18 de fev. de 2010

Sincronicidade


Carl Jung, em sua obra "Sincronicidade, um princípio de conexões acausais", enfoca que o "ceticismo e a resistência produzem o contrário, isto é, criam disposições desfavoráveis no sujeito".

O que isso quer dizer? A falta de conhecimento, de fé, de crença de que há algo muito maior que nossa vã filosofia pode conceder, cria uma resistência, uma barreira muito maior para captar diversas sutilezas de informação que nos são dadas a todo instante pelo majestoso universo que nos abriga.

Carl Gustav Jung, criador do termo sincronicidade, diz que este acontecimento está presente em toda nossa vida, porém é preciso ter consciência (conhecimento) sobre ela para que se manifeste a nosso favor, e assim, possamos interagir da melhor forma com esse fenômeno.

A sincronicidade é definida como uma coincidência significativa entre eventos psíquicos e físicos. Mas há quem acredite que tudo não passa de muita sorte. E caros amigos, a “sorte” não existe, mas sim, uma excelente Sincronicidade!

Acredita-se que a sincronicidade nos revela algo, mas que necessita de uma compreensão espontânea sem nenhum raciocínio lógico. A esse tipo de compreensão instantânea C. Jung dava o nome de "insight".

Sorte, coincidência, sincronicidade, seja lá o nome que vc queira dar o fato é apenas um: alcançamos uma sintonia com dimensões superiores, ás vezes inferiores também... depende do foco que vc queira dar.

Tudo aumenta onde focamos nossa atenção. Se vc focar em coisas negativas, saiba que a SINCRONICIDADE também agirá a seu favor. Eles respeitarão a sua vontade. Seu desejo é uma ordem. Lembre-se sempre disso.

Estamos envoltos em um Campo. A Física quântica nos diz que esse campo é pura informação. Se temos informação por todos os lados, por que então não as acessamos?

Voltamos a mesma tecla: 
Não vemos aquilo que não conhecemos. 
Para se enxergar alguma coisa é preciso conhecer!

Em algum momento da história da humanidade perdemos um link com a divindade interior. Perdemos a percepção sobre sentimentos, emoções natas, intuição sobre o universo. Criamos ao longo da história da humanidade moderna um mundo separado – partido – desunido do todo abrindo espaço, lugar, a um mundo insípido, seco e pouco criativo, se comparado à percepção de outras civilizações que possuíam a sensibilidade ajustada para vivenciar ambos os mundos simultaneamente.

Esse momento requer a busca dessa percepção perdida. Não importa mais a data que foi deletada e por quem ou por que foi apagada e sim o que faremos com essa consciência dos fatos AGORA! Entender como tudo isso funciona é a nossa meta HOJE.




Muitas pessoas estão ouvindo altas freqüências provenientes do ambiente que não estão relacionadas com deficiências vitamínicas ou zumbido interiores freqüentes de quem sofre de pressão alta ou labirintite...

Lembra que eu disse que iria falar sobre “zumbidos”? Essa é a hora.


Alguns entendidos no assunto alegam que esse zumbido, ou melhor, freqüência sonora marcante, está associada ao processo de despertar do indivíduo.

O som externo é estranho, pois é sutil e quase não se percebe sobre ele se não tentar ouvi-lo. Dizem se tratar de lembranças internas sobre quem é vc e que algo está operando.

Antes de prosseguir quero fazer uma observação.
Se alguém está “dialogando” com "vozes", quero prevenir que os seres positivos não trabalham assim. O caso aqui não se refere a mensagens do “além” ou chiados no ouvido como se alguém quisesse lhe falar algo que se torna incompreensivo. Nada parecido. Tenha cuidado com isso.

O que se ouve (se é que se pode definir assim) ou o que se sente, é um padrão ocorrendo, freqüências contínuas de um som (pode se dar vários nomes como zumbido, ondas etc).

Uma comparação a essa sensação seria como um som ininterrupto vindo de uma concha do mar. Quem já ouviu, sabe do que estou falando. É muito estranho... mas segundo consta os entendidos no assunto, é benéfico  para nosso desenvolvimento e genética... assim eu espero.

Essa mudança ocorrerá em crianças e pessoas adultas com menos de 64 anos. Os seres cristal, crianças que nasceram a partir de 2000, já vêm com DNA alterado. As crianças índigo já vieram alteradas, mas ainda sofrem para se ajustar nesta realidade tão densa.

As pessoas vão desenvolver este processo aos poucos, cada um no seu ritmo, até a formação de uma nova hélice. Claro que por ser um processo de mutação genética, implica em dor e sofrimento físico, devido ao reajuste que será mais ou menos doloroso, de acordo com o que entendi.

Este processo vem acompanhado dos sintomas da ascensão a que nos referimos nos artigos anteriores, que são o cansaço, sono, ganho ou perda de peso, desânimo, tonturas. Soube recentemente que muitos choram inexplicavelmente. Esta mudança estrutural torna o corpo mais sutil à quantidade de informações.

A grande importância desta “metamorfose”, é que aprenderemos a sair dos conceitos da 3ª dimensão e adentraremos de fato na 4ª dimensão e na percepção que ela implica.

Recapitulando: estes sintomas são sentidos pela maioria que está ganhando mais uma hélice no DNA, para se ajustar à nova freqüência da 4ª dimensão. 

Estamos entrando em uma área de grande abrangência de partículas de energia nesse universo cósmico, onde receberemos mais e mais energia do centro da galáxia até a data de 2012.

As irradiações cósmicas estão constituídas de diferentes partículas de alta energia provenientes do universo e do sol. Já sabemos que o Brasil é banhado por maior quantidade dessas partículas por estar na zona do SAA – Anomalia do Atlântico Sul – o que nos dá maior exposição a esses raios cósmicos.

Em toda superfície terrestre essa quantidade de energia é estimada em 655 partículas por hora. Grosseiramente falando, essa quantidade caberia na palma de sua mão e que equivaleria dizer também que recebemos aproximadamente 11 partículas por minuto. Essas irradiações são capazes de atravessar qualquer matéria a velocidade da luz, portanto somos atravessados em permanência por essas partículas o que acabam alterando nosso DNA.

Desenvolver a interligação do pensamento com sentimento aplicado a emoção correspondente, representa nossa oportunidade de falar a linguagem da mudança em nosso mundo e nossos corpos. Falar a linguagem dos anjos... já ouviu isso antes?


Voltando a sincronicidade, é importante estar atento ao presente, ao momento.

O Carnaval já passou e pensar no próximo, não o levará a lugar nenhum, a não ser a ficar distante das inúmeras mensagens que estão sendo enviadas a todo momento para seu crescimento.

A atenção é mãe da intuição. A intuição é gerada a partir do acumulo de conhecimento que vc dispõe – de um insight, da atenção que vc dedica a um tema.

Eles estão em todos os lugares e necessitam nos falar, mas precisamos “ouvi-los”, mas não com os ouvidos, mas com a PERCEPÇÃO dos sutis símbolos que nos remetam a uma experiência em particular.

A comunicação com esses seres POSITIVOS não acontece por frases ou palavras ditadas ao ouvido e sim através de envio de bilhões e bilhões de informações por segundo que estarão expostos bem diante de seu nariz para quando vc despertar. 

São informações comumente enviadas por “pacotes completos de informação”, contendo tudo o que querem explicar numa forma complexa composta por sons, imagens, texturas e conhecimento.

Essa observação imediata de algo exposto lhe dará sincronicidade para alcançar aquilo que necessita saber. Portanto, somente com serenidade, foco no positivo, paz interior e equilíbrio nas emoções é que poderemos absorver mais e mais informação na palma de nossas mãos!



Fique acordado.
laura botelho



Habilidades de sobrevivência para crianças e adultos

Habilidades de sobrevivência para crianças e adultos
click na imagem para saber mais

Vulcões ativos