência pode ser definida como a capacidade mental de raciocinar, planejar, resolver problemas, abstrair ideias, compreender linguagens, aprender e reinventa-las.

8.    Orientações - é a capacidade de o Ego orientar-se no tempo e no espaço.

9.    Conduta – atitude – comportamentos, reações em resposta a um fato ou estímulo externo ou interno, intenção.

10.  Afetividade - Modo de estar ou não em sintonia com o mundo externo e interno. É o estado psicológico que permite ao ser humano demonstrar os seus sentimentos e emoções a outro ser vivo.


Na ausência da identificação sobre uma dessas 10 funções do EU, d-eu-s = EGO, é possível perceber que o individuo não está integro em sua totalidade. A ausência de algumas dessas funções colabora para o caminho frágil da demência...

A auto percepção sobre esse conjunto de atribuições que compõe o “eu” nos ajuda a olhar o interior do processo e não somente ao exterior que nos afeta.


Atribuímos todo tipo de problemas na vida ao fator EXTERNO, quando devemos entender COMO o evento externo nos afeta.

Não sei se consegui definir bem o que eu entendo por EGO, mas a intenção foi a de dar outra visão a que estamos acostumados a ler por aí. É preciso entender a dualidade nas palavras, nos símbolos e não brigar por eles.

Meu ego me ajudou a trilhar um caminho. Eu hoje tenho metas, objetivos e sei quem eu sou e o que eu quero e é triste ver como as pessoas se perderam no trajeto, justamente por não terem o EGO formado.

Vejo seres com baixa estima, sem definição de ação, estratégias para lidar com as adversidades, com aquilo que os contraria. Falta senso percepção, falta atenção, falta consciência, falta inteligência e um poder de linguagem. Há uma memória rasa, um pensamento fútil que consequentemente leva a comportamentos tolos, um mecanismo de gado que se orienta apenas pelo tom triste da ausência de afetividade... a mãe de todos os medos.

Por favor, não confunda EGO com EGOcentrismo, EGOísmo... são palavras símbolo que nos mostram que o EGO não soube lidar com as informações que recebeu e fez uso da forma mais primitiva da vida em 3D = o instinto básico de sobrevivência – stand by - comer para sobreviver.

Ainda há tempo de corrigir isso. Trabalhe seu EGO. Crie metas, objetivos, tenha um ideal de existência. Cuide de seu corpo, cuide da sua alma, mas mexa-se!!! Seu ego agradece.

laura botelho



meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos