4 de ago. de 2020

"Israel sabe onde você está fazendo isso e Israel não vai deixar você sair impune.” Benjamin Netanyahu




Benjamin Netanyahu alegou em 27 de setembro de 2018, o primeiro-ministro de Israel, durante o seu discurso na Assembleia Geral da ONU - 73ª Sessão - que o Hezbollah construiu no “coração da população civil de Beirute”, instalações para o armazenamento de mísseis.

Ele disse que tinha uma mensagem para o diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Yukiya Amano, que ele enviasse inspetores da AIEA "para lugares onde ele afirma que as instalações nucleares secretas do Irã estão localizadas" antes que o Irã liberte suas instalações.

"Por que o Irã manteve um arquivo atômico secreto e um armazém atômico secreto?" perguntou. Segundo o líder israelense, é porque não abandonou suas ambições de armas nucleares.


"O que o Irã esconde, Israel encontrará", alertou Netanyahu.

Netanyahu acrescentou que Israel está fazendo tudo ao seu alcance para se defender contra o Irã; Nós os enfrentamos na Síria e no Iraque.

Criticando a abordagem da Europa em relação ao Irã, o primeiro-ministro israelense disse: 

"Enquanto os Estados Unidos impõem sanções ao Irã, a Europa está ajudando o país a contornar as sanções. Eles devem aprender com a história.”

Benjamin Netanyahu exibiu fotografias dos depósitos de armas situados na capital libanesa. Munido de material adquirido pelo Serviço de Inteligência israelense, Netanyahu afirmou que os armazéns destinados a abrigar os mísseis são frutos da ação conjunta entre o Irã e o Hezbollah para melhorar o arsenal militar dos xiitas libaneses.

De acordo com algumas fontes, o arsenal do Hezbollah e as suas posições militares se encontram fixadas, em sua maioria, em bairros residenciais.

Segundo a Israel Defense Forces (IDF), foram identificados três locais, com acomodações destinadas ao armazenamento de mísseis.

Calcula-se que hoje, o Hezbollah tenha um arsenal composto por aproximadamente 100.000 a 150.000 rockets e mísseis, sendo que, a maioria é de tecnologia obsoleta.

No entanto, conforme já denunciou Israel, os radicais libaneses juntamente com o Irã, têm como projeto principal, a construção de mísseis de precisão, o que poderá aumentar a capacidade bélica do grupo xiita e elevar as hostilidades com Israel.

Netanyahu disse que Israel tem provas de que o Irã está ajudando o Hezbollah a conseguir mísseis de precisão.

Para o primeiro-ministro israelense, “no Líbano, o Irã está orientando Hezbollah a construir locais secretos para converter projéteis imprecisos em mísseis guiados de precisão, mísseis que podem atingir Israel”.

Nesta mesma ocasião, Netanyahu mandou um recado para o Hezbollah dizendo:
“Israel sabe o que você está fazendo, Israel sabe onde você está fazendo isso e Israel não vai deixar você sair impune.”

Neste contexto, se confirmar a veracidade de tais informações, juntamente com outras já existentes de mesma natureza, isto expõe ao mundo, os riscos que a população civil libanesa está correndo.

Não é precipitado dizer que as circunstâncias atuais elevam os ânimos dos israelenses, que estão determinados a combater o inimigo, consequentemente, crescem as possibilidades de confronto entre os dois adversários, assim como a ameaça de mais um conflito armado no Oriente Médio.

Beirute - 04/08/2020

A gente já sabia que um dia isso iria acontecer... e agora prepare-se para o que virá a seguir. Até o fim desse ano sua vida vai virar de cabeça para baixo. Nada que eu não tenha avisado...

Laura Botelho



Habilidades de sobrevivência para crianças e adultos

Habilidades de sobrevivência para crianças e adultos
click na imagem para saber mais

Vulcões ativos