Google

Translate my page Google

9 de nov de 2011

Descobertas que fazem pensar...


Mais pirâmides?

Pirâmides foram descobertas na Bósnia-Herzegovina, localizada perto da cidade de Visoko, mais recentemente.

Encontrar pirâmides é uma coisa trivial para arqueólogos nos últimos anos, desde que sejam orientados a “descobrir” apenas coisas que possam vir à publico. 
Artefatos tecnológicos ou mega construções... nada feito.


E o que tem demais encontrar outras pirâmides?
Bom, essa por enquanto, é a mais antiga de todas já encontradas até agora (2011).

A pirâmide do Sol na Bósnia tem uma altura de mais de 220 metros é a pirâmide mais alta do mundo. Tem a geometria da pirâmide regular com três lados preservada: norte, leste e oeste

Já a pirâmide da Lua tem a altura de 190 metros é maior do que a Grande Pirâmide de Quéops no Egito (147 metros). 

Segundo o Instituto Federal de Ciência do Solo, camadas do solo que cobrem a pirâmide são de aproximadamente 12.000 anos de idade

Além de ser a maior é mais antiga de todas as pirâmides já pesquisadas, possui também o maior complexo subterrâneo de túneis já visto.

Admitido como membro estrangeiro da Academia Russa de Ciências Naturais em Moscou, Dr. Semir Osmanagich tanto fuxicou que encontrou.

Ele também identificou as pirâmides da Ásia, África, América do Norte, e até em ilhas, como as Maurícias e Tahiti

Dr. Semir é autor dos livros "Pirâmides em todo o mundo" - "Civilização antes que a história oficial" e “O Mundo Maya” – a gente pode ver pelos títulos que o Dr. Semir sabe demais e seus estudos não se basearam na ciência caduca dos nossos dias, concorda?

"Os nossos livros de história têm que ser reescritos", disse ele.
Faço minha as suas palavras, mestre!!

A Piramide da Lua tem uma combinação na forma de blocos de arenito / azulejos e camadas de argila utilizada como material de construção em grandes quantidades, fontes da matéria-prima nas proximidades. 

Argila é um material de construção excelente e é usado como um aglutinante, isolamento a temperatura, à prova d'água e som. O design dos terraços é único para a ciência.

Um material orgânico foi encontrado entre as duas camadas na vala n º 20, no lado oeste da pirâmide triangular, e a análise de radiocarbono pelo Instituto de Física da Silésia (2011) confirmou a idade dessa matéria orgânica:

10,350 BC + / - 50 anos, portanto mais antigas que as do Egito de 4.500 anos antes de Cristo, bem como as da China, Peru ou México (estimadas em cerca de 2.000-3.000 anos).

Esta é a confirmação científica de excepcional importância para historia da humanidade porque é mais velha que a civilização suméria, babilônica e egípcia!

Eeehhh... muita coisa terá que ser revista,
meus queridos céticos...

Abaixo da pirâmide há acúmulo de água que está ligado à lagos subterrâneos sob as pirâmides bósnias como o Sol e o Dragão.

Em um ponto a meio caminho do topo da pirâmide foi descoberta uma esplanada pavimentada, a obra foi cuidadosamente cortada em calçadas de arenito. A esplanada pavimentada da Pirâmide da Lua foi datada em 10.000 anos.

Durante a temporada de 2010, sob a supervisão de arqueólogos e geólogos, os voluntários têm estendido este lugar conhecido como o "Trench N º 20". 

Segundo o Instituto de Geodésia (2006) a parte norte se encaixa perfeitamente em Norte Cósmico com um erro de menos de um grau

A inclinação dos lados na base da pirâmide, estão a 45 graus. 
Geofisicos alemãs em 2007 confirmaram a existência de passagens internas através de instrumentos de geo-radar

Os físicos croatas (2010) descobriram a existência de um feixe de energia que vem através do topo da pirâmide com um raio de 4,5 metros. 

Especialistas italianos têm detectado (2011) os fenômenos de ultra-som na pirâmide.

A sombra da pirâmide do Sol da bósnia cobre a Pirâmide da Lua durante os meses de verão, pouco antes do por do sol, que mostra uma relação astronômica clara entre as duas pirâmides. 

De acordo com Gregory Vinzenco engenheiro que fez o exame de geo-radar e generalizações de imagens 3D, existem duas câmeras nos primeiros quatro metros abaixo do chão do túnel. É possível que a estrutura se estenda mais de 4 metros abaixo.

Você deve estar pensando... “Mais uma pirâmide, e daí?”

Daí que teremos que rever muitos conceitos, refazer muitos cálculos, entender muitos “mitos”, nos preparar para muitas mudanças de pensamento e isso leva invariavelmente a mudanças de comportamento – simples assim!

Basta que você faça uma pesquisa básica com o que estudou no segundo grau e compare com o que estamos presenciando hoje (com evidencias cientificas) e perceba que há muita coisa que não bate!

As datas não casam. Os eventos não correspondem aos fatos. Os fosseis, textos, pinturas rupestres apresentam imagens que não fazem sentido com a evolução humana - pelo menos não com a “evolução” que querem que a gente acredite!!

Preste atenção!

O Período Paleolítico (idade da pedra) refere-se de 2,5 milhões a.C., quando os antepassados do homem começaram a produzir os primeiros artefatos em pedra lascada, até cerca de 10.000 a.C.

Segundo o que nos contam os livros escolares, os grupos nômades não possuíam moradias fixas há 10 mil anos atrás!!...

Vai ver que se dedicavam a construir Piramides por aí, o que já no Neolítico, as sociedades humanas desenvolveram técnicas ultra modernas de cultivo agrícola e passaram a ter condições de armazenar alimentos... Talvez foi nessa época que lançaram os produtos da Brastemp.

Ainda nos livros do segundo grau nos contam que grupos de humanos há 10 mil anos atrás se fixaram por mais tempo em uma região levando-os a se deslocarem com menor freqüência de uma região a outra devido ao avanço extraordinário da armazenagem de alimentos para dias terríveis.

O que lhes garantia mais tempo para ficarem em frente a TV ao invés sair a caça de javalis.

Revolução Neolítica - 10 mil anos atrás - (ou Revolução Agrícola) foi uma expressão criada pelo arqueólogo Australiano Gordon Childe (devia ser maçom) para designar o movimento dado na Pré-História, que marcou o fim dos povos nômades e o inicio da sedentarização do homo sapiens.

O Neolitico, segundo ele, caracteriza-se essencialmente pelo surgimento da técnica da pedra polida (só se foi com Makita), que era usada em machados e outros instrumentos.

Técnicas essas que “alguém” ensinou aos homens das cavernas como:
a cerâmica, a tecelagem, cestaria, moagem, e a descoberta da roda para a tração animal, que foram fundamentais para a construção dessas pirâmides no meio do nada na Bósnia!

E eu tive que estudar essas asneiras para passar de ano... afff... 

Essa foi a fase da “evolução cultural” em que se deu a passagem do ser humano de “parasita a escravo ativo da natureza".

Ah! Para acrescentar... O inicio das religiões foi exatamente no período neolítico, tá gente?

Pesquisem!!!!!

laura botelho

Click na imagem para aumenta-la











meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos