Google

Translate my page Google

28 de set de 2015

Senhores... apertem o cinto, pois vamos sacudir


ALARGAMENTO SOLAR E RÁDIO BLACKOUT – é o que diz na placa  
Hoje, 28 de setembro em 1458 UT, uma forte explosão solar classe M7 entrou em erupção na copa magnética de mancha solar AR2422. 

Radiação UV extremo do alargamento ionizando o topo da atmosfera da Terra o que causou um breve blecaute de rádio de baixa frequência sobre a América do Sul e o Oceano Atlântico
mapa apagão. AR2422 tem um 'beta-gama-delta' campo magnético instável que pode entrar em erupção novamente a qualquer momento

Os meteorologistas da NOAA estimam uma chance de 40% de classe M adicional erupções solares e uma chance de 5% de X-flares durante as próximas 24 horas. 

Se você notou, o Facebook saiu do ar por uns momentos, mas já está normal. Quem recebeu esse alerta pode entender que a explosão solar foi violenta e afetou satélites de comunicação. 

Mas isso pode piorar se recebermos o que dizem que está por vir... 
Partículas altamente carregadas vindo do nosso Sol, da nossa galáxia oriundas de explosões de raios gama de supernovas podem estar chegando com mais força daqui pra frente. Acredito que estamos indo ao encontro delas...

Assim como o atividade solar afeta o campo magnético da Terra, que tem um efeito dramático aquecendo seu interior - o que consequentemente leva a movimentação do manto terrestre provocando "acomodações", leia se terremotos, que estimulam gases que ativam vulcões, que estes por sua vez provocam mudança na atmosfera levando a formação de furacões, inundações e tsunamis etc. 

Um movimento perfeito e sistêmico de um organismo de processo fechado, como nosso corpo. Essa onda de correntes elétricas também afetam o campo magnético do corpo humano. Do macro ao micro - "assim na terra como no céu" - lembra?

Os campos magnéticos podem influenciar as emoções humanas e isso não é novidade. A história tem inúmeros registros de movimentos sociais relacionados a picos de atividade solar.

Nossos ancestrais nos avisaram... 
Está tudo registrado em pedras e monumentos megalíticos que foram ao chão devido a algum movimento "devastador" que fez com que sistemas sociais fossem desfeitos, dando origem a novas formações e pensamentos mais produtivos em termos de evolução espiritual - um novo estado do ser, poderia definir essa passagem. 

O que mais posso dizer que já não tenha dito em textos desde 2010?
Agora o que posso fazer nesse momento, é comunicar os eventos adiante e desejar que você esteja realmente preparado para o que virá a seguir... 

Os caras da NAZI já confirmaram hoje que Marte tem água. O próximo passo é dizer que tem "coisas que vivem por lá". Depois disso, meu amigo... só mudando de endereço. 

Você terá CEP marciano? Eu não! 

laura botelho






26 de set de 2015

Linchamento simbólico

“Todos somos parte dos recursos dos
outros para mudança emocional
 para melhor ou para o pior”
David Golemann

Enquanto um cometa é uma bola de gases congelados, um asteroide é uma pedra espacial desgovernada, uma "sobra", fragmento de um processo de formação de planetas rochosos, como Terra e Marte.

Asteroides têm formato irregular e uma média de 1 km de diâmetro ou muito, muito mais que isso. Se menores de 1km de diâmetro, são considerados meteoroides.


Meteoritos podem ser bem pequenos como uma bola de granizo que são destruídos na entrada da atmosfera terrestres, mas não nos damos conta que eles caem o tempo todo, a não ser quando os vimos à noite cruzando os céus e fazemos um pedido...

Asteroid 2015 SZ2
Esse foi recentemente descoberto uns dias atrás e dizem que ele está próximo demais do nosso espaço aéreo. Muitos asteróides só são “enxergados” quando muito próximos da Terra. Quanto maior é a coisa, mais fácil de monitorar.
  
assinaram em 2014 um acordo de colaboração, que apóia cidadãos astrônomos que acompanham e monitoram asteróides próximos da Terra, uma vez que nosso campo de proteção não está lá “funcionando” muito bem.

Precisamos de muita gente vigiando a porta dos fundos... Por isso, o time da Slooh treina legiões de novos astrônomos interessados em ajudar a proteger a nossa retaguarda.

Uma vez que os asteróides são descobertos, devem ser observados ao longo de várias noites para determinar com precisão suas órbitas, se perde-los de vista, dará trabalho para identificá-lo de novo.


Brasil é o país que mais pratica justiçamentos no mundo. Sabia? 
Jaqueline de Oliveira Muniz é Doutora em estudos da segurança e professora do Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro, ela sustenta que o linchamento é um “fenômeno que sempre ressurge diante de ondas de temor. Diante do medo, queremos uma solução imediata, e tendemos a abrir mão das nossas regras [leis].”

Podemos observar que a coisa está fora de controle, pois o que eram 3 ou 4 tentativas de linchamento, tornaram-se mais de uma por dia, desde 2013. Só na primeira metade de 2014 foram registrados 50 casos de linchamento.


Desde que justiceiros agrediram a paulada um jovem negro acusado de assalto, amarrando-o nu a um poste no Rio de Janeiro, meses atrás, coincidentemente, aumentaram no país o número de chacinas de pessoas suspeitas de terem cometido algum crime.

O sociólogo José de Souza Martins, que documenta linchamentos há 20 anos, está preocupado. Diz ele que: “a sociedade civil está ficando progressivamente descontrolada”.

Linchamentos registrados no Brasil datam de 1585 e o número de participantes mostra que a crescente frequência dessas ocorrências já pode ser o resultado de um efeito multiplicador. Os linchamentos, geralmente, são mais frequentes em tempos de tensão social e econômica. 

O que se observa em municípios e bairros é que se há ocorrido um linchamento, com facilidade, ocorre outro, explica o Sociólogo Martins.

Martins acaba de concluir uma pesquisa patrocinada pela FAPESP para a criação de um banco de dados com 1.999 casos de linchamentos em todo o país. O pesquisador procurou compreender melhor o universo do linchamento.

O estudo, com base em notícias de jornal, focaliza um período de 54 anos: de 1.º de janeiro de 1945 a 31 de dezembro de 1998 (a FAPESP financiou apenas o período de 1995 a 1998).

O pesquisador, entretanto, não se limitou à elaboração de um arquivo. O estudo inclui a análise de três regiões que foram palco para linchamentos no país: o sertão da Bahia, o oeste de Santa Catarina e Ribeirão Preto (SP). As características mais vulneráveis para o linchamento são ser homem, jovem e estar entre 15 e 30 anos de idade.

No Brasil, 95,7% de linchamentos e tentativas acontecem no meio urbano, 66,7% nas regiões metropolitanas, 58,3% nas capitais, 41% em cidades do interior e 4,3% em zonas rurais.

A região metropolitana de São Paulo é a que mais lincha no país, em segundo lugar está Salvador, seguida pela cidade do Rio de Janeiro. São Paulo lincha quase 4 vezes mais do que no Rio de Janeiro.

Os linchamentos se adensam nas áreas periféricas das cidades onde se concentram os migrantes do campo privados da terra e do trabalho. Geralmente estão vivendo no limite das necessidades básicas de uma sociedade organizada.

Para a pesquisadora Ariadne Lima Natal, do Núcleo de Estudos da Violência da USP, há uma correlação entre a presença do Estado e os índices de justiçamento – justiça com as próprias mãos.

Em julho de 1998, enquanto a seleção do Brasil buscava o título da Copa, em Paris, e 160 milhões de brasileiros balançavam a bandeira com a inscrição “ordem e progresso” por aqui e o placar da violência em São Paulo ficou inalterado.

Durante os dias das maratonas, as delegacias policiais do Centro não registraram um único crime grave, assim como não houve um linchamento em todo o país (ao contrário do que ocorria a cada 2,5 dias).

A explicação para o fenômeno pode ser simples: as pessoas estavam com uma rara sensação de segurança.

De acordo com o professor, o linchamento é uma reação auto defensiva em que só opera a partir da multidão - e não existe um número que defina “multidão”.

A participação de mais de 7 pessoas não caracteriza crime.
O linchamento não é um tipo penal, não existe o crime específico de “linchamento” no Código Penal brasileiro. Um caso de linchamento pode ser registrado como tentativa de homicídio, homicídio ou lesão corporal.

O que caracteriza o linchamento é a isenção de culpa.
Há um impulso motivado pela raiva e pelo ódio que leva a uma participação sem clara avaliação do que está acontecendo. O linchador não age em nome próprio, mas em nome da sociedade. Ele nunca acha que o golpe dele foi o que matou o sujeito.


Segundo algumas pesquisas experimentais, quando as regras de um grupo humano são quebradas, em uma fração de segundos, surgem outros códigos. Na realidade, esses códigos já estavam presentes na estrutura de comportamentos, mas estavam controlados inconscientemente.

As características do linchamento indicam que o ato é, na realidade, um rito de sacrifício e funciona como forma de punição.


O rito do linchamento sofre variações em virtude das motivações, mas o pesquisador Martins definiu um padrão brasileiro: uma aproximação vagarosa com pedradas em relação à vítima e, em geral, concluída com a pessoa sendo queimada viva.

A pesquisa revela que um linchador pode estar na maior parte das castas sociais, com exceção da elite. Em contrapartida, o linchamento inclui vítimas integrantes da elite (mais de 10%).

A explicação está na violação de um estereótipo da sociedade.
Em Santa Catarina, há outro relato de uma tentativa de linchamento contra um juiz do Tribunal Superior do Trabalho porque ele estava com a família, em período de férias, utilizando carro oficial: uma multidão depredou o automóvel e o juiz teve de fugir com a família.

Houve um aumento dos linchamentos no final da ditadura militar, pois o momento foi caracterizado por uma certa consciência da desordem. O linchamento é uma condenação à justiça institucional e uma manifestação de descrença nos mecanismos de justiça e poder.

Há um questionamento da população: quem é que manda nisso aqui? Onde está a autoridade? Isso é bastante claro”, avalia Martins.

A análise do rito sacrifical e da quebra do sagrado, indica que há a emergência de uma consciência oculta dos linchadores, que quando os mecanismos de controle social não funcionam o “véu” protetor desses códigos caem e as pessoas começam a ter atitudes de épocas mais antigas.

É como se a consciência fosse formada por camadas. Ao se deteriorar a camada protetora e moderna, vem uma mais antiga” Martins.

José de Souza Martins graduou-se em Ciências Sociais pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, onde fez o mestrado e o doutorado e da qual é professor titular. É professor titular também da Cátedra Simon Bolívar da Universidade de Cambridge.


"Marte, mistério resolvido"
A NAZA comunicou a imprensa que nessa segunda-feira (28) vai anunciar "um grande achado científico" no planeta Marte. A conferência de imprensa terá autoridades de topo da agência, incluindo o diretor de ciência planetária da NASA Jim Green e cientista-chefe do Programa de Exploração de Marte Michael Meyer.

O que poderia ser de “tão” revelador, que nós teóricos da conspiração, já não saibamos? Vão dizer que acharam água? Acharam fosseis de peixes? Vida alienígena? Difícil...

A NAZI ta anunciando há tempos que planeja enviar tolos escravos humanos para o planeta vermelho (Marte) ao longo dos anos - até 2030. E a descoberta de água seria um script perfeito pra acelerar as coisas, ficaria mais fácil de enganar os trouxas com essa coisa de “novo mundo” ou “novo lar”.

O que a gente pode tirar disso é que: eles estão com pressa, algo muito bizarro está para acontecer. Se é chuva de asteróide ou uma CME extra forte... não importa. O bicho vai pegar.

Os seres habitantes desse planeta estão agitados, como animais prevendo algo no “ar”. Um comportamento bem aparente de que em breve precisaremos fazer boas escolhas.

Pensando em tudo que está acontecendo é que resolvi apresentar um Workshop ainda esse ano, no dia 06 de novembro no Rio de Janeiro. Comportamento humano é um tema que me fascina e gosto de passar para as pessoas aquilo que eu leio e investigo. As inscrições estão abertas e as vagas são poucas.

Vamos justamente explorar esse movimento da humanidade nessa mudança de país, mudança de animo, mudança de sexo, de humor e de esperança. E se temos certeza de alguma coisa, essa é a mudança, e precisamos estudá-las para melhor nos adaptarmos a elas...

laura botelho



Esse vídeo foi criado por Scott Manley - uma visão do sistema solar mostrando a localização de todos os asteroides descobertos a partir de 1980 até o ano de 2010. A escala do vídeo em resolução 1080p é de aproximadamente 1 milhão de quilômetros por pixel, e cada segundo de vídeo corresponde a 60 dias.

Os pontos brancos são os recém descobertos. Os objetos em vermelho estão mais próximos a Terra. Já os “Perihelion” estão menos de 1.3AU estão em Amarelo. Todos os outros são verdes. Estimativas científicas sugerem que há cerca de um bilhão de asteroides maiores que 100 metros (maiores que um campo de futebol) passando de um lado ao outro agora mesmo.

À medida que o vídeo se move em meados de 1990, vemos taxas de detecção muito mais elevadas com o aproveitamento do sistema de digitalização automatizada. 

Asteroide 2015 - 30 de setembro


22 de set de 2015

Religiosos, presos por mais mil anos...

Quem controla o passado controla o futuro.
Quem controla o presente controla o passado
George Orwell

A palavra "Armagedom" aparece apenas uma vez no Novo Testamento grego, em Apocalipse 16:16, mas deixou uma ancora profunda nas mentes inconscientes.

A palavra é traduzida para o grego do hebraico - har məgiddô  - que significa "uma montanha", por vezes usada figurativamente ou como Colina (pode ser um país).

Síria antes e depois
Megidom ou Meguido, um lugar de multidões.
Tel Megiddo não é realmente uma montanha, mas uma metáfora que aponta a ideia de um morro criado por muitas gerações de pessoas que viveram e reconstruíram suas vidas no mesmo local em que fortalezas antigas foram construídas para proteger a Via Maris, uma antiga rota comercial que liga o Egito com os impérios do norte da Síria, Anatólia e Mesopotâmia. 

De acordo com a interpretação cristã, Jesus vai voltar à terra e derrotar o Anticristo, o Falso Profeta e Satan - o diabo na batalha do Armagedom ou nesse tal “monte”.

Então, “Satanás” (quem perder o jogo) será colocado no "poço sem fundo" ou abismo (caos) por 1000 anos, conhecido como o Millennium. 

O rabino Shvili em seu livro Reckonings of Redemption, escrito em 1935, afirmou:

"Nós, os judeus podemos saber tudo sobre o nosso futuro apenas a partir do Livro de Daniel." 

Deus, segundo o tal Daniel, nos dá a listas das principais nações que irão atacar Israel: 
·         Magog - moderna Rússia 
·         Gog - é China moderna
·         Persia - hoje Irã 
·         Meseque e Tubal, Togarma – hoje Turquia 
·         Etiópia - Etiópia 
·         Líbia - Líbia 
·         Gomer – hoje Alemanha 

Isso te remete a alguma coisa?
Pois é, eles estão seguindo fielmente a AGENDA – as escrituras sagradas.

Diz-se que Newton era um estudioso da Bíblia, fluente em línguas antigas, e que traduzia facilmente o hebraico e o grego. Era extraordinariamente atraído pelos textos atribuídos ao profeta Daniel. Dizem que "no fim de seus dias” ele passou mais tempo estudando e escrevendo sobre as profecias do Livro de Daniel do que qualquer outra coisa.

Aparentemente Newton ficou intrigado com o capítulo 9 de Daniel e com base no possível retorno do Messias à Terra que apostou ser em 2016 ou antes. 

O Monte do Templo, santuário nobre do fundamentalismo religioso, conhecido em hebraico como Har HaBayit e em árabe como Haram al-Sharif  é um dos locais religiosos mais importantes da Cidade Velha de Jerusalém. 

Tem sido utilizado como um local de adoração durante milhares de anos e pelo menos 4 tradições religiosas fazem uso do Monte do Templo (Dome of Rock) como um roteiro de vida: judaísmo, cristianismo, religião romana, e Islã.

O Monte do Templo é o local mais sagrado do judaísmo, que o considera como o lugar onde a presença divina manifesta-se “mais do que qualquer outro lugar”. 
  
Alguns historiadores e arqueólogos acreditam que Damasco (Síria) pode ser a cidade mais antiga continuamente habitada do mundo e não há registro na história antiga que ela tenha sido totalmente destruída. 

Narra a lenda que: atualmente, a Síria (com o Irã) está apoiando o Hezbollah no sul do Líbano contra Israel. Síria, como o resto dos vizinhos islâmicos de Israel odeiam Israel, já invadiu e atacou Israel em várias ocasiões, e pediu publicamente a destruição deste. 

Um general israelense, ao comentar sobre a crescente ameaça da Síria, disse que a melhor coisa a fazer para proteger Israel da Síria seria deixar cair uma bomba nuclear em Damasco...

Já deu pra notar que a coisa é mais séria do que a gente imagina.

Várias profecias predizem a destruição de Damasco antes do início da Terceira Guerra Mundial.

Até Edgar Cayce previu a terceira guerra mundial, mesmo antes do final da segunda guerra mundial. Ele falou de conflitos decorrentes perto do Estreito de Davis, Tunis, Líbia, Egito e Síria. 

 O curioso é que ele nomeou Síria como ultimo, e seguindo a história de invasões já feitas até agora, quando você estuda a Primavera Árabe, tudo começou em Tunis, Egito, Líbia e neste momento estamos no tempo da última cidade “profetizada”.

A Síria foi sucessivamente ocupada por muitos povos e culturas diferentes, como os anaanitas, fenícios, arameus, hebreus, egípcios, sumérios, assírios, babilônios, hititas, persas, gregos e bizantinos. Sempre foi palco de joguinhos de guerra dos deuses.

Syria, abreviação de Assíria "a terra da Assíria", dos Assyrios "pertencente a Assíria", do acadiano Ashshur, o reino do velho dragão safado Enlil, o deus da guerra. Quando Enlil conquistou a Babilônia mandou os escribas assírios começaram a escrever o nome de Ashur com sinais cuneiformes  "AN.SHAR", literalmente "o céu inteiro" em acadiano, a língua da Assíria e Babilônia.

Enlil e a rainha dragão “e de muitos nomes” como: Ninkharsag (nome sumério), ou ISIS (nome Egípcio) ou Kaly (nome India) ou Sophia e Maria, adoram assistir de seu camarote a guerra sangrenta dos animais irracionais chamados humanos aqui em baixo.

Desde a Antiguidade, a região compreendida entre a Península da Anatólia, a Turquia e a Península do Sinai já era denominada como Síria, o domínio deste território foi um objetivo constante das antigas civilizações egípcias, que consideram essa região como a porta de entrada de seu mundo.

Foi na velha Síria que Thoth nos deu o alfabeto; nos ensinou os símbolos, como ler e escrever; como formar comunidades e viver em grupos chamados cidades ou viver em Ur (urbanus), ensinou os bobos como domar o gado e usá-los para alimentação e transporte; ensinou a música do mundo, construção merchandising e comércio, a diplomacia e como receber e acolher milhões de refugiados ao longo da sua história.

Dizem que o Presidente Roosevelt não queria tomar partido sobre as ações de Hitler na Europa ou dar uma força para o velho Churchill para ajudá-lo a combatê-lo, mas sua posição foi “abalada” após o “Japão” atacar a Ilha de Pearl Harbor (1941) (leia-se Torres Gêmeas).

Esse modelo nunca falha. A turma do “vamos à forra”, não para pra pensar nenhum segundo que isso é uma armação, e deixa a emoção move-los ao ataque irracional.

Textos antigos dizem que o povo de Atlântida tinha ciência de que sua civilização estava prestes a ser destruída. Eles passaram pelos mesmos eventos que estamos passando agora. Como resultado, eles esconderam registros idênticos da sua civilização atlante em Bimini, no Egito e em Yucatán para nos avisar que: o planeta roda, a catacra gira, a fila anda... e somos os próximos!

O número de refugiados e imigrantes que se dirigem para a Europa é historicamente elevado. As instituições políticas que são responsáveis ​​pelo processamento dos fluxos de refugiados estão em colapso. A “solidariedade” pagará um preço alto, e sob pressão crescente dos agentes do tempo.

Estamos, portanto, em direção a um maior colapso humanitário já visto na era moderna. E esse fato foi diagnosticado em uma frase simples pelo Secretário-Geral do Conselho Dinamarquês para Refugiados - Andreas Kamm
 
Enlil deus da guerra
"Estamos arriscando que os conflitos entre refugiados e migrantes, de um lado e as populações locais, do outro, vão piorar, e na minha visão, estamos diante de um cenário Armageddon".

O mês de Tishrei 5776 começou em 14 setembro de 2015 e termina 30 dias depois, em 13 de outubro de 2015.  Rabinos estão convencidos de que os acontecimentos do Yom Kippur e Sucot estão intimamente relacionados com as datas do sétimo mês hebraico, o Tishrei, unindo-se a isso os sinais da tétrades Eclipses da Lua de sangue, são sinais poderosos de conformidade para o aparecimento do tal Messias.

O acampamento Yarmouk para refugiados palestinos foi criado em 1957. 
Yarmouk foi um "não-oficial" campo de refugiados palestinos, o lar da maior  comunidade palestina refugiada no território Sírio. Yarmouk foi identificado como um acampamento no passado, mas não havia tendas ou favelas a vista.

Foi um bairro residencial localizado a 8 quilômetros do centro de Damasco, que gozava de boa infra estrutura como hospitais e escolas, salões de beleza e cafés de internet.

Em junho de 2002, foram registrados 112.550 refugiados em Yarmouk.
Mas infelizmente esse acampamento foi tomado por várias facções e foi privado de suprimentos, resultando em fome, doenças e uma taxa de mortalidade elevada, o que levou muitos abandonarem o refugio. 

Em 1º de abril de 2015, Estado Islâmico do Iraque e do Levante lutadores (ISIL) entraram no campo do distrito de Hajar al-Aswad, provocando confrontos com Aknaf Beit al-Maqdis e o Exército Sírio Livre. Em 2 de abril, foi relatado que ISIL estava no controle da totalidade do campo de Yarmouk. 

Por que refugiados querem ir para a Alemanha?

Para aqueles que acreditam que o Irã ameaça o Estado judeu, mas não ao povo judeu, ouça Hassan Nazrallah, o líder do Hezbollah, terrorista chefe do Irã. Ele disse que, se todos os judeus se reunirem em Israel, ele vai nos poupar o trabalho de persegui-los ao redor do mundo” NETANYAHU

Os historiadores têm frequentemente observado a diferença entre os eventos e a memória  a respeito deles, a dicotomia entre o modo como um evento histórico é desdobrado e como ele é lembrado por gerações futuras.

Em nenhum lugar isso é mais verdadeiro do que no conflito árabe-israelense, onde ambos os lados têm construído uma estrutura elaborada de mitos e memórias desenhadas. 

Mitos nacionais são "os blocos de construção a partir do qual uma sociedade constrói a sua auto-imagem coletiva" e, uma vez absorvido, "tornar-se mais verdadeira do que a própria realidade"

Isaac Newton dizia que as profecias são ininteligível para os incrédulos, mas inteligível para aqueles que estão devidamente instruídos.

Será que o Newton queria nos dizer que precisamos crer para ver? Acho que faz sentido, mas vou além. Uma vez que recebemos um conjunto de informações e conseguimos estabelecer conexões coerentes... começamos a ver mais e além dos fatos e isto é assustador às vezes.

Phra Dhammakaya é um Templo Budista e está localizado em Khlong Luang 16 quilômetros ao norte do Aeroporto Internacional de Bangkok/Tailândia. 

O templo é o lar de mais de 3000 noviços é o maior centro de “meditação” no planeta Terra. Está localizado no coração do controverso movimento Dhammakaya, que é uma seita budista, fundada na década de 70 com ensinamentos religiosos não convencionais que visam à comercialização do budismo. 
 
Phra Dhammakaya - uma nave? 
Imagine que a construção custou US $ 1 bilhão
De onde veio esse montante? No centro da estrutura há uma enorme cúpula do Dhammakaya Setiya com 300 mil estátuas de bronze de Buda do lado de fora e 700mil dentro. No centro do prédio uma escultura de um monge Phra Mongkoldhepmuni pesando 1.700 kg de ouro puro

Não sei se consegui mostrar a você, mais uma vez, como funciona a indução dos eventos e como precisamos nos preparar para eles. A Agenda será seguida de forma a manobrar o gado para onde precisam que ele vá. A matança de seres humanos não vai parar e teremos um tempo muito difícil pela frente.

Em contrapartida, sabedor de que o futuro precisa do entendimento do passado para seguir a trama, espero que você estude mais, pesquise mais e perceba muito mais, como eles movem as peças daqui pra frente.

Estabelecer essa confiança, no momento oportuno, para a escolha coerente de sua visão de mundo, lhe trará paz interior para seguir sua jornada. Portanto, livre-se de religião, de credos e devoções a seres que só usam você como peões de um enorme tabuleiro.

Confie na sua divindade interior. Os deuses agora estão nus, podemos enxergá-los facilmente, como no passado, no tempo de Atlantes.

laura botelho



Atenção. Eles estão preparados e você? 

18 de set de 2015

Verdades Secretas?

"Estes códigos numéricos têm significados ainda mais profundos do que os mais óbvios de dias, meses e do zodíaco. Os números também representam freqüências vibratórias. Cada frequência ressoa a um número determinado, cor e som. Algumas freqüências, representada por números, cores e sons, são particularmente poderosos. Símbolos representam também freqüências e eles afetam o subconsciente sem a pessoa perceber que está acontecendo. Esta é outra razão pela qual certos símbolos são vistos em sociedades secretas, bandeiras nacionais, logotipos de empresas, publicidade e assim por diante. "
David Icke, "O Maior Segredo" 


Calma, não vou falar da novela da Globo, apesar da trama ser bastante interessante no ponto de vista da observação simbólica oferecida entre as muitas máscaras de todos os personagens. O que podemos perceber é que TODOS envolvidos são facilmente prostituídos pelo poder que o dinheiro oferece.

Há estudos que afirmam que o corpo sutil (espiritual) permanece conectado ao corpo fisicamente durante 3 dias após a morte do ser humano. Há evidências científicas de que o cérebro, mesmo quando todos os outros sistemas estão falhando, leva 3 dias para registrar o desligamento completo do corpo.

O símbolo do três é o triângulo
Três é um movimento para frente de energia, superando a dualidade, expressão, manifestação e síntese. É a Tríade, sendo o número do TODO, uma vez que contém o começo, um meio e um fimcorpo, emoção e alma - passado, presente e futuro. Sol, lua e Terra.

Pitágoras dizia que o 3 significa conclusão. Pedro negou Jesus 3 vezes. Há 3 magos a caminho do nascimento de Jesus (sol) e 3 dias para “ressurreição” (latim Resurgere - subir novamente, aparecer de novo). São 3 desejos que o gênio nos concede. As fadas da Cinderela são 3. Os porquinhos que fogem do predador também.

Thoth é 3 Vezes Grande
Parece que o Lobo (FOX) é um elemento importante no inconsciente popular. A vovó (passado), o lobo (presente) e Chapeuzinho vermelho (futuro) representam a atenção que devemos ter com os eventos diários. O presente engole o passado, se disfarça de bonzinho para enganar o futuro...

Mas isso é outra história que contarei no meu próximo Workshop em novembro.

Na antiga filosofia hindu de Vedanta encontrada na Índia, o pensamento é o sexto sentido do ser humano que é estimulado pela crua informação recebida através dos outros 5 órgãos dos sentidos. Uma verdade retratada pelos antigos, mas pouco explorada pelo mundo moderno.

Segundo narra a lenda, o olho esquerdo de Hórus simbolizava a Lua e o direito, o Sol. Durante uma luta, o deus Seth (Thoth) arrancou o olho esquerdo de Hórus, o qual foi substituído por um amuleto, que não lhe dava visão total, colocando então também uma serpente sobre sua cabeça.

Olho de Orus ou “Udyat” - é um símbolo de estabilidade cósmica. Simboliza a saúde, a prosperidade, a indestrutibilidade do corpo e a capacidade de renascer quando é possível enxergar o que antes não via.

O Olho Direito de Hórus representa a informação concreta, factual, controlada pelo hemisfério cerebral esquerdo. Ele lida com as palavras, letras, e os números, e com coisas que são descritíveis em termos de frases ou pensamentos completos. Ele aborda o universo de um modo “masculino”.

O Olho Esquerdo de Hórus representa a informação estética abstrata, controlada pelo hemisfério direito do cérebro. Lida com pensamentos e sentimentos e é responsável pela intuição. Ele aborda o universo de um modo “feminino”.

As vibrações que emanam dos corpos celestes afetam as freqüências do organismo humano como um todo, ou seja, nos 3 níveis – espiritual, emocional e consequentemente físico – e ter a Lua tão próxima da Terra deve afetar muito mais.

Dizem que a lua cheia desencadeia as marés, enlouquece os sensíveis e os deixa "lunáticos", sem deixar de mencionar o "efeito Transylvania" que transforma homens em lobos ou vampiros, mas nunca mulheres lobas e vampiras... estranho isso.

Será que os efeitos da lua cheia sobre o comportamento humano poderiam ser explicados através da sua influência sobre os oceanos? Afinal, o corpo humano é constituído de quase 80% de água. Será que de alguma forma a lua perturba o alinhamento das moléculas de água no nosso organismo afetando o sistema nervoso?

A ciência acadêmica diz que a lua cheia não nos afeta como dizem, e que isso é folclore, um programa secular unido às histórias de terror que já conhecemos. Mas sabemos que muita coisa que descobrimos hoje foi largamente considerada “lenda urbana” no passado.

Há um simples propósito em “mistificar eventos”. Isso nos afasta da curiosidade e investigação, nos torna (perante aos racionais) uns tolos e esotéricos, buscando razão para algo que não pode ser provado “cientificamente”. O que não interessa nada aos negativos de plantão.

Enquanto isso, vamos sonhando...
Quando estamos dormindo o mundo de vigília não existe, e quando em vigília, o universo onírico nos parece uma experiência mágica, ilusória. Quando sonhamos, não nos lembramos da nossa vida “real” e podemos ser quem quisermos, fazer o que quisermos, mesmo que não seja lá uma “boa ação”.

Quando em sono profundo passamos para um “mundo” totalmente alheio as nossas verdades terrenas. É curioso também que não nos lembramos da totalidade dos nossos sonhos, apenas pequenas passagens dele. Talvez por isso não lembramos desse “mundo” de cá, do lado de lá. Ao passar pelo portal é importante o esquecimento.

A Dra. Elisabeth Kübler-Ross recolheu cerca de 20.000 depoimentos de pessoas que haviam passado por uma EQM (Experiência de Quase Morte). E, em 1982, o Instituto Gallup realizou uma pesquisa, onde constatou que 8.000.000 norte-americanos tiveram esse tipo de experiência após a morte clínica aparente ou em coma profundo.

O Dr. Raymond A. Moody Jr. foi quem primeiro investigou sistematicamente a EQM e elaborou um modelo geral desse extraordinário estado de consciência extracorpórea que não percebe apenas o mundo físico, mas parece relacionar-se com outro tipo de realidade não-física, que na quase totalidade dos casos, existe um sentimento profundo de amor e de paz, assim como de unidade com todo o universo.

O que os pesquisadores observaram é que a consciência extracorpórea, numa EQM, produz uma mudança radical e definitiva na consciência corpórea ou originária, tornando as pessoas convictas da sobrevivência post-mortem, da unidade de todas as coisas.

Observa o psicologo Abraham Maslow que qualquer pessoa, cuja estrutura do caráter ou estilo de vida força-a a tentar comportar-se de um modo radicalmente racional, materialista ou mecanicista, tende a considerar suas experiências transcendentais como uma espécie de insanidade, uma perda total de controle, uma sensação de domínio por emoções irracionais.

A pessoa que tem medo de enlouquecer e se agarra desesperadamente à estabilidade, ao controle, à realidade, fica com medo de tais experiências e procura rechaçá-las. Mas antes de pirar ou viajar na “maionese” precisamos entender o que é um estado de descontrole emocional e um extremo comportamento racional. O paradoxo é sempre a cilada aqui.

John Pierrakos (pesquise) diz ter constatado, em suas experiências com plantas, que elas podem ser severamente afetadas por pessoas com problemas mentais.Crianças, idosos, plantas e animais absorvem energias do ambiente como uma esponja. Se a energia é forte ou fraca, se é danosa ou benéfica, cada ser vivo terá sua reação correspondente.

Crianças e os bem idosos não têm como dar sentido ao que sentem, apenas sentem. Isso porque estão mais desconexos da “racionalidade” das coisas, estão mais atentos a comunicação NÂO VERBAL, absorvendo mais a energia abundante que os envolve. O que se aplica a todos seres vivos.

Pra mim é difícil explicar essa experiência para você. Seria como tentar provar para um peixe que a água não existe. Mas um dia ele pode acabar descobrindo, justamente quando o tirarem dela.

Onde quero chegar com tudo isso?
Mostrar a você que somos afetados pelos símbolos, pela interpretação que damos a eles. Essa interpretação varia de idade, de cultura, de gênero, de localização geográfica, de informação em seus genes.

Estamos entrando em uma semana em que muitas coisas podem acontecer. Eles podem ser eventos maravilhosos, bem como podem ser eventos dramáticos, tensos e aterrorizantes. Vai depender unicamente da maneira como você verá os acontecimentos.

Há duas maneiras de se ver o seu “mundo” – esse paradoxo está no nosso script - mas você pode descobrir uma terceira maneira que fuja de tudo que já esteja programado.

O importante que eu quero ressaltar aqui é que; estar um passo a frente dos demais em termos de informação nos deixa com uma margem confortável para agir, e melhor, de cabeça fria. Quando não estamos preparados para o impacto, a fratura é certa.

Então relaxa. Aperte o cinto.
Na outra semana as coisas podem ficar (ou não) bizarras. Mas setembro vai passar como tantos outros passaram. Pode (já está) ocorrer tsunami, vulcões, terremotos, inundações, apagões de grandes proporções que nos levem ao caos urbano - o que consequentemente nos levará ao toque de recolher e a lei marcial.

O que não pode acontecer daqui  pra frente é você sentar, chorar e lamentar: “meu deus, se eu soubesse antes...”

Ela não aprende nada? 
Você foi avisado - esteja você em qualquer parte desse planeta - há no mínimo uns 5 anos - sobre toda essa mudança. Se não quis acreditar que as coisas poderiam ficar piores do que estão, foi uma escolha sua. A ignorância é sempre uma benção.

Não sei mais o que dizer... só espero que a gente consiga reverter os eventos que “possam surgir” daqui pra frente, com atenção, informação e muita serenidade. Desespero é coisa de quem está mergulhado no medo, sem preparo, sem base, sem metas, o que não é o seu caso.

Nosso país está sofrendo um abalo de identidade. Não estamos nos reconhecendo no espelho. Nossas mascaras estão caindo. Os que se venderam ou ainda se vendem, pelo simples objetivo do poder, terão dias difíceis pela frente.


Verdades secretas? Não tão verdadeiras assim, nem tão secretas.
A gente precisou de um sacode pra acordar e é isso que o planeta nos dará.
O medo é um elemento fundamental para abalar nossas estruturas, nos tirar do lugar, rever modelos e programas e provocar mudanças necessárias para um novo rumo.

Que venham as mudanças!

laura botelho.

DR. Hélio Bicudo, Jurista e fundador do PT conta a quem é Lula.

3 anos para provar...






Super lua - como funciona



meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos