Google

Translate my page Google

27 de abr de 2015

Adolf Hitler ganhou a "guerra".

Me estranha ainda hoje ter que bancar a “tia do maternal” para aqueles que me escrevem questionando minha forma de retratar o “serviço da agencia espacial americana”, vulgarmente conhecida como NASA pela sigla NAZI, (pros íntimos).

Quem me pergunta, sequer tem a curiosidade de pesquisar na WEB, de ler sobre o assunto ou até mesmo buscar em outras fontes (livros, por exemplo) sobre o tema. Falta o que? Preguiça de ler vários textos? Acha que não vai entender nada? É mais fácil perguntar a “tia Laura”? 

Por isso estamos tão devagar... 

Tudo bem, eu sei que tem muita gente chegando agora depois de anos de hibernação e não sabe nem por onde começar a pesquisar, ou encontrar o fio da meada para desembaraçar isso tudo, eu até entendo, mas daí a ficar “intrigado” porque eu faço essa ressalva nos textos, é demais. Que falta de iniciativa!

Vamos lá. Tia Laura vai resumir o todo em algumas partes. Mas só darei uns links. Não vou pegar sua mão para desenhar. Busque você mesmo a resposta!

Após a Segunda Guerra Mundial, final de 1945, russos e americanos retornaram com seus investimentos pra casa. A fase de experiências acabou e todas as coisas que deveriam ser “inventadas e apresentadas ao publico” agora teriam um propósito, como novos foguetes, projetos de aeronaves, medicamentos e aparelhos eletrônicos e cirúrgicos. 
 
NAZISTA trazidos pelos USA.
São 104 engenheiros e oficiais de inteligência da “máquina de guerra nazista” - mentes brilhantes - trazidos para a America com a pseudo desculpa de interrogá-los sumariamente e depois devolve-los a sua terra natal – Alemanha.

Os doutores nessa foto foram financiados pelos negativos. Todos tiveram contato com funcionamentos de discos voadores (Foo Fighters), armas de feixe de partículas / laser e tudo mais que desenvolveriam todo avanço esperado para o novo século.

A NASA e a CIA absorveram essa tecnologia e agora estão liberando a conta gotas para os estúpidos humanos alienados de tudo, que sempre ficarão espantados com o avanço tecnológico feito por nós, macacos...

Harry Truman em setembro de 1946 criou o então "Projeto Paperclip".
O projeto tem uma estratégia nada original, e ainda hoje é muita usada pelos políticos; documentos falsos - para "limpar" "lavar" arquivos - no caso de referências nazistas - com finalidade de manter esses seres cruéis, servidores do terror, "legalmente" no país para efeito de mídia.

Operação Paperclip trouxe por volta de 1.500 pessoas entre alemães - cientistas, técnicos e engenheiros nazistas  e de outros países - para os Estados Unidos.

E por volta de 1955, mais de 760 cientistas alemães já tinham cidadania americana e gozavam de posições de destaque na comunidade científica mundial. Ou seja, a NAZI tinha uma base de conhecimento e tecnologia num só lugar.

Allen Dulles chefe da unidade de inteligência nazista na CIA deu inicio a tantos outros projetos resultantes de experiências comprovadas na guerra com cobaias humanas. Uma delas é o famoso MK-Ultra. Mas não menos importante que o projeto alcachofra e operação midnight e outros.

O nazista Wernher von Braun; de 1937 a 1945 - foi o diretor técnico do centro de pesquisa do foguete Peenemünde, onde sua invenção – [o foguete V-2] brilhantemente devastou a Inglaterra – e dando continuidade a bela carreira a favor da aniquilação humana, Von Braun desenvolveu maravilhosos mísseis guiados para o Exército dos EUA sendo promovido (inevitavelmente) a diretor do Marshall Space Flight Center - NASA. 

Ele se tornou uma celebridade nos anos 50 e início dos anos 60, como um dos maiores especialista apresentado no "World of Tomorrow" (mundo de amanhã) nos estúdios Disney em 1970. As crianças amavam aquela destruição toda.

Foto que estava em poder do segurança pessoal de Hitler - Otto Skorzeny
e foi divulgada por ele recentemente quando moribundo.

 KURT Blome; cientista nazista de alta patente fez experiências em 1943 com vacinas virais em prisioneiros de campos de concentração. Julgado em Nuremberg, em 1947, sob a acusação de praticar eutanásia (extermínio de prisioneiros doentes) e realização de experimentos em seres humanos, foi absolvido e ganhou destaque em Camp David, Maryland, sobre a guerra biológica. 

O cara sabia matar humanos com química que era uma beleza. Perito nesse assunto, em 1951 foi contratado pelo Exército dos EUA - Chemical Corps - para trabalhar com guerra química. Isso porque Nuremberg tinha péssimos promotores públicos...

Considerando a carga de fluoretos (fluoreto de sódio) em água potável e pasta de dentes, você com certeza pode já estar em negação sobre esses fatos, mas não ligue pra isso, vamos em frente, um dia você desperta.

Fluoretos - segundo comunicado dos governos - são usados na água para a prevenção da "cárie dentária". Mas o que o velho Kurt descobriu em tempos de guerra, foi que flúor adicionado na medida certa na sua água e pasta de dentes faz com que você se torne psicologicamente e fisicamente plácido, apático, caaalminhuuuu... 

(será que aumentaram a dose nas ultimas passeatas?)

Reinhard Gehlen foi um general alemão que atuou como chefe da inteligência Militar Nazista (CIA deles) durante a Segunda Guerra Mundial. Gehlen é considerado uma lenda entre espiões da Guerra Fria.

Coincidência...
Mas antes da guerra acabar foi “demitido” (acredite) por Hitler sem aviso prévio ou garantia de férias. Gehlen danado da vida com isso, foi trabalhar para os Estados Unidos criando uma rede de espionagem contra a União Soviética empregando numerosos ex – oficiais da Gestapo e através da criação de campos de trânsito e emissão de passaportes falsos, a Organização Gehlen ajudou mais de 5.000 nazistas a deixar a Europa e mudar todo o mundo de endereço, foram todos residir nas belas praias da América do Sul e Central. Ótimo local para passar as férias merecidas.

Outro projeto que foi gerado a partir de Paperclip foi MK-ULTRA, projetado para derrotar o "inimigo" em suas técnicas de lavagem cerebral que funciona muito bem até esse momento. Um laboratório secreto foi criado e financiado pelo diretor da CIA, Allen Dulles, em Montreal, Canadá na Universidade McGill, no Instituto Memorial Allen, liderado pelo psiquiatra Dr. Ewen Cameron

Técnicas utilizadas pelo Dr. Cameron incluem choque elétrico, privação do sono, implantação de memória, inibição da memória, alteração sensorial, experimentos com drogas psicoativas, e muitas práticas que você não gostaria de saber, mas que estão em pleno uso a cada momento da sua vida.

Como podemos ver – com riqueza de detalhes, pois isso está aberto ao publico, é muito fácil de achar – Hitler ganhou a “guerra”. Ele não se “suicidou”. Um otário foi posto no lugar dele. Estouraram sua cabeça para não rolar um “self” com algum soldado animado. Sem um rosto, qualquer um pode ser Hitler. Mas o danado do Adolfinho, ao contrário do que pensam, estava vivinho até 1997 curtindo um solzinho nas Américas e pegando uma corzinha com umas mulatas (é sério).

George H. Scherff - Assistente nazista de Nicolas Tesla.
Tesla tinha seus assuntos tantos financeiros e legais supervisionados por seu associado mais próximo, George H. Scherff. Infelizmente, Tesla não sabia que seu “ajudante” e seu filhinho, o “Junior” Scherff, eram nazistas e roubavam todas as invenções e dinheiro que ele poderia juntar.

Foi em 1938 que Hitler enviou o garoto de 14 anos de nome George H. Scherff Jr. para a América para espionar o grande inventor. Tesla não gostava dele, o chamava de “George o curioso”, pois vivia fuxicando suas coisas.

Muitas invenções de Nikola Tesla foram patrocinadas por governantes do mundo, desenvolvidas através de programas secretos. Entre elas a ideia de corrente alternada (AC) - energia eletromagnética - motores elétricos – geradores – bobinas - transmissão de rádio e elétrica sem fio etc

Que tal Wireless em 1899? – ainda não, muito cedo.
Tesla construiu uma torre de transmissão de energia sem fio ("Wardenclyffe", Shoreham, Long Island) com recursos aplicados pela JP Morgan.


Mas quando Morgan entendeu as implicações geradas pela torre, uma delas de que poderia transmitir ondas de energia elétrica e de rádio sem fios e livre de impostos, cancelou rapidamente o projeto e desmontou a torre vendendo a para sucata. Morgan não estava disposto a permitir que o mundo recebesse gratuitamente eletricidade, televisão e rádio. Tesla ficou arrasado quando recebeu a notícia, mas continuou com suas novas invenções.

Capitalismo com energia livre? Isso não faz sentido. O sistema econômico tradicional contém 3 aspectos: capital, bens e serviços – e essa “coisa” de “grátis” não entra nessa equação.

É a economia, não a ciência o fator principal. 
Ao analisar a história da humanidade é compreensível que algumas invenções não devam ser trazidas ao publico tão precocemente, mas a conta gotas, como uma “novidade”.

Tesla acreditava que se tornaria possível aproveitar a energia diretamente por "conexão com a própria natureza" anunciando um plano para o "motor de raios cósmicos". Quando perguntado se esse seria mais poderoso que radiômetro do Crooke, ele respondeu, "milhares de vezes mais poderoso!."

A intenção de Tesla foi condensar a energia presa entre a Terra e sua atmosfera superior e transformá-la em uma corrente elétrica. Ele imaginou o sol como uma imensa bola de energia elétrica, com carga positiva, com um potencial de cerca de 200 mil milhões de volts. A Terra, por outro lado, é acusado de eletricidade negativa. 

Devido ao tamanho do planeta, é como um condensador, que mantém as cargas positivas e negativas para além, usando o ar como um material não condutor, como um isolante.

Tesla morreu de maneira “não natural”, pobre e esquecido num arquivo qualquer como tantos outros do seu naipe. Faz parte do jogo. Ele quis jogar.

O jovem pentelho George H. Scherff Jr. do qual Tesla não gostava, não nasceu nos Estados Unidos, era alemão. E como nesse “mundo de faz de conta” tudo é possível, ele se tornou o 41º presidente dos Estados Unidos em 1989.

Pois é... o NAZI safado é o George HW Bush. (o pai) 
Volte lá em cima e veja a foto de família guardada pelo segurança de Hitler.

Se você também não acredita nisso... o que eu posso fazer? Que tal começar a pegar todos links e pesquisar? Eu não vou mais desenhar com você! Esquece.

laura botelho


24 de abr de 2015

1986 - tripulação do Space Shuttle Challenger explode, mas todos passam bem


"A essência da mente independente
não está no que ela pensa,
mas na forma como ela pensa."

Christopher Hitchens


Logo após o lançamento do voo de numero 25 do Sistema de Transporte Espacial americano, em 28 de Janeiro de 1986, algo de errado ocorreu após 73 minutos do seu lançamento, levando a perda o ônibus espacial Challenger e sua tripulação de 7 astronautas explodindo no ar e se desintegrando sobre o Oceano Atlântico na presença de câmeras de TV e de familiares.



Pelo menos foi essa a história contada pra gente...
Por volta das 13:50h, em 28 de Janeiro de 1986, várias horas depois da explosão do ônibus espacial Challenger, Boston – o FBI recebeu um telefonema do Canal 7 - filial CBS - indicando que a redação recebera um telefonema anônimo em 8:35h em 26 de janeiro de 1986, dois dias antes do lançamento previsto do Challenger, em que o autor da chamada se dizia fazer parte de um grupo de três pessoas que sabotariam o veiculo, fazendo-o explodir e matar todos a bordo.

O FBI descobriu que a chamada foi ignorada pelos repórteres de notícias, não havendo anotações sobre esse contato – essa "história" nunca foi distribuída para a mesa de notícias sobre os supostos “terroristas”.

Em se tratando da NAZI [digo, NASA], nada faz sentido a principio, pois só percebemos a ponta do iceberg. Não sabemos o que eles tramam ou como eles fazem isso e para que fins. A única coisa que aprendemos a ter certeza é que; eles armaram mais uma, como tantas outras, não resta duvida.

A questão é; a “notícia” deveria ter ganhado força e se alastrado pelo planeta como um “ataque terrorista”, mas furou? Esvaziou? Não deu certo o HOAX?

Eu recebi essa informação do meu grupo desse meu BLOG no Facebook (e, diga-se de passagem - é o ambiente mais informativo dos últimos anos) e fui fuxicar o boato.

Não há muito na rede sobre esse evento, a não ser o “evento” em si. Talvez por conta da época em que foi ocorrido (1986), havia poucos “teóricos da conspiração de plantão”, como eu. (rindo muito)

Ou o fato que deveria ter “relevância” pela mídia, não rolou como esperado pelos negativos de plantão. O fato é que tem muita coisa estranha nessa história, muita “coincidência”, muito link ligando as atividades dos “mortos” com um futuro promissor.

Eu não me dei ao trabalho de trazer tudo que pesquisei por que o principal motivo deles “estarem vivos”, não é revelado. Não consegui ligar as coisas. Deve ser mais uma dessas tramas de cunho emocional dramático que leva a massa humana para algum lugar... mas realmente esse episódio eu não pesquei a finalidade.

Dr. Marvin Resnik, pai de Judith Resnik, pediu a NASA que não houvesse funeral, mas que cremassem os restos mortais de sua filha espalhando-os sobre o oceano.

Se você souber de algo, me conte.



O meu objetivo aqui não é o de “revelar” conspirações, mas o de fazer você pensar, se incomodar, ficar com a “pulga atrás da orelha” com a possibilidade de estarem manipulando nossa maneira de julgar os fatos.

Quero motivar você a pesquisar, ligar os acontecimentos, associar com algo que você já sabia, mas não possuía detalhes para formar uma imagem. Estamos falando de pequenos detalhes, de peças bem miúdas, mas que sem elas... fica difícil montar esse quebra cabeças gigante!

Fato: os mortos estão vivos. Os vivos estão cada vez mais mortos...

laura botelho



Veja a expressão fisionômica dos pais da astronauta 'Christa' Mc Auliffe explodindo diante de seus olhos... você reagiria assim? 

21 de abr de 2015

Video - O livro dos mortos


Dois bons videos para assistir e meditar. Apreciar aquilo que nos chama atenção.
Lembrando que o livro dos mortos de Thoth foi a base para que o maçom Allan Kardec iniciasse uma nova seita religiosa - os espiritismo, pois já tínhamos o cristianismo, o judaísmo e o islamismo. Cada um puxando a brasa para seu lado. 

As informações originais do texto do livro foram deturpadas, modificadas, desviadas do seu objetivo final; o de orientar os seres iluminados, que despertaram para sua realidade a não mais cair na armadilha da reencarnação

A mumificação era uma prática dos grandes lideres, dos que detiam o poder e controle sobre os humanos. 

Eles sabiam que havia uma linha tênue entre perceber que está realmente "morto" ou ainda "vivo", e para isso precisavam ter a certeza de que não faziam mais parte dessa dimensão. 

O "morto" presenciava todo o ritual de embalsamento - tendo a certeza que deveria seguir em frente e não mais desejar voltar àquela prisão por conta de seus "parentes, objetos, riquezas e posses". Deveria seguir em frente.

Thoth deixou bem claro em seus manuais que; somente com o equilíbrio entre a emoção (coração) e a razão (pena do escriba) pode-se escapar desse jogo. Caso o indivíduo não entenda isso, será engolido novamente pelo universo "animal" - a base réptil da coisa toda. 



Quanto a esse outro video abaixo sem legenda na nossa língua, infelizmente, desperta em muito aquilo que está exposto acima. Entender como "eles" manipulam nossas emoções através da imagem e da dramatização dos fatos, livra você de voltar também, se for desejo seu.

A estratégia da religião (re-ligação com os deuses) é a de manter a emoção acima da razão. E como as civilizações nascem e são destruídas a cada fase do jogo, é necessário que haja a recriação de um "deus" correspondente ao entendimento da nova era em questão. 

Os programas são sempre os mesmos, só mudam a imagem, o símbolo, a "cara" do mártir. A mensagem deixada é que o seu "sacrifício" é a moeda de troca para manter aqui a sua estúpida vida inconsciente. Uma espécie de agiotagem de alma. 

A emoção está quase sempre fora de controle, portanto minha proposta é a de levar você a pesquisa - a RAZÃO dos eventos que nos levam a esse fim cíclico. Ilumine-se!

Se você souber de um link desse documentário em Português ou Espanhol, me avise.


Essa é a minha dica da semana. Espero que liguem muitos pontos!
laura botelho



16 de abr de 2015

Papa Francisco com medo do fim do mundo?


O fotógrafo Jimmy Nelson começou a trabalhar como fotógrafo em 1980, desde então, resolveu registrar as últimas culturas indígenas do nosso planeta para as gerações futuras perceberem, entenderem, que há muitos “mundos paralelos” bem diferentes desse nosso mundo “moderno” e que co-habitam o mesmo planeta em outras esferas dimensionais.

Nelson nos mostra o quanto NADA sabemos sobre muitos “Seres”, sejam eles humanos - ou não - e sua pluralidade. O site onde estão às imagens é esse http://www.beforethey.com/ - não deixe de visitá-lo.

Desenho artístico dando dimensão da altura
desses monumentos
é um sítio arqueológico no topo de uma serra no Anatolia, Região Sudeste da Turquia. Foi escavado por uma equipe de arqueólogos alemães sob a direção de Klaus Schmidt desde 1996 até sua morte em 2014, vitima de um ataque cardíaco.(?)

Essa foi considerada a maior descoberta arqueológica dos últimos tempos, uma vez que pode mudar profundamente a compreensão de uma etapa crucial na evolução da sociedade, dita “humana”.

O sitio arqueológico está estrategicamente localizado a 760m acima do nível do mar onde contém cerca de 20 círculos de pedras com mais de 200 pilares - com altura média de até 3m e um peso de até 20 toneladas cada pedra.

São grandes blocos de calcário esculpidos com representações de animais - javalis, crocodilos, raposas, gazelas, etc.  Além dos animais esculpidos em pedra, há uma série de pictogramas identificados com símbolos (acredita-se sagrados para os construtores do complexo). Gobekli Tepe parece ter sido um templo de sacrifícios “humanos”. Há crânios decapitados próximos dali.


A construção é formada por um grande "T" com cerca de 3 metros de altura. Composto por dois megaliticos verticais e horizontais, e cada círculo é composto por 12 pedras em forma de "L" com uma sempre no centro. Cada círculo, por sua vez, é cercado por paredes feitas de pedras.

Estima-se que em Göbekli, cada círculo precisou de no mínimo 500 homens para transportar pedras de 16 a 20 toneladas a uma distancia de centenas de metros da sua origem para cima da montanha. Esse “número de homens” entra em conflito com a ideia de que os primeiros nativos do planeta viviam em pequenos grupos nômades que se dedicavam apenas a caçar e coletar suprimentos, como todo bom macaco moderno.

Narra à lenda oficial – aquela baboseira que nos ensinaram nos livros de história - que os primeiros Homo Sapiens eram nômades e viviam em cavernas e que desconheciam matemática ou geometria, pois não sabiam nem produzir fogo, quanto mais ter inteligência para construir uma simples casa.

O que complica ainda mais é que a data da construção é de 11.600 anos – foi feita há 7 mil anos antes da  Grande Pirâmide de Gizé !

Gobekli Tepe (até esse momento que escrevo) é a mais antiga arquitetura monumental atribuída a seres “humanos”. Claro, não há nos nossos livros escolares indicação de nada antes de “nós” além do tal “deus” que criou a luz e tudo que sabemos, inclusive essa mentirada toda.

O enigma que envolve Gobekli Tepe é mais interessante ainda. Um evento dramático ocorreu no planeta que o sepultou por longo tempo, bem como tantas outras histórias que ainda não nos foram contadas...

Uma Civilização extinta que deixou rastros da sua passagem por essa dimensão. Mas para onde foram todos?


Papa Francis implora a cientistas que parem com a experiência
Esse foi um comunicado oficial publicado pelo Vaticano. Religiosos temem que o evento abra uma brecha no tecido do espaço-tempo.

"Meus irmãos cristãos, vivemos em tempos de desespero A ciência está prestes a testar os limites de Deus e sua criação. Deus impôs as fronteiras entre o mundo dos vivos e o mundo dos mortos. São estes cientistas prestes a abrir as portas do inferno? Será que estamos no limiar de maus dias que a Bíblia se refere? Será que a horda de demônios que se escondem nas profundezas do inferno está prestes a surgir fortemente em nosso mundo? Deve-se meditar sobre estas questões antes de permitir que os cientistas realizem essas experiências" – Papa Francisco. (grifos são meus).

O complexo LHC "acelerador de partículas" foi instalado no centro da CERN, em Genebra, na Suíça e recentemente foi reativado em seus níveis de energia mais altos numa tentativa de detectar - ou até mesmo criar – mini buracos negros, portais para outras dimensões. Há uma possibilidade grande, segundo pesquisadores, de que a gravidade do nosso próprio universo possa "vazar" para este “universo paralelo”.

Se esse propósito der resultado esperado pelos cientistas, um “mundo” completamente diferente do que conhecemos será revelado – e rapidamente reescrito - não apenas em livros de física, mas em todo contexto filosófico sobre a nossa existência também.

Stephen Hawking já havia alertado recentemente que o “fim do mundo” poderia ser desencadeado pela elusiva "partícula de Deus". Tomara...

Universo 25a grande extinção programada
A obra - “Universo 25” - é do etólogo John B. Calhoun. Um  estudo científico com animais que passou a ser usado como modelo para entender o colapso de uma sociedade.

Seu estudo tornou-se a pedra fundamental da sociologia urbana e psicologia de uma maneira geral. Ele mediu o stress, agressividade, competitividade e desconforto geral de um grupo, uma analogia para o comportamento humano.

O ambiente foi criado em uma caixa gigante - um “mundo” projetado para ser uma utopia mamífera – com um deus que os espiassem 24h por dia. Um desejo alimentado por 90% dos Seres humanos.

Nesse mundo os recursos eram ilimitados; comida e água reabastecida a todo momento para suportar qualquer aumento da população, bem como a proteção contra predadores e controle sobre qualquer “doença”. Um paraíso perfeito para aqueles que não fazem uso do NEOCORTEX (nova casca)...

Esse estudo não previa tão somente a duplicação dos seres (superpopulação), no sentido físico - indivíduos por unidade “metro quadrado” – mas, e precisamente, a observação quanto ao grau de interação social dos indivíduos em um ambiente populacional esmagador.

Tudo começou com apenas 8 ratos - 4 machos e 4 fêmeas – na caixa. Deus então deu inicio a nova “Terra”, mas em menos de dois anos os ratos tinham criado seu próprio apocalipse.

Em apenas 560 dias a população de ratos atingiu 2.200 camundongos, e posteriormente, exibiu uma variedade de comportamentos, muitas vezes destrutivos e anormais; experimentando sua própria extinção.

Dr. Calhoun marcou a evolução do "Universo 25" através se algumas fases nítidas:

Fase A - período inicial de adaptação ao ambiente,
Fase B - período de crescimento exponencial entre a população de indivíduos
Fase C - período final do crescimento entre a população de ratos
e, finalmente
Fase D – declínio e extinção da população

Fases A e B exibiram as circunstâncias para a Fase C – tornando visivelmente o ambiente em um inferno.

Com a população de ratos aumentando, a disponibilidade de papéis sociais significativos diminuiu consideravelmente, fazendo com que os machos infelizes e solitários se transformassem em indivíduos socialmente rejeitados.

"Indígenas" no Congresso Nacional 
Apesar da ausência de ataques territoriais dos machos dominantes a violência eclodiu entre grupos de camundongos sem rumo, sem definição clara no contexto social, tanto que os machos dominantes perderam a capacidade de defender as fêmeas de ataques de indivíduos aleatórios.

Estas erupções de comportamentos violentos levaram ao aumento drástico nas invasões aos ninhos e, consequentemente, a mortalidade infantil acelerou. A mortalidade infantil era 96% mais alta do que a mortalidade entre os grupos mais desorientados na população.

Até o início da Fase D não havia mais jovens e os sobreviventes restantes eram incapazes de conceber vida ou estavam despojados de qualquer desejo de reprodução (não faziam mais sexo. Isso te lembra alguma coisa?).

Os poucos ratos sobreviventes nascidos durante o tumulto da Fase C experimentaram golpes ensurdecedores de suas habilidades para realizar interações sociais normais, tais como; "o namoro, cuidados maternos, defesa territorial".

Entre os machos os distúrbios de comportamento variavam de desvio sexual (homossexualidade) ao canibalismo, e hiperatividade frenética; uma estratégia patológica da qual os indivíduos saíam para beber, se alimentar e se movimentar somente à noite, quando outros membros da comunidade dormiam.

Ratos individualmente raramente comiam, exceto na companhia de outros ratos... (nos bandejões da vida)

Os poucos espaços isolados abrigavam uma população que o pesquisador chamou de "as bonitas." Geralmente guardado por um macho dominante – as ratas no interior desse espaço não faziam sexo ou lutavam ou faziam qualquer coisa - apenas comiam e dormiam e ganhavam peso.

Quando a população começou a diminuir “as bonitas” foram poupadas da violência e da morte, mas tinham perdido completamente o contato com os comportamentos sociais, incluindo o de ter relações sexuais ou o cuidar de seus filhotes.

Essa autodestruição foi atribuída ao congestionamento físico do ambiente Um diagnóstico agora confirmado com experimentos científicos com “outros animais” quando colocados em quartos igualmente congestionados.

Sejam cães, gatos, pássaros, ou que for - eles apresentam os mesmos sintomas de stress, alienação, hostilidade, perversão sexual, incompetência parental e violência irracional.

"The Behavioral Sink". 
“Se a fome não matar todo mundo, as pessoas se autodestroem”. Foi a conclusão desse estudo. Ele caracterizou o colapso social como uma "morte espiritual" indicando que a morte do corpo é apenas a "segunda morte".

Estamos repetindo o modelo do Universo 25? Não tenho duvidas.

Como tenho escrito aqui nos últimos meses, estamos descendo o ralo e cada vez mais rápido. Isso implica que cada um de nós está num processo de transição de informação. Uns percebem as mudanças mais nitidamente, outros não tem uma visão clara do que está acontecendo, mas entendem que elas estão acontecendo. Já outros... infelizmente nada podemos fazer.

Explicar para a criança de quatro anos que papai Noel não existe é covardia. Ela foi enganada desde então, e tentar mudar sua realidade sem que ela tenha condições de entender o “porque da mentira”... não acelera seu processo de amadurecimento. Ela terá seu tempo e um dia ela descobre como todas as outras crianças a farsa de papai e mamãe.

Fomos enganados por milênios e continuamos sendo iludidos dia após dia. Mas muitos já cresceram também e não temem mais o que tia Laura está dizendo, certo? (é o que espero).

A morte que estamos presenciando é espiritual. Ela se dá por falta de informação, de conhecimento sobre a nossa natureza, nossa real identidade. Muitos acreditam que a morte física é o fim da missão, quando não é.  Ainda há muito que aprender.

Essa dimensão a que estamos experimentando hoje é extremamente limitada, apertada, sufocante. Há outras dimensões maiores, arejadas e expansivas que vamos experimentar também.

Estamos na “fase D” do processo.
O que observamos a cada instante é que estão nos preparando para esse pulo “dimensional”. Estão nos avisando - de maneira torpe - que vamos sofrer um abalo significativo e será inevitável. Já aconteceu antes com muitas civilizações, portanto, vai acontecer de novo.


E essa passagem de “nível”, será percebida por todos?
Infelizmente acredito que não. Cada grupo alcançará um patamar correspondente a sua consciência (conhecimento). Bem como serão unidos por afinidades. Energia se somará a energia correspondente. Os dissonantes estarão perdidos por um tempo até encontrarem um ambiente adequado a suas necessidades.

O que significa “ambiente adequado as suas necessidades”?
Quem acredita que há um deus esperando por ele para que sua vida seja maravilhosa, encontrará um deus, um senhor, um amo, governante no Universo 26.

Quem acredita que não há deus, chefes, condutores, guias, comandos etc... entende claramente que o caminhar em frente é necessário para novas descobertas e que somos deus, dono e senhor de nossa própria criação, de nossos desejos, os únicos responsáveis pela nossa própria evolução.

Se isso ficar bem nítido e específico na sua programação, não há o que temer. Que venha o fim desse “mundo” e que surja o “mundo” compatível com as nossas necessidades evolutivas.

Afinal, do que o Papa tem medo? O inferno a gente já conhece de perto. O que pode ser pior? Será que ele teme que a gente descubra que seu deus é dono do “Universo 25” ?

laura botelho


Simulação artística do que houve com o míssil em 1964, testemunhado pelo Prof. Robert M. Jacobs

12 de abr de 2015

Videos - Documentários; Aliens na Lua - Eu sei o que eu vi.


Bons documentários para assistir essa semana - um intitulado "Aliens na Lua.A Verdade exposta" e o outro " Eu sei o que eu vi" (I know what i saw)

O documentário sobre aliens na lua é de 2014. O produtor é Robert Kiviat, conhecido por documentários como "Alien Autopsy, Factor ou Fiction?"

O canal SyFy onde foi publicado esse video afirma que as imagens são da NASA e nunca foram mostradas ao publico antes, onde revelam instalações, fábricas, naves e antenas parabólicas na lua. 

Astronautas e outros especialistas estão no filme para comentar.

Esse primeiro video está sem legenda na nossa língua e relutei em postar justamente por isso. Mas o material é tão rico de imagens que não há como não entender a mensagem. 

Não desista de assistir por isso. Faça como eu, olhe as figuras !
Eu assisto tudo! Até em Russo, Árabe, Chines, mesmo não fazendo a menor ideia do que eles falam! 

laura botelho

Eu sei o que eu vi! 


O diretor James Fox reúne o testemunho de generais da Força Aérea, astronautas, militares e pilotos comerciais, funcionários do governo e das FAA de 7 países, revelando envolvidos nos mais altos níveis governamentais que optaram quebrar o sigilo sobre UFOS e Aliens em prol da divulgação pública. UFOTV®.

 Christiano Vitch achou esse video legendado e me mandou! Valeu Vitch!





6 de abr de 2015

Em 5/maio/2015 teremos a prova inequívoca de contato Alien?

No Auditório Nacional do México, o investigador de fenômenos OVNIS, Jaime Maussan, apresentará na data do dia 5 de maio de 2015 - a todo o planeta Terra - pela rede de Internet - importante evidencia da presença e atividade de seres inteligentes - não humanos - entre nós.


Dizem os jornalistas terem uma prova irrefutável que poderá mudar dramaticamente a historia e os rumos da Humanidade. Evidencia registrada em fotografia de um ser “extraterrestre”, que fora supostamente resgatados do impacto conhecido como caso “Roswell”, no Novo México no ano de 1947.

68 anos se passaram e esse episódio visto e presenciado por muitos á época, finalmente ganhará credibilidade?

Muitos foram os grupos que ajudaram incansavelmente a ocultar tais fatos – será que agora serão revelados a todos os descrentes?

Essa é a proposta que nos oferece Jaime Maussan. Sua carreira e sua credibilidade como jornalista investigativo nessa área estarão em jogo, bem como a posição de testemunha para a confirmação das provas de pessoas do meio científico como o Astronauta da missão Apolo 14, Edgar Mitchell e a Dra. Carol Rosin.

Vamos aguardar o mês de maio chegar. Quem sabe esse é o momento esperado da mudança de paradigma que tanto os antigos nos avisaram.

Enfim, você que acredita, como EU, que esses seres estão entre nós há milênios controlando nossa maneira de “enxergar” essa existência, terá certamente um dia de glória, se essas provas forem confirmadas.

Mas por outro lado, “caso se confirme realmente”, teremos também dias turbulentos. Dias que nos darão mais trabalho para explicar aos sonâmbulos, justamente aquilo que já sabíamos anos atrás...

Eu acredito no que pesquiso e se você tivesse um pouquinho mais de flexibilidade e quisesse buscar realmente “provas”, não tenha duvida que esse evento de maio não faria a menor diferença na sua vida.

O fato de eu entender toda “essa trama” conspiratória dos governantes para ocultar os deuses, me trouxe mais e mais reflexão sobre QUEM eu sou e QUEM somos nós.

Perceber qual o meu papel nesse jogo, qual a finalidade da ocultação dessa “realidade holográfica” me trouxe mais equilíbrio, mais confiança sobre a condução da minha “vida”,  da minha saúde, da minha evolução, e a dos que me cercam. Me trouxe paz! 

Paz é ausência de medo. E medo é gerado por aquilo que não conhecemos, e se um dia você souber o que é isso, então você estará livre e imortal!


laura botelho


Depois dos terroristas, viriam os extraterrestres...


4 de abr de 2015

Video - Encontro com Reptilianos


Em uma viagem a Fortaleza, Brasil, em 2009, Robert Llimos teve uma experiência que mudou sua vida e percepção sobre o significado da "arte".

Uma tarde nas dunas de Fortaleza ele passeava para se inspirar com a vasta paisagem de um cenário espetacular. De repente, viu entre nuvens um objeto pairando no céu, diferente de qualquer coisa que já tenha visto. 

Munido de papel e lápis fez a representação daquilo que via; luzes, linhas e uma nave entre as nuvens. Sentiu que sua mão estava sendo orientada a digitalizar a cena e foi o que fez.

Robert viu escotilhas abertas do objeto no ar e dentro nitidamente dois personagens o observavam pela janela: um homem e uma mulher, ambos com pescoços muito longos e pele escamosa. 

Voltando a Barcelona o artista não se conteve e expôs ao publico em 01 de outubro de 2009 sua visão. Robert acredita que foi escolhido pelos seres para exibir de forma ilustrativa, e não sensacionalista, ou cinematográfica, a presença deles entre nós.

A pintura é um meio eficaz de capturar essas imagens que nunca foram representadas, já que não há fotos desses eventos. Seres de todas as formas foram representados em todo planeta através da arte rupestre, mas agora temos um “retrato” mais afinado do que eles são realmente. 

ROBERT LLIMOS: http://www.robertllimos.es  

Iván Martínez e David Parcerisa viajaram para Barcelona para entrevistar Robert Llimos - um artista de prestígio internacional, pintor e escultor, que experimentou um encontro pessoal com seres reptilianos e representou em mais de 150 pinturas e esculturas o impacto desse contato com seres reptilianos. 

Achei que você deveria ver isso. É uma forma de "retratar" aquilo que não conhecemos.
Só vemos aquilo que podemos identificar. E o pouco que sei sobre seres não humanos, esses retratados pelo artista são Reptilianos Grays Tall. Em sua hierarquia, os altos e de cores diferentes são chefões do grays robos, baixinhos. 

Vai que você já tenha encontrado um... mas não sabe. 

laura botelho




meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos