Google

Translate my page Google

30 de abr de 2014

video - Ives Gandra nos conta há 4 anos atrás o que está ocorrendo hoje


Assista a essa entrevista antes que a tirem do ar. Foi feita em 2010 antes da eleição da Dilma Rousseff - o jurista Gandra nos mostra é que o plano está sendo executado. 

Para enfrentar os desafios que virão pela frente, temos que saber com quem ou com o "que" estamos lidando

Percebo pelas pesquisas que fazia antes com as ferramentas da internet que os resultados estão sendo manipulados. Não consigo obter a quantidade de links que tinha antes. 

A pesquisa agora está "específica" - ou seja - você tem que lembrar exatamente o titulo que busca ou "eles" lhe darão aquilo que "eles" querem que você obtenha. A resposta está orientada, acredite.

Faço isso há muitos anos, desde a entrada do Google no Brasil e posso lhe garantir, estão controlando aquilo que pesquisamos...

Os videos que eu posto, são retirados em alguns dias. Mesmo que eles já estejam na WEB há mais de 4 anos sendo acessados por milhares de pessoas. 

A coisa está ficando bizarra e se você não entender como isso está acontecendo... depois não adianta reclamar. Seus filhos e netos vão pagar por isso.

laura botelho






27 de abr de 2014

Metano no ar... será um parto doloroso, aguente firme.


O metano queima através de um
buraco no gelo em uma lagoa
acima da Sibéria Oriental Arctic Shelf.
Neste vídeo abaixo, estão pequenos trechos da entrevista de Nick Breeze, numa conferência de Imprensa com Natalia Shakhova Igor Semiletov na União Europeia de Geofísica, em Viena, 2012.

Ambos pesquisadores da Universidade do Alasca em Fairbanks e membros da Academia Russa de Ciências.

O que a cientista Shakhova nos diz não é novidade, mas sim "a maneira como ela nos diz". 

Sua fisiologia é preocupante. Sua voz fica embargada, um sintoma de não poder dizer o que realmente gostaria. Ela escolhe até as palavras. 

O Oriente Siberian Arctic Shelf é uma área rica em metano, que abrange mais de 2 milhões de quilômetros quadrados de fundo do mar no Oceano Ártico. Ele é 3 vezes maior do que os pântanos próximos da Sibéria que foram considerados a principal fonte no Hemisfério Norte do metano atmosférico.

Entenda: o metano é um gás que promove um efeito estufa, mais potente 30 vezes do que o dióxido de carbono tão alardeado pela mídia como o causador das mudanças climáticas, ditas; “geradas pelo homem” – o que não é verdade. Não faz o menor sentido, pesquise.

Essas mudanças estão vindo do espaço,
do universo – das SuperWaves.

São cargas de energia eletromagnéticas que estão atravessando o sistema solar já algum tempo, mas se intensificam a cada ano, já que estamos indo a seu encontro. Elas promovem as mudanças no ambiente – em todas as esferas da evolução dos seres “vivos”.

O metano é um fator importante para a mudança climática global, porque de forma tão eficaz prende o calor na Terra, nos mantendo aquecidos e temperados, mas energias vindas do universo estão desequilibrando todo o sistema que mantinha esse equilíbrio do metano na atmosfera terrestre.

Esse movimento na natureza é caótico como um parto. Precisa de movimentos, de contração e seu oposto, de dor, pânico, desespero, até sua “sublimação”... E a matéria então ganha “vida”, ou um novo programa/script. Temos que nos preparar para essa nova “vida”, recebe-la com informação para seguir o caminho.

O aquecimento está num ciclo continuo de liberação imensa de metano no ar gerado pelo aquecimento interno do planeta = que promove aquecimento global afetando todo o clima – que promove movimentos das placas tectônicas, que promove as atividades vulcânicas - que promove o descongelamento das geleiras – que promove o aumento do nível do mar – que promove mudanças na geografia – que promove mudanças no comportamento dos seres “vivos”.

No leito do mar, o metano é armazenado. Enquanto o permafrost submarino permanece congelado, ele forma uma tampa efetivamente prendendo o metano nas profundezas. No entanto, como o permafrost está derretendo, desenvolve-se furos, que permitem que o metano escape. Estas libertações podem ser maiores e mais abruptas do que aquelas que resultam da decomposição natural dos vegetais no solo.

Em terra, o metano é liberado quando o material orgânico previamente congelado decompõe

Expedições árticas semestrais revelaram que o permafrost submarino na área descongelou muito mais e amplamente do que se pensava anteriormente, em parte devido ao aquecimento da água do fundo do oceano

As coisas estão aceleradas, o que também não é novidade. O novo aqui seria crer que muitas e muitas pessoas estão se preparando para essas dramáticas mudanças. Ficarem cientes que elas serão drásticas e que há necessidade de rever o velho script. 

"Sobreviver", não é a palavra que estou querendo alertar, longe disso. 

Minha intensão é a de levar o SER a despertar do transe, do pensamento: "nada vai acontecer, portanto, não vou mudar nada". 

Chorar e pedir aos deuses ajuda, é o que eles esperam de você, não tenha duvida.

Precisamos rever nossas vidas, rever nossas metas, rever nossos objetivos. Entender que a morte não existe e que se não mudarmos agora, o nosso "mundo" será o mesmo depois e além...

A experiência de mudança se faz aqui. Sua "realidade" começa aqui. O depois... é mais uma armadilha. Fique esperto.

laura botelho

Assista entes que tirem do ar.











24 de abr de 2014

Terceiro passo: forças militares estrangeiras no nosso país.


O Plenário da Camara dos Deputados Federais acaba de aprovar por 270 votos a 1 - o Projeto de Lei Complementar 276/02 - que autoriza o executivo a decidir sem ouvir o congresso (leia-se; ouvir as opiniões do povo dessa merda desse país) sobre trânsito e permanência de forças militares estrangeiras.

A proposta foi aprovada pela Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, em 2002; (ano em que Lula estava no poder) e pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, em 2003, na forma de substitutivo. Desde então, o texto aguardava votação em Plenário para uma hora propícia para aniquilar o país.

Eles trabalham em etapas
Primeiro passo - fazem com que 70% da população faça parte folha de pagamento,
Segundo passo - arrasam a economia do pais, destroem suas melhores empresas e enquanto estão se divertindo no gramado do circo, eles dão o terceiro grande golpe - militares nas ruas.

Esse projetinho na Camara foi aprovado por unanimidade, isso porque o único cara que votou contra, saiu do banheiro naquela hora sem saber do que estavam falando, quando perguntaram a ele se queria trabalhar todas as sextas feiras, ele gritou NÂO!!!!

Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia
(FARC)
Esses filhos de+puta+dos seus estados concordaram com esse absurdo mesmo após terem ciência da pesquisa aberta aos internautas no próprio site da Câmara sobre o assunto.

A pesquisa mostrou que 80% dos que votaram foram contra o projeto que dá poderes imperiais para o Executivo sobre o estacionamento de forças militares vermelhas em território brasileiro, sem quem ninguém fique sabendo.

Tropas estrangeiras (de bandeira vermelha) podem entrar e se divertir com nossas mulatas, beber da nossa água (que está escassa), comer da nossa comida e prender ou matar quem desejar – já fazemos isso todos os dias mesmo, vamos dar agora direitos aos estrangeiros com foices e martelos fazerem também.

Vamos esperar ver se existe alguma “Oposição no Senado” para que “analise” essa beleza de “emenda substitutiva” apresentada pelo... Lincoln Portela (PR-MG) que deverá ser votada ainda pelo Senado.

Mas fique sabendo de antemão que: se já emprestamos bilhões para Cuba construir Portos, compramos Petrolíferas falidas pelo triplo do valor, perdoamos dívidas da Nigéria e outras tantas coisas bizarras sem o aval do povo, nesse pais do futebol... pode ter certeza, esse projeto é gol na certa.

O que prevê essa “emenda” - AQUI

O Projeto de Lei Complementar 276/02, do Executivo, autoriza o presidente da República a delegar ao ministro da Defesa e aos chefes das Forças Armadas a permissão para forças militares estrangeiras transitarem pelo território nacional ou permanecer “temporariamente” nele.

Será que está especificado no documento o que eles denominam de “temporariamente”? Seriam 2 meses? 1 ano? 21 anos? Enquanto o PT estiver no poder?


O objetivo do projeto é desburocratizar o andamento dessas autorizações, ao delegar poder ao ministro da Defesa.



É a primeira vez que leio algo sobre “desburocratizar” alguma coisa no Brasil, nem sabia que isso funcionava aqui. Essa prática de “desburocratização” já ocorre em diversos países = Rússia, África do Sul, Venezuela, Cuba, Bolívia...


para garantir segurança no Mundial de Futebol.

O Estádio de Maracanã vai acolher o maior número de partidas da competição, 7 confrontos ao todo, e nele será disputada a final da copa a 13 (???) de Julho (7), com os agentes moçambicanos privilegiados para reforçar o controlo de segurança.


Por que Moçambique?
A República Popular de Moçambique se auto declara estado socialista - comumente conhecido como um Estado comunista no Ocidente.

Depois de obter a independência de Portugal em 1975, a República Popular de Moçambique foi criada logo após, com a Frente de Libertação de Moçambique ("Frelimo"), liderada por Samora Moisés Machel, envolvida em uma guerra civil brutal com a Resistência Nacional Moçambicana ("Renamo"), um movimento de guerrilha.

O exército Moçambicano é Expert em guerrilha urbana.

Depois de três derrotas (1989, 1994 e 1998) em eleições para presidente do Brasil, Lula foi eleito somente a partir de 2002. Coincidentemente justamente no ano em que as urnas eletrônicas foram instaladas em todo território brasileiro. Isso te diz alguma coisa?


Por Reinaldo Azevedo
21/10/2013
“Segredos bilionários
Os brasileiros estão obrigados a esperar mais 14 anos, ou seja, até 2027 para ter o direito de saber como seu dinheiro foi usado em negócios bilionários e sigilosos com Angola e Cuba.

Pelas estimativas mais conservadoras, o Brasil já deu US$ 6 bilhões em créditos públicos aos governos de Luanda e Havana. Deveriam ser operações comerciais normais, como as realizadas com outros 90 países da África e da América Latina por um agente do Tesouro, o BNDES, que é o principal financiador das exportações brasileiras. No entanto, esses contratos acabaram virando segredo de Estado.

Todos os documentos sobre essas transações (atas, protocolos, pareceres, notas técnicas, memorandos e correspondências) permanecem classificados como “secretos” há 15 meses, por decisão do ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel, virtual candidato do PT ao governo de Minas Gerais.

É insólito, inédito desde o regime militar, e por isso proliferam dúvidas tanto em instituições empresariais quanto no Congresso — a quem a Constituição atribui o poder de fiscalizar os atos do governo em operações financeiras, e manda “sustar” resoluções que “exorbitem do poder regulamentar ou dos limites de delegação legislativa”.

Questionado em recente audiência no Senado, o presidente do banco, Luciano Coutinho, esboçou uma defesa hierárquica: “O BNDES não trata essas operações (de exportação) sigilosamente, salvo em casos como esses dois. Por que? Por observância à legislação do país de destino do financiamento.”

Resistência Moçambicana

O senador Álvaro Dias (PSDB-PR) interveio: “Então, deve o Brasil emprestar dinheiro nessas condições, atendendo às legislações dos países que tomam emprestado, à margem de nossa legislação de transparência absoluta na atividade pública?” O silêncio ecoou no plenário.

Dos US$ 6 bilhões em créditos classificados como “secretos”, supõe-se que a maior fatia (US$ 5 bilhões) esteja destinada ao financiamento de vendas de bens e serviços para Angola, onde três dezenas de empresas brasileiras mantêm operações.

Isso deixaria o governo angolano na posição de maior beneficiário do fundo para exportações do BNDES. O restante (US$ 1 bilhão) iria para Cuba, dividido entre exportações (US$ 600 milhões) e ajuda alimentar emergencial (US$ 400 milhões).

O governo Dilma Rousseff avança entre segredos e embaraços nas relações com tiranos como José Eduardo Santos (Angola), os irmãos Castro (Cuba), Robert Mugabe (Zimbabwe), Teodoro Obiang (Guiné Equatorial), Denis Sassou Nguesso (Congo-Brazzaville), Ali Bongo Odimba (Gabão) e Omar al Bashir (Sudão) — este, condenado por genocídio e com prisão pedida à Interpol pelo Tribunal Penal Internacional.

A diferença entre assuntos secretos e embaraçosos, ensinou Winston Churchill, é que uns são perigosos para o país e outros significam desconforto para o governo. Principalmente, durante as temporadas eleitorais”

Tá difícil de entender ou ainda quer que eu desenhe?


laura botelho


21 de abr de 2014

Raul Seixas e o Mago Coelho - o "lado negro" que vc não viu



"Existem duas maneiras de ser feliz nesta vida, 
uma é fazer-se de idiota e a outra sê-lo."... 
Sigmund Freud.

Ontem assisti a esse documentário (2012) na VH1 sobre a vida de Raul Seixas. Uma vida que está inserida na vida de cada um de nós que transitou nessa era importante que abriu o horizonte para o que temos hoje = expansão da consciência

Raul Seixas morreu jovem porque viveu intensamente seguindo a premissa do mago hedonista Aleister Crowley  = "Faze o que tu queres"

Raul Seixas viveu Rock'n roll, amor livre de impostos, muitos filhos com muitas companheiras, todas aos mesmo tempo ou separado, consumiu todas as drogas e praticou magia negra em plena ditadura militar.

Não dá pra dizer o que "ele" não fez, e por ser "extremista" pagou um preço por isso. 

Com todas suas abundantes "experiências" não conseguiu praticar o caminho do meio, do equilíbrio, exacerbando e se perdendo na polaridade das emoções.

O que me chamou atenção no documentário, não foi tanto o "conjunto da obra", pois eu já tinha uma ideia do que o levou ao fundo do poço. O que mais deu o "click" foram os depoimentos do Mago - Paulo Coelho, o cara de pau, o "ex-tudo" - a partir dos 32min

Há uma cena bizarra que não pode ser deixada, ser passada em vão. Paulo Coelho é importunado por uma MOSCA durante sua entrevista - e o que é mais bizarro é que ele mesmo chama atenção para o fato de que Genebra quase não tem "mosca" e exatamente naquele momento uma delas (Raul?) fez uma aparição surpreendente em meio as gravações - foi muito sinistro!!! 

Sinistra também foi a reação do Mago com a intrusão do inseto que o incomodava. A cara de bunda do Mago foi surpreendente!! Ele ficou bolado com aquilo! Não perca.

-"Atenção, eu sou a mosca
A grande mosca
A mosca que perturba o seu sono
Eu sou a mosca no seu quarto
A zum-zum-zumbizar
Observando e abusando
Olha do outro lado agora
Eu tô sempre junto de você
Água mole em pedra dura
Tanto bate até que fura
Quem, quem é?
A mosca, meu irmão!"

Musica em ritmo de Candomblé. (?)


Bom, o documentário tem tudo a ver com o que nós sabemos sobre manipulação de energia. "Eles" venderam suas almas ao "diabo" e o danado do diabo não vende nada fiado. 

Eu proponho que você assista esse vídeo - antes que tirem do ar - para que você perceba cada detalhe, cada informação, e una com aquilo que você já conhece. 

divirta-se
laura botelho

"estranho, em Genebra não tem moscas"...









13 de abr de 2014

Os lobos mudam os rios


Muita coisa acontecendo ultimamente e não vejo as pessoas preparadas para o que estar por vir. Tanto preparadas emocionalmente, fisicamente, quanto ESPIRITUALMENTE.  E o que veremos a seguir será a busca desesperada por ajuda dos “céus”, ao invés do conhecimento natural da Terra.

A máxima que diz: Somos todos = Um, não é bem compreendida por todos, pois nos falta a experiência visceral, a experiência pela dor universal, pelo entendimento significativo da percepção de que TUDO afeta TODOS.

Não existe o lá fora ou lá longe que não nos afete. Acredite: os lobos mudam o curso dos rios!

Penso que o que deveria se dito já foi dito, alertado, aclamado. As mudanças estão em andamento e precisamos apenas entende-las para melhor administrá-las. Nem todos estão no mesmo nível de evolução – o que gera um desafio maior para cada um de nós. Temos que respeitar o “mundo” de cada um e ajudar a diminuir silenciosamente e equilibradamente seu sofrimento.

E silenciosamente só posso ajudar fornecendo informação. Que cada um faça bom proveito – em grau maior ou menor de entendimento - o que sempre exponho aqui.

Por que devemos nos preocupar se o gelo está derretendo?
Temos uma quantidade enorme de água armazenada nas montanhas e campos de gelo da Groenlândia e Antártida, e se as temperaturas sobem essas geleiras derretem.

Lembre-se que cerca de 10% do nosso planeta é coberto por gelo. Está longe de nossa visão, em partes remotas do planeta, por isso a maioria de nós não pensa sobre isso, mas é extremamente importante para um grande número de diferentes sistemas na Terra, um dos quais implica no nível do mar

Adicionar legenda
O gelo das geleiras é importante por duas razões:
Uma delas é que ele registra a história do clima, por isso é um indicador, um termômetro de mudanças climáticas, a percepção do aquecimento ou temperaturas de refrigeração do planeta refletido tanto pela energia que vem do sol de volta para o espaço. 

Segundo que o gelo nos conta as condições em que a neve foi formada no passado, podendo distinguir as mudanças de estação, de uma neve de inverno a uma neve de verão, por exemplo.

Através do dióxido de carbono pode-se medir a concentração desses gases ao longo do tempo, dando uma ideia de como eles têm variado do frio para períodos quentes.

Tivemos temperaturas de 3º C mais quente do que hoje há 3 milhões anos atrás; no Plioceno. O nível do mar, quando o mundo estava 3º C mais quente estava com 25 metros [82,5 pés]. Mais ou menos 10 metros [33 pés], acima dos níveis atuais.

O gelo da Montanha Quelccaya no Peru perdeu mais de 1/5 de sua área de gelo desde que cientistas começaram a monitorá-lo em meados da década de 1970.  Ele perdeu mais de 20% de sua área gelada, muito mais do que 8%. E se 8% do gelo derreter, o nível do mar sobe 5-6 metros.

No Peru 80% da água que produz energia para o país vêm das geleiras, a perda desse arquivo se torna uma questão humana. Essa água também é usada para irrigação e para abastecimento de água municipal, e está tudo desaparecendo. 

E o que desencadeia idades de gelo?

Eras glaciais e ciclos glaciais são provavelmente, o resultado de uma interação dinâmica complicada entre coisas como atividades elétricas constantes oriundas do Cosmo (Universo) que afetam Galáxias, que afetam sistemas solares, conseqüentemente as atividades de seus Sois. 

Não precisa mencionar que o que afeta o nosso sol, afeta diretamente todos os seres no planeta.

Ainda estamos no meio de um grande período de reflexão, que começou algum tempo atrás, e seu efeito pode ser visto em todo o globo terrestre, e até mesmo no desenvolvimento de nossa própria espécie.

Muitos paleontólogos (eu também humildemente compartilho dessa ideia) acreditam que essa mudança ambiental está intimamente ligada à evolução da humanidade o que faz todo sentido se pensarmos que a cada momento da humanidade, novas alternativas de como “viver” são geradas. E só podemos descobrir o que fazer e como pensar sobre isso quando formos expulsos de nossas casas, região ou país por conta das mudanças geo-climáticas.

Então vamos aprender na pele.

As mudanças climáticas em escalas de tempo ultra-longos (dezenas de milhões de anos) estão ligadas a movimentos das placas tectônicas. Continentes colidem e se separaram. Montanhas são elevadas e bacias oceânicas, se abrem e fecham.

Durante a idade do gelo, geleiras avançaram e recuaram mais de 20 vezes, muitas vezes cobrindo a América do Norte com gelo. O período mais recente de glaciação foi cerca de 20.000 anos atrás (narra a lenda)

Nesse período as plantas de clima quente cresciam no Norte da Europa, onde hoje elas não sobrevivem. Árvores cresciam na Islândia, Groenlândia e Canadá para o norte até 82 graus onde hoje estão as geleiras, mas um evento climático fez seus habitantes descerem para o sul quando o gelo chegou.

Os vulcões emitem 300 a 1100 milhões de toneladas métricas de dióxido de carbono por ano. Mas esse dióxido é mais solúvel em água fria do oceano do que em água quente, e os oceanos do mundo estão aquecendo... 

Durante os últimos bilhões de anos, o clima da Terra tem oscilado entre períodos, às vezes até mesmo períodos quentes, frio e gelo, e ao contrário do conhecimento geral, ainda estamos no meio de uma era de gelo, é o que nos diz o cientista climático Kirk Maasch, professor na Universidade de Maine, no Departamento de Ciências Geológicas.


Apagão de mídia
O super vulcão, no Parque Nacional de Yellowstone, em Wyoming, é muito maior do que se pensava. A equipe que incluía o professor Bob Smith, da Universidade de Utah, “descobriu” que a caverna se estende por mais de 55 milhas [quase 90km].

"Temos trabalhado por lá por um longo tempo, e sempre pensei que ele seria maior... mas esse achado é surpreendente", disse Bob Smith

Os biólogos não têm certeza se houve um declínio impressionante no rebanho ou se outros fatores têm distorcido a contagem. A liberação de corrente de gás Hélio está 1000 vezes acima do normal no parque Yellowstone.

A ciência já sabe que muitas erupções vulcânicas são desencadeadas por terremotos. No mês passado, houve  mais de 130 tremores de terra  no estado de Oklahoma. Isso é altamente incomum.

Yellowstone é um super vulcão
Uma análise científica recente da rocha fundida abaixo do Parque Nacional de Yellowstone revelou que é possível a geração de uma erupção sem qualquer influência externa (um grande terremoto).

E uma “nova” pesquisa mostra que o aumento na pressão do magma pode ocorrer espontaneamente. De acordo com o Dr. Jean-Philippe Perrillat do Centro Nacional de Pesquisa Científica em Grenoble, França nos fala sobre isso:

Se o volume de magma é grande o suficiente, ele sobe e explode como uma garrafa de champanhe."

Um Super Vulcão é cem vezes mais potente do que um vulcão “comum”. Ele destrói uma civilização. Se Yellowstone entrar em erupção, toda a América do Norte será destruída, imersa por alguns anos em um “inverno vulcânico” que resfria a Terra devido ao bloqueio da luz do sol pelas cinzas gerando uma era glacial.

Segundo previsão dos cientistas, uma erupção de um super vulcão baixaria as temperaturas médias globais em cerca de 10º C durante uma década, o que levaria a uma mudança radical no modo de vida no nosso planeta. A erupção do vulcão Monte Pinatubo, nas Filipinas, em 1991, causou um resfriamento global de 0,4ºC por vários meses e ele não é um SUPER vulcão.

A última erupção de um super vulcão que se tem noticias foi a cerca de 70.000 anos atrás nas proximidades do lago Toba, em Sumatra, Indonésia que gerou um inverno vulcânico que durou de 6 a 8 anos ocasionando uma era global gelada por mil anos.

Terremoto ao vivo pela TV - 17 março 2014

Terremoto 5,1  que abalou Los Angeles foi o pior terremoto que a cidade já tinha visto em muitos anos. Um  terremoto de 4,8  sacudiu Parque Nacional de Yellowstone e já houve pelo menos 25 terremotos  em Yellowstone nos últimos dias.

Um pedido estranho...
Resumo do texto do site praag.co.za

O governo dos Estados Unidos acredita que o Super-vulcão Yellowstone vai entrar em erupção nos próximos 10 anos e vem oferecendo US $ 10 bilhões anuais durante dez anos para muitos países com o objetivo de abrigar seu povo num caráter de urgência.

Narra a lenda, que o governo do ANC (African National Congress)  recebeu um pedido dos EUA para fazer parte de um plano de gestão de desastres. A África do Sul receberia $ 10 bilhões por ano em 10 anos, pagos já a partir de 2014.

Os EUA fizeram esse apelo aos ministérios Sul-africanos das Relações Exteriores e da Ciência e Tecnologia, juntamente com grandes quantidades de dinheiro com objetivo de alojar os americanos no Karoo e Kalahari construindo habitações temporárias onde poderiam sobreviver.

Dr. Sipho Matwetwe, porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros da África do Sul disse que não farão "parte do plano”, porque há um risco de que milhões de americanos brancos em uma situação de emergência entrem em seu país destruindo sua cultura nacional ameaçando sua identidade.

Não há infra estrutura para abrigar tanta gente em tão pouco tempo. Isso iria desestabilizar o país podendo até mesmo trazer de volta o apartheid. Encerra a missiva com = África do Sul não está à venda.

Mas caros Srs. se essa história for verdadeira, essa oferta não foi feita apenas a África do Sul, mas também ao Brasil, Argentina e Austrália. O texto diz que Cientistas americanos identificaram a África do Sul como uma área onde as pessoas poderiam sobreviver ao inverno vulcânico que Yellowstone causaria.

Mas fica frio... o vulcão está continuamente monitorado por sismógrafos em 45 pontos o que “provavelmente” daria aos americanos algumas semanas ou dias de aviso para uma “saída estratégica” - principalmente para o hemisfério sul...

E se algum americano precisar de casa pra morar, a minha está à venda.

laura botelho

Como todo video que posto eu alerto - assista antes que tirem do ar. Esse video foi uma indicação do meu amigo Kepler Miranda, muito boa, por sinal.







9 de abr de 2014

Energia Nuclear - uma caixinha de Pandora?



Oblivion

: estado de algo que não é lembrado, usado ou não mais pensado.
: estado de estar inconsciente
: estado de não saber o que está acontecendo ao seu redor
: estado de ser destruído

Você assistiu a esse filme com Tom Cruise? Não gosta desse gênero? Muita abobrinha? Tema repetitivo?

Darei uma síntese pra você que nem pensa em assistir.


No ano de 2077, Jack Harper (Tom Cruise), é um técnico zangão vivendo em uma torre alta acima das nuvens, com sua parceira Victoria / Vika (Andrea Riseborough). 

Esses dois são as últimas pessoas “sadias” que protegem o planeta Terra depois que ele foi destruído por alienígenas conhecidos como os catadores / 'Scavs', que queriam os recursos da Terra. 

O Scavs (supostos aliens) destruíram o satélite natural - nossa lua - o que causou uma série de desastres naturais gerando uma devastação global oferecendo facilidade para uma invasão. Na guerra que se seguiu, os seres humanos foram forçados a usar armas nucleares contra o inimigo e venceram a guerra. Mas a radioatividade transformou a maior parte do planeta em um terreno baldio radioativo e “perigoso”.

A população de sobreviventes mudou-se para Titã, uma das luas de Saturno, com um número seleto de humanos habitando uma grande nave espacial em órbita em torno da Terra chamado de Tet....

O resto não vou contar, deixo pra você correr atrás. Só posso lhe adiantar que ao assistir com muita atenção a esse filme você abrirá um mega espaço no seu cérebro (HD).

Mas se você assistiu ao filme, e não viu nada, assista de novo, mas somente após ver esse documentário que eu trago - que ligará TOOOODOS os pontinhos que faltavam a sua percepção.


Pandora's Promise
é um documentário que aborda com riqueza de detalhes os momentos caóticos que passamos ao longo da historia mais recente da humanidade a respeito da polemica sobre a geração de energia nuclear. 

Estamos diariamente sendo bombardeados por falsas “bandeiras”. 
Fukushima é uma delas. São muitas informações que surgem com um único e exclusivo objetivo de nos manter sob o “domínio do medo”. E por que?

Porque não pesquisamos, não vamos atrás de uma nova opinião. Não nos damos ao trabalho de ler, assistir a vídeos, palestras online, de conversar com as pessoas para ouvir uma segunda opinião, ou simplesmente ouvir o que ela pensa a respeito de certos temas. 

O que não quer dizer que você deva aceitar essa opinião, mas apenas ouvi-la. Pode parecer absurda HOJE, mas talvez nem tanto alguns meses depois...

Não muito distante desse exemplo, essa semana fui taxada de “comunista” porque expus no meu texto passado, uma “outra” visão que não paramos para pensar, pesquisar ou discutir com coerência e determinismo. Aceitamos tudo muito facilmente quando nos convém.

Ao invés disso, a manada prefere fazer o que sempre faz; destruir a versão apresentada. Criar conflitos para anular qualquer chance que corrompa suas mais legitimas crenças. Lutar para manter seu posto de superioridade intelectual sobre os “ignorantes” ou “parvos” – como diriam os irmãos de Portugal.

Estamos do jeito que estamos (medrosos com tudo) por conta desse comportamento, dessa forma patética [e nada produtiva] de evitar aprender e apreender novas maneiras de perceber o mesmo evento, sem conflito, sem bravuras.

Trago um vídeo [abaixo] indicado pela amiga Simone Dias, que logo me enviou, pois sabe a importância de apontarmos novas alternativas para viver melhor e mais equilibradamente. O vídeo foi gentilmente legendado por algum ser divino, desses que nos ajudam a entender o quão ignorantes somos a respeito de TUDO!!!

Se não tivesse sido legendado na nossa língua estaríamos novamente reduzidos a um grupo pequeno e inibindo a informação a um grupo grande que não domina a língua inglesa. Da minha parte faço uso esse canal (BLOG) postando o vídeo para alavancar mais e mais conhecimento a todos os cantos desse planeta, até onde ele puder alcançar.

O assunto é sério e pode nos ajudar a sair desse ciclo bizarro de PAVOR a respeito de RADIAÇÃO NUCLEAR e tudo mais que cerca esse tema.

Eu já havia lido muito a respeito dos efeitos dessa “radiação” no organismo, mas não tive um momento oportuno para trazer essa informação a todos que me assistem. Li muitos artigos científicos que mostravam que essa “radiação” não proporcionava o câncer. Os ventos “radiativos” não tinham esse poder que querem que acreditemos. Mas não irei me alongar. Veja você mesmo.

O documentário  Pandora's Promise explora como essa polemica e temida tecnologia se transformou em uma alternativa tão tentadora que aqueles que antes lutavam contra ela, agora a desejam, trazendo depoimentos de ambientalistas que eram, antes, anti-energia nuclear, mas compreenderam que tudo era apenas um mito...

Um mito gerado por aqueles que não desejam que sejamos fortes o suficiente para enfrentá-los...

"Eu criei você, Jack, eu sou o teu Deus" [Oblivion 2003]


laura botelho



8 de abr de 2014

Pressagio - peixes de águas profundas subindo à tona...


O oarfish é um peixe gigante que pode crescer até 5 metros de comprimento. Longo e fino com uma barbatana dorsal, o oarfish se assemelha a uma cobra.


Esses peixes vivem em profundidades de mais de 3.000 metros abaixo da superfície, longe dos olhos humanos, mas algo está muito errado ultimamente, pois alguns deles estão vindo à tona, um comportamento raro eles subirem acima de 200 metros a partir da superfície. 

Segundo a lenda tradicional japonesa, a subida dos peixes - conhecidos tradicionalmente como o Mensageiro do Palácio do Mar de Deus - sobe a superfície para avisar de um terremoto iminente.

Se é lenda ou uma tola superstição, muitos desses peixes subiram a superfície nas costas japonesas e logo após tivemos terremotos de uma magnitude 8,8 terremoto no Chile em 2010 e um ano depois março 2011 tremor que abalou o Japão.  

Há teorias científicas que os peixes que vivem no fundo podem muito bem serem suscetíveis a movimentos de falhas sísmicas e agir de forma incomum devido a antecedência de um terremoto.

Segundo a lenda de pescadores japoneses, esses peixes têm laços estreitos com terremotos e não custa nada ficar atento ao comportamento de todos animais.

"Nos tempos antigos, os japoneses acreditavam que os peixes alertavam para próximos terremotos, especialmente o peixe-gato", Hiroshi Tajihi, vice-diretor do Centro de Kobe terremoto, disse ao Daily Telegraph.

"Mas estes são apenas velhas superstições e não há relação científica entre estes avistamentos e um terremoto", disse ele.

Vamos torcer para ser apenas mais uma lenda. O diabo é que a gente sabe que “lendas” não existem...

laura botelho



6 de abr de 2014

O dia que durou 21 anos. (Golpe de 64 Brasil)



Eu tinha apenas 4 anos quando os militares invadiram o Estado do Rio de Janeiro em 64 para depor João Goulart, e hoje eu assisti a um documentário sobre esse momento, fato que me ampliou um campo bem farto para pesquisa, sobre aquilo que "não vemos", ainda.


“O Dia que Durou 21 Anos” - é um documentário brasileiro, dirigido por Camilo Galli Tavares - produzido pela PEQUI FILMES.

Estreou nos cinemas brasileiros em 29 de março de 2013. Tendo também uma versão para televisão, exibida anteriormente, dividida em três episódios de 26 minutos cada que estou postando aqui hoje - ao final desse texto - onde nos mostra como a CIA manejou a preparação cuidadosa para um golpe desde 1962 até 1964, no Brasil. O filme tem como ponto de partida a crise provocada pela deposição do presidente Jânio Quadros, em agosto de 1961.

O jornalista Flávio Tavares, 27 meses depois de se radicar na Cidade do México 1971, seria pai do diretor Camilo, que fugiu a época do golpe para não ser vitima dos militares.

Inicialmente, o filme fora concebido para contar a história do pai do diretor, o jornalista Flávio Tavares, militante da oposição ao regime militar de 1964, porém, ao ter notícia da existência de um fabuloso acervo documental aberto ao publico pelos Estados Unidos sobre a deposição do presidente João Goulart pela CIA, Camilo Tavares mudou seus planos e decidiu abordar a participação do governo norte-americano na conspiração que resultou em uma ditadura de 21 anos.



O diretor se beneficiou de três volumosos pacotes de documentos, com divulgação autorizada pelo governo dos Estados Unidos. Além disso, o cineasta buscou mais informações em outras bibliotecas que conservam a memória de dois presidentes norte-americanos – John Kennedy (1961-1963) e Lyndon Johnson (1963-1969) – e em emissoras de televisão dos Estados Unidos.

Após assistir a todo material nesse vídeo faça as ligações com o venho postando aqui desde 2010. A morte de Kennedy em 1963 tem muito a ver com a nossa situação à época.

E o que não está nesse documentário para a TV?
Esse documentário tão rico de informações não será exibido pela rede globo, pois levantariam assuntos dos quais chamariam muita atenção aos sonâmbulos que futuramente passariam (se caíssem da cama) a ligar os pontinhos...

Então, aqui darei um pouco de historia sobre como somos manipulados pelas mídias profissionais orientadas pelos governantes “paralelos”. Cabe a você pesquisar o restante.

A emissora TV Globo nasceu junto com a ditadura militar. Foi ao ar no Rio pela primeira vez em 26 de Abril de 1965, pouco mais de um ano após o golpe militar.

O pai de Roberto Marinho havia fundado o jornal O Globo em 1925, mas morreu logo depois. Seus filhos herdaram o jornal. Aos 26 anos, em 1931,
Roberto Marinho tornou-se diretor do jornal. Na década de 40, Roberto Marinho deu início às transmissões da Rádio Globo e teve concessão de TV em 1957, pelo então presidente Juscelino Kubitscheck, cujo governo ele apoiava, e a segunda concessão foi dada pelo presidente João Goulart, cujo governo ele ajudou a derrubar...

A TV Excelsior havia sido a única empresa de televisão a se opor ao golpe militar de 1964 e os militares não se esqueceram disso. Em 1970 o governo cancelou sua concessão...


Em 1962 (dois anos antes do golpe) Roberto Marinho assinou um contrato de colaboração entra a Globo e o grupo americano Time-Life (coisas da CIA).

O acordo parecia contrariar a lei brasileira, na medida em que dava a uma empresa estrangeira interesses em uma empresa nacional de comunicações. Interesses na ordem de 6 milhões de dólares, enquanto que a melhor emissora do grupo Tupi tinha sido montada com 300 mil dólares.


Quando o segundo presidente militar, marechal Costa e Silva assumiu em 1967, o breve “Milagre Econômico Brasileiro” teve início. A
ditadura deu prioridade ao desenvolvimento de um moderno sistema nacional de telecomunicações. Os objetivos definidos foram, para variar, segurança nacional e integração (pão e circo). 


Chico Buarque comentou:
Era televisão e futebol. Construíram estádios e essa rede impressionante de telecomunicações por todo o Brasil, e ao mesmo tempo uma degradação crescente em termos de educação e saúde. Tudo isso foi descuidado

Após investigações parlamentares concluíram que o acordo Time-Life e Globo eram ilegais, a parceria foi dissolvida em 1969. Roberto Marinho ficou com total controle da TV Globo, enquanto suas concorrentes Tupi e Excelsior continuaram seu lento declínio.

Em 1972 o então presidente Médici inaugurou a televisão em cores em um grande festival, dizendo:

Sinto-me feliz todas as noites quando assisto o noticiário” ”Por quê?” “Porque no noticiário da TV Globo o mundo está um caos, mas o Brasil está em paz... É como tomar um calmante após um dia de trabalho...”

Roberto Marinho apoiou o candidato Tancredo Neves. Horas depois da sua eleição, Tancredo e Antônio Carlos Magalhães almoçaram com Roberto Marinho. Uma conversa particular apenas noticiada pelo O Globo, jornal do anfitrião. Tancredo “morreu” (ou foi suicidado) antes de assumir a Presidência da República, substituído por
José Sarney, um membro fundador do partido pró-governista militar.

A TV Aratu, em Salvador, Bahia, era afiliada à TV Globo há 18 anos, mas Roberto Marinho, em uma atitude unilateral inédita, encerrou o contrato da TV Aratu com a Rede Globo, em 1987, o que ocasionou uma queda de 80% na arrecadação daquela repetidora.

A nova emissora escolhida para repetir os sinais da Globo foi a TV Bahia, controlada por associados e parentes de ACM, àquela época Ministro das Comunicações, e com intenções de governar a Bahia.

A Globo sempre abria o jornal com o locutor dizendo assim:
Índice mensal da inflação foi de 40%. Caderneta de Poupança vai render 40%”. 

E a nova Constituição Brasileira tirou do presidente o poder de dar novas concessões de rádio e TV. Então... antes que ela entrasse em vigor, Sarney distribuiu 90 concessões para grupos políticos, sem contar com as 2 que são do próprio Sarney - afiliadas da Globo.

Temos que resgatar o documentário sobre a Globo feito pela BBC de Londres. Chama-se 'Brazil: Beyond Citzen Kane', (Além do Cidadão Kane) que Roberto Marinho impediu a entrada dele no Brasil...

Por que será?

laura botelho


Documentário exibido pela TV Brasil. Assista antes que tirem do ar.







meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos