Translate my page Google

15 de out. de 2019

Sínodo da Amazônia - um encontro de cretinos


O Vaticano recebe entre 6 e 27 de outubro de 2019 a 16ª assembleia geral ordinária do Sínodo dos Bispos, que reúne 250 lideranças católicas de todo o mundo para discutir por 23 dias o tema:

 “Amazônia: Novos caminhos "para a Igreja" e para uma ecologia integral”

Cabral aportou em Porto Seguro, na Bahia, no dia 22 de abril de 1500, com 13 embarcações, 1.400 homens entre marinheiros, técnicos em navegação, escrivães, cozinheiros, padres e ajudantes

No dia seguinte resolveram colocar os pés na areia e só então descobriram que já havia gente habitando a terra. Hoje se sabe que cerca de 3 milhões de nativos, já viviam no "Brasil" em 1500.

Cabral não errou o caminho para as Índias, sabia o que iria encontrar - muita riqueza, muito ouro e seria fácil agarrar tudo isso - tal qual se tira um doce da boca de uma criança.

Os jesuítas fizeram todo o trabalho psicológico, sabiam como mexer com a mente de alguém. Tanto, que fazem isso até hoje com a macacada, e eles nem notam. Diferente dos negros, os índios não foram escravizados, pois estavam em casa e correr atrás de um índio na mata, meu amigo... tem que ser macho.

Os negros foram presas fáceis, pois estavam em terras estranhas e tirados de suas aldeias na África por outros negros que os capturavam e os exportavam facilmente. 

Nada como conhecer seu terreno e isso os índios sabem muito bem, mesmo que enganados, alguns não caíram em tentação. 

Por que coloquei um título "agressivo" (cretinos?) 
Porque sei também como funciona a mente dos humanos, trabalho com isso. Me esforço para "desprogramar" o que eles programam há milênios. 

Não estou ofendendo ninguém!
Apenas registrando o que sempre foi dito no passado, mas você nunca leu, nunca estudou e não sabia porque não passou na sua TV...

Leia esse meu texto - aqui eu explico melhor 
Texto 2013 de laura botelho - Papa negro e seus Cretinos

Abaixo deixo um vídeo sobre o que os "jesuítas" negros estão armando essa semana na Itália. 
Acorda, temos pouco tempo.

Palestra do Cacique Jonas Marcolino da tribo Macuxi - Serra Raposa do Sol em Congresso do IPCO em Roma (Itália) nessa semana, na véspera do Sínodo da Amazônia. 

A Raposa Serra do Sol é uma das maiores terras indígenas do País, com 1.743.089 hectares e mil quilômetros de perímetro. Na área vivem cerca de 20 mil índios, a maioria deles da etnia Macuxi e Yanomami. Entre os grupos menores, estão os Wapixanas, Ingaricós, Taurepangues e Patamonas.

laura botelho

Assista essa palestra. Cultura nunca é demais




meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos