Google

Translate my page Google

29 de set de 2014

ISIS - a mãe do submundo, dos mortos vivos.


ISIS
Forma grega do egípcio Ist (reconstruída como Iset ou Ueset ), que possivelmente significa "o trono". Os hieróglifos egípcios para seu nome são comumente transliterado como JST; por conveniência, os egiptólogos pronunciam como ee-set.

A Deusa Ísis talvez seja a mais importante de todos os deuses antigos. Sua função mais significativa é a de zelar pela maternidade, devoção conjugal, cura dos enfermos e prática das magias e encantos. Seus títulos são de "A Doadora da Vida" e "Deusa da Magia" “A virgem do mundo”. “Senhora do submundo”.  A deusa da criação e da destruição.

Isis protegia o sol (Hórus de Seth) durante sua infância, para ajudar o marido Osiris retornar a vida e governar a terra dos mortos. Ela controla a ativação da Kundalini, ou o 'poder da serpente' na abertura dos centros psíquicos.

A deusa do poder das palavras
A Deusa nos lembra e nos adverte para tomarmos muito cuidado com nossas palavras, a escolha correta das palavras reflete o que desejamos criar e experimentar dentro de nossa vida.

Sirius é o símbolo de Ísis nos céus. Símbolos associados a Isis incluem o gavião, serpentes / cobras, crocodilos, escorpião, caranguejo e gansos. Cores associadas com Isis são prata e ouro, azul cobalto e vermelho.

Conhecida como Isis de Dez Mil Nomes, podemos identificá-la facilmente também como:

Ningishzida ou Ningizzida (esposa/irmã de ENKI e ENLIL), Ninmah, Ninurta, Inana/Istar/Asthar, Neith, Anat, Antur, Néftis, Athyr, Het Hert, Hathor, Nekhebet, Uatchet, Net, Bast, Ament - Nut, Nuit (do francês "la nuit" , que significa noite), Sophia, Stella Maris, Khem, Eufrone, Perséfone, Eulália, Afrodite, Auraria, Aruru, Nintu, Mami, Esméria, Ish-Ma-uria, Maria, Iemanjá, Paloma, Ariadne, Aurora, Dianna, Anastasia, Tietê, Tyet, Aset... e por aí vai.


Isis é uma das mais antigas deusas egípcias, datando de tempos pré-dinásticos. Ela é muitas vezes descrita como Hathor – a vaca, ou uma mulher com uma cabeça de vaca, ou uma mulher com chifres de vaca e um disco solar na cabeça.

Estou postando na integra um texto do site Voltaire de autoria de Thierry. Os negritos no texto são meus. Acredito que isso esclarece mais um pouco aquilo que não estamos vendo

Quem é que compõe o «Emirado islâmico»?
Thierry Meyssan
Enquanto a opinião pública ocidental é inundada com informação sobre a constituição de uma pretensa coligação internacional para lutar contra o «Emirado islâmico», este muda discretamente de forma. Os seus principais oficiais já não são, mais árabes, mas sim Georgianos e Chineses. Para Thierry Meyssan, esta mutação mostra que, a termo, a Otan entende utilizar o «Emirado islâmico» na Rússia e na China. Portanto estes dois países devem intervir, agora, contra os jihadistas, antes que eles voltem para semear o caos no seu país de origem.

REDE VOLTAIRE | BEIRUTE (LÍBANO) | 22 DE SETEMBRO DE 2014

A princípio o «Emirado islâmico» apregoou a sua origem árabe. Esta organização surgiu da «Al-Qaida no Iraque» que combatia não os invasores norte-americanos, mas sim os Xiitas iraquianos. Ela tornou-se «Emirado islâmico no Iraque», depois «Emirado islâmico no Iraque e no Levante». Em outubro de 2007, o exército dos E.U. capturou em Sinjar perto de 606 fichas de membros estrangeiros desta organização. Elas foram depuradas e estudadas por peritos da Academia militar de West Point.

Não obstante, alguns dias depois desta apreensão, o emir al-Baghdadi declarou que a sua organização só incluia 200 combatentes e que eles eram todos Iraquianos. Esta mentira é comparável à das outras organizações terroristas na Síria que declaram não contar senão ocasionalmente com estrangeiros, enquanto o Exército árabe sírio avalia em, pelo menos, 250. 000 o número de jihadistas estrangeiros que terão combatido na Síria durante os últimos três anos.

Porém, agora, o califa Ibrahim (novo nome do emir al-Baghdadi) reivindica que a organização dele é amplamente formada por estrangeiros, que o território sírio não é mais para dos Sírios e o território iraquiano não é mais para dos Iraquianos, mas, sim, que serão para os seus jihadistas.

Segundo as fichas apanhadas em Sinjar, 41% dos terroristas estrangeiros membros do «Emirado islâmico no Iraque» eram de nacionalidade saudita, 18,8% eram Líbios, e apenas 8,2% eram Sírios. Se relacionarmos estes números com a população de cada um dos países em questão, a população líbia forneceu, proporcionalmente 2 vezes mais combatentes que a da Arábia saudita e 5 vezes mais que a da Síria. Em relação aos jihadistas sírios, a sua origem era dispersa pelo país, mas 34, 3% provinham da cidade de Deir ez-Zor que, depois da retirada do «Emirado islâmico» de Raqqa, se tornou na capital do Califado.

Na Síria, Deir ez-Zor tem a particularidade de ser povoada, maioritariamente, por árabes sunitas organizados em tribos, e por minorias curda e arménia. Ora, até ao presente, os Estados Unidos não conseguiram destruir senão Governos como o do Afeganistão, do Iraque, e da Líbia, quer dizer países onde a população está organizada em tribos. Pelo contrário, eles falharam por todo lado onde isto não se passava. Deste ponto de vista, Deir ez-Zor, em particular, e o Nordeste da Síria em geral, poderão, pois, ser potencialmente conquistados, mas não o resto do país, como se vê desde há 3 anos.


Tarkhan Batirashvili, sargento das informações militares georgianas, tornou-se um dos principais chefes do «Emirado islâmico» sob o nome de Abou Omar al-Shishani. Desde há duas semanas uma purga atinge os oficiais magrebinos.

Assim, os Tunisinos que capturaram o aeroporto militar de Raqqa, a 25 de agosto, foram detidos por desobediência, julgados e executados pelos seus superiores. O «Emirado islâmico» entende meter os seus combatentes árabes no devido lugar e promover oficiais tchetchenos, gentilmente fornecidos pelos serviços secretos georgianos.

Abou Anisah al-Khazakhi, primeiro jihadista chinês do «Emirado islâmico», morto em combate, (no centro da foto), não era Uígur mas sim Cazaque.

Uma outra categoria de jihadista fez a sua aparição: os Chineses. Desde junho, os Estados Unidos e a Turquia transportaram centenas de combatentes chineses, e suas famílias, para o Nordeste da Síria. Alguns de entre eles tornaram-se imediatamente oficiais. Trata-se sobretudo de Uígures, Chineses da China popular, mas que são muçulmanos sunitas e turcófonos.



Torna-se claro, desde logo que, a termo, o «Emirado islâmico» estenderá as suas atividades à Rússia e China, e que estes dois países são os seus alvos finais. Iremos seguramente assistir a uma nova operação de propaganda da Otan: a sua aviação expulsará os jihadistas para fora do Iraque, e deixará que se instalem em Deir ez-Zor.

A CIA fornecerá o dinheiro, armamento, munições e as informações aos «revolucionários sírios moderados» (sic) do ESL (Exército sírio livre -ndT), que mudarão então de casaca e a utilizarão sob a bandeira do Emirado islâmico», como tem sido o caso desde maio de 2013. Munidos com esta informação poderemos avaliar, pelo seu verdadeiro significado, o documento apresentado ao Conselho de Segurança, a 14 de Julho, pelo embaixador sírio Bashar Jaafari. Trata-se de uma carta do comandante-em-chefe do ESL, Salim Idriss, datada de 17 de janeiro de 2014.

Nele pode ler-se: Informo-vos, pela presente, que as munições enviadas pelo estado-maior aos dirigentes dos conselhos militares revolucionários da região Leste devem ser distribuídos, de acordo com o que foi acordado, por 2/3 aos comandantes de guerra da Frente el-Nosra, o terço restante devendo ser repartido entre os militares e os elementos revolucionários para a luta contra os bandos do EIIL (Exército islâmico do Iraque e do Levante -ndT).

Agradecemos-vos que nos enviem o comprovativo de entrega de todas as munições, especificando as quantidades, e a qualidade, devidamente assinados pelos dirigentes e pelos chefes de guerra em pessoa, afim de que possamos encaminhá-los para os parceiros turcos e franceses”.

Por outras palavras, duas potências da Otan (Turquia e França) entregaram munições, na quantidade de dois terços, à Frente Al-Nosra (classificado como membro da al-Qaida pelo Conselho de Segurança) e, de um terço, ao ESL para que este combata contra o «Emirado Islâmico», cujo chefe é um dos seus oficiais superiores.

Na verdade, o ESL desapareceu no terreno (de operações-ndT) e as munições foram, portanto, em dois terços enviadas à al-Qaida e um por um terço ao «Emirado Islâmico». Graças a este embrulho de dupla capa, a Otan poderá continuar a lançar as suas hordas de jihadistas contra a Síria, enquanto vai, ao mesmo tempo, fingindo assim estar a combatê-los.

No entanto, quando a Otan tiver instalado o caos por todo o mundo árabe, inclusive no seu aliado saudita, ela irá virar o «Emirado Islâmico» contra as duas grandes potências em desenvolvimento, a Rússia e a China. Por isso estas duas potências deveriam intervir desde já e exterminar, no ninho, o exército privado que a Otan está em vias de fabricar e de treinar no mundo árabe. Caso contrário, Moscovo (Moscou- Br) e Pequim, terão, em breve, de o enfrentar no seu próprio solo ..
Thierry Meyssan
Tradução 
Alva



O jovem [ex-soldado] que aparece na foto de barba ruiva é um checheno que se tornou um dos comandantes mais importantes do grupo separatista de alcunha - “Al-Qaeda” - que tem invadido territórios do Iraque e Síria, o que nos mostra com clareza a natureza internacional dessa matança gentilmente produzida.

Omar Al-Shishani, é apenas mais um das centenas de chechenos que estão entre os mais difíceis combatentes jihadistas na Síria. Surgiu como a face do Estado Islâmico do Iraque como Al-Sham aparecendo com freqüência em vídeos on-line - em contraste com o líder do grupo iraquiano, Abu Bakr Al-Baghdadi, que permanece no fundo do esconderijo e raramente tem sido fotografado.

Em um vídeo divulgado pelo grupo recentemente, o Sr. Al-Shishani está ao lado do porta-voz do grupo de lutadores que declaram a eliminação da fronteira entre o Iraque e a Síria

"O nosso objetivo é claro e todo mundo sabe por que estamos lutando. Nosso caminho vai em direção ao califado". "Vamos trazer de volta o califado, e se Deus não o torna o nosso destino para restaurar o califado, em seguida, pedimos-lhe que nos conceda o martírio."

Alexei Malashenko, especialista do escritório do Fundo Carnegie Moscow, disse que a etnia não é um fator importante nos movimentos jihadistas, apenas dedicação à jihad. 

A Guerra civil da Síria, em seu 4º ano, tem atraído lutadores de todo o mundo. Algumas estimativas são de até 10 mil combatentes estrangeiros no país. Mas os chechenos são considerados alguns dos melhores lutadores. Pelo menos é o que diz Hussein Nasser, porta-voz do grupo de coalizão Frente Islâmica de rebeldes “chechenos estão entre os lutadores mais temidos na Síria”

"O checheno vem e não tem idéia sobre qualquer coisa e faz tudo o que seu líder disser a ele", disse Nasser. "Mesmo se o seu emir diga a ele para matar uma criança, ele o fará."

O Sr. Al-Shishani, cujo nome verdadeiro é Tarkhan Batirashvili, é um checheno de etnia da nação do Cáucaso da Geórgia. Ele fez o serviço militar no exército georgiano, mas recebeu alta após uma doença não especificada, disse um de seus antigos vizinhos, que falou sob condição de anonimato por medo de represálias.

Em um determinado momento, a polícia da Geórgia o prendeu por posse ilegal de armas, disse o vizinho. Assim que foi solto em 2010, o Sr. Batirashvili foi para a Turquia. Ele surgiu na Síria em 2013 com o seu nome de guerra, o que significa "Omar checheno" em árabe, liderando um grupo chamado de "O Exército dos Emigrantes e Partisans", que incluía um grande número de combatentes da ex- União Soviética.

Ele se isenta e se absolve de toda e qualquer responsabilidade por seu destino. O que é uma porta aberta para que mentes negativas assumam o controle do robô à deriva...

Um religioso; seja ele o que for, cristão ou muçulmano, está subordinado à vontade de deus (Alá?). O programa está visível nas palavras que usa: "Eu vou vê-lo amanhã, se Alá quiser", "as coisas vão dar certo, se Alá quiser", e assim por diante. Se algo acontecer, é a vontade de Ala. Se isso não acontecer, é a vontade de Alá. "Alá" tem total controle sobre o que quer ou não dos seus cervos.

Essas figuras simbólicas e emblemáticas do passado escondem a formula e o segredo para a regeneração espiritual, mental e física conhecida pelos estudiosos Herméticos (Thoth) como Mystic Chemistry of the Soul (a pura alquimia). 

Estas instruções foram comunicadas apenas a pequenos grupos de iniciados das Escolas de Mistérios, ocultados do profano - indivíduos que desconhecem algum tipo de informação específica pela total incapacidade de compreender os princípios filosóficos abstratos dessa experiência chamada vida.

Aliado a ignorância sobre tudo que os cerca, os robôs adoram e idolatram os ídolos esculpidos emblemáticos dessas informações secretas, ao invés de entender o significado delas. Os mistérios do hermetismo, as grandes verdades espirituais escondidas do mundo pela ignorância do mundo, e as chaves das doutrinas secretas dos filósofos antigos, estão todos simbolizados pela Virgem Isis, a mãe de todos nós – ou a Lucy primitiva.

A “realidade” é uma experiência de computador que nos dá informação sobre o tempo – uma ilusão criada pela consciência/pensamento

O nome Thoth significa "Pensamento" e "Tempo". Thoth foi o arquiteto que criou o modelo da nossa realidade com base nos padrões da geometria sagrada ou 12 em torno de 1. Thoth criou um programa de grade eletromagnética na natureza para permitir os aspectos bipolares de tempo linear e a ilusão - a realidade física 3D é um veículo em forma piramidal que personifica a natureza dessa realidade.

Ele colocou metade acima - "Como é acima" no não físico e metade abaixo "Como é abaixo", criando assim as areias do tempo - a ampulheta - X - no centro do planeta onde tudo começa e tudo retorna ao Ponto Zero - um tempo ou lugar de equilíbrio.

O programa segue o código binário 1010101 [ON/OFF] – Matéria, Anti-Matéria – com isso repete os ciclos chamados tempo . Ele está presente na dualidade - DUAT - caos - vazio - refletidas em deuses e deusas que experimentamos até que em dado momento possamos evoluir (entender essa alquimia do tempo) e alcançar a consciência (conhecimento) e escapar dessa prisão vibracional.

George Van Tassel foi o primeiro a afirmar ter recebido uma mensagem, em 1952 do tal Ashtar Sheran. Desde então, muitas reivindicações diferentes sobre autoria de Ashtar têm aparecido em diferentes contextos, e é estudado por acadêmicos como a nova “religião high tech” – com direito a um novo planeta, um governo único, cura a todas as doenças e passeios de nave pela Galáxia, enfim, um NOVO LAR.

Resumo da ópera:
Os negativos vão bagunçar o ambiente com tudo que possa mexer com o programa dos robôs. Os líderes vão mandar e eles vão obedecer respeitando sempre a “voz divina” – o deus das alturas – o todo poderoso - pois já fizeram isso antes e farão de novo.

Quando não se têm informação de quem você é e o do que é feito, para onde vai e o que veio fazer aqui, é muito fácil para os que “sabem” manejar qualquer mente vazia a seu bel prazer dentro dessa massa alienada.

Muita gente vai padecer, vai ser “sacrificada”, aterrorizada, faz parte da agenda. O jogo está no final e eles estão jogando com todas as armas que têm - e cabe a você, somente, saber lidar com elas.  Não desanime, busque essas respostas o quanto antes, nosso tempo de despertar está acabando.


laura botelho

26 de set de 2014

Videos - Nassim Haramein - Barcelona/Espanha 2010



Quem me acompanha sabe que sou fã de carteirinha do Nassim e todos meus textos são baseados nas suas pesquisas. Tudo que exponho aqui tem como base os conceitos de Haramein. 

Se seus pressupostos estão certos, corretos ou não, perante a Ciência dominante, não me interessa. O que me atrai em suas teorias é que hoje a minha vida faz mais sentido diante de suas explicações do que as explicações dos meus professores de ginásio há 40 anos atrás, que nunca me responderam de maneira clara e "desenhada" o que move a vida.

Aquela história de "deus" fez o homem do barro e todas as estrelas não descia na garganta... precisava de algo mais racional. Essa coisa de deus fez a terra e o universo  fazia sentido quando eu tinha 10 anos e não sabia de nada, mas agora com mais de 50 anos de idade... realmente não dá.

Nassim é um físico teórico autodidata que desenvolveu uma das teorias físicas mais surpreendentes de unificação que existem hoje. A teoria de Nassim descreve a estrutura e a dinâmica do que constitui 99,99999999999% do que vemos lá fora, no espaço vazio.

Nassim tem re-desenvolvido toda uma teoria das equações de campo de Einstein, dando o seu primeiro resultado, a condição de Schwardzchild ou um buraco negro, toda a dinâmica de rotação, de Coriolis e outros efeitos giroscópicos dadas a qualquer sistema, o que, obviamente, variam noções do que entendemos como realidade, estendendo-a a uma realidade em que todos os objetos são apreciados, graças aos buracos negros ou poços de atração e criação de uma infinidade de tamanhos, realizada no local que cria tudo o que existe, de um átomo de um ser humano, um planeta, uma estrela, uma galáxia, ou, provavelmente, o próprio universo.  

Segundo Haramein, a gravidade é apenas a força de atração gerada por buracos negros, inúmeros tamanhos presentes em qualquer sistema que nós chamamos de um átomo, uma pessoa, um planeta, uma estrela ou uma galáxia, que, ao gerar uma força de atração mantem o sistema em vigor, como qualquer ação há uma reação igual e oposta, também gera toda a energia que chamamos matéria e então podemos ver a olho nu e com a nossa experiência.

Agradeço a Luci Chilan pelo link. Eu não conhecia essa versão em espanhol. 
Essa é aquela aula que pode mudar sua visão de "mundo", não perca essa.
Já sabe, assista antes que tirem do ar.

laura botelho

Parte 1


Nesta segunda parte, não perca a prova científica de que somos todos um. Parte 2


Parte 3



Nassim continua a desenvolver sua teoria da estrutura do vácuo e mostra animações espetaculares. Ele passa então a falar sobre os círculos nas plantações e relações matemáticas que tem sido detectada em muitos deles e relacionando tudo. Fala sobre o legado das várias civilizações antigas com a geometria sagrada composta por 64 tetraedros. 

Parte 4



Esta seção fala sobre como as civilizações antigas poderiam construir esses grandes monumentos com precisão e conhecimento que nos surpreende hoje em todo o mundo, e sua semelhança em todos os casos, mesmo quando diferentes civilizações supostamente isoladas uma da outra geograficamente e temporalmente. Mas todos parecem beber da mesma fonte de conhecimento que liga todos eles. Como essas civilizações utilizaram o conhecimento da geometria sagrada para erigir monumentos.

Parte 5



Esta parte fala da evidência em vídeo e fotos NASA UFO no espaço e especula sobre como essas naves podem viajar grandes distâncias entre as galáxias. Wormholes são a chave, e se tomarmos certas teorias sobre o centro de um corpo celeste é um buraco negro, teríamos uma explicação de como usar esses "buracos" para viajar pelo universo instantaneamente para através do tempo e do espaço. Baseado no trabalho de Nikola Tesla e Walter Russell sobre a antimatéria e transmutação da matéria, explica como ele pode trabalhar a tecnologia antigravidade. 

Parte 6

Nassim responde a perguntas da platéia sobre mudanças em todos os níveis que afetam a nossa vida.

Parte 7


24 de set de 2014

A vida há 108 anos atrás...


Resolvi postar esse vídeo que contém cenas da vida cotidiana nos Estados Unidos - Califórnia no ano de 1906.


Essa joia rara foi recentemente descoberta - o primeiro “filme caseiro” de 35mm já produzido. Filmado de uma câmera montada na frente de um bondinho mostrando a vida há mais de 100 anos atrás.

E daí, qual é a novidade?
O curioso é que foi filmado apenas 4 dias antes do Grande e devastador terremoto na Califórnia em 18 abril de 1906 e enviado de trem para NY para processamento.  

Meu objetivo com isso é mostrar como a informação era lenta, vagarosa e seletiva. Não havia a preocupação de um "plano B", a vida apenas seguia visando somente a sobrevivência. 

Isso não faz muito tempo, estamos apenas a cento e poucos anos à frente dessa época e tanta coisa mudou, quase que radicalmente, mas 99% da humanidade ainda está com a mente de 100 atrás... visando apenas a sobrevivência. 

Isso é um túnel no tempo! 
Desejo que você observe cada detalhe do filme, cada momento, cada objeto e pessoas ao redor. Uma relíquia que precisa ser apreciada. Parece que todos tinham o direito de passagem, nada poderia os afetar... 

Aprenda com o passado, para não repeti-lo no futuro.

E não se esqueça... vão tirar do ar, não demora muito. 
Esse video foi postado em 14 de setembro 2014. Não deixe de ver isso. 
laura botelho



20 de set de 2014

Ebola, guerras e acidez global, o apocalipse da ignorancia


“Estar vivo é participar num fluxo continuo de influencias 
do mundo exterior e agir no mundo exterior, 
no qual somos apenas o estágio de transição.
Em sentido figurativo, estar vivo ao que acontece no mundo
significa participar de um continuo desenvolvimento
do conhecimento e seu livre intercambio”
Nobert Wiener – Cibernética e Sociedade


Segundo estimativas superficiais da OMS [Organização Mundial de Saúde] só em 2012 em torno de 56 milhões de pessoas morreram em todo o mundo por “doenças” de todos os tipos.
Um número que pode ser comparado a imagem de dizimar todos habitantes da Espanha ou da Argentina ou até mesmo de toda a população do Canadá, a cada ano, por exemplo.

O que mata mais pessoas no planeta?
Eu, Laura Botelho, diria que é a ignorância sobre si mesmo, mas isso é irrelevante para a população mundial de robôs autônomos – o que vale mesmo é o que a OMS diz – e o que eles dizem que mata mais no planeta são as “doenças infecciosas” e “doenças não transmissíveis”.

A OMS resume que “doenças não transmissíveis” foram responsáveis ​​por 68% de todas as mortes no mundo em 2012 - que podem ser consideradas como problemas cardiovasculares, câncer, diabetes e problemas pulmonares crônicos. 

Mas na minha visão Sistêmica sobre Saúde, esses são sintomas clássicos que podem ser traduzidos como perda de território/controle, raiva, ódio, medo do presente, pavor da morte e da ausência de vida satisfatória. Mas você não encontrará essa “tradução” na OMS, esquece.

As “doenças cardiovasculares” são a causa número 1 de morte em todo o mundo que mataram 17,5 milhões de pessoas só em 2012, ou seja - 3 em cada 10 mortes em todo planeta. 

A ideia de perda de território, de controle sobre sua vida mata robôs que é uma beleza, e se você quer matar um robô humano basta criar uma guerra, destruir sua aldeia, seu habitat, subir impostos, construir muros, separá-los de suas origens e não será necessária nenhuma bala, bactéria ou arma nuclear, pois ele se auto desliga, fácil. 

Em termos de proporção de mortes devidas as tais “doenças não transmissíveis” descritas acima, os países de alta renda têm a maior proporção - 87% de todas as mortes causadas por “doenças não transmissíveis”.

As proporções são mais baixas em países de baixa renda (37%) e os países de renda média-baixa (57%), isso porque pobre tem menos a perder do que ricos e controladores de território.

Já as “doenças transmissíveis”, são responsáveis ​​por 23% das mortes no mundo, e os ferimentos de todos os tipos ​​são equivalentes a 9% de todas as mortes. Fechou a conta?

O termo "vírus" é a palavra latina para veneno, o que nos dá uma visão sobre a causa imediata dos sintomas dessas “doenças”. Além da toxicidade química do que ingerimos diariamente, o impacto do medo [toxicidade emocional] da palavra "vírus" traz à mente e ao coração é incomparável. Medo mata.

Não importa como a “doença” se apresenta, a causa desta doença é o excesso de acidificação dos nossos corpos. Quando resíduos ácidos entram na nossa corrente sanguínea, o sistema sanguíneo tentará eliminar estes resíduos em forma líquida, através dos pulmões ou dos rins

Se existem demasiados resíduos para tratar, eles serão depositados em vários sistemas de órgãos como o coração, pâncreas, fígado, cólon, e outras localizações, portanto é fácil perceber que a acidez do ambiente acidifica nossos corpos.


Na África médicos atribuem algumas “doenças” como a AIDS à síndrome de "morte vodu", um termo para doenças induzidas psicologicamente. De acordo com relatos de uma enfermeira local diz que:

"nós tivemos pessoas que estavam sintomaticamente apresentando comportamento de AIDS. Eles estavam “morrendo de AIDS”, mas quando foram testados descobrimos que estavam negativos, o que de repente os fez recuperarem imediatamente o equilíbrio do organismo e estão agora perfeitamente saudáveis

A maioria das bactérias tem a mesma função subjacente, se encontrados no solo, esgotos, no trato digestivo humano, ou em outro lugar na natureza: eles são uma parte essencial dos processos biológicos dos organismos vivos.

Eles não querem ou não podem atacar as células saudáveis ​​ou tecidos que estejam em perfeita ordem emocional. “Doenças” não são indivíduos organizados em categorias, como cães e gatos, mas condições de crescimento espiritual!

Em suma, não existem espécies de germes de doenças pré-existentes, essa doutrina microbiana é o maior disparate científico e se você não ficar ciente disso, será mais uma vitima desse apocalipse zumbi ou morte vodu!

Isso não quer dizer que não há transmissão, só que a invasão não é necessária para gerar tal desequilíbrio, nem é o principal mecanismo de qualquer “doença”. Essas pessoas serão atacadas tal qual pragas de insetos são atraídos para as plantas mais fracas. 

Isso significa dizer que; para que a transmissão ocorra deverá ocorrer a susceptibilidade sob a forma de um terreno favorável - pré-existente do receptor.

Em maio de 1995, o CDC anunciou a “nova ameaça de um vírus – o Ebola”. Mas a Organização Mundial de Saúde anunciou já em 19 de dezembro de 1995 que a epidemia do vírus Ebola, que matou apenas 245 pessoas na África Ocidental tinha acabado (?). O vírus assassino era esperado que dizimasse a África, mas não ocorreu, algo não deu certo. O que poderia ser?

Hoje o “terreno está fértil”, a população está aberta a essa “contaminação” através da mídia que oferece homens com trajes espaciais hermeticamente lacrados para evitar uma “ameaça” que já está em seus corpos.

Há também imagens que impressionam - micrografias eletrônicas da cor do vírus Ebola – mesmo que microscópios eletrônicos não possam ainda tirar fotos coloridas e as fotos apresentadas serem de parasitas e não de vírus - mas deixe estar, isso não interfere no processo, robôs não fazem pesquisas...

Desde que os primeiros casos de ebola começaram a surgir — em fevereiro deste ano 2014 - cerca de 300 mil pessoas morreram de malária, enquanto outras 600 mil faleceram de tuberculose. Inclusive existe outra febre hemorrágica parecida com a provocada pelo ebola conhecida como febre de Lassa, que também provoca mais vítimas. Você sabia?

Claro que não. Você está impressionado com as roupas espaciais dos socorristas e suas macas marcianas.

Ebola gerou até agora um pouco mais 2.400 vitimas fatais desde o inicio desse ano 2014, mas o que preocupa os infectologistas é a gripe. – uma estimativa por baixo, de 500 milhões de pessoas morrem ao ano de conseqüências da gripe, além de mandar entre 3 e 5 milhões de afetados aos hospitais a todo instante. Você não tem medo de ficar gripado?

Só no ano de 1998, cerca de 1,8 milhões de crianças de países em desenvolvimento — sem contar a China e locais onde a mídia não pode entrar — morreram devido a complicações provocadas por problemas intestinais comuns relativos a contaminação da água.

A “vacina contra o sarampo”, segundo a OMS em 2012, não poupou a vida de 122 mil pessoas, ou seja, 330 mortes por dia ou 14 mortos a cada hora e continua matando enquanto você lê isso.

Narra a lenda que a pior extinção em massa que a Terra já viu ocorreu 252 milhões anos atrás. O limite dos períodos geológicos Permiano e Triássico marcaram a morte de cerca de 90% das espécies marinhas e 70% das espécies terrestres, e nós ainda estamos aqui.

Resolver os enigmas intrincados de extinções em massa é vital quando se trata de compreender os fatores externos que podem prejudicar a compreensão da experiência da vida.

Várias teorias têm sido propostas para explicar esta extinção em massa, mas cientistas acreditam que o gatilho mais provável para este fenômeno mortal em todo planeta pode ter sido uma das maiores erupções vulcânicas já registradas.

Califórnia

Os gases e as cinzas expelidos no ar causaram mudanças catastróficas para o meio ambiente, iniciando um efeito estufa. O vapor de dióxido de carbono extra, metano e água na atmosfera foram mantidos, mais radiação do Sol, e as temperaturas globais aumentando entre 10 a 15 graus Celsius desequilibrou todo o ambiente.

Este aumento da temperatura, em última instância fez com que os níveis de oxigênio nos oceanos tornaram-se perigosamente baixos, uma condição conhecida como anoxia

Na atmosfera os gases vulcânicos misturados com água a transformaram em chuvas ácidas, dizimando florestas e deixando o solo sem raízes para mantê-la no lugar. O processo de degradação de matéria orgânica consumida esgotou o oxigênio mais rápido do que poderia ser reabastecido.

Cerca de 90% das geleiras do mundo estão encolhendo, e sua redução em tamanho em todo o mundo se acelerou rapidamente desde 1970, de acordo com o Serviço de Monitorização.

A Grande Barreira de Corais ao largo da costa de Queensland, na Austrália está morrendo em escala acelerada devido ao aquecimento e aumento da acidificação dos oceanos. O recife perdeu metade de sua cobertura de coral ao longo dos últimos 30 anos, e o que resta poderia ser reduzido pela metade novamente na próxima década. 

PH é a abreviação de “potencial de hidrogênio”, fator que identifica a carga elétrica de qualquer substância numa escala que varia de 0 a 14. O zero registra o máximo de carga iônica positiva, isto é, de acidez. O 14 é a contagem máxima de carga iônica negativa, isto é, de alcalinidade. Mas o equilíbrio está no 7 – a marca da neutralidade.

Dentre todos os líquidos do corpo, o sangue, pelas suas funções de mediador, solvente, provedor e agente de ligação entre os órgãos e tecidos, é o mais importante. Qualquer variação brusca no pH sangüíneo compromete não só o estado de consciência do Ser como a própria vida.

Se o sangue desce a um pH de 6, entra-se em estado de coma e a partir do pH 7,7 torna o humano extremamente irritado, espasmódico e propenso à tetania e convulsões.

A prevenção e revitalização da tríade da saúde = física, equilíbrio emocional e potencial mental – tem como objetivo usufruir o máximo da nossa condição humana, da qualidade de vida de nossas células (comunidades).

A qualidade de vida de uma célula (eu e você) está diretamente relacionada à diferença de potencial entre os líquidos intra e extracelulares. Ou seja, do equilíbrio entre nosso organismo e o ambiente. Qualquer diminuição na diferença entre as cargas bioelétricas desses dois líquidos refletir-se-á na desaceleração da pulsação celular – ou seja: estaremos abertos a todo tipo de ataque externo e interno.

Espero realmente que você tenha entendido essa relação, pois essa percepção fará a grande diferença entre esse e o outro mundo. Pesquise, leia, faça conexões.

Lago Iraque
 O que há por trás da prática da mumificação?
Somente aqueles que já haviam recebido algum grau de iniciação eram mumificados. Aos olhos dos egípcios, a mumificação efetivamente impedia a reencarnação.

Reencarnação era necessária para almas em desequilíbrio dessa tríade, para aqueles que não conseguiram passar nos testes de iniciação. O corpo do Iniciado era preservado após a morte como uma espécie de TOTEM (veja o filme INCEPTION) – uma “prova” para que a alma desencarnada tivesse a certeza que estava livre do corpo e não seria “o corpo” ainda em ação ou em que dimensão da percepção estava atuando.

O espírito do homem consiste em 3 partes distintas, das quais apenas uma encarna na forma física.  E é essa “parte” da tríade que nos prende aqui nesse labirinto. Entender como tudo funciona eleva a energia a um patamar acima na nossa evolução do conhecimento.

Você precisa entender essa diferença. Entender que nada pode nos fazer mal sem o nosso com+sentimento (emoção desvairada). Entender que estamos no controle do nosso cérebro se aprendermos como ele funciona e como ele é afetado pelo ambiente, sua besta...

Não vá ficar brabo comigo! Esse é o bordão que quero levar a todos vocês. Um pensamento deixado no meu ultimo workshop que fiz lá em Porto Alegre no ultimo dia 11 de setembro. Cabalístico, não? Faz parte do meu show.


laura botelho


5 de set de 2014

Video - Kerry Cassidy fala sobre 8 anos de Camelot


Pra quem não sabe, nunca ouviu falar sobre "Projeto Camelot"
Desde a sua criação, o Projeto Camelot tornou-se um líder na área de testemunhos confiáveis, fornecendo entrevistas filmadas, no local, com testemunhas-chave e pesquisadores de todo o mundo. Viajando para cantos remotos do globo eles revelam segredos em áreas anteriormente conhecidas apenas para um grupo seleto de sociedades secretas e aqueles com as habilitações de segurança de alto nível nos governos secretos.

O que Kerry e Bill fazem requer "costas" quentes, pois isso eles têm. O que é revelado é o que pode ser dito, pois do contrário... eles não estariam "vivos" por 8 anos.

Entenda que mesmo que muita coisa seja explicada, ainda assim só faz sentido aos iniciados nessa arte, pois os que não estão inteiramente a par da visão total da "coisa toda",  vão boiar.

O que o Projeto Camelot faz é nos trazer informações que naturalmente não atrai muita gente. É aquele conhecimento que precisa de muitos outros para traduzir toda simbologia envolvida nela. 

Resumindo: como o primeiro dia de aula sobre Mecanica na Faculdade - para encarar Engenharia, você tem entender calculo 1, 2, 3 e 4 meu caro... do contrário, você não chega a lugar nenhum. Assim é esse assunto de "conspiração", comece pelo começo até entender o que a Kerry nos fala sobre anjos e demônios...

O apresentador dessa entrevista com Kerry é Sean Stone que começou sua carreira atuando junto com seu pai - Oliver Stone - em "Wall Street", "The Doors", "JFK", "Natural Born Killers", e "Savages", para citar alguns. 

Desde então, ele estrelou e dirigiu seu primeiro longa Greystone Park, com base em suas experiências invadindo hospitais psiquiátricos assombrados. 

Stone entrou para a equipe de investigadores para o TruTV para levantar Teorias de Conspiração com Jesse Ventura em 2012.

Como vê, um cara que co-dirigiu muitos filmes "conspiratórios" que levantaram muitas informações para hoje chegarmos até esse ponto, sabe muito...

Convidar a Kerry para responder é muito bom, já que só a víamos perguntando. Como todos sabem, sou teórica da conspiração e como bem disse a Kerry no começo dessa entrevista: "eu considero conspiração um fato e não uma teoria"

Agradeço a quem legendou o video e Fabio Ibrahim que me deu esse link. 

laura botelho

Sean Stone entrevista Kerry Cassidy (Project Camelot) legendado from CEPUA - Pesquisas Ufológicas on Vimeo.

2 de set de 2014

Video - Atlandida, onde ela está?



Narra a "lenda" que a cidade perdida de Atlântida foi lar de uma civilização avançada há mais de 12.000 anos atrás. Alguns acreditam que aqueles que ali viveram teriam sido capazes de viajar para o espaço. 

A lenda diz que a cidade desapareceu de forma rápida, sugada violentamente para dentro do oceano. Durante séculos, exploradores e arqueólogos têm tentado localizar restos desta cidade perdida. 

O que você verá aqui é a repetição da história - estamos condenados a repeti-la, em muito breve. 

Assista, antes que tirem do ar. 

laura botelho

1 de set de 2014

Video - Alienígenas do Passado 5a temporada


Se você não tem acesso a esse canal, a laura trás pra vc. 
Não deixe de acompanhar aos outros anteriores! 

Assista antes que tirem do ar. 
laura botelho

Video - Alex Jones e David Icke - guerras mundiais


Legendaram esse video em Espanhol. Se souberem dele em Portugues me avisem.

Veja antes que tirem do ar. Estão caçando todos os videos que posto aqui.

laura botelho

meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos